Quais são os processos endógenos e exógenos da Terra?

A Terra é um planeta dinâmico e em constante transformação, resultado da interação de processos endógenos e exógenos. Os processos endógenos são aqueles que ocorrem no interior do planeta, como o vulcanismo, os terremotos e a formação de montanhas. Já os processos exógenos são aqueles que ocorrem na superfície terrestre, como a erosão, o intemperismo e a sedimentação. Ambos os processos são fundamentais para moldar a paisagem terrestre e influenciar o clima e a vida no planeta. Neste contexto, é essencial compreender como esses processos interagem e se complementam para melhor compreender a dinâmica da Terra.

Entendendo os processos internos e externos: endógenos e exógenos.

Para compreender os processos endógenos e exógenos da Terra, é importante entender a diferença entre eles. Os processos endógenos são aqueles que ocorrem no interior do planeta, como a atividade vulcânica e os movimentos tectônicos. Já os processos exógenos são aqueles que acontecem na superfície da Terra, como a erosão e o intemperismo.

Os processos endógenos são responsáveis pela formação de montanhas, vulcões e terremotos. Eles são causados pela atividade das placas tectônicas, que se movem lentamente sobre o manto terrestre. Já os processos exógenos atuam no desgaste e na modelagem da superfície terrestre, sendo responsáveis pela formação de vales, planícies e outros relevos.

É importante ressaltar que esses processos estão interligados e influenciam uns aos outros. Por exemplo, a atividade vulcânica pode gerar novas formas de relevo que serão posteriormente modificadas pela erosão. Da mesma forma, a erosão pode expor materiais que antes estavam no interior da Terra.

Eles atuam de forma conjunta na modelagem da superfície terrestre e na criação de paisagens únicas. Por isso, é essencial compreender como esses processos funcionam para melhor entender a história e a geografia da Terra.

Processos endógenos que moldaram a Terra ao longo do tempo geológico.

Os processos endógenos são responsáveis por moldar a superfície da Terra ao longo do tempo geológico, atuando de dentro para fora do planeta. Um dos principais processos endógenos é a atividade vulcânica, que ocorre quando o magma em altas temperaturas é expelido pela crosta terrestre, formando novas rochas e relevos. Outro processo importante é a tectônica de placas, onde as placas tectônicas se movem lentamente, causando terremotos e formando cadeias de montanhas.

Além disso, a ação dos processos endógenos também pode resultar na formação de bacias sedimentares e intrusões magmáticas, como diques e batólitos. Esses processos são fundamentais para a evolução da superfície terrestre e para a criação de diferentes tipos de relevo, como montanhas, planaltos e bacias.

É importante ressaltar que os processos endógenos agem em conjunto com os processos exógenos, que atuam na superfície terrestre, desgastando e modificando as formas de relevo criadas pelos processos endógenos. Dessa forma, a interação entre esses dois tipos de processos é essencial para a dinâmica do planeta e para a formação da paisagem que vemos hoje.

Quais são os elementos externos que atuam na superfície terrestre?

Os elementos externos que atuam na superfície terrestre são aqueles provenientes do ambiente externo à Terra. Estes elementos incluem a água, o vento, o gelo, as plantas e os seres humanos. Cada um desses elementos desempenha um papel importante na modelagem da superfície terrestre, seja através da erosão, da sedimentação, da deposição ou da alteração do relevo.

Relacionado:  Bacia do Arreica: Características, Bacias no México e Argentina

Os processos endógenos da Terra são aqueles que ocorrem no interior do planeta, como os movimentos tectônicos das placas, a atividade vulcânica e os terremotos. Estes processos são responsáveis pela formação de montanhas, oceanos e continentes, bem como pela liberação de materiais como lava e cinzas vulcânicas.

Por outro lado, os processos exógenos são aqueles que ocorrem na superfície da Terra, como a erosão causada pela água, vento e gelo, a sedimentação de materiais transportados pelo vento ou pela água, e a ação das plantas na modificação do solo. Estes processos são essenciais para a formação de paisagens como vales, dunas, praias e planícies.

Processos geológicos externos: quais são os principais agentes que moldam a superfície terrestre?

Os processos geológicos externos são aqueles que atuam na superfície terrestre, moldando-a ao longo do tempo. Esses processos são causados por agentes externos, como a ação da água, do vento, do gelo e dos seres vivos. Eles são responsáveis por alterações na paisagem, como a formação de vales, montanhas, planícies e praias.

A água é um dos principais agentes que moldam a superfície terrestre. A ação da água pode ser observada na formação de rios, lagos e oceanos, bem como na erosão do solo e na formação de cavernas. O vento também desempenha um papel importante, principalmente em regiões áridas, onde pode causar a formação de dunas e a erosão de rochas.

O gelo é outro agente geológico externo que contribui para a modificação da paisagem. Em regiões de clima frio, o gelo pode causar a formação de geleiras, vales glaciais e morros de gelo. Além disso, os seres vivos, como plantas e animais, também desempenham um papel na transformação da superfície terrestre, por meio da ação da vegetação, da compactação do solo e da formação de solos.

Esses agentes atuam de forma contínua e interativa, contribuindo para a diversidade de formas de relevo e paisagens encontradas no planeta.

Quais são os processos endógenos e exógenos da Terra?

Os processos endógenos e exógenos da Terra ocorrem porque nosso planeta é formado por muitos processos geológicos diferentes.As forças que causam esses processos vêm acima e abaixo da superfície da Terra.

Os processos causados ​​por forças dentro da Terra são chamados de processos endógenos.Existem três processos endógenos principais: dobragem, falha e vulcanismo. Eles ocorrem principalmente ao longo dos limites da placa, que são as áreas que estão nas bordas. Essas áreas são fracas. Os processos endógenos causam muitas das principais características do alívio .

Quais são os processos endógenos e exógenos da Terra? 1

Arco de pedra produzido pela erosão.

Um exemplo de um processo exógeno é a erosão. A erosão ocorre como resultado do vento, água, gelo ou pessoas, animais ou plantas que cavam na Terra. Alguns outros exemplos de processos exógenos são chuva, queda de neve, granizo, tsunamis, avalanches, ventos, correntes ondulantes, etc.

É um fato demonstrado e estabelecido pela ciência que o desenvolvimento da superfície da Terra se deve principalmente à complexa interação de processos atmosféricos, rochas, águas do oceano e a superfície viva.Rochas levantadas por forças entram em contato com a atmosfera e passam por uma série de processos alimentados pelo sol.

Relacionado:  Precordillera do Rioja San Juan e Mendoza: características

Os processos que desempenharam dominante na superfície da Terra são construtivos, da mesma maneira que com toda a natureza. Os processos geológicos como um todo podem ser separados em duas categorias, os processos endógenos e exógenos acima mencionados.

Processos endógenos e exógenos: definição e exemplos

Processos endógenos

Também conhecidos como processos hipogênicos, são processos de origem interna. Em outras palavras, são processos que se originam na crosta terrestre e, portanto, são chamados endógenos. Esses processos ocorrem dentro do planeta e são governados por forças inerentes à Terra e pouco afetados por influências externas.

Esses processos causam fenômenos como terremotos, o surgimento e desenvolvimento de continentes, vales oceânicos e picos de montanhas, geração de atividade vulcânica, metamorfismo de rochas preexistentes, deformação e deslocamento da crosta terrestre vertical e lateralmente e muito mais.

As características geomórficas produzidas por esses processos fornecem o cenário para processos exógenos funcionarem. Todas as características que devem sua origem a um processo endógeno são invariavelmente modificadas por processos exógenos.

Os processos endógenos são causados ​​principalmente pela energia térmica do córtex. Essa energia térmica deriva da desintegração de elementos radioativos e da diferenciação gravitacional. Alguns dos processos endógenos mais importantes são:

1- Terremotos

É uma forma de energia que provém do movimento das ondas e é transmitida pelas camadas superficiais da Terra, variando de um tremor fraco a um movimento selvagem capaz de sacudir edifícios e causar rachaduras no solo.

2- Movimentos tectônicos

O movimento tectônico da crosta terrestre tem várias formas e é caracterizado por sua grande complexidade. No curso da história geológica da crosta terrestre, as rochas se dobraram, dobraram uma em cima da outra, quebraram etc., levando a montanhas, picos, vales oceânicos e outras formas de relevo.

O processo tectônico que leva à elevação ou construção de porções da superfície da Terra é chamado diastrofismo e é o que impede o processo exógeno, reduzindo as áreas terrestres da Terra ao nível do mar.

3- Vulcanismo

É o fenômeno pelo qual a matéria é transferida de dentro da Terra na forma de uma erupção para a superfície. É uma das manifestações mais importantes da natureza dinâmica da Terra.

O processo pelo qual a efusão de material magmático na superfície forma várias estruturas vulcânicas e / ou flui na superfície, é chamado vulcanismo.

Às vezes, o magma em seu caminho não chega à superfície e esfria a várias profundidades, dando origem a corpos magmáticos de formas irregulares, chamados de intrusivos ou plutão.

O fenômeno é conhecido como magmatismo intrusivo. Embora as intrusões não sejam diretamente responsáveis ​​pelas características topográficas, sua existência na crosta superior da Terra pode afetar muito as características topográficas de uma área formada por processos exógenos.

Processos exógenos

Este é o nome dos processos de origem externa ou, em outras palavras, os processos que obtêm sua energia de fontes externas da Terra.

Por exemplo, a energia do sol que causa aquecimento diferencial da atmosfera resultando em diferenças de pressão, a energia do sol que impulsiona o ciclo hidrológico e envolve a transferência de umidade dos corpos d’água para a atmosfera da Terra e da atmosfera. novo no oceano, etc.

Relacionado:  Como é o alívio da Ásia?

Assim, processos exógenos estão intimamente ligados ao papel de vários agentes externos, como intemperismo, vento, água corrente, água subterrânea, ondas e correntes de água, geleiras, etc.

Como esses processos são restritos à superfície da Terra, eles são chamados de processos epigênicos. Esses processos constituem uma soma muito complexa de mudanças mutuamente dependentes, ou seja, todos os processos exógenos estão envolvidos um com o outro.

Processos exógenos atuam nas formas do solo para quebrar as rochas (erosão), desgastar a superfície e esculpir as características do vale.

Os produtos de destruição deslocam-se sob a influência da força da gravidade ou são levados pelo vento que sopra, pelas águas que fluem, pelas geleiras que se movem, etc., para as áreas mais baixas, como lagos, mares, Os oceanos e outros.

Processos exógenos tendem a eliminar todas as irregularidades na superfície da Terra. A desigualdade de superfície se desenvolve devido ao movimento da crosta, erosão e deposição desigual.

Por outro lado, o processo pelo qual as irregularidades da superfície da Terra são eliminadas e uma superfície nivelada é criada, é conhecida como gradação. Todos os processos de gradação são conduzidos pela gravidade. Estes são divisíveis em duas categorias principais, a degradação e o prazer.

Degradação é o processo pelo qual o material das terras altas é removido por agentes geomórficos, como resultado do qual a altitude é reduzida. A degradação da superfície da Terra é feita principalmente através de:

  • Resistência às intempéries
  • Desperdício de massa
  • Erosão

Enquanto isso, o prazer é o processo de deposição de sedimentos. Sob condições favoráveis, quando os agentes de transporte perdem seu poder de transporte, os materiais transportados são depositados, às vezes no mar, às vezes em terra.

Portanto, as seções inferiores são gradualmente preenchidas com depósitos de sedimentos por água corrente, lençol freático, vento, geleiras, ondas, correntes, marés, etc.

Conclusões

– Os processos dominantes na superfície da Terra são construtivos e destrutivos.

– Todos os processos geológicos podem ser classificados em duas categorias: endógenos e exógenos.

– Forças endógenas (terremotos, vulcanismo, etc.) criam disparidades na superfície da Terra, enquanto forças exógenas (ondas, geleiras, vento, etc.) eliminam desigualdades na superfície da Terra.

– Todas as características que devem sua origem a uma força endógena são invariavelmente modificadas por uma força exógena.

– As forças endógenas são causadas principalmente pela energia térmica do manto e da crosta. Essa energia térmica é derivada da desintegração dos elementos radioativos e da diferenciação gravitacional no manto.

– Forças exógenas tendem a eliminar toda a irregularidade na superfície da Terra. Como se sabe, a desigualdade da superfície tem sua causa no movimento da crosta, erosão e deposições irregulares.

Referências

  1. Quais são os dois principais processos geológicos do desenvolvimento do globo de superfície? (sf). Recuperado de preservearticles.com.
  2. FORÇAS ENDÓGENAS E EXÓGENAS NA TERRA (agosto de 2016). Recuperado de knowledge2success.com.
  3. Jensen Antony. Quais são os processos endógenos e exógenos em termos de geologia? (sf). Quora Recuperado de quora.com.
  4. Processos endógenos. (sf). Prezi Recuperado de prezi.com.
  5. Semana 4 Tópico: Processos geológicos na Terra. (Junho de 2016). Ciência enigmática Recuperado de enigmaticscience.wordpress.com.

Deixe um comentário