Planilha: Tipos, características e como fazer um

As planilhas são ferramentas extremamente úteis e versáteis no mundo corporativo, acadêmico e pessoal, permitindo a organização e análise de dados de forma eficiente. Neste artigo, abordaremos os diferentes tipos de planilhas, suas características e como criar uma planilha do zero, oferecendo dicas e passos simples para facilitar o seu uso. Acompanhe para aprender mais sobre essa poderosa ferramenta de organização e análise de dados.

Conheça os diferentes tipos de planilhas disponíveis para otimizar sua rotina de trabalho.

As planilhas são ferramentas essenciais para a organização e otimização de tarefas no dia a dia de trabalho. Existem diversos tipos de planilhas disponíveis, cada uma com suas características e funcionalidades específicas. Conhecer os diferentes tipos de planilhas pode ajudar a escolher a mais adequada para cada situação e tornar o trabalho mais eficiente.

Um dos tipos mais comuns de planilha é a planilha de cálculos, que permite realizar operações matemáticas e financeiras de forma automática. Essa planilha é muito útil para fazer orçamentos, calcular custos, controlar despesas e receitas, entre outras atividades que envolvem números.

Outro tipo de planilha bastante utilizado é a planilha de controle de estoque, que permite gerenciar o estoque de produtos de uma empresa. Nessa planilha, é possível registrar a entrada e saída de mercadorias, controlar o estoque mínimo, acompanhar a rotatividade de produtos, entre outras funções relacionadas ao estoque.

Além disso, existem planilhas específicas para gestão de projetos, controle de vendas, análise financeira, planejamento de marketing e muitas outras áreas. Cada tipo de planilha possui recursos e funcionalidades próprias, que podem ser personalizados de acordo com as necessidades de cada usuário.

Para criar uma planilha eficiente, é importante definir previamente quais são os objetivos e informações que serão inseridos na planilha. É importante também organizar as informações de forma clara e objetiva, utilizando fórmulas e gráficos para facilitar a análise dos dados.

Ao escolher o tipo de planilha mais adequado e aprender a utilizá-la corretamente, é possível otimizar a rotina de trabalho, aumentar a produtividade e melhorar a organização das atividades profissionais. Com as planilhas certas, é possível simplificar tarefas complexas e tomar decisões mais assertivas.

Principais fundamentos de uma planilha: conheça os 4 conceitos essenciais para utilizá-la com eficiência.

Uma planilha é uma ferramenta extremamente útil para organizar e analisar dados de forma eficiente. Para aproveitar ao máximo seus benefícios, é importante entender os principais fundamentos que a regem. Conheça os 4 conceitos essenciais para utilizar uma planilha com eficiência:

1. Células: As células são os blocos individuais em uma planilha, onde os dados são inseridos. Cada célula é identificada por uma combinação de letras e números que formam o endereço da célula, como A1, B2, C3, etc. É importante compreender como as células funcionam para inserir e manipular os dados corretamente.

2. Fórmulas: As fórmulas são utilizadas para realizar cálculos e operações dentro da planilha. Elas permitem automatizar processos e obter resultados precisos. É essencial conhecer as principais funções e operadores matemáticos para criar fórmulas eficientes.

3. Formatação: A formatação é importante para tornar a planilha mais legível e organizada. É possível alterar a fonte, o tamanho, a cor e o estilo do texto, além de aplicar formatação condicional para destacar informações importantes. Dominar as opções de formatação é fundamental para criar uma planilha visualmente atraente.

4. Gráficos: Os gráficos são uma ferramenta poderosa para visualizar e analisar dados de forma mais clara e intuitiva. Eles permitem identificar padrões, tendências e relações entre os dados de maneira mais eficaz. Saber criar e personalizar gráficos é essencial para comunicar informações de maneira eficiente.

Relacionado:  Produtos que hoje trocam europeus e asiáticos

Compreender e aplicar esses 4 conceitos fundamentais permitirá que você utilize uma planilha com eficiência, otimizando seu trabalho e obtendo resultados mais precisos e impactantes.

Principais componentes de uma planilha: conheça os elementos essenciais para sua organização eficiente.

As planilhas são ferramentas essenciais para a organização de dados e cálculos em diversos contextos, sejam eles pessoais ou profissionais. Para garantir uma utilização eficiente e produtiva, é importante conhecer os principais componentes que compõem uma planilha.

Um dos elementos essenciais de uma planilha é a célula. Cada célula é identificada por uma combinação de letras e números, como A1, B2, C3, etc. As células são os espaços onde os dados são inseridos e os cálculos são realizados.

Além das células, as fórmulas são outro componente fundamental de uma planilha. As fórmulas são utilizadas para realizar cálculos automaticamente, com base nos dados inseridos nas células. Por exemplo, a fórmula “=SOMA(A1:A3)” irá somar os valores das células A1, A2 e A3.

Outro elemento importante são as funções. As funções são comandos pré-definidos que realizam cálculos específicos, como média, máximo, mínimo, entre outros. Utilizar as funções corretamente pode facilitar a realização de tarefas complexas em uma planilha.

Por fim, as formatações são essenciais para a organização e visualização dos dados em uma planilha. É possível formatar as células para alterar a fonte, o tamanho do texto, a cor de fundo, entre outras opções. A formatação adequada torna a planilha mais clara e fácil de entender.

Conhecer e dominar esses elementos é fundamental para garantir uma organização eficiente e produtiva dos dados em uma planilha.

Entenda a definição e a função dos modelos de planilha na organização de dados.

Entenda a definição e a função dos modelos de planilha na organização de dados.

As planilhas são ferramentas essenciais para a organização e manipulação de dados de forma eficiente. Elas são compostas por células que podem conter números, texto, fórmulas e funções que facilitam cálculos e análises. Os modelos de planilha são estruturas pré-formatadas que ajudam na organização e visualização dos dados de forma mais clara e objetiva.

Os modelos de planilha podem ser utilizados para diversos fins, como controle financeiro, gestão de estoque, planejamento de projetos, entre outros. Eles oferecem uma estrutura pré-definida, com colunas, linhas e fórmulas já configuradas, facilitando o trabalho do usuário na inserção e manipulação de dados.

Além disso, os modelos de planilha permitem a personalização de acordo com as necessidades de cada usuário, sendo possível adicionar novas colunas, alterar fórmulas e incluir gráficos para uma melhor visualização dos dados. Dessa forma, eles se tornam uma ferramenta poderosa para a organização e análise de informações de maneira eficaz.

Eles oferecem uma base sólida para a criação de planilhas personalizadas e são essenciais para quem busca uma forma prática e eficiente de gerenciar dados.

Planilha: Tipos, características e como fazer um

Uma planilha é um documento físico ou de computador usado para documentar informações em um trabalho de pesquisa, apresentação oral ou em um projeto. Um exemplo seria um pequeno documento com as informações mais importantes de uma planta ou espécie animal.

Relacionado:  Bandeira da Libéria: história e significado

Geralmente, eles são baseados em um modelo básico e agora podem ser bancos de dados eletrônicos, embora cartões anteriormente retangulares tenham sido usados.As planilhas servem para resumir ou compilar informações relevantes sobre um projeto, especialmente os dados ou fontes usados ​​no trabalho.

Planilha: Tipos, características e como fazer um 1

Planilha de exemplo

Caracteristicas

Inclua idéias ou fatos

Uma planilha deve incluir idéias, veredictos e / ou fatos coletados graças às fontes de trabalho consultadas ao longo do projeto.

Serve para saber o que foi feito em um projeto

Geralmente, os arquivos servem para mostrar o que foi alcançado ao longo do projeto ou o que foi avançado na investigação.

Desde que haja uma reflexão crítica, perguntas ou pontos textuais relevantes para o projeto, uma planilha será útil.

Útil para encontrar fontes

Se também for bem feito, permitirá que a pessoa encontre as fontes consultadas com rapidez e eficiência. Da mesma forma, você pode fazer conexões entre as notas coletadas ao longo da investigação e procurar facilmente informações.

Os arquivos podem ter várias classificações, dependendo do que você deseja alcançar ou do objetivo da pesquisa ou do projeto.

Se as informações utilizadas forem textuais, deverão ser colocadas entre aspas. Por outro lado, se a informação tiver sido interpretada pelo autor, as aspas não serão necessárias no arquivo.

Tipos de planilhas (com exemplos)

Guias de resumo

Planilha: Tipos, características e como fazer um 2

Nas folhas de resumo, as fontes usadas no projeto devem ser incluídas. Além disso, os dados resumidos do trabalho são colocados; Dessa forma, o leitor pode ter uma idéia mais clara do tópico da pesquisa sem precisar lê-lo completamente.

Paráfrase cartões

Planilha: Tipos, características e como fazer um 3

Nesse tipo de registro, as informações são interpretadas e o que é entendido é gravado. A idéia é explicar ou explicar as informações nas palavras do autor do registro. Os cartões de paráfrase também devem incluir as fontes consultadas.

Tokens de síntese

Planilha: Tipos, características e como fazer um 4

As folhas de síntese são usadas para pegar as principais idéias do projeto e extraí-las no documento.

É semelhante à folha de resumo, só que desta vez as idéias principais devem ser incluídas e não um resumo do trabalho ou pesquisa. As fontes consultadas também devem ser incluídas.

Folhas de texto

Planilha: Tipos, características e como fazer um 5

As folhas de texto incluem frações ou partes de parágrafos relevantes para o trabalho. Provavelmente é o mais direto, pois as informações não são analisadas.

Nos arquivos anteriores, você precisa entender o que foi lido para criar um resumo, sinopse ou paráfrase. Como nos arquivos anteriores, as fontes examinadas também devem ser incluídas nas folhas de texto.

Fichas mistas

Planilha: Tipos, características e como fazer um 6

O registro misto deve ser uma combinação entre um registro de texto e um registro de síntese, ou a mistura entre um registro de texto e um registro de resumo, ou uma combinação entre um registro de texto e uma guia de paráfrase.

A elaboração deve incluir a parte da folha de texto entre aspas. E a segunda parte deve ter um texto ou passagem com o resumo, sinopse ou paráfrase relacionada ao tópico.

Como os outros arquivos, o arquivo misto também deve incluir dados das fontes de dados ou fontes consultadas na investigação.

Itens do registro

Geralmente, as planilhas têm os mesmos dados, independentemente do assunto ou do autor.

Relacionado:  Quais são as atitudes dos cidadãos?

Os dados mais importantes que devem ser incluídos são:

  • O autor
  • O título
  • O tema
  • A data de publicação do trabalho
  • Número da página em que as informações estão localizadas
  • Outras informações sobre a publicação, como editor, edição ou volume.

Se você deseja expandir as informações no formulário, também é válido incluir datas para coletar as informações e o motivo ou motivo para coletar essas informações.

Os elementos do arquivo incluem o conteúdo, as referências e o cabeçalho. A referência está na parte inferior e o cabeçalho na parte acima; O conteúdo está no centro de ambos.

Cabeçalho e título

O cabeçalho deve dizer o assunto; Essa será a parte principal ou geral do registro, como o título.

Em seguida, siga o subtópico, que se refere a algo mais particular, como um capítulo ou um subcapítulo. E, se necessário, o subsubtem é adicionado, o que pode ser algo específico para o que você deseja chamar atenção e resumirá o conteúdo do registro.

Conteúdo

O texto ao qual você deseja se referir deve ser colocado no conteúdo do arquivo. Os cartões devem ser independentes, portanto, evite colocar referências a outros cartões.

Além disso, referências a outros tópicos também devem ser evitadas; o registro deve ser capaz de apoiar e entender a si mesmo.

No conteúdo, não apenas o texto pode ser colocado, você também pode adicionar gráficos, desenhos, mapas, diagramas ou qualquer outro elemento que contribua para o projeto ou seja necessário para sua compreensão.

Referência

Os dados relevantes devem ser colocados na referência para encontrar a fonte ou fonte do conteúdo do arquivo.

Antes de colocar as referências, deve ser elaborado um quadro bibliográfico ou hemográfico com os elementos previamente consultados. Esta folha deve incluir o título do trabalho, o sobrenome do autor e as páginas consultadas.

Como é feita uma planilha?

Você pode usar as imagens acima para criar as planilhas necessárias. Se você deseja completá-lo melhor, basta adicionar as fontes do trabalho.

Os dados de identificação, como o assunto, do arquivo geralmente são colocados no canto superior esquerdo. A referência bibliográfica está localizada no canto superior direito. As referências devem incluir o autor, o título e as páginas examinadas.

No restante do arquivo ou corpo, resumos, comentários ou observações devem ser incluídos. Dependendo do tipo de arquivo, essas informações serão na forma de uma citação textual, resumida, resumida ou resumida do assunto consultado.

Se mais de um cartão tiver sido feito sobre o mesmo assunto, é aconselhável colocar uma numeração progressiva dos cartões na parte superior, no centro do cartão.

Que material usar para fabricá-lo?

Você pode usar um programa de computador como o powerpoint, o microsoft word ou o paint. Se você preferir fazê-lo físico, compre um cartão grande e divida-o em cartões menores.

Referências

  1. Planilha de Bibliografia. Bibliografia do Centro de Avaliação. Escola secundária de Chester Hill. Recuperado de chesterhillhighschool.com.
  2. Como guiar as planilhas. (2013). Slides Recuperado de slideshare.com.
  3. Os arquivos da pesquisa documental (2012). Fichas de trabalho. Recuperado de prezi.com.
  4. Quatro tipos de dados. Chron. Recuperado de smallbussiness.chron.com.
  5. A técnica de assinatura. Aprenda online – Plataforma para graduação e pós-graduação. Universidade de Antioquia. Recuperado de aprendeelinea.com.
  6. Planilha de exemplo (2017). Ciência Exemplo de. Recuperado de examplede.com.

Deixe um comentário