Os 4 objetivos da comunicação e suas características

Os objetivos da comunicação são definidos como todos os objetivos que o homem tem em mente ao gerar mecanismos, instrumentos e estratégias para transmitir suas idéias. O ser humano é um ser social; consequentemente, a comunicação com seus pares tem o objetivo imediato de reafirmar essa condição.

Em geral, entende-se que a comunicação é uma interação entre um remetente e um destinatário. A mensagem compartilhada pode ser um fato, pensamento ou estado sensível.

Os 4 objetivos da comunicação e suas características 1

Fonte: pixabay.com

A princípio, o homem queimou o centro de um tronco e colocou uma pele de animal nele. Assim, ele obteve um tambor e foi capaz de transmitir mensagens sonoras a distâncias consideráveis.

Paralelamente à evolução do homem primitivo, sua necessidade de comunicação se tornou cada vez mais complexa. A adoção de padrões comuns de sinais (linguagem) representou um avanço no fato comunicacional. Da mesma forma, os objetivos da comunicação diversificaram e se tornaram mais elaborados.

Atualmente, existem meios de comunicação muito avançados que são usados ​​para fins de comunicação avançados. Agora, os propósitos de propor, divertir, influenciar e criar opiniões são adicionados.

A lista continua a crescer na medida em que o idioma e a mídia se tornam mais sofisticados e específicos.

Lista de fins de comunicação

Os 4 objetivos da comunicação e suas características 2

-Informar

Notícias

Um dos propósitos mais comuns e antigos da comunicação tem sido relatar fatos. Desde o início da humanidade, as pessoas compartilham conhecimento sobre o mundo ao seu redor, participando, assim, da comunicação informativa. Ao divulgar fatos, o que é conhecido como notícia é transmitido.

As notícias, meios utilizados para divulgar as notícias, não foram excluídas do grande desenvolvimento das comunicações. Desde os arautos até chegar às grandes cadeias de informações, eles percorreram um longo caminho para melhorar a coleta e disseminação de notícias.

Em geral, seu objetivo é tentar apresentar uma visão imparcial e objetiva das notícias que eles espalham. Tudo isso requer muita dedicação e dedicação na coleção.

É importante que apenas as notícias que foram verificadas possam ser transmitidas. O estilo de divulgação é direto e concreto, evitando apresentar o lado interpretativo das notícias.

Relacionado:  Anacoluto: características, tipos, exemplos

Por outro lado, o imediatismo representa uma das conquistas mais notáveis ​​da evolução do processo de informação noticiosa.

Hoje, as notícias gerenciam recursos que lhes permitem divulgar o evento simultaneamente com a sua ocorrência. Isso reduziu as distâncias no tempo e no espaço para coleta e disseminação.

Artigos de opinião

Os artigos de opinião consistem no desenvolvimento de uma opinião ou ponto de vista de uma pessoa ou instituição em relação a um tópico de interesse público.

Essa pessoa ou instituição, identificando-se adequadamente como o autor do texto, desenvolve uma série de idéias que o levam a uma conclusão.

Estes artigos podem ser da opinião do autor ou de alguém diferente. Embora a linguagem utilizada seja objetiva, o artigo privilegia a opinião do escritor ou entrevistado. Como estrutura de referência para a análise, fatos reais são usados.

Editores jornalísticos

Os editoriais representam a opinião da mídia sobre um fato que choca ou motiva uma comunidade. Seu estilo é caracterizado por ser argumentativo e expositivo.

A fonte responsável (autor) do editorial não é identificada. No entanto, sempre se assume que o meio de informação é solidário com os conceitos emitidos.

Outras informações

Sob essa modalidade, outros meios de disseminar informações são agrupados. Os tópicos das informações são variados, assim como os estilos e o idioma. Entre eles, destacam-se os meios utilizados para transmitir informações científicas e acadêmicas.

Assim, existem várias modalidades para cumprir um dos objetivos mais importantes da comunicação: informar. Isso inclui anuários, relatórios técnicos e conferências.

-Entertain

Entre os múltiplos propósitos da comunicação, o entretenimento é o mais variado. O entretenimento está ligado ao senso de humor e prazer, que são fatos culturais. Nesse sentido, existem tantas formas de entretenimento quanto culturas no mundo.

Além disso, esse número aumenta exponencialmente porque, mesmo dentro da mesma cultura, nem todo mundo se diverte da mesma maneira.

Relacionado:  Efraín Huerta: biografia, estilo e obras

Significa então que o entretenimento é cultural e pessoal. Daí a grande variedade de formas de entretenimento.

Por ser tão variada e pessoal, a linguagem usada no entretenimento é especializada e específica.Você pode ser altamente enriquecido com recursos gráficos e auditivos estimulantes, como cor, geometria e sons, para atingir seu objetivo.

Atualmente, as empresas dedicadas ao treinamento usam tecnologia de ponta dos avanços do computador.

– Persistir

Campanhas comerciais

Campanhas comerciais são todas aquelas destinadas a influenciar a decisão de uma pessoa ou grupo de pessoas em relação a uma opção específica em um grupo disponível.

Eles servem a um dos propósitos da comunicação: destacar os benefícios de um produto ou serviço em uma variedade disponível deles.

Uma de suas peculiaridades é a sobrecarga de palavras e gráficos, privilegiando o efeito no conteúdo da mensagem.

A combinação de imagens e textos destina-se a permitir que os destinatários nomeiem, relatem, assimilem a ideia e optem por uma opção preferida.

As campanhas publicitárias baseiam sua eficácia em uma linguagem de publicidade específica e em constante evolução. Sua principal ferramenta são os slogans. São frases ou frases curtas, fáceis de lembrar e totalmente compatíveis com o produto e a campanha.

Campanhas políticas

Nos casos de campanhas políticas, os objetivos da comunicação são vencer as eleições ou os processos de votação ou seleção. Ao contrário das campanhas publicitárias, os produtos aqui são motivos ou idéias. Compartilhe com a publicidade a intenção de preencher anseios e expectativas.

Por outro lado, seus fundamentos são confiança, sinceridade e compromisso mútuo. Este tipo de campanha está sujeita a monitoramento permanente dos resultados e projeções devido ao pouco tempo entre ela e as eleições.

Ele também compartilha com a publicidade o uso de slogans para concentrar em poucas palavras os supostos benefícios do candidato.

Outras campanhas

Dentro dessa linha, estão todas as campanhas que, sem promover idéias ou produtos, buscam ganhar a preferência do público ignorando outras campanhas semelhantes.

Relacionado:  Gerardo Diego: biografia, estilo, frases e obras

É o caso das campanhas educativas, culturais, de captação de recursos e das chamadas televisões televisivas.

Nos últimos anos, e graças ao avanço da mídia (especialmente mídia eletrônica e redes sociais), novas campanhas surgiram. Eles adicionam uma nova variedade de propósitos de comunicação.

Esses são os chamados “influenciadores” que, por meio de suas redes de comunicação, tentam se posicionar como produtos confiáveis, com alto potencial de colocação de produtos ou idéias.

Sentimentos -Express

Expressar sentimentos representa um dos propósitos de comunicação mais complicados a serem transmitidos por variedade nas formas de expressão.

Em geral, o trabalho de expressar sentimentos recai sobre as palavras. No entanto, às vezes são insuficientes para transmitir fortes cargas sensoriais.

Freqüentemente, a mensagem é mal interpretada. Daí a complexidade de sua transmissão. Uma das maneiras de minimizar esse risco é combinar o meio principal (o falado) com outros meios secundários de reforço. Esses meios são toque, expressões faciais, linguagem corporal e sons.

Com o avanço da mídia, as maneiras de transmitir sentimentos se expandiram. E-mails, redes sociais e sites fazem parte da revolução das comunicações.

Esses tipos de comunicação fazem uso intensivo de mídias audiovisuais, como vídeos, mensagens de voz e emoticons, entre outros.

Referências

  1. Viggiano Guard, NV (2009). Linguagem e Comunicação. Retirado de unpan1.un.org.
  2. Criação Literária (s / f). Propósitos de comunicação. Retirado de creacionliteraria.net.
  3. Metaportal (s / f). Os meios de comunicação. Retirado de antioquiatic.edu.co.
  4. Santos García, D.V. (2012). Fundamentos da comunicação. Retirado de aliat.org.mx.
  5. Jowett, G. e O’Donnell, V. (2006). Propaganda e persuasão. Mil Carvalhos Publicações SAGE.
  6. Grandío, M. del M. (s / f). O entretenimento na televisão. Um estudo da audiência a partir da noção de gosto. Retirado de unav.es.
  7. Aparici Marino, R. (2010). A construção da realidade na mídia. Madri: Editorial UNED.
  8. Gómez Abad, R. (2015). Comunicação em língua espanhola. Madri: Ideas Propias Editorial SL
  9. Gunther, R. (2013, 4 de maio). Comunicar emoções online. Retirado de psychologytoday.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies