Pesquisa documental: características, estrutura, etapas, tipos, exemplos

A pesquisa documental é uma metodologia de pesquisa que se baseia na análise de documentos escritos, como livros, artigos, relatórios, cartas, entre outros. Este tipo de pesquisa é muito utilizada em diversas áreas do conhecimento, como história, sociologia, ciências políticas, entre outras.

Neste tipo de pesquisa, o pesquisador busca analisar e interpretar os documentos disponíveis, a fim de obter informações relevantes para responder às questões de pesquisa propostas. Para isso, é necessário seguir algumas etapas, como a seleção dos documentos a serem analisados, a leitura e interpretação dos mesmos, a organização dos dados coletados e a elaboração de um relatório final.

Existem diversos tipos de pesquisa documental, como pesquisa bibliográfica, pesquisa de arquivos, pesquisa de jornais, entre outros. Cada tipo de pesquisa documental possui suas próprias características e formas de análise.

Alguns exemplos de pesquisa documental são a análise de discursos políticos, a investigação de fontes históricas, a revisão bibliográfica em um determinado tema, entre outros.

Principais atributos da pesquisa documental: conheça as características que a definem.

A pesquisa documental é uma importante ferramenta utilizada em diversos campos do conhecimento, que consiste na análise e interpretação de documentos para a produção de conhecimento. Para entender melhor esse tipo de pesquisa, é fundamental conhecer os principais atributos que a definem.

Um dos principais atributos da pesquisa documental é a utilização de fontes secundárias, ou seja, a análise de documentos que já foram produzidos por outras pessoas, como livros, artigos, relatórios, entre outros. Isso permite ao pesquisador ter acesso a uma grande quantidade de informações e diferentes perspectivas sobre o tema em estudo.

Outro atributo importante da pesquisa documental é a análise crítica e interpretativa dos documentos. O pesquisador não apenas coleta os dados, mas também os interpreta à luz do seu objeto de estudo, buscando identificar padrões, contradições e tendências que possam contribuir para a construção do conhecimento.

Além disso, a pesquisa documental requer organização e sistematização dos documentos analisados. É fundamental que o pesquisador seja capaz de categorizar as informações obtidas, identificar as fontes de cada dado e manter um registro detalhado de todo o material consultado.

Por fim, a pesquisa documental também exige rigor metodológico por parte do pesquisador. É necessário seguir uma série de etapas bem definidas, como a seleção das fontes, a análise dos documentos, a interpretação dos dados e a redação do trabalho final, garantindo a validade e a confiabilidade dos resultados obtidos.

Ao compreender essas características, o pesquisador estará mais preparado para realizar uma investigação documental de qualidade e contribuir para o avanço do conhecimento em sua área de estudo.

Conheça as etapas da pesquisa documental: descoberta, seleção, análise e conclusão.

A pesquisa documental é um método de investigação que utiliza documentos como fonte de informação. Ela envolve várias etapas que são fundamentais para o seu desenvolvimento: descoberta, seleção, análise e conclusão.

A primeira etapa da pesquisa documental é a descoberta, onde o pesquisador identifica as fontes de informação relevantes para o seu estudo. Neste momento, é importante ter clareza sobre o tema a ser pesquisado e buscar por documentos que possam contribuir para a análise.

Na etapa de seleção, o pesquisador escolhe quais documentos serão utilizados na pesquisa, levando em consideração a sua relevância, credibilidade e atualidade. É importante selecionar fontes confiáveis que possam contribuir para a construção do conhecimento.

A etapa de análise consiste na interpretação dos documentos selecionados, buscando identificar padrões, relações e informações relevantes para o estudo. Neste momento, o pesquisador deve utilizar técnicas de análise de conteúdo para extrair o máximo de informações dos documentos.

Por fim, a etapa de conclusão é onde o pesquisador apresenta os resultados da pesquisa documental, destacando as principais descobertas, conclusões e recomendações. É importante ressaltar as limitações do estudo e indicar possíveis caminhos para pesquisas futuras.

Ao seguir o processo de descoberta, seleção, análise e conclusão, o pesquisador consegue extrair o máximo de informações dos documentos e contribuir para a construção do conhecimento na sua área de estudo.

Descubra os quatro métodos principais de pesquisa para seu trabalho acadêmico.

Quando se trata de realizar um trabalho acadêmico, a pesquisa documental é um dos métodos mais utilizados para coletar informações relevantes e embasar argumentos. Existem quatro métodos principais de pesquisa que podem ser utilizados para esse fim.

Em primeiro lugar, temos a pesquisa bibliográfica, que consiste na busca e análise de obras já publicadas sobre o tema em questão. Essa é uma etapa fundamental para embasar teoricamente o trabalho e garantir a credibilidade das informações apresentadas.

O segundo método é a pesquisa de campo, que envolve a coleta de dados diretamente no local onde o fenômeno ocorre. Isso pode incluir entrevistas, observações ou questionários aplicados aos sujeitos envolvidos no estudo. Esse tipo de pesquisa é essencial para a obtenção de dados empíricos e aprofundamento do conhecimento sobre o tema.

Relacionado:  Cultura Guerrero: Destaques Recursos

O terceiro método é a pesquisa experimental, que consiste na manipulação de variáveis controladas em um ambiente controlado para observar os efeitos gerados. Esse tipo de pesquisa é comum em áreas como a psicologia e a medicina, onde é necessário testar hipóteses e comprovar causas e efeitos.

Por fim, temos a pesquisa documental, que se baseia na análise de documentos e registros já existentes, como livros, artigos, relatórios e arquivos históricos. Esse tipo de pesquisa é fundamental para contextualizar o tema, identificar tendências e comparar diferentes pontos de vista.

Portanto, ao realizar um trabalho acadêmico, é importante considerar a utilização desses quatro métodos de pesquisa para garantir a qualidade e a relevância das informações apresentadas.

Tipos de pesquisa: conheça suas características e diferentes abordagens metodológicas.

A pesquisa documental é uma modalidade de pesquisa que se baseia na análise de documentos como fonte de informações. Esses documentos podem ser de natureza variada, como livros, artigos, relatórios, cartas, diários, entre outros. Nesse tipo de pesquisa, o pesquisador se dedica a examinar e interpretar esses documentos a fim de responder a questões de pesquisa específicas.

Uma das principais características da pesquisa documental é a sua natureza não experimental, ou seja, o pesquisador não interfere diretamente na coleta de dados, mas sim analisa informações já existentes. Além disso, esse tipo de pesquisa exige do pesquisador habilidades de leitura crítica e interpretação de textos.

A pesquisa documental pode ser estruturada em diversas etapas, como a definição do problema de pesquisa, a seleção dos documentos a serem analisados, a coleta e organização dos dados, a análise e interpretação dos resultados e a elaboração do relatório final.

Existem diferentes tipos de pesquisa documental, como a pesquisa bibliográfica, que se concentra na análise de livros e artigos científicos, e a pesquisa arquivística, que se baseia na análise de documentos preservados em arquivos.

Um exemplo de pesquisa documental é um estudo que analisa cartas trocadas entre dois escritores famosos para investigar a influência mútua em suas obras. Nesse caso, o pesquisador examina as cartas como fonte de informações sobre a relação entre os escritores e sua produção literária.

Existem diferentes tipos de pesquisa documental, como a pesquisa bibliográfica e a pesquisa arquivística, cada uma com suas próprias características e abordagens metodológicas.

Pesquisa documental: características, estrutura, etapas, tipos, exemplos

Pesquisa documental: características, estrutura, etapas, tipos, exemplos

A pesquisa documental é um método de estudo e interpretação baseado na revisão de livros, artigos, vídeos e documentários. Também pode ser definido como um processo de coleta, organização e análise de uma série de dados que tratam de um tópico específico.

Por exemplo, uma investigação documental pode ser realizada em animais invertebrados ; para isso é necessário coletar informações sobre esse tipo de fauna em livros, documentários ou na Internet.

A pesquisa documental é um componente essencial nas escolas e universidades, pois permite desenvolver novos conhecimentos e obter explicações sobre fatos da realidade.

Este processo não é usado apenas pelos professores; Também é usado por estudantes e todos os tipos de pesquisadores. A pesquisa documental pode ser usada para realizar qualquer tipo de documento: da elaboração de uma biografia de uma pessoa histórica a um ensaio científico.

Atualmente, graças às plataformas digitais, é possível realizar pesquisas documentais com mais facilidade. Antes, era estritamente necessário visitar bibliotecas ou outras instituições; agora é possível obter informações de qualquer lugar do mundo via Internet.

Características da pesquisa documental

É desenvolvido a partir de textos e documentos encontrados

A pesquisa documental é caracterizada pelo desenvolvimento de certos textos ou documentos associados ao assunto a ser analisado.

Hoje, a pesquisa documental não utiliza apenas livros; Isso pode ser feito através de filmes, slides, áudios ou documentários que fornecem dados sobre o tópico a ser investigado.

Colete, selecione e analise os dados encontrados

A pesquisa documental também se caracteriza por coletar, selecionar e interpretar os dados encontrados. A partir desses dados, são elaboradas uma apresentação e uma conclusão.

Em outras palavras, esse tipo de pesquisa não se dedica apenas a encontrar dados importantes; Você também deve interpretar e selecionar as informações encontradas. Isso permite estabelecer uma série de conclusões que agregam valor ao processo de pesquisa.

Permite a formulação de novas questões e contribui com outras perspectivas

Através dos dados encontrados, o pesquisador pode fazer novas perguntas e estabelecer outras formas de pesquisa. Por esse motivo, as investigações documentais estão mudando constantemente e sempre podem trazer novas perspectivas.

É realizado de maneira ordenada e estabelecendo objetivos precisos

Para ter sucesso, as investigações documentais devem ser conduzidas de maneira ordenada. Além disso, eles precisam estabelecer uma série de objetivos claros e precisos, que serão alcançados à medida que os dados forem coletados.

Por exemplo, se você deseja investigar as vantagens e desvantagens do uso da mídia social, um objetivo da pesquisa pode ser localizar testemunhos escritos (ou seja, evidências) de pessoas que foram favorecidas ou desfavorecidas pelo uso de alguns rede social privada.

Estrutura

As investigações documentais seguem a seguinte estrutura:

1. Declaração do problema

Nesta primeira seção, o principal objetivo do projeto deve ser declarado e definido. Isso significa que o tópico a ser investigado é especificado juntamente com o objetivo da investigação.

Por exemplo: O objetivo desta pesquisa é analisar o comportamento de certas aves durante o acasalamento e comparar as diferentes formas de comunicação desses animais. Para isso, fontes bibliográficas (ou seja, livros) serão consultadas juntamente com outros materiais, como vídeos sobre a vida selvagem.

2. Delimitação de objetivos secundários

Depois de declarar o objetivo principal da investigação, os objetivos secundários são colocados. Estes destinam-se a estruturar e organizar o projeto; Além disso, eles servem como um guia para o pesquisador ao iniciar a pesquisa de dados.

Por exemplo:

Objetivo 1: Analisar as informações coletadas por Ernesto Plaza em seu livro Comida e reprodução de papagaios (1990).

Objetivo 2: Compare as informações estabelecidas por Ernesto Plaza com o documentário de Natgeo, Aves wonderful (2010).

3. Interpretação das informações encontradas

Esta seção avalia as premissas encontradas durante a coleta de dados. Geralmente, o autor e a fonte da qual a informação foi extraída são colocados. Da mesma forma, nesta parte, o pesquisador interpreta e analisa todas as informações que encontrou.

Por exemplo: No texto Comida e reprodução de papagaios (1990), foi estabelecido que os papagaios são muito seletivos com seus parceiros; eles ainda exigem um pouco de química. Além disso, eles podem produzir uma série de sons muito únicos ou podem realizar um namoro discretamente.

4. Conclusões

Por fim, em uma investigação documental, deve-se concluir onde – em resumo – os dados mais importantes encontrados são expostos, juntamente com algumas descrições de como foi o processo investigativo. O pesquisador também pode colocar se os objetivos e a finalidade do projeto foram cumpridos.

Por exemplo: através desta pesquisa, concluiu-se que existe um grupo de aves com tendência monogâmica (ou seja, um único par). Isso ocorre em pinguins, periquitos e araras.

Estágios

As investigações documentais geralmente seguem os seguintes estágios:

1- Estabeleça o tópico sobre o qual você deseja investigar. Exemplo: Consequências do tabagismo.

2- Delimitar o objetivo principal juntamente com os objetivos secundários. Exemplo: Analise e liste as consequências do tabagismo. Para isso, será revisado o texto As consequências do tabagismo (2019) e outros materiais audiovisuais.

3- Inicie a investigação juntamente com a coleta de dados. Durante essa etapa, o pesquisador deve fazer anotações e elaborar resumos de todos os documentos que encontrou.

4- Analise e interprete os dados que foram encontrados e selecionados.

5- Estabeleça as conclusões da investigação, determinando se os objetivos foram alcançados e se informações valiosas foram obtidas.

Tipos de pesquisa documental

As investigações documentais podem ser classificadas em:

Pesquisa bibliográfica

Investigações bibliográficas são aquelas que utilizam documentos bibliográficos. Referem-se a qualquer material composto de livros e textos impressos. Atualmente, livros e artigos digitais também são considerados fontes bibliográficas.

Investigações hemerográficas

As investigações hemerográficas usam os materiais que incluem qualquer texto de natureza periódica. Por exemplo: revistas impressas, jornais semanais, jornais digitais, revistas digitais, entre outros.

Investigações audiovisuais

Essas investigações usam os vídeos, músicas ou fotografias que servem para enriquecer o trabalho. Em outras palavras, eles se referem a todos os materiais que não estão escritos; Eles podem ser visuais (imagens), som (gravações) ou uma mistura entre ambos (vídeos).

Eles podem ser encontrados analogicamente em fitas VHS, discos de vinil, fotografia digital ou em papel, passando para o formato mp4 para vídeos, mp3 para áudios ou jpeg para imagens. Por sua vez, eles podem ser encontrados de forma privada, privada ou pública em diferentes plataformas, como YouTube, Vimeo, Wikimedia Commons, Netflix ou Spotify.

Investigações de arquivo

As investigações de arquivo usam os materiais encontrados em um arquivo; isto é, em um armário onde documentos e arquivos são armazenados de maneira ordenada.

Relacionado:  Documentos nacionais de direitos humanos no México

Por exemplo, as empresas geralmente colocam os dados e as informações administrativas de seus funcionários em arquivos. Esses dados são catalogados como documentos de arquivo.

Exemplos de pesquisa documental

Dependendo do pesquisador, as investigações documentais podem ser processos complexos e esquemáticos ou uma atividade bastante simples.

Por exemplo, um aluno do ensino fundamental pode fazer uma pequena pesquisa documental em casa. Se o professor o enviar para realizar uma tarefa nas ciências naturais, o aluno procurará referências em alguns livros ou na Internet; Isso pode ser considerado como uma investigação documental.

No entanto, existem investigações documentais mais complexas. É o caso dos cientistas, que devem seguir uma metodologia muito mais rigorosa. Esses pesquisadores devem ser muito claros sobre seus objetivos e usar fontes acadêmicas.

A última dança

The Last Dance é um documentário transmitido na Netflix sobre a última temporada de Michael Jordan no Chicago Bulls antes de sua primeira aposentadoria como jogador de basquete. Naquele ano, em 1998, o Bulls fez história ao ganhar o sexto toque.

Para preparar um projeto como esse, uma parte importante foi dedicada à pesquisa documental. Para isso, foram realizadas entrevistas com ex-colegas e jornalistas especializados, foram buscadas referências da mídia da época e obtidos vídeos do banco de imagens da empresa detentora dos direitos. 

Tudo isso para obter as informações mais confiáveis ​​possíveis e explicar o momento histórico em que o esporte norte-americano viveu no final do século XX. Com todos os coletados, o objetivo dos escritores é sintetizar o conteúdo para oferecer um produto atraente ao usuário final.

Exemplos simples de pesquisa documental

– Quando um aluno não conhece um conceito, pode procurar o significado em um livro ou na Internet e fazer anotações; Isso é classificado como pesquisa documental.

– Se um jardineiro quiser saber quais plantas são usadas para fins medicinais, ele pesquisará em um livro sobre plantas e assistirá vídeos explicando como usá-las. O jardineiro pode fazer anotações e tirar suas próprias conclusões. Esta também é uma investigação documental.

– Os cientistas são os que mais usam a pesquisa documental, principalmente se desejam realizar experimentos em laboratório. Por exemplo, esse tipo de pesquisa permite que eles saibam se uma doença atual apareceu anteriormente na história da humanidade.

– A pesquisa documental é o processo mais utilizado no desenvolvimento de teses universitárias. Eles também são usados ​​para preparar monografias (ou seja, estudos detalhados sobre um assunto específico).

– É realizada uma investigação documental quando se deseja obter informações sobre ancestrais da família. Por exemplo, se uma pessoa quiser saber se é descendente de árabes, poderá usar esse tipo de pesquisa para aprender sobre a história da família e elaborar uma árvore genealógica.

– Os historiadores também costumam usar esse método de estudo e pesquisa. De fato, a história é uma disciplina que exige pesquisa constante para obter novas contribuições.

Por exemplo, se um historiador quiser conhecer em profundidade a vida e obra de Simón Bolívar ou Napoleón Bonaparte, ele terá que recorrer a fontes bibliográficas e de jornais. Isso permitirá que você reconstrua a vida desses personagens.

– Em geral, sempre que um trabalho de estudo é realizado, são utilizados os processos de uma investigação documental. Portanto, esse método é usado por quase todas as pessoas desde tenra idade e pode ser usado no decorrer de qualquer carreira ou profissão.

Assuntos de interesse

Pesquisa básica .

Pesquisa de campo .

Pesquisa aplicada .

Pesquisa pura .

Pesquisa explicativa .

Pesquisa descritiva .

Estudo observacional .

Referências

  1. Júri, Y. (sf) Técnicas de pesquisa documental. Recuperado em 19 de fevereiro de 2020 de clea.edu.mx
  2. Máxima, J. (2020) Pesquisa documental. Obtido em 19 de fevereiro de 2020 em Features: Characteristics.co
  3. Morales, O. (sf) Fundamentos da pesquisa documental e da monografia. Obtido em 19 de fevereiro de 2020 em webdelprofesor.ula.ve
  4. SA (sf) O que é pesquisa documental? Definição e objetivos. Retirado em 19 de fevereiro de 2020 da Scientific Research: investigacioncientifica.org
  5. SA (sf) Uma introdução à pesquisa documental. Retirado em 19 de fevereiro de 2020 da AERA: aera.net
  6. SA (sf) Método de pesquisa documental: novas dimensões. Recuperado em 19 de fevereiro de 2020 em Researchgate.net
  7. SA (sf) Pesquisa . Recuperado em 19 de fevereiro de 2020 da Wikipedia: en.wikipedia.org

Deixe um comentário