Pesquisa exploratória: tipos, metodologia e exemplos

A pesquisa exploratória é feito quando você quiser para obter mais informações sobre o objeto de estudo ou problema que não é bem conhecida. O objetivo é conhecer melhor o problema para decidir o que fazer e realizar pesquisas mais específicas posteriormente.

Por exemplo, se uma nova espécie de animal for descoberta, uma investigação exploratória poderá ser realizada primeiro para obter dados dele; morfologia, habitat, reprodução, nutrição, comportamento, respiração, etc. Posteriormente, investigações específicas podem ser realizadas para responder a perguntas específicas de pesquisa, como: como você respira ?, como se reproduz ?, como se alimenta ?, etc.

Pesquisa exploratória: tipos, metodologia e exemplos 1

Entre seus propósitos, podemos citar a possibilidade de formular o problema de pesquisa, extrair dados e termos que nos permitam gerar as questões necessárias. Ele também fornece a formulação de hipóteses sobre o assunto a ser explorado, apoiando a pesquisa descritiva.

Esse tipo de pesquisa está incluído no segundo grupo de classificação da pesquisa científica, orientado de acordo com o nível de conhecimento a ser obtido, tendo em vista que todos os tipos de pesquisa se complementam. Pode ser quantitativo, qualitativo ou histórico.

Distingue-se de outras pesquisas pela flexibilidade na metodologia aplicada. Dentro de suas possibilidades, tenta descobrir todas as afirmações ou testes existentes do fenômeno estudado. Como conseqüência, envolve certo risco, paciência e predisposição por parte do pesquisador.

No entanto, deve-se notar que esse tipo de pesquisa não tem como objetivo determinar as conclusões do sujeito estudado, mas servir de base para outras investigações, para que sejam responsáveis ​​pela extração dos resultados que levam às conclusões relevantes.

Tipos de pesquisa exploratória

1- Pesquisa baseada na literatura

É o mais utilizado no momento da realização de uma pesquisa exploratória, tendo como referência estatística, análise, dados, para se ter uma melhor idéia do assunto.

2- Pesquisa através de especialistas

É uma maneira mais direta de obter informações, porque essas pessoas são especializadas em determinadas áreas. Conhecer suas opiniões e pontos de vista é uma grande ajuda para todo pesquisador.

Através disso, sabe-se que ações foram realizadas?, Que mudanças foram geradas?, Que obstáculos podemos encontrar durante a investigação? E quais são as prioridades? entre outras.

Explorar é ter a liberdade de investigar e tentar descobrir a verdade de um tópico estudado, formulando as perguntas certas por meio de uma análise minuciosa que nos permite ao final da investigação obter as conclusões levando em consideração os detalhes predominantes.

Relacionado:  Os tipos de alterações às quais a matéria pode ser exposta

Ao explorar, devemos estar abertos para obter o maior número de variáveis ​​a serem descartadas ao entrarmos na investigação, aquelas que poderiam ser menos importantes.

Essas variáveis ​​são descobertas através da coleta de dados através de bibliografias, registros, tabelas, anotações, entrevistas, questionários, casos clínicos, entre outros.

A pesquisa exploratória também é chamada de pesquisa formativa porque, embora suscite e resolva problemas novos ou existentes, seu objetivo é desenvolver a aptidão do pesquisador. Em algumas ocasiões com esta pesquisa, os conceitos são esclarecidos.

Metodologia utilizada em pesquisa exploratória

Durante a investigação exploratória, uma série de procedimentos é realizada para obter resultados detalhados, dentre eles:

1- Identifique o problema

Em primeiro lugar, na pesquisa experimental, o tópico da pesquisa é definido e o problema a ser estudado é abordado por meio da geração de perguntas que levam às respostas que melhor se adaptam à realidade e ao contexto.

2- Estabelecer as hipóteses

Quando não há antecedentes sobre o fenômeno estudado ou os existentes são imprecisos, todo pesquisador formula as hipóteses necessárias derivadas das questões obtidas na identificação do problema.

3- Base de pesquisa subsequente

Uma vez estabelecidos os procedimentos anteriores, com os dados obtidos na investigação exploratória, o pesquisador continua seu estudo por outros tipos de pesquisa, geralmente o descritivo.

A pesquisa qualitativa está envolvida na metodologia da pesquisa exploratória. Isso desempenha um papel fundamental no momento da coleta de dados, porque suas fontes são primárias, tanto qualitativa quanto quantitativamente, nas quais podemos perceber que as informações fornecidas são verdadeiras ou falsas.

Nela, diferentes técnicas são aplicadas. Um deles são os grupos focais, por meio desses procedimentos diretos, nos quais as intenções do pesquisador são evidentes através das questões levantadas.

Também é realizado o procedimento indireto, que oculta o objetivo da investigação para que as pessoas não se sintam intimidadas.

A pesquisa exploratória é realizada através de uma quantidade bastante grande de dados fornecidos; por esse motivo, o pesquisador deve recorrer à implementação de classificações por categorias, para que seja mais fácil estudar, interpretar e obter resultados mais verdadeiros.

Características da pesquisa exploratória

  • Toma como referência as informações bibliográficas, a opinião de especialistas no assunto, a observação participante e às vezes investiga em histórias individuais.
  • Eles não são estudos estruturados.
  • Procure informações válidas que permitam avançar hipóteses sobre uma determinada situação.
  • Através do seu estudo, você pode iniciar novas pesquisas.
  • Ele permite que você responda às seguintes perguntas: qual é o problema e para que serve o seu estudo? E quais tópicos poderiam ser estudados?
  • Geralmente, não há histórico que possa ser usado para orientar a pesquisa.
  • Envolve risco, paciência e predisposição.
  • Pesquise todas as evidências existentes sobre o assunto estudado.
  • Seus métodos são flexíveis, amplos e dispersos.
  • O pesquisador deixa de lado suas crenças e pontos de vista sobre o problema em estudo.
  • Os dados e informações fornecidas são aproximados.
  • São investigações subjetivas e superficiais.
  • São consideradas investigações gratuitas, porque o assunto pode ser tomado de diferentes pontos de vista.
  • Frequentemente, está relacionado a métodos de avaliação rápida.
  • Nele a observação está presente.
  • Determinar prioridades.
  • O pesquisador vê o ambiente e as pessoas globalmente, não individualmente.
  • Na pesquisa exploratória, todas as abordagens e opiniões são valiosas.
  • O custo e o tempo alocados para sua aplicação são muito mínimos.
  • É usado quando a população a estudar é grande.
  • É aplicado por diferentes ciências, como medicina, química, psicologia e biologia, para provar teorias.
  • É freqüentemente usado ao investigar comportamentos
  • Estude quais variáveis ​​estariam relacionadas ao tópico da pesquisa.
  • Desenvolva o nível de experiência do observador.
  • Requer ao pesquisador uma importante capacidade criativa e inovadora.
  • Deve ser confiável o suficiente.
  • Serve de suporte à tomada de decisão.
  • Ela culmina quando o pesquisador é claro sobre a ideia do fenômeno observado.
Relacionado:  Ernest Rutherford: Biografia e principais contribuições

Exemplos de pesquisa exploratória

1- Investigar o preconceito existente sobre homossexualidade

Para isso, devemos levar em consideração fatores como educação, sexo, idade, religião e valores, entre outros, que nos dão uma idéia do impacto que esse fenômeno tem na sociedade.

2- Prevenção da doença Diabetes Mellitus na população

Nesse caso, os elementos a serem levados em consideração são: alimentação, estudos clínicos, nível de conhecimento e atitude das pessoas diante da doença, medicamentos administrados, que permitem que as pessoas estejam cientes das consequências para a saúde que essa doença representa.

3- Implementação de novas políticas de serviços bancários

Aqui entram em jogo aspectos a serem considerados como a opinião dos clientes, economia de tempo, produtividade ou satisfação. Através deste tipo de investigação, pretende-se permitir a aquisição de novos clientes e, portanto, maior rentabilidade para a entidade financeira.

4- Benefício social em termos de contraceptivos femininos

Variáveis ​​como idade, classe social, preferências, poder de compra e contra-indicações, entre outras. Através da pesquisa exploratória realizada em um certo número de mulheres com vida sexual ativa, queremos verificar qual anticoncepcional feminino deve ser produzido em maior quantidade e atribuído à rede ambulatorial nacional.

5- Lançamento de um novo creme para rugas

As variáveis ​​sexo, idade, tipo de pele, poder de compra das pessoas envolvidas, que fornecem à empresa manufatureira as características a serem levadas em consideração na elaboração do produto, após a revelação de estudo de mercado anterior.

6- Recrutamento de estudantes universitários para bolsas de trabalho

Para esse tipo de pesquisa, devem ser levados em consideração os seguintes fatores: estudo socioeconômico, semestre, qualificações, aptidões, habilidades e habilidades, horário das aulas; para fazer uma seleção meticulosa de estudantes universitários que são uma prioridade e são elegíveis para serem beneficiados.

Relacionado:  Por que a rotação zero está nos polos?

7- Determinar o abandono escolar atual nos níveis inicial e primário de um estado específico.

Nesta ocasião, os elementos a serem lembrados para alcançar resultados confiáveis ​​são: idade, sexo, nota, registro de presença e causas.

8- Estudo sobre mortalidade neonatal em um determinado ambiente hospitalar

É um assunto que requer a captura do maior número possível de variáveis. Entre eles, podemos citar: idade da mãe, controle pré-natal, alimentação, administração farmacológica de acordo com o estado de gravidez, situação de trabalho, medidas higiênicas do serviço neonatal, existência de pessoal especializado em obstetrícia, fornecimento de material médico cirúrgico, entre outros.

9- Opinião pública sobre a administração do Presidente da República

Nesse sentido, idade, sexo, inclinação política, nível de educação, status de emprego, região, problemas abordados, problemas a serem resolvidos etc. são levados em consideração, o que lhe dá uma idéia do nível de popularidade que você tem na população e sente. Pode guiá-lo na sua decisão de reeleição.

Referências

  1. Cazau, P. (2006) Introdução à pesquisa em ciências sociais. Bons ares.
  2. Metodologia da Pesquisa (2016) Tipos de pesquisa: Exploratória, Descritiva, Explicativa, Correlacional. Recuperado de: methodologadelainvestigacinsiis.blogspot.com.
  3. El Pentente.com (2016) Pesquisa Exploratória. Recuperado de: educacion.elpensante.com.
  4. Namakforoosh, M. (2005), Metodologia de Pesquisa. Editorial LIMUSA. México
  5. Tese de Pesquisa (2011) Tipos de Pesquisa. Recuperado de: tesisdeinvestig.blogspot.com.
  6. Ulin, P. (2006). Pesquisa Aplicada em Saúde Pública. Saúde da Família Internacional. Washington
  7. Universidade Nacional Aberta (2000). Documentação e técnicas de pesquisa I. Caracas.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies