Palavras homólogas: características, exemplos

Palavras homólogas são aquelas que possuem a mesma origem etimológica, ou seja, derivam de um mesmo radical linguístico. Isso significa que essas palavras apresentam semelhanças em sua forma e significado, mesmo que possuam variações de acordo com as mudanças linguísticas ao longo do tempo. Os exemplos mais comuns de palavras homólogas são aquelas que pertencem à mesma família linguística, como palavras derivadas de um mesmo radical em latim, grego ou outras línguas. Essas palavras podem apresentar variações de gênero, número, grau, entre outras, mas mantêm uma relação semântica e estrutural entre si.

Significado e exemplo de palavras homônimas em um contexto linguístico para entendimento geral.

As palavras homônimas são aquelas que possuem a mesma pronúncia ou grafia, mas significados diferentes. Essa característica pode gerar confusão e ambiguidade na comunicação, sendo importante compreender o contexto em que as palavras estão inseridas para identificar corretamente o seu significado.

Um exemplo comum de palavras homônimas são “manga” e “manga”. A primeira se refere à fruta tropical, enquanto a segunda se refere à parte da roupa que cobre o braço. Ambas as palavras têm a mesma pronúncia, mas significados distintos, o que exemplifica a ocorrência de homonímia na língua portuguesa.

É essencial estar atento ao uso correto das palavras homônimas para evitar equívocos e garantir a clareza da comunicação. A prática da leitura e da escrita pode auxiliar no desenvolvimento da habilidade de distinguir os diferentes significados de palavras homólogas.

Conheça os diferentes tipos de homônimos e suas particularidades.

Os homônimos são palavras que possuem a mesma pronúncia ou grafia, mas significados diferentes. Existem diferentes tipos de homônimos, como os homônimos perfeitos, que possuem a mesma grafia e pronúncia, mas significados distintos, como “manga” (fruta) e “manga” (parte da roupa). Já os homônimos homógrafos possuem a mesma grafia, mas pronúncias e significados diferentes, como “pôr” (verbo) e “por” (preposição).

Outro tipo de homônimo são os homônimos homófonos, que possuem a mesma pronúncia, mas grafias e significados diferentes, como “caçar” (verbo) e “cassar” (anular). Além disso, existem os homônimos parciais, que possuem parte da grafia ou pronúncia iguais, mas significados diferentes, como “concerto” (musical) e “conserto” (reparo).

As palavras homólogas são importantes na língua portuguesa, pois podem gerar confusão na hora da escrita e da compreensão do texto. É essencial conhecer os diferentes tipos de homônimos para evitar equívocos na comunicação escrita e oral. Alguns exemplos de palavras homólogas são “certo” (correto) e “sério” (grave), “caixa” (objeto) e “caixa” (verbo).

Em resumo, os homônimos são palavras que possuem a mesma pronúncia ou grafia, mas significados diferentes. É importante conhecer os diferentes tipos de homônimos, como os homônimos perfeitos, homógrafos, homófonos e parciais, para evitar confusões na comunicação e na escrita do português.

Significado e importância das palavras homólogas no contexto da língua portuguesa.

As palavras homólogas são palavras que possuem a mesma origem etimológica, ou seja, derivam do mesmo radical. Mesmo que apresentem variações fonéticas e ortográficas, essas palavras mantêm uma relação de parentesco lexical, o que as torna importantes no contexto da língua portuguesa.

Relacionado:  800 exemplos de ditongo (aumento e diminuição)

Essas palavras são fundamentais para entender a evolução da língua, pois permitem traçar relações entre diferentes termos e compreender como o vocabulário se desenvolve ao longo do tempo. Além disso, as palavras homólogas facilitam a compreensão e a aprendizagem de novos vocábulos, uma vez que é possível identificar padrões e semelhanças entre elas.

Um exemplo de palavras homólogas em português são “canto” e “encantar”. Ambas derivam do radical “cant-“, o que indica uma relação de parentesco entre elas. Mesmo que tenham significados distintos, é possível perceber a conexão entre esses termos por meio da análise de sua origem comum.

Portanto, as palavras homólogas desempenham um papel importante na língua portuguesa, contribuindo para a compreensão da história e da estrutura do idioma. Ao reconhecer essas relações entre os vocábulos, é possível ampliar o vocabulário e aprofundar o conhecimento linguístico, enriquecendo assim a comunicação e a expressão.

Conheça a definição de parônimos e veja 5 exemplos comuns na língua portuguesa.

Palavras homólogas: são aquelas que possuem semelhança fonética, mas possuem significados diferentes. Essas palavras são frequentemente confundidas por serem parecidas na pronúncia, mas possuem significados distintos.

Alguns exemplos comuns de parônimos na língua portuguesa são:

  1. Comprimento e cumprimento: O comprimento refere-se à extensão de algo, enquanto cumprimento significa saudação ou ato de cumprir algo.
  2. Emergir e imergir: Emergir é quando algo surge ou aparece, enquanto immergir é afundar ou mergulhar.
  3. Despercebido e desapercebido: Despercebido significa algo que passou despercebido, enquanto desapercebido é alguém que não está preparado.
  4. Eminente e iminente: Eminente significa algo que é ilustre ou destacado, enquanto iminente é algo que está prestes a acontecer.
  5. Descrição e discrição: Descrição refere-se a uma representação detalhada de algo, enquanto discrição é a qualidade de ser discreto ou cauteloso.

É importante estar atento para não confundir essas palavras homólogas no momento de escrever ou falar, pois isso pode gerar mal-entendidos e prejudicar a comunicação.

Palavras homólogas: características, exemplos

As palavras homólogas são as que apresentam uma correspondência exata quanto à sua escrita. Para diferenciar um do outro, é necessário recorrer ao contexto. Isso não deve ser confundido com o fenômeno da polissemia – a capacidade de cada palavra ter vários significados relacionados -, pois são palavras diferentes.

Assim, nas frases “você viu que eu trouxe um café” e “Ela veste um terno marrom”, ambos os fenômenos ocorrem. “Vestido” (modo verbal de ver) e “vestido” (modo verbal de ver) são homólogos. O mesmo acontece com “terno” (maneira verbal de trazer) e “terno” (vestuário). Em vez disso, “café” é a mesma palavra (a bebida e a cor dessa bebida).

Palavras homólogas: características, exemplos 1

O termo vem do grego homós (igual) e graphé (escrita). Em alguns idiomas, como é o caso do inglês, mesmo que tenham a mesma ortografia, eles podem ter pronúncia diferente. Dessa maneira, elas podem ser palavras homólogas, mas não homófonas (mesma pronúncia). De qualquer forma, ambos são conhecidos como palavras homônimas.

Segundo especialistas, o espanhol apresenta uma multiplicidade de palavras homólogas devido a diferenças nas formas idiomáticas entre os continentes. Assim, uma determinada palavra tem um significado particular no espanhol peninsular e outra no espanhol sul-americano.

Relacionado:  Poesia pura: origem, características, representantes e obras

Caracteristicas

Âmbito de aplicação

O fenômeno da homografia ocorre na maioria dos idiomas. Por exemplo, no idioma inglês, lead (/ liːd /) e lead (/ lɛd /) significam lead e lead, respectivamente.

Observa-se então que são palavras homólogas, mas não homófonas. O mesmo acontece com o vento (/ wind /) e o vento (/ waɪnd /). O primeiro traduz vento e o outro enrolamento.

Quanto ao francês, também existem palavras homólogas, como a palavra página (página) e página (página) ou modo ( modo gramatical ou moda).

Sotaques, em muitos casos, são os que fazem a diferença: cote (valor citado, classificação) e côte (costa), cura (tratamento) e curé (sacerdote) ou pécheur (pecador) e pêcheur (pescador).

Por outro lado, como mencionado acima, todas as palavras homólogas em espanhol são homofones. No entanto, isso não é necessariamente verdade na direção oposta. Algumas palavras são pronunciadas da mesma forma, mas têm ortografia diferente.

É o caso, por exemplo, de “faia” (forma verbal de crédito) e “aya” (pessoa que cuida e cuida de crianças) ou “xícara” (recipiente para beber) e “taxa” (relação entre duas magnitudes) .

Ambiguidade

Palavras homólogas são uma fonte importante de ambiguidade lexical por ter diferentes representações conceituais. O contexto desempenha um papel crítico na restrição e seleção do significado mais apropriado dessas palavras.

Por exemplo, para interpretar a palavra “rio” na frase: “Toda vez que visito, rio de suas ocorrências”, o contexto deve ser usado para inibir o significado dominante inadequado (corpo de água) e selecionar o significado contextualmente subordinado. apropriado (ação de rir).

Tilde

Como já foi visto no caso do francês, o acento ortográfico pode ser usado para distinguir uma palavra da outra. Em espanhol, muitas palavras homólogas / homofônicas monossilábicas têm essa particularidade: de (preposição) e dé (maneira verbal de dar), meu (pronome possessivo) e eu (pronome pessoal) ou mais (mas) e mais (advérbio de quantidade).

Além disso, existem pares de palavras que são distinguidas apenas pelo sotaque prosódico (maior destaque ou carga na pronúncia de uma sílaba). O sotaque diacrítico serve para mostrar essas diferenças semânticas: carne / cartão, cesar / césar e Lucio / lucio .

Exemplos de palavras homólogas

Evitar (diminuto de Eva) / evitar (maneira verbal de evitar)

“Meu sacrifício seria inútil, porque você está vivo … Mas eu daria minha vida pela salvação do país … e daria minha vida e todo meu sangue, gota a gota, para alcançar a ressurreição de Evita .” (Em La carne de Evita , de Daniel Guebel, 2012)

“Assim é com esta alma: ela é amor, e o amor reina nela, poderoso e soberano, em ação e em repouso, no que empreende ou no que evita fazer, nas coisas externas e internas, conforme sua vontade ” (No olhar interior: escritores místicos e visionários na Idade Média de Victoria Cirlot e Blanca Garí, 2008)

Capital (bens econômicos) / capital (população principal de uma região)

“Uma vez decidido quanto é investido em cada tipo de ativo e o capital é reservado para investir no mercado de ações, é quando você precisa decidir como fazê-lo”. (Em 30 ações para investir no mercado de ações em 2017 por José Poal e Francisco López, 2016).

Relacionado:  2000 palavras com bl em espanhol

“… diante dessa ‘alta política’ … ele rapidamente encontrou seu gatilho no tratamento de um problema que já havia sido provado por outros que ardiam na década passada: a designação da Capital da República”. (Na República de Opinião: Política e Opinião Pública em Buenos Aires entre 1852 e 1862 por Alberto Rodolfo Lettieri, 1998)

Vela (pedaço de cera ou parafina à luz) / vela (pedaço de tela ou tela de navio)

“A vela que conhecemos hoje acaba de começar a ser usada na Idade Média, época em que as pessoas pobres a faziam com sebo (gordura de bois ou cordeiros). Essas velas geraram muita fumaça … ” (No livro de velas de Fabián León e María Eugenia Rossi, 2000)

“Ao soltar a vela , é conveniente não levá-la ao extremo máximo do vento. Isso permitirá que todos os componentes da vela (costuras, fibras) sejam colocados e acomodados uniformemente entre si. ” ( Em Vela no skate , de Ricard Pedreira, 2007)

Vinho (bebida feita com uvas) / vinho (caminho verbal a seguir)

“Não vamos brindar, mas servimos uma taça de vinho . O copo tem sua própria voz. Peça uma pincelada de vinho. O vinho nela cair como nós desejamos a cair, solto e decidido, nos braços de alguém. ” (Perdoe nossos prazeres, de Sandra Russo, 2006)

“E ela também se sentiria orgulhosa de você por ser um pai tão amoroso e protetor conosco …” ela exclamou sorrindo, mudando de assunto imediatamente. Aliás, Don Jorge chegou cedo para informar que sua remessa chegaria amanhã. (No Festival da Colheita José Luis Vázquez, 2017)

Papa (representante máximo da Igreja Católica) / Papa (tubérculo comestível)

“… jovem jornalista espanhol radicado em Roma e diretor do relatório de Roma, a agência de notícias que atende a todos os meios de comunicação do mundo as notícias do Vaticano e do Papa , nos fala sobre Francisco”. (No Papa da Misericórdia, de Javier Martínez-Brocal, 2015)

“… Na costa norte do Peru, a cultura Mochica já havia estabelecido uma relação entre a batata e o mundo sobrenatural. Isso é notado em sua cerâmica … ” (Na batata: tesouro dos Andes: da agricultura à cultura, de Christine Graves, 2000)

Referências

  1. Definição ABC. (s / f). Definição de homografia. Retirado de definicionabc.com.
  2. Garachana, M e Santiago, M. (2000). Manual prático de redação acadêmica. Barcelona: Ariel
  3. Departamento de Educação de Nova Gales do Sul. (s / f). Homônimos (também conhecidos como homógrafos). Retirado de det.nsw.edu.au.
  4. Gallego Vera, JH (s / f). Programa de alfabetização, ensino fundamental e médio para jovens e adultos. Retirado de casdquindio.edu.co
  5. Martínez, JA (2004). Escreva sem erros: manual básico de ortografia. Oviedo: Universidade de Oviedo.
  6. Arroyave de la Cruz, H. (2008). Espanhol por dia. Regras comumente usadas. Medellín: Instituto Tecnológico Metropolitano.
  7. Carrera Díaz, M. (2008). Curso de italiano Barcelona: Grupo Planeta (GBS).
  8. Gottlob, Lawrence et al. (1999). Leitura de homógrafos: dinâmica ortográfica, fonológica e semântica. Jornal de psicologia experimental. Percepção e desempenho humano, nº 25, pp. 561-74.

Deixe um comentário