Os 5 elementos sociais mais importantes

Os elementos sociais são todos os aspectos do ser humano em sua comunidade. Sua distribuição, seu território, as características de sua população e suas características culturais são algumas delas.

Também elementos sociais são a organização política do ser humano e tudo o que está enquadrado nos fatores que condicionam o comportamento do indivíduo.

Os 5 elementos sociais mais importantes 1

A família é um elemento social

Uma noção de sociedade define-a como um grupo natural ou acordado de pessoas, que constituem uma unidade distinta de cada um de seus indivíduos, a fim de cumprir, por cooperação mútua, todos ou alguns dos fins da vida.

Outra conceituação é entendida como um conjunto de indivíduos em seus relacionamentos mútuos e como membros de grupos.

Está implícito que a sociedade entende a contubercência das relações sociais, porque nela ocorrem as interações, que são as “expectativas recíprocas” entre os comportamentos dos indivíduos que compõem o grupo social e a população.

Os cinco principais elementos sociais

1- Família

A família é a primeira instituição social à qual um indivíduo pertence e a mais antiga e permanente conhecida desde tempos imemoriais.

O modo como essa instituição mudou ao longo dos séculos influencia diretamente o bom comportamento ou o desequilíbrio das sociedades.

Necessidades essenciais como alimentação, educação, moradia, proteção e saúde são atendidas por toda a família.

Esta é a razão pela qual a estrutura familiar é tão importante na sociedade: sua função como instituição é transferir os valores e costumes aos membros, para que eles possam experimentar sua própria integração social e moldar sua identidade.

Na família, é onde o indivíduo aprende a interagir, a se expressar através de emoções e modos de pensar, a se comunicar e a participar da sociedade.

Sem a família, nenhum dos elementos sociais existiria e nenhum dos propósitos do indivíduo seria cumprido.

Relacionado:  Quais são os componentes sociais de Guerrero?

2- Status

Os antigos começaram a falar sobre o interesse de estabelecer um sistema de normas que aprovasse a coexistência de pessoas na sociedade.

Na polis da Grécia antiga, homens livres se reuniam para pensar em questões normativas, econômicas, de guerra, religiosas e familiares.

Séculos passaram pelo nascimento do Estado moderno, que mudou sua personalidade feudal do instrumento dominante de uma única classe social, para uma entidade que procurava responder ao interesse comum da sociedade.

Portanto, se o Estado é uma instituição política que representa os interesses da sociedade, outra de suas funções insubstituíveis será fortalecer a convivência entre todos os indivíduos ou cidadãos.

Esse fortalecimento é alcançado através do exercício de sua autoridade e das garantias dos direitos das pessoas, conforme estabelecido nas leis democráticas.

Três elementos essenciais do Estado

– Território, definido como o espaço jurisdicional em que o Estado tem o direito de exercer poder.

– População, o grupo de seres humanos que habita o território de um estado.

– Governo, referente ao grupo de instituições que, em teoria, tem a responsabilidade de conduzir as ações do Estado de acordo com as leis.

De uma perspectiva mais sociológica, a população é “um conjunto de indivíduos ou objetos sujeitos a uma avaliação estatística por amostragem”.

Em outras palavras, a população é um elemento do Estado, e essa é uma forma de organização social criada e administrada por leis e leis.

Então, o Estado é a instituição ou entidade que tem o poder de administrar a sociedade que o forma.

Dessa forma, a população está associada ao Direito e à Sociologia, porque a população é uma forma de agrupamento social e um fator de uma estrutura político-jurídica.

Relacionado:  Shuttleball: história, regras e materiais, campo, variantes

3- População

A população é composta por vários grupos sociais: trabalhadores e empregadores, médicos e pacientes, professores e estudantes.

O direito, por outro lado, é inventado por um setor de um grupo social da população: legisladores; e é aplicado por outro grupo social: por exemplo, a polícia.

A aplicação de todas essas normas legais é feita em todos os grupos sociais que compõem a sociedade.

4- Grupo social

Um grupo social é representado pela pluralidade de seres humanos que fazem parte de uma convenção material ou mental, com interesses e laços comuns de pertença e identidade.

Outra noção de grupo social diz que é o grupo de pessoas que mantém um relacionamento, coesão e organização mínimos para alcançar objetivos comuns.

O grupo de indivíduos que se une através da mesma rede ou sistema de relacionamentos é conhecido como grupo social, uma associação na qual são estabelecidos padrões que foram aceitos por todos os seus membros e que lhes permitem interagir entre si de maneira padronizada .

As interações e relacionamentos são desenvolvidos em um sistema de papéis e status unidos por um senso de interesses iguais, com o qual eles podem reconhecer ou diferenciar seus membros daqueles que não o são.

Classificação de grupos sociais

– Com base na comunidade, economia, religião, política, educação, cultura, trabalho, etc.

– Dependendo da interação de seus membros: coesão mínima ou forte.

– Dependendo do tamanho: se são grandes ou pequenos grupos sociais.

5- Individual

Os indivíduos são a unidade básica da família, grupos sociais e população. Visto da biologia, um ser humano é unitário e indivisível, com controle sobre suas propriedades críticas, fisiológicas e estruturais.

A definição de relacionamento social está ligada às inúmeras formas ou formas de comportamento humano entre as pessoas.

Relacionado:  50 exemplos de tolerância em destaque

Mulheres e homens não apenas se reúnem lado a lado, mas realizam ações das quais dependem, relacionadas ao comportamento de outras pessoas.

O indivíduo é um produto da sociedade. Dentro dela, cria-se a noção de cultura, um elemento único através do qual a personalidade ou identidade do indivíduo é moldada, um processo que ocorre apenas através da interação social.

Portanto, ninguém escapa à influência da sociedade em que se desenvolve e da qual adquire atitudes e valores.

Referências

  1. Fontúrbel, F., & Barriga, C. (2009). Uma abordagem teórica do conceito de indivíduo. Elements , 45-52.
  2. Osipov, GV (19821). Sociologia Cidade do México: Nosso tempo.
  3. Parra Luna, F., & Bunge, M. (1992). Elementos para uma teoria formal do sistema social. Publicação Complutense.
  4. Spencer, H. & Beltrán, M. (2004). O que é uma sociedade? Uma sociedade é um organismo. Reis , 231.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies