Os 9 tipos de avaliações principais

“Os 9 tipos de avaliações principais” são uma categorização das diferentes formas de avaliação utilizadas em diversos contextos, como educação, psicologia, recursos humanos e saúde. Cada tipo de avaliação possui objetivos e metodologias específicas, podendo ser utilizadas para medir o desempenho, a eficácia, a qualidade ou o progresso de indivíduos, grupos ou organizações. Neste contexto, é fundamental compreender as características de cada tipo de avaliação para escolher a mais adequada para cada situação.

Conheça os 9 tipos de avaliação de desempenho utilizados nas empresas atualmente.

As avaliações de desempenho são ferramentas essenciais para as empresas avaliarem o desempenho de seus colaboradores e identificarem áreas que precisam de melhoria. Existem diversos tipos de avaliações que podem ser utilizadas, cada uma com suas características específicas. Conhecer os 9 tipos principais pode ajudar as empresas a escolher a melhor abordagem para avaliar seus funcionários.

1. Avaliação por competências: Neste tipo de avaliação, são avaliadas as competências necessárias para a realização das atividades do colaborador. Competências como trabalho em equipe, comunicação e liderança são avaliadas de forma objetiva.

2. Avaliação 360 graus: Neste modelo, o colaborador é avaliado por suas habilidades por diversas pessoas, como gestores, colegas e clientes. Isso proporciona uma visão mais abrangente do desempenho do colaborador.

3. Avaliação de resultados: Neste tipo de avaliação, o foco está nos resultados alcançados pelo colaborador. Metas, indicadores de desempenho e objetivos são avaliados para mensurar o sucesso do colaborador.

4. Avaliação comportamental: Aqui, são avaliados os comportamentos do colaborador no ambiente de trabalho. Questões como pontualidade, proatividade e ética são levadas em consideração.

5. Avaliação por objetivos: Neste modelo, são estabelecidos objetivos claros para o colaborador e sua performance é avaliada com base no alcance desses objetivos.

6. Avaliação por competências e resultados: Neste tipo de avaliação, são consideradas tanto as competências do colaborador quanto os resultados alcançados por ele. É uma abordagem mais abrangente que leva em conta diferentes aspectos do desempenho.

7. Avaliação baseada em comportamentos: Aqui, o foco está nos comportamentos do colaborador no ambiente de trabalho. Atitudes como trabalho em equipe, resiliência e adaptabilidade são avaliadas.

8. Avaliação por feedback contínuo: Neste modelo, o colaborador recebe feedback regularmente ao longo do ano, permitindo que ele faça ajustes e melhorias constantes em seu desempenho.

9. Avaliação por autoavaliação: Neste tipo de avaliação, o próprio colaborador avalia seu desempenho e suas competências, proporcionando uma visão mais subjetiva do seu próprio trabalho.

Ao utilizar esses diferentes tipos de avaliações de desempenho, as empresas podem obter uma visão mais completa e precisa do desempenho de seus colaboradores, identificando áreas de melhoria e promovendo o desenvolvimento contínuo de suas equipes.

Conheça os principais métodos utilizados para avaliar o desempenho dos colaboradores nas empresas.

A avaliação de desempenho dos colaboradores é uma prática fundamental nas empresas para garantir o acompanhamento e a melhoria contínua do trabalho dos funcionários. Existem diversos métodos que podem ser utilizados para avaliar o desempenho dos colaboradores, sendo os principais:

1. Avaliação de desempenho por competências:

Este método avalia as competências individuais dos colaboradores, considerando suas habilidades, conhecimentos e comportamentos no ambiente de trabalho. É uma forma de identificar pontos fortes e áreas de desenvolvimento de cada funcionário.

2. Avaliação 360 graus:

Neste método, o colaborador é avaliado por seus superiores, pares, subordinados e até mesmo clientes. É uma forma de obter feedbacks diversos sobre o desempenho do funcionário.

3. Avaliação por resultados:

Neste método, o desempenho é avaliado com base nos resultados alcançados pelo colaborador, como metas atingidas, vendas realizadas, entre outros indicadores de performance.

Relacionado:  1100 Palavras com ña, ñe, ñi, ño, ñu

4. Avaliação por objetivos:

Neste método, são definidos objetivos claros e mensuráveis para cada colaborador, e o desempenho é avaliado com base na realização desses objetivos.

5. Avaliação por incidentes críticos:

Neste método, são avaliados os comportamentos exemplares e os comportamentos inadequados dos colaboradores, a fim de identificar pontos de melhoria.

6. Avaliação por escala gráfica:

Neste método, é utilizada uma escala para classificar o desempenho dos colaboradores, geralmente de forma numérica ou descritiva.

7. Avaliação por checklists:

Neste método, são utilizadas listas de verificação para avaliar o desempenho dos colaboradores em relação a determinados critérios preestabelecidos.

8. Avaliação por incidentes críticos:

Neste método, são avaliados os comportamentos exemplares e os comportamentos inadequados dos colaboradores, a fim de identificar pontos de melhoria.

9. Avaliação por competências:

Neste método, as competências necessárias para o desempenho eficaz do colaborador são identificadas e avaliadas de acordo com seu desenvolvimento.

Em resumo, a avaliação de desempenho dos colaboradores nas empresas é essencial para garantir o alinhamento dos objetivos individuais com os objetivos organizacionais, promover o desenvolvimento dos funcionários e melhorar a performance da equipe como um todo.

Qual a técnica mais comum de avaliação de desempenho utilizada atualmente?

Atualmente, a técnica mais comum de avaliação de desempenho utilizada é a avaliação de desempenho por competências. Neste tipo de avaliação, são avaliadas as competências e habilidades necessárias para o bom desempenho do colaborador em sua função. Este modelo permite uma avaliação mais completa e objetiva, focando não apenas nos resultados alcançados, mas também nas capacidades e comportamentos do colaborador.

Além da avaliação por competências, existem outros oito tipos de avaliações principais que podem ser utilizadas pelas empresas para avaliar o desempenho de seus colaboradores. Estes tipos incluem a avaliação 360 graus, a avaliação por resultados, a avaliação por objetivos, entre outras.

Cada tipo de avaliação tem suas vantagens e desvantagens, e a escolha do modelo mais adequado dependerá dos objetivos da empresa e das características de seus colaboradores. É importante que a avaliação de desempenho seja feita de forma justa, transparente e alinhada com os valores e metas da organização.

Independentemente do tipo de avaliação escolhido, é essencial que os gestores estejam preparados para conduzir o processo de avaliação de forma eficiente, fornecendo feedback construtivo e apoiando o desenvolvimento contínuo dos colaboradores. A avaliação de desempenho é uma ferramenta importante para o crescimento e aprimoramento dos profissionais, e deve ser utilizada de forma estratégica para impulsionar o sucesso da empresa.

Principais indicadores de desempenho: o que são e como utilizá-los de forma eficaz.

Os indicadores de desempenho são ferramentas essenciais para avaliar o progresso e o sucesso de uma organização. Eles são medidas quantitativas ou qualitativas que ajudam a monitorar e avaliar o desempenho em relação aos objetivos estabelecidos. Utilizar esses indicadores de forma eficaz pode fornecer insights valiosos e orientar a tomada de decisões estratégicas.

Existem diversos tipos de indicadores de desempenho que podem ser utilizados em diferentes áreas e níveis de uma organização. Entre os principais tipos de avaliações estão:

1. Indicadores de produtividade: medem a eficiência com que os recursos são utilizados para produzir bens ou serviços.

2. Indicadores de qualidade: avaliam a conformidade com padrões de qualidade estabelecidos e a satisfação do cliente.

3. Indicadores de satisfação do cliente: mensuram o nível de satisfação e fidelidade dos clientes em relação aos produtos ou serviços oferecidos.

4. Indicadores de desempenho financeiro: analisam a saúde financeira da organização, como lucratividade, liquidez e rentabilidade.

5. Indicadores de recursos humanos: avaliam o desempenho, a produtividade e a satisfação dos colaboradores.

6. Indicadores de inovação: mensuram o grau de inovação e a capacidade de adaptação da organização às mudanças do mercado.

7. Indicadores de sustentabilidade: avaliam o impacto ambiental e social das operações da organização.

8. Indicadores de eficiência operacional: medem a eficiência dos processos e operações da organização.

9. Indicadores de compliance: verificam a conformidade com normas, leis e regulamentos aplicáveis à organização.

Ao utilizar esses indicadores de desempenho de forma eficaz, as organizações podem identificar áreas de melhoria, tomar decisões embasadas em dados e acompanhar o progresso em direção aos objetivos estabelecidos. É importante escolher os indicadores mais relevantes para a organização e garantir que sejam mensuráveis, relevantes, alcançáveis, específicos e temporais. Com uma análise regular e consistente dos indicadores de desempenho, as organizações podem otimizar seus processos, melhorar sua competitividade e alcançar o sucesso sustentável.

Os 9 tipos de avaliações principais

Os principais tipos de revisões são crítica, literária ou narrativa, comparativa, mapeada, mista, panorâmica, de vanguarda, sistêmica e geral.

A revisão é um texto de tamanho variável que discute informações que já foram publicadas. As revisões podem ser feitas em um único texto, em vários textos do mesmo autor, em vários textos do mesmo assunto, em vários textos do mesmo período histórico, entre outros.

Os 9 tipos de avaliações principais 1

Às vezes, as revisões seguem o padrão de uma sinopse; Isso significa que eles oferecem uma pequena introdução sobre o trabalho revisado sem se aprofundar nos detalhes do desenvolvimento e da conclusão.

Outros tipos de revisões são resumidos e oferecem informações concisas sobre cada uma das partes da revisão, incluindo a conclusão.

Um terceiro tipo de revisão segue a estrutura da síntese que, diferentemente dos resumos, reorganiza, analisa e critica as informações apresentadas.

Nesse tipo de revisão, são oferecidas novas interpretações de diferentes textos, combinados diferentes pontos de vista, avaliada a evolução ou ausência de evolução apresentada em uma área específica do conhecimento.

O último tipo de revisão avalia as fontes. É por isso que, às vezes, o autor da revisão aconselha os leitores se o texto revisado é relevante ou relevante.

Nesse sentido, as revisões são benéficas para indivíduos com tempo limitado para realizar pesquisas. Eles também são úteis para profissionais, uma vez que lhes permitem acompanhar.

Principais tipos de críticas

Revisão Crítica

A revisão crítica visa analisar criticamente o trabalho revisado. Portanto, esse tipo de revisão mostra que o escritor da mesma fez uma investigação intensa sobre o trabalho revisado.

Além de resumir e descrevê-lo, também inclui diferentes graus de análise, avalia a qualidade do trabalho, integra corretamente as opiniões de vários autores e inova conceitualmente.

Revisões críticas diferem de ensaios e outras pesquisas porque não buscam desenvolver um novo argumento, mas discutir, sintetizar, analisar e resumir as informações oferecidas por outras fontes.

Pelo contrário, a pesquisa oferece novas informações e às vezes inclui revisões de outros textos.

A revisão crítica avalia como o autor se dirige ao seu público, qual a linguagem utilizada, o contexto em que o trabalho está imerso e a abordagem adotada pelo autor.

Nesse sentido, a revisão crítica é benéfica, pois oferece uma oportunidade para avaliar o valor de um texto escrito.

Revisão literária ou revisão narrativa

Revisões literárias são textos que se destinam a avaliar textos literários. Geralmente estes são textos recentes.

A revisão literária geralmente estabelece pontos de comparação. Por exemplo: compare o trabalho atual do autor com um de seus trabalhos anteriores ou compare o trabalho revisado com outro trabalho contemporâneo ou de tema semelhante.

Relacionado:  Juan Rulfo: biografia, estilo, trabalhos e frases completos

Diferentemente do que muitos podem pensar, a revisão literária não deve se basear no ponto de vista da pessoa que está revisando, mas deve ser um texto objetivo que analise criticamente o trabalho, seu contexto e sua relação com o público. autor; caso contrário, será uma peça de opinião.

Revisão comparativa

A revisão comparativa pode ser uma revisão literária ou crítica, na qual dois ou mais textos são analisados ​​e sintetizados.

Revisão do mapeamento ou mapeamento sistemático

Esse tipo de revisão tem como objetivo classificar e categorizar os textos existentes em grupos, por tópico, por ano de publicação, por contexto histórico, por país de origem, por autor, entre outros.

É um tipo de revisão quantitativa e qualitativa. Inclui textos descritivos e expositivos, além de gráficos e tabelas para facilitar o entendimento das categorias.

O mapeamento sistemático oferece vantagens aos pesquisadores, pois permite classificar trabalhos em contextos específicos, o que facilitaria o desenvolvimento de trabalhos futuros.

No entanto, esse tipo de revisão é realmente simples e carece da análise que caracteriza outros tipos de revisão; portanto, geralmente é usado como suporte para pesquisas adicionais e não como trabalho final.

Revisão mista

A revisão mista refere-se a qualquer revisão na qual vários métodos de revisão ou coleta de informações são combinados.

Em geral, um dos métodos de revisão utilizados é o literário, mencionado acima. Outros métodos incluídos são entrevistas e estatísticas.

Nesse sentido, a revisão mista integra métodos qualitativos e quantitativos. Portanto, inclui textos descritivos e expositivos, além de tabelas e gráficos.

Revisão panorâmica

A revisão panorâmica, também chamada de “visão geral”, é um termo genérico usado para falar de resumos sobre textos escritos em uma determinada área.

Em geral, as revisões de textos médicos são chamadas de visão geral. Esse tipo de revisão permite uma rápida compreensão do texto e é valioso para as pessoas que abordam o assunto pela primeira vez.

Revisão de vanguarda

Esse tipo de revisão refere-se a questões atuais, geralmente de avanços tecnológicos contemporâneos.

Pode oferecer diversas perspectivas sobre o assunto, destacar questões importantes e lançar as bases para novos estudos.

Nesse sentido, esse tipo de revisão é importante para pessoas que buscam identificar o potencial das investigações que estão sendo realizadas atualmente.

Revisão sistemática

A revisão sistemática é um dos tipos mais comuns de revisão. Este é o resultado de um processo sistemático de pesquisa e síntese; integra mais de um texto, por isso oferece fortes evidências.

Revisão Geral

A revisão geral é uma coleção de evidências de várias fontes sobre um tópico específico.

Ele se concentra nos aspectos gerais do tópico a ser discutido e destaca avanços importantes. Esse tipo de revisão pode se referir não apenas ao material oferecido por outras pesquisas, mas também aos resultados oferecidos por outras revisões.

Referências

1. Tipos de revisões. Recuperado em 20 de junho de 2017, de Guides.mclibrary.duke.edu.

2. MJ Grant (2009). Uma tipologia de críticas. Recuperado em 20 de junho de 2017, de onlinelibrary.wiley.om

3. Quais são os tipos de revisão? Recuperado em 20 de junho de 2017, de listqbexamcertification.com

4. Natal, G. (2011). Tipos de Revisão Acesos. Recuperado em 20 de junho de 2017, de libguides.utoledo.edu

5. Tipos de revisão. Recuperado em 20 de junho de 2017, de umas.edu

6. Tipos de revisão. Recuperado em 20 de junho de 2017, de gcu.ac.uk

7. Diferentes tipos de revisão de literatura. Recuperado em 20 de junho de 2017, de libraryguides.griffith.edu.au.

Deixe um comentário