Os 17 efeitos da desnutrição no corpo humano

A desnutrição é um problema sério que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, causando uma série de efeitos negativos no corpo humano. Os 17 efeitos da desnutrição incluem desde problemas de crescimento e desenvolvimento, até deficiências nutricionais, comprometimento do sistema imunológico, aumento do risco de doenças crônicas, entre outros. Este artigo irá explorar de forma mais detalhada cada um desses efeitos e a importância de uma alimentação adequada para a saúde e bem-estar.

Doenças causadas pela desnutrição: quais são e como prevenir.

A desnutrição é uma condição que ocorre quando o corpo não recebe os nutrientes necessários para funcionar adequadamente. Isso pode levar a uma série de doenças e complicações que afetam o corpo humano. Aqui estão os 17 efeitos da desnutrição no corpo:

1. Fraqueza e fadiga

A falta de nutrientes essenciais pode causar fraqueza e fadiga, tornando as atividades diárias mais difíceis de serem realizadas.

2. Problemas de crescimento

A desnutrição pode afetar o crescimento e desenvolvimento adequado, especialmente em crianças.

3. Infecções frequentes

Um sistema imunológico enfraquecido devido à desnutrição pode levar a infecções frequentes e prolongadas.

4. Anemia

A falta de ferro na dieta pode levar à anemia, causando fadiga, fraqueza e falta de ar.

5. Problemas de pele

A desnutrição pode causar problemas de pele, como ressecamento, descamação e feridas que demoram a cicatrizar.

6. Dificuldades de aprendizagem

Crianças desnutridas podem ter dificuldades de aprendizagem devido à falta de nutrientes essenciais para o desenvolvimento cognitivo.

7. Problemas de visão

A falta de vitamina A na dieta pode levar a problemas de visão, como cegueira noturna.

8. Problemas dentários

A desnutrição pode causar cáries, gengivite e perda de dentes devido à falta de nutrientes essenciais para a saúde bucal.

9. Problemas cardíacos

A falta de nutrientes pode levar a problemas cardíacos, como arritmias e insuficiência cardíaca.

10. Distúrbios digestivos

A desnutrição pode causar distúrbios digestivos, como constipação, diarreia e síndrome do intestino irritável.

11. Problemas respiratórios

A falta de nutrientes pode enfraquecer os pulmões, levando a problemas respiratórios, como asma e bronquite.

12. Depressão e ansiedade

A desnutrição pode afetar o equilíbrio químico do cérebro, levando a sintomas de depressão e ansiedade.

13. Atraso no desenvolvimento

Crianças desnutridas podem apresentar atraso no desenvolvimento físico e mental devido à falta de nutrientes essenciais.

14. Problemas hormonais

A desnutrição pode afetar a produção de hormônios, levando a desregulações no corpo.

15. Problemas de fertilidade

A falta de nutrientes pode afetar a fertilidade, tanto em homens quanto em mulheres.

16. Perda de massa muscular

A desnutrição pode levar à perda de massa muscular, tornando o corpo mais fraco e suscetível a lesões.

17. Problemas de saúde mental

A falta de nutrientes essenciais pode afetar a saúde mental, levando a sintomas de depressão, ansiedade e irritabilidade.

Para prevenir as doenças causadas pela desnutrição, é importante manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes essenciais. Incluir alimentos variados e coloridos na dieta, como frutas, verduras, legumes, proteínas magras e grãos integrais, pode ajudar a garantir a ingestão adequada de nutrientes. Além disso, é importante evitar dietas extremamente restritivas e procurar orientação de um profissional de saúde para garantir que as necessidades nutricionais do corpo sejam atendidas adequadamente.

Quais são os possíveis impactos da desnutrição na saúde das pessoas?

A desnutrição pode ter diversos impactos negativos na saúde das pessoas. Existem 17 efeitos da desnutrição no corpo humano que podem causar sérias complicações e prejudicar o bem-estar geral.

Um dos principais efeitos da desnutrição é a perda de peso e a fraqueza muscular. Quando o corpo não recebe os nutrientes necessários, ele começa a queimar massa muscular e gordura para obter energia, levando à perda de peso e fraqueza.

Outro impacto significativo da desnutrição é a diminuição da imunidade. A falta de nutrientes essenciais compromete o sistema imunológico, tornando a pessoa mais suscetível a infecções e doenças.

Relacionado:  Toxina botulínica (botox): características e usos desta substância

Além disso, a desnutrição pode afetar o desenvolvimento físico e cognitivo, especialmente em crianças. A falta de nutrientes durante os primeiros anos de vida pode causar atrasos no crescimento, comprometimento cognitivo e problemas de aprendizagem.

Outros efeitos da desnutrição incluem anemia, problemas de pele, queda de cabelo, distúrbios digestivos e até mesmo danos irreversíveis em órgãos vitais como o coração, fígado e rins.

Portanto, é crucial garantir uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes essenciais para evitar os efeitos prejudiciais da desnutrição na saúde das pessoas.

Impacto da desnutrição no metabolismo corporal: entenda como a falta de nutrientes prejudica a saúde.

A desnutrição é um problema grave que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, e seus efeitos no metabolismo corporal são devastadores. Falta de nutrientes essenciais pode causar uma série de complicações no organismo, afetando diretamente a saúde e bem-estar das pessoas.

Entre os efeitos da desnutrição no corpo humano, podemos destacar 17 principais consequências. Entre eles estão a perda de peso excessiva, fraqueza muscular, baixa imunidade, anemia, dificuldade de concentração, fadiga crônica, entre outros.

Além disso, a desnutrição pode levar a problemas mais graves, como distúrbios no metabolismo, alterações hormonais, retardo no crescimento e desenvolvimento inadequado, podendo afetar órgãos vitais como o coração, os rins e o fígado.

Por isso, é fundamental manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes para garantir o bom funcionamento do metabolismo e prevenir os efeitos negativos da desnutrição no corpo. Consultar um nutricionista pode ser fundamental para identificar possíveis deficiências nutricionais e adotar um plano alimentar adequado.

É importante estar atento aos sinais do corpo e buscar ajuda profissional para garantir uma alimentação saudável e equilibrada.

Conheça os três tipos de desnutrição que afetam a saúde humana.

A desnutrição é um problema global que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Ela pode ser causada por diversos fatores, incluindo a falta de acesso a alimentos nutritivos, doenças crônicas e condições de vida precárias. Existem três tipos principais de desnutrição que afetam a saúde humana: desnutrição energética-proteica, desnutrição calórica e desnutrição de micronutrientes.

A desnutrição energética-proteica ocorre quando a ingestão de calorias e proteínas é inadequada para atender às necessidades do corpo. Isso pode levar a sintomas como perda de peso, fraqueza muscular, fadiga e comprometimento do sistema imunológico. A desnutrição calórica, por outro lado, ocorre quando há uma ingestão insuficiente de calorias em geral, o que pode resultar em baixa energia, dificuldade de concentração e problemas de crescimento em crianças.

A desnutrição de micronutrientes refere-se à falta de vitaminas e minerais essenciais no organismo. Isso pode levar a uma série de problemas de saúde, como anemia, problemas de visão, comprometimento do sistema imunológico e desenvolvimento cognitivo prejudicado. É importante notar que a desnutrição pode ter efeitos duradouros no corpo humano, afetando o crescimento, o desenvolvimento e a saúde a longo prazo.

Portanto, é fundamental combater a desnutrição por meio de uma alimentação equilibrada e variada, garantindo a ingestão adequada de calorias, proteínas e nutrientes essenciais. A educação nutricional e o acesso a alimentos saudáveis são medidas essenciais para prevenir e tratar a desnutrição e promover a saúde e o bem-estar de indivíduos em todo o mundo.

Os 17 efeitos da desnutrição no corpo humano

Os 17 efeitos da desnutrição no corpo humano 1

Alimentar e nutrir é, juntamente com a hidratação e a respiração, uma das necessidades mais básicas, não apenas do ser humano, mas de todos os seres vivos. No caso de nossa espécie, precisamos comer para adquirir nutrientes suficientes para que nosso corpo funcione e sobreviva.

No entanto, existe uma alta porcentagem da população mundial que não tem acesso a alimentos suficientes para subsistir ou não é capaz de processar e usar os nutrientes neles. Essas pessoas são ou serão desnutridas, algo que gera uma série de consequências de severidade variável. Neste artigo, falaremos sobre os efeitos da desnutrição , bem como seu conceito.

Relacionado:  Diprogenta: o que é, como é usado e efeitos colaterais

Desnutrição: definição básica

Conforme indicado pela Organização Mundial da Saúde, chama-se desnutrição a existência de falta ou falta de alimentos ou a quantidade de calorias, nutrientes, vitaminas e minerais necessários à preservação de um estado de saúde adequado, sendo dito estado de acordo com o que é esperado com base na idade do indivíduo.

Em outras palavras, estamos enfrentando a falta de nutrientes suficientes no corpo para manter níveis ótimos de funcionamento. A ausência de nutrientes suficientes gerará o consumo de reservas internas de energia (e, se necessário, o organismo consome seus próprios tecidos para sobreviver), aparecendo um enfraquecimento progressivo do organismo que pode até levar à morte do sujeito.

  • Você pode estar interessado: ” Comer para ansiedade: por que isso acontece e como controlá-lo “

Tipos de acordo com causas

O conceito de desnutrição pode ser facilmente entendido, mas é necessário ter em mente que podemos realmente encontrar vários tipos de desnutrição, embora os efeitos sobre o organismo sejam semelhantes . Uma das classificações existentes leva em consideração a origem da ausência de nutrientes, gerando duas categorias principais.

No primeiro deles, a chamada desnutrição primária, a pessoa tem um déficit de nutrientes derivado de alimentos insuficientes ou fome. Essa falta de comida pode acontecer em vários contextos. O caso mais óbvio pode ser encontrado em pessoas que não têm acesso a uma quantidade suficiente de alimentos, como em países com fome e altos níveis de pobreza.

Outro tipo de situação em que a desnutrição primária aparece ocorre em pessoas que, apesar de viverem em um contexto em que podem acessar alimentos suficientes, não comem, sendo o caso de distúrbios alimentares como a anorexia nervosa .

Um segundo tipo de desnutrição é a chamada desnutrição secundária, na qual o indivíduo faz uma ingestão adequada e suficiente, mas que, devido a alguma alteração ou doença, não é capaz de metabolizar nutrientes. Isso implica que esses nutrientes não sejam integrados e utilizados pelo organismo, algo que também gerará efeitos adversos à saúde.

Efeitos da desnutrição

A falta de nutrientes tem efeitos consideráveis ​​no organismo, o que pode levar à morte em pessoas de qualquer idade, raça ou condição, se não forem alcançados elementos essenciais suficientes para manter os órgãos funcionando. Na maioria dos seres humanos, a desnutrição pode causar efeitos como os seguintes, embora os que apresentaremos não sejam os únicos.

1. Alterações no peso e volume corporal

Um dos aspectos mais rapidamente visíveis da desnutrição é a perda considerável de peso. No entanto, se a situação de desnutrição for prolongada e afetar hormônios como insulina e glucagon, é possível que ocorra alguma obesidade abdominal , decorrente da alteração do metabolismo alimentar.

2. Perda de massa muscular

Na ausência de proteínas suficientes, o corpo age para proteger sua sobrevivência extraindo a energia das fibras do próprio corpo, consumindo, por exemplo, fibras musculares no que é conhecido como catabolismo de proteínas .

3. Hipotonia e diminuição dos níveis de energia

Outra consequência da falta de nutrientes é a diminuição do tônus ​​muscular, com menos tensão e força muscular. Da mesma forma, há também uma grande diminuição na energia física e mental .

4. Fragilidade óssea

Assim como os músculos, os ossos também são afetados pela desnutrição. Eles se tornam mais frágeis e quebradiços , sendo mais provável a presença de lesões e lágrimas.

5. Amenorréia

O ciclo menstrual também é afetado pela desnutrição, e a falta de nutrientes pode causar irregularidades e até a cessação do período.

6. enfraquecimento do sistema imunológico

Um dos maiores afetados pela perda de nutrientes é o sistema imunológico. É gerada uma fraqueza neste sistema que dificulta a resposta a bactérias e vírus , sendo muito mais fácil o aparecimento de infecções e doenças.

Relacionado:  As 8 piores dores que os humanos sofrem

7. Irritação dentária e sangramento

Observa-se também presença de problemas dentários, apresentando frequentemente irritação gengival e até sangramento.

8. Edemas

É comum que a falta de nutrientes e a existência de desequilíbrios eletrolíticos decorrentes da nutrição insuficiente causem o acúmulo de líquidos em diferentes partes do corpo , causando inchaço na forma de edema.

9. Distúrbios cardiovasculares

A falta de nutrientes enfraquece o músculo cardíaco e os vasos sanguíneos e pode levar a arritmias, hipotensão, insuficiência cardíaca e morte.

10. Diminuição do funcionamento gastrointestinal

Não ter nutrientes suficientes para o corpo funcionar corretamente também afeta o trato digestivo , tornando-o incapaz de agir adequadamente. De fato, uma pessoa com desnutrição prolongada não pode começar a comer quantidades normais de AVC e deve se adaptar gradualmente para que a motilidade intestinal retorne ao seu curso habitual.

11. Capacidade cognitiva prejudicada

A desnutrição também afeta, e também muito, o sistema nervoso. No nível cognitivo, é comum gerar alterações na capacidade cognitiva, reduzindo a emissão de respostas elaboradas, a capacidade de planejar e tomar decisões , o julgamento ou a capacidade de concentrar ou inibir o comportamento.

12. Labilidade emocional, irritabilidade e problemas mentais

A falta de nutrientes afeta a capacidade de inibição comportamental e facilita as respostas de ataque / fuga. As emoções surgem mais facilmente do que o normal . Problemas de irritabilidade, ansiedade ou depressão são muito mais frequentes.

13. Afeta a capacidade respiratória

Pode gerar problemas no nível da capacidade do nosso corpo de oxigenar e expulsar o dióxido de carbono.

14. Abrandar o metabolismo

Quando o corpo capta que não possui nutrientes suficientes para funcionar adequadamente, ele tenta reduzir o metabolismo para economizar energia .

15. Disfunções pancreáticas e hepáticas

O fígado e o pâncreas também são afetados pela desnutrição, incapazes de purificar o sangue ou gerar insulina e glucagon e alterar o funcionamento do sistema digestivo.

16. problemas renais

A capacidade dos rins de atuar como um filtro para o sangue e que elimina resíduos e elementos nocivos também é afetada. A falta de nutrientes dificulta sua função, não filtrando esses elementos corretamente.

17. Anemia

Uma das consequências do déficit de nutrientes é o aparecimento de anemia, ou seja, a diminuição da produção de glóbulos vermelhos derivada da falta de componentes básicos, como ferro ou vitaminas. Ele gera tonturas, desmaios, dores de cabeça, arritmias, palidez, dormência e falta de suprimento sanguíneo para algumas partes do corpo.

Desnutrição na infância

Até agora, falamos sobre os diferentes efeitos da desnutrição em humanos. No entanto, foi demonstrado que o momento evolutivo em que a desnutrição aparece é de grande importância .

Especificamente, quanto mais cedo no desenvolvimento evolutivo, maior o impacto sobre o assunto. Dificuldades devido à falta de nutrientes durante o desenvolvimento farão com que ela seja alterada e não atingida a uma taxa ou de uma maneira típica, solicitando que você fique por algumas sequelas por toda a vida.

A desnutrição infantil é uma das mais graves, pois gera uma desaceleração no desenvolvimento físico e intelectual. Por exemplo, o crescimento geralmente é interrompido no nível de peso e altura e podem ocorrer retardo psicomotor e problemas de fala, além de dificuldades no nível de atenção. Inchaço ventral e problemas de cabelo também aparecem. O crescimento cerebral diminui e atrofia, podem ocorrer menos células gliais e problemas de mielinização.

Referências bibliográficas:

  • Martorell, R. (2007). Efeitos da desnutrição na saúde e desenvolvimento humano e estratégias eficazes para sua prevenção. Saúde pública do México, 49: 151.
  • Smith, L. e Haddad, L. (1999). Explicando a desnutrição infantil nos países em desenvolvimento: análise entre países. Documento de discussão da FCND 1999 (60) IFPRI, Washington, DC
  • Wisbaum, W. (2011). Desnutrição infantil Causas, consequências e estratégias de prevenção e tratamento. UNICEF.

Deixe um comentário