Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias

Os filósofos pré-democráticos foram os primeiros pensadores da Grécia antiga a se dedicarem à investigação racional do mundo e da natureza. Suas ideias influenciaram profundamente o desenvolvimento da filosofia ocidental e contribuíram para o surgimento da ciência e da lógica. Neste artigo, vamos explorar os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas ideias, que vão desde as teorias cosmológicas de Tales de Mileto até as reflexões éticas de Parmênides e Heraclito. Através da análise de seus pensamentos, podemos compreender melhor as origens da filosofia e seu impacto duradouro na forma como pensamos sobre o mundo.

Filósofos pré-socráticos: principais pensadores e suas teorias filosóficas importantes na antiguidade.

Os filósofos pré-socráticos foram os pensadores que viveram antes de Sócrates, que é considerado o marco inicial da filosofia ocidental. Eles buscavam compreender a natureza do mundo e do ser humano através da razão e da observação, sem recorrer a explicações míticas ou religiosas. Vamos conhecer os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas ideias:

1. Tales de Mileto: Considerado o primeiro filósofo, Tales buscava explicar a origem de todas as coisas através da água, que ele via como o princípio primordial do universo.

2. Anaximandro: Discípulo de Tales, Anaximandro propôs o conceito de “ápeiron”, ou o ilimitado, como a substância primordial e eterna que dá origem a todas as coisas.

3. Anaxímenes: Para Anaxímenes, o ar era o princípio fundamental do universo, que se transformava em diferentes elementos por meio de condensação e rarefação.

4. Pitágoras: Pitágoras acreditava na harmonia matemática como a essência do universo, e desenvolveu a teoria dos números como princípio fundamental da realidade.

5. Heráclito: Heráclito afirmava que tudo está em constante mudança, e que o fogo é o elemento primordial que governa o universo.

6. Parmênides: Parmênides argumentava que o ser é imutável e eterno, e que a mudança e o devir são ilusões da percepção humana.

7. Zenão de Eleia: Discípulo de Parmênides, Zenão desenvolveu paradoxos que questionavam a possibilidade do movimento e da multiplicidade no universo.

8. Empédocles: Empédocles propôs a teoria dos quatro elementos – terra, água, ar e fogo – como os constituintes fundamentais da realidade.

9. Anaxágoras: Anaxágoras introduziu a noção de “nous”, ou mente, como princípio ordenador do universo, que organiza os elementos primordiais de forma racional.

10. Demócrito: Demócrito desenvolveu a teoria atomista, que postula que tudo é composto por partículas indivisíveis chamadas átomos, em constante movimento e colisão.

Esses são apenas alguns dos principais filósofos pré-socráticos e suas contribuições para a filosofia antiga. Suas teorias e ideias influenciaram o pensamento ocidental e continuam a ser estudadas e debatidas até os dias atuais.

Lista dos 7 filósofos mais influentes da história da filosofia.

Os 30 filósofos pré-democráticos são figuras essenciais no desenvolvimento da filosofia ocidental. Suas ideias ajudaram a moldar o pensamento filosófico que viria a seguir, influenciando grandes pensadores ao longo dos séculos. Dentre esses filósofos, destacam-se os 7 mais influentes da história da filosofia.

Entre os filósofos pré-democráticos mais importantes estão Tales de Mileto, considerado por muitos o primeiro filósofo da história. Sua teoria de que a água é o princípio de todas as coisas foi revolucionária para a época. Anaximandro, discípulo de Tales, propôs a ideia do ápeiron como o princípio indeterminado e infinito que dá origem a todas as coisas.

Heráclito, conhecido como o “filósofo do devir”, defendia que tudo está em constante mudança e que o conflito é a essência do universo. Parmênides, por outro lado, argumentava que o ser é imutável e que o movimento é uma ilusão.

Empédocles, por sua vez, desenvolveu a teoria dos quatro elementos (terra, água, ar e fogo) como os constituintes básicos do universo. Anaxágoras introduziu a noção de nous, uma mente ou inteligência que organiza o caos primordial.

Por fim, Pitágoras, embora mais conhecido por suas contribuições na matemática, também teve grande impacto na filosofia ao propor a ideia de que o universo é governado por princípios matemáticos.

Esses 7 filósofos pré-democráticos foram fundamentais para o desenvolvimento da filosofia ocidental, influenciando diretamente o pensamento de grandes filósofos que viriam depois, como Platão e Aristóteles.

Quais filósofos se destacam ao longo da história da filosofia mundial?

Na história da filosofia mundial, diversos filósofos se destacaram ao longo dos séculos, contribuindo com ideias e teorias que influenciaram o pensamento humano. Entre os filósofos pré-democráticos mais importantes estão:

1. Tales de Mileto: Considerado o primeiro filósofo da história, Tales buscava explicar a origem e a natureza do universo através de elementos como água.

2. Anaximandro: Discípulo de Tales, Anaximandro propôs a teoria do “ápeiron”, uma substância primordial e indefinida que seria o princípio de todas as coisas.

3. Pitágoras: Conhecido por seus estudos matemáticos e a crença na transmigração das almas, Pitágoras influenciou não apenas a filosofia, mas também a ciência e a religião.

4. Heráclito: Defensor da ideia de que tudo está em constante mudança, Heráclito afirmava que “não se pode entrar duas vezes no mesmo rio”.

5. Parmênides: Contrapondo-se a Heráclito, Parmênides argumentava que a mudança é ilusória e que a realidade é imutável e eterna.

6. Empédocles: Defensor da teoria dos quatro elementos (terra, água, ar e fogo), Empédocles buscava explicar a formação do universo através da combinação desses elementos.

7. Anaxágoras: Introduziu a noção de “nous” (mente) como princípio ordenador do universo, influenciando a filosofia posterior.

8. Demócrito: Desenvolveu a teoria atomista, argumentando que tudo é composto por partículas indivisíveis chamadas átomos.

Esses são apenas alguns dos filósofos pré-democráticos mais importantes e suas ideias que marcaram a história da filosofia mundial. Suas contribuições foram fundamentais para o desenvolvimento do pensamento filosófico e científico que conhecemos hoje.

Conheça os 5 filósofos mais importantes da história da humanidade em um resumo completo.

Os filósofos pré-democráticos foram pensadores importantes que contribuíram significativamente para o desenvolvimento da filosofia ocidental. Entre os 30 filósofos mais importantes dessa época, destacam-se alguns nomes que se destacaram por suas ideias inovadoras e influentes.

Um dos filósofos mais importantes dessa época foi Tales de Mileto, que é considerado o primeiro filósofo da história. Ele acreditava que a água era o princípio de todas as coisas e buscava explicar o mundo através de elementos naturais.

Outro filósofo influente foi Pitágoras, que fundou uma escola de pensamento que valorizava a matemática e a geometria como formas de compreender o universo. Ele também desenvolveu a ideia de que a alma é imortal e passa por ciclos de reencarnação.

Relacionado:  As 4 escolas pré-democráticas mais importantes

Heráclito foi conhecido por sua teoria do fluxo perpétuo, em que ele afirmava que tudo está em constante mudança e que não podemos entrar no mesmo rio duas vezes. Sua visão do mundo como um processo contínuo de transformação teve um grande impacto na filosofia posterior.

Empédocles foi outro filósofo importante que desenvolveu a teoria dos quatro elementos – terra, água, ar e fogo – como os constituintes básicos de toda a matéria. Ele também introduziu a ideia de que o amor e o ódio são forças motrizes que governam o universo.

Por fim, Parmênides defendia a ideia de que o ser é imutável e eterno, rejeitando a ideia de mudança e pluralidade. Sua filosofia influenciou o pensamento de filósofos posteriores, como Platão e Aristóteles.

Esses são apenas alguns dos 30 filósofos pré-democráticos mais importantes da história, cujas ideias continuam a influenciar o pensamento filosófico até os dias de hoje.

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias

O pré – socráticos ter sido talvez uma das gerações mais importantes pensadores da história. Entre seus representantes, podemos encontrar filósofos tão esclarecidos quanto Thales de Mileto , Pitágoras ou Heráclito .

A filosofia pré-democrática é definida como a desenvolvida antes e ao mesmo tempo Sócrates . Aristóteles se referia a todos os pensadores deste grupo como physikoi, porque buscavam explicações naturais para os fenômenos que observavam.

Os filósofos pré-socráticos rejeitaram a visão mitológica tradicional da época para fornecer uma explicação mais racional das coisas.

Você também pode estar interessado nesta lista de filósofos da Idade Antiga ou nesta da Idade Média .

Lista dos filósofos pré-democráticos mais importantes

Thales of Miletus

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 1

Thales of Miletus (624 aC – 546 aC), nascido em Mileto (hoje Turquia), é tradicionalmente reconhecido como o primeiro filósofo e matemático ocidental. Ele foi capaz de prever com precisão o eclipse solar que ocorreu em 28 de maio de 585 aC e era conhecido como um grande astrônomo, geômetro, estadista e sábio.

Dizem que Thales foi o primeiro a perguntar sobre a composição básica do universo e estabeleceu que a Primeira Causa era a água. Ele tem a capacidade de mudar de forma e se mover, permanecendo intacto em substância.

Não existem escritos conhecidos feitos por Thales e tudo o que se sabe sobre sua vida e obra é através do que outros escreveram sobre ele.

Heráclito

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 2

Heráclito de Éfeso (535 aC – 475 aC), nascido em Éfeso (hoje Turquia), era conhecido por seus contemporâneos como filósofo das trevas, porque seus escritos eram bastante difíceis de entender.

Ele é mais conhecido por suas doutrinas de que as coisas estão mudando constantemente (fluxo universal), a atração de opostos e que o fogo é o material básico do mundo. Em sua cosmologia, ele afirma que o mundo não foi criado por Deus ou pelo homem, mas sempre foi e existirá por si mesmo.

Pitágoras

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 3

Pitágoras de Samos (570 aC – 495 aC) foi um filósofo e matemático grego e fundador de um movimento conhecido como pitagóricos. Ele fez grandes contribuições para a filosofia e a religião, mas é mais conhecido por ter desenvolvido o teorema de Pitágoras que leva seu nome.

Como discípulo de Anaximandro, sua visão da astronomia era a mesma de seu tutor. Muitas das conquistas creditadas a ele foram de fato realizadas por seus colegas e sucessores.

Não há escritos conhecidos feitos por ele mesmo e a maioria das informações conhecidas sobre ele foi compilada por outras pessoas ao longo dos séculos.

Parmênides

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 4

Parmênides de Eléia (n. 515 aC) era um filósofo grego nascido na colônia de Elea, no sul da Itália. Ele é conhecido por ser o fundador da Escola Eleatic de filosofia, que ensina uma visão estritamente monística da realidade.

Este princípio é baseado na crença de que o mundo é um em substância, não foi criado e é indestrutível. Na sua visão, a mudança não é possível e a existência é eterna, uniforme e imutável. Parmênides era um discípulo de Xenófanes de Colofão, mas deixou seu professor para seguir sua própria visão.

Anaximander

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 5

Anaximandro (610 aC – 545 aC) foi um filósofo grego pré-socrático que viveu em Mileto, na Turquia moderna. Ele pertencia à Escola de Mileto e era um discípulo de Thales.

Ele acabou se tornando professor dessa mesma escola e contou Anaximenes e Pitágoras entre seus alunos. Ele foi um defensor da ciência e tentou observar os diferentes aspectos do universo, em particular suas origens.

Ele acreditava que a natureza era controlada por leis, da mesma maneira que as sociedades humanas, e qualquer perturbação no equilíbrio dela não poderia durar muito.

Empédocles

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 6

Empédocles (490 aC – 430 aC) foi um filósofo e poeta nascido em Acagras, na Sicília grega. Ele foi um dos filósofos mais importantes que trabalhou antes de Sócrates e um poeta de grande habilidade e influência para personagens posteriores como Lucrécio.

Ele é mais conhecido por ser o criador da teoria cosmogônica clássica dos quatro elementos e também propôs que as forças do amor e do conflito se misturam e separam cada um dos elementos. Influenciado pelos pitagóricos, Empédocles era vegetariano e apoiou a teoria da reencarnação.

Anaxágoras

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 7

Anaxágoras (510 aC – 428 aC) era um filósofo grego pré-socrático nascido em Clazomenae na Ásia Menor. Ele viveu e ensinou em Atenas por mais de 30 anos. Sua visão descreveu o mundo como uma mistura de ingredientes primários imperecíveis.

A mudança nunca foi causada pela presença absoluta de um ingrediente em particular, mas pela preponderância de alguns deles em relação aos outros. Ele introduziu o conceito de Nous (Mente) como uma força ordenadora que se move e separa a mistura original, que tinha características homogêneas.

Demócrito

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 8

Demócrito (460 aC – 370 aC) foi um filósofo grego pré-socrático nascido em Abdera, Trácia. Ele é mais conhecido por sua formulação da teoria atômica do Universo, que é bastante semelhante à estrutura atômica proposta no século XIX.

É difícil distinguir suas contribuições daquelas de seu mentor Leucipo, pois ambas são mencionadas ao mesmo tempo em vários textos.

Dizem que Platão manteve uma rivalidade com isso e mandou queimar todos os seus livros, de modo que hoje apenas fragmentos de seu trabalho são conhecidos. Demócrito é considerado por muitos o pai da ciência moderna.

Relacionado:  Metaética: o que você estuda, metaética

Zenão de Eléia

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 9

Zenão de Eléia (490 aC – 430 aC) era um filósofo pré-democrático da escola primária fundada por Parmênides. É conhecido exclusivamente pela proposição de um grande número de paradoxos engenhosos, particularmente os que dizem respeito ao movimento.

Ele também foi chamado como o inventor da dialética e é creditado por ter lançado as bases da lógica moderna. Aristóteles estava em contradição com as idéias de Zenão sobre o movimento e as chamou de falácias.

No entanto, muitos pensadores e filósofos ao longo dos milênios mantêm seus pensamentos em vigor ao tentar explicar.

Protágoras

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 10

Protágoras (490 aC – 420 aC) era um filósofo grego pré-socrático nascido em Abdera, Trácia. Ele é considerado o primeiro a promover a filosofia do subjetivismo, argumentando que a interpretação da realidade é relativa a cada indivíduo em experiência, julgamento e interpretação.

Protágoras foi o primeiro a ensinar essa visão como sofista. Um sofista era professor de retórica, política e lógica que atuava como professor particular para jovens de classes ricas.

Anaximetos de Mileto

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 11

Anaximenes de Mileto (585 aC – 528 aC) era um filósofo grego pré-socrático, considerado o terceiro da Escola de Mileto e discípulo de Anaximandro. Anaximenes é mais conhecido por sua doutrina de que o ar é a fonte de todas as coisas, diferindo de seus antecessores como Thales, que considerava a água como fonte.

A partir dessa idéia, ele construiu uma teoria que explica a origem da natureza, a terra e os corpos celestes que a cercam. Anaximenes também usou suas observações e raciocínio para fornecer causas de fenômenos naturais, como terremotos, raios e arco-íris.

Leucipo de Mileto

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 12

Leucipo de Mileto Fonte da imagem: Wikimedia.org.

Leucipp de Mileto (século 5 aC) é considerado um dos primeiros filósofos a desenvolver uma teoria sobre o atomismo. Isso se baseia na crença de que todas as coisas são compostas inteiramente de várias unidades indivisíveis e indestrutíveis chamadas átomos.

Leucipo aparece constantemente como o professor Demócrito, a quem ele também formulou uma teoria atômica.

Um debate sobre a existência de Leucipo foi criado há algum tempo, já que suas supostas contribuições à teoria atômica tendem a ser difíceis de discernir das de Demócrito.

Colophon Xenophanes

Os 30 filósofos pré-democráticos mais importantes e suas idéias 13

Veja a página do autor [Domínio público], via Wikimedia Commons

Xenófanes de Colofão (570 aC – 475 aC) foi um filósofo, teólogo, poeta e crítico grego. Alguns de seus escritos percebem um ceticismo em que as visões religiosas tradicionais eram satirizadas como projeções humanas.

Ele estabeleceu que os humanos eram entidades independentes dos deuses e que as descobertas na ciência e em outras áreas eram resultado do trabalho humano e não de favores divinos.

Quanto ao mundo físico, Xenófanes escreveu que o mundo era composto de dois opostos: o molhado e o seco. Ele também acreditava na existência de um número infinito de mundos que não se justapuseram ao longo do tempo.

Górgias

Górgias de Leontino (485 aC – 380 aC) foi um filósofo, orador e retórico da Sicília. Ele é considerado um dos fundadores do sofismo, um movimento tradicional associado à filosofia, que enfatiza a aplicação prática da retórica na vida política e civil.

Como outros sofistas, Górgias era um itinerante que praticava em várias cidades, dando exposições públicas e cobrando instruções e conversas particulares. Suas performances incluíram perguntas espontâneas do público para respostas improvisadas.

Euclides

Euclides (n. 300 aC) era um matemático grego mais conhecido por ser o “pai da geometria”. Ele viveu e trabalhou em Alexandria durante o reinado de Ptolomeu I. “Elements” é um de seus trabalhos mais influentes sobre a história da matemática, sendo usado como um livro de referência para ensinar o assunto desde sua publicação até o início do século. XX.

Neste livro, Euclides deduz os princípios do que hoje é conhecido como geometria euclidiana a partir de uma série de axiomas.

Philolaus

Filolao (470 aC – 385 aC) foi um filósofo grego e contemporâneo pitagórico de Sócrates. Ele foi uma das três figuras mais importantes da tradição pitagórica, chegando a escrever um tratado retórico sobre filosofia.

Filolao foi o primeiro a declarar que a Terra não era o centro estacionário do cosmos, mas que se movia em torno de um fogo central junto com as estrelas fixas, os cinco planetas, o Sol, a Lua e uma misteriosa terra paralela.

Ele argumentou que o cosmos e o todo eram feitos de dois tipos básicos de coisas: coisas limitadas e ilimitadas.

Crotone Alcmeón

Alcmeón de Crotona (510 aC) foi um dos mais importantes filósofos naturais e teórico médico da antiguidade. Ele foi o primeiro a apoiar a importância do cérebro como base da consciência e inteligência. Também pratico a dissecção de corpos humanos para fins de pesquisa.

Para Alcmeón, a alma era a fonte da vida. Ele também estabeleceu que a harmonia cósmica é a harmonia entre pares opostos e, portanto, a saúde humana consistia no equilíbrio dos compostos opostos no corpo.

Archelaus

Archelaus (século V aC) era um filósofo grego, ala de Anaxágoras e possível professor de Sócrates. Ele é mais conhecido por estabelecer o princípio de que o movimento era a separação do quente do frio e do qual ele tentou explicar a formação da Terra e a criação de animais e seres humanos.

Archelaus sustentou que o ar e o infinito eram o começo de todas as coisas. Ele também afirmou que a Terra era plana, mas que a superfície estava deprimida no centro. Del Sol chegou a dizer que era a maior de todas as estrelas.

Brontinus

Brontinus de Metaponto (século VI aC) era um filósofo pitagórico e discípulo do próprio Pitágoras. Não se sabe se ele era o pai ou marido do filósofo Theano. Alguns poemas órficos também são reconhecidos. Além disso, ele é creditado com o ponto de vista em que a mônada, ou primeira causa, transcendeu todos os tipos de razão e essência em poder e dignidade .

Damo

Damo (n. 500 aC) era um filósofo pitagórico nascido em Crotone, que se acredita ser filha de Pitágoras e Theano. Como na escola formada por seu pai, ele assumiu a responsabilidade pelo trabalho de seus membros, muitas das contribuições criadas por ela foram atribuídas a ele.

Relacionado:  O que é multicausalidade? Recursos mais relevantes

Segundo uma história, Pitágoras herdou seus escritos de Damo, e ela os manteve recusando-se a vendê-los, com a firme convicção de que o conhecimento neles armazenado era mais valioso que o ouro.

Diógenes de Apolônia

Diógenes de Apolônia (n. 425 aC) era um filósofo grego nascido na colônia grega de Apolônia na Trácia. Ele acreditava que o ar era a única fonte de toda a existência e, como força primária, possuía inteligência.

Todas as outras substâncias no universo foram derivadas do ar por meio de condensação e rarefação. Diógenes também argumentou que há um número infinito de mundos, assim como um vazio infinito.

Quanto à Terra, ele acreditava que era redonda e sua forma era o produto do vapor quente girando sobre ela.

Hermotimo de Clazómenas

Hermotimo de Clazómenas (século VI aC) foi um filósofo que propôs que as entidades físicas são estáticas e a mente é a causa da mudança. Hermótimo pertence a uma classe de filósofos que apoiavam uma teoria dual de um princípio material e uma ativa como causas do universo.

Hipopótamo

Hipón (século V aC) era um filósofo grego pré-socrático e está relacionado a nascer em Regio, Metaponto, Samos ou Crotone. Também é possível que tenha havido mais de um filósofo com esse nome.

Embora fosse um filósofo natural, Aristóteles se recusou a colocá-lo junto com outros filósofos pré-socráticos devido à “insignificância de seus pensamentos”. Ele foi acusado de ateísmo, mas como não há registro de seus textos, não é possível saber o porquê.

Ele acreditava que a água e o fogo eram os elementos primários, sendo a água a origem do fogo e se desenvolvendo para ser o começo de todas as coisas. Ele também demonstrou interesse em biologia e afirmou que todos os seres vivos têm um nível adequado de umidade para funcionar.

Meliso de Samos

Meliso de Samos (século V aC) foi o terceiro e último membro da escola primária de filosofia. Sabe-se que ele era o comandante de uma frota de navios pouco antes da Guerra do Peloponeso.

Como Parmênides, Meliso estabeleceu que a realidade sempre existiu, é indestrutível, indivisível e permanece imóvel, sem mudanças. Ele chegou a argumentar que a existência é ilimitada e se estende ao infinito em todas as direções.

Seus pensamentos foram escritos em prosa e não em poesia como Parmênides, e deles apenas 10 fragmentos são p
eservados.

Chios Metrodoro

Metrodoro de Chíos (século IV aC) era um filósofo grego pertencente à escola de Demócrito e antecessor de Epicuro. É considerado um aluno de Neso de Chíos ou alguns acreditam que o próprio Demócrito.

Metrodoro era considerado um cético e incluía entre seus conceitos a teoria dos átomos e do vazio e a pluralidade de mundos. Ele também apoiou a teoria de que as estrelas eram formadas dia a dia pela umidade do ar no calor do sol.

Ele é creditado por ter uma visão cosmológica avançada para o seu tempo, argumentando que “um único pedaço de trigo em um grande campo é tão estranho quanto um mundo único em um espaço infinito”.

Lámpsaco Metrodoro

Lampsaco Metrodoro (331 aC – 277 aC) foi um filósofo grego da escola epicurista. Ele acreditava que a felicidade perfeita vinha de ter e manter um corpo bem constituído. Ele encontrou conflito com seu irmão por não admitir que a barriga era uma prova e medida das coisas que pertenciam a uma vida feliz.

Myia

Myia (n. 500 aC) era uma filha filósofa pitagórica de Theano e Pitágoras. Ela era casada com Milo de Crotona, um atleta. Uma carta datada do século II aC é atribuída a Myia e endereçada a um Phyllis. Isso descreve como atender às necessidades de um recém-nascido de acordo com os princípios de harmonia.

Segundo ela, um bebê naturalmente quer as coisas com moderação e quem cuida de seus cuidados deve atender a essas necessidades com a mesma moderação.

Ferécides de Siros

Freécides de Siros (século VI aC) era um pensador grego nascido na ilha de Siros. Sua principal contribuição é uma cosmogonia derivada de três princípios divinos conhecidos como Pentâmico: Zas (Zeus), Cthonie (Terra) e Chronos (Tempo).

Isso constituiu uma união entre o pensamento mitológico de Hesíodo e a filosofia pré-socrática. Amostras diretas de seu trabalho não são preservadas, mas isso é referenciado por filósofos do período helenístico.

Ele foi o primeiro pensador a quem a comunicação de suas reflexões filosóficas em um estilo prosaico é reconhecida.

Prática de CEO

Pródico de Ceos (465 aC – 395 aC) foi um filósofo grego conhecido por fazer parte da primeira geração de sofistas. Ele chegou a Atenas como embaixador Ceos e rapidamente se tornou conhecido por ser um orador e professor.

Platão considera Pródico com grande respeito por outros sofistas e, em seus diálogos, Sócrates aparece como amigo. Ele reconhece a teoria linguística e a insistência no uso correto das palavras.

Como outros sofistas, Pródico interpretou a religião como a personificação do Sol, da Lua, dos rios, das fontes e de qualquer outro elemento que traria conforto à vida.

Antífona, o sofista

Antífona (480 aC – 411 aC) era um falante e filósofo grego que morava em Atenas. Um de seus textos em teoria política é importante porque é o precursor da teoria dos direitos naturais.

Sua visão expressa princípios de igualdade e liberdade associados à democracia. A natureza é vista como uma entidade que requer espontaneidade e liberdade, em contraste com as restrições impostas pelas instituições.

Antífon também era matemático e foi o primeiro a atribuir um limite superior e inferior ao valor de pi.

Referências

  1. O’Grady, Patricia. Enciclopédia da Internet sobre Filosofia. [Online] [Citado em: 8 de fevereiro de 2017.] iep.utm.edu.
  2. Stanford Encypclopedia of Philosophy. Heráclito [Online] 8 de fevereiro de 2007. [Citado em: 8 de fevereiro de 2017.] plato.stanford.edu.
  3. Mark, Joshua J. Enciclopédia da História Antiga. Parmênides [Online] 28 de abril de 2011. [Citado em: 8 de fevereiro de 2017.] ancient.eu.
  4. Hoje em História da Ciência. Metrodorus de Quios. [Online] [Citado em: 8 de fevereiro de 2017.] todayinsci.com.
  5. Philosophy.org. Discípulos e sucessores de Epicuro. [Online] 2002. [Citado em: 8 de fevereiro de 2017.] filosofia.org.

Deixe um comentário