Qual é a origem da administração?

A origem da administração remonta à necessidade humana de se organizar: está presente desde os tempos primitivos. É uma ciência que consiste em dirigir uma entidade ou um bem, que pode ou não pertencer à pessoa que o administra.

É uma disciplina que busca o aprimoramento constante no gerenciamento de recursos, pessoal, equipamentos, materiais, dinheiro e relações humanas. É orientado para a busca da eficácia e é universal e interdisciplinar.

Qual é a origem da administração? 1

O termo administração vem do latim “ad” (endereço) e “ministro” (subordinação). As diferentes civilizações da história mostraram tendências para desenvolver processos administrativos à medida que progridem.

Os seres humanos usaram a administração para ordenar ações como a busca por comida ou a construção de suas casas.

Origem

Alguns autores colocam o início da administração nas atividades comerciais dos sumérios e dos antigos egípcios. Outros os atribuem aos métodos organizacionais da Igreja Católica e às milícias antigas.

No entanto, não há consenso definitivo na data em que a ciência hoje conhecida como administração começou.

Mundo Antigo e Administração

A seleção dos melhores caçadores e guerreiros das tribos nômades na infância é considerada um ato administrativo: o trabalho foi dividido de acordo com a capacidade, sexo e idade dos indivíduos.

Os sumérios, por sua vez, registraram muitas de suas atividades em tábuas de barro, incluindo suas transações comerciais. Eles também praticavam a estratificação do trabalho: havia mestres artesãos, trabalhadores e aprendizes.

No Egito antigo, os faraós eram a autoridade e queriam construir prédios enormes; portanto, eles tiveram que delegar tarefas de gerenciamento de pessoal a outras pessoas; Dessa maneira, algumas dirigiram grandes massas de trabalhadores. Algo semelhante aconteceu com a tarefa de cobrança de impostos.

De fato, os sistemas políticos dessas civilizações usavam princípios administrativos para exercer seu poder.

Na China antiga, havia também a necessidade de aplicar esses princípios. Por volta de 1100 a. C. a Constituição de Chow foi escrita, que serviu de guia para conhecer as tarefas que os servos deveriam cumprir. Isso pode ser considerado como um antecedente da definição de funções.

Os grandes filósofos gregos também deixaram registros escritos de seus esforços para melhorar certos processos humanos. Por exemplo, eles observaram que a produção de alimentos melhorava se os métodos fossem seguidos e os prazos fossem cumpridos.

Vários filósofos daqueles que escreveram algo relacionado a isso foram os seguintes:

– Sócrates

Ele falou do conhecimento técnico e da experiência como questões separadas.

– Platão

Ele falou sobre a especialização em tarefas, embora não com esse nome.

– Aristóteles

Filósofo sobre o estado perfeito das coisas.

– Péricles

Ele contribuiu com vários dos princípios fundamentais de administração e seleção de pessoal.

A Roma antiga também deve contribuições neste campo, como a classificação de empresas em público, semi-público e privado. E no segundo século dC. C. a Igreja Católica estabeleceu uma estrutura hierárquica com objetivos e doutrina.

A popularidade dos números arábicos entre os séculos 5 e 15 também contribuiu para a melhoria dos processos de troca comercial e levou ao surgimento de disciplinas como contabilidade.

Idade Média da Administração

Assim como as sociedades tiveram um momento histórico de transição, o governo também o teve. Durante essa época, o centralismo enfraqueceu e se tornou evidente na queda do Império Romano, na ascensão do feudalismo e na consolidação de milícias.

Na Idade Média, o sistema feudal descentralizou o poder, o que trouxe consigo problemas governamentais e comerciais.

O feudalismo mudou as estruturas do poder; Muitos criados se tornaram trabalhadores independentes e muitos artesãos se tornaram patronos. Também apareceram guildas, que são o pano de fundo de sindicatos e livros contábeis.

A forma de trabalho dos comerciantes de Veneza viu o nascimento de duas figuras ainda hoje importantes: parceria e parceria limitada.

Por outro lado, o princípio da unidade de comando das milícias e alguns termos das operações da própria milícia foram adotados no mundo organizacional: estratégia, logística, recrutamento, entre outros.

Administração e modernidade

Nesta nova fase da administração, Maquiavel traz idéias que se aplicariam na administração contemporânea:

– Quando os membros de uma organização manifestam seus problemas e os resolvem, é feito progresso em direção à sua estabilidade.

– O trabalho em equipe garante a vida de uma organização.

– O papel de um líder é fundamental.

– A organização deve preservar algumas características culturais e estruturais de sua origem, independentemente do tempo e das mudanças que ocorrem.

Esses princípios, juntamente com a experiência acumulada até então em assuntos comerciais, orientaram as tarefas administrativas durante a Revolução Industrial . Nesse momento, surgiu a produção em massa e a necessidade de especialização dos trabalhadores tornou-se aparente.

De fato, foi no século 19 que surgiram as primeiras publicações científicas sobre administração. Porém, no final do século XX, o desenvolvimento da sociedade foi acelerado em várias áreas e exigiu o aprimoramento e aprimoramento dos processos administrativos.

Da mesma forma, os avanços em áreas como engenharia, sociologia, psicologia e relações industriais influenciaram a administração a evoluir.

Tipos de Administração

– Clássico

– Cientista

– Burocrático

– Humanista

-Condutual

– Sistêmico

– Das relações humanas

Caracteres emblemáticos no campo da administração

– Frederick Winslow Taylor

– Frank e Lillian Gilbreth

– Henry Gantt

– Max Weber

– Henry Fayol

– Chester Barnard

– Hugo Münsterbeg

– Mary Parker Follet

– Elton Mayo

– Abraham Maslow

– Douglas McGregor

– Adam Smith

– Robert Owen

– Charles Babbage

– Henry R. Towne

Referências

  1. Luna, Nayeli (2015). Fundamentos da administração. Origem e evolução Recuperado de: gestipolis.com
  2. Gerenciamento: a interpretação e implementação da política definida pelo conselho de administração de uma organização. Recuperado de: businessdictionary.com
  3. Pacheco, Virgínia (2012). Origem e evolução da administração. Recuperado de: vlpacheco.blogspot.in
  4. Revisão da Administração Pública e Gerenciamento. Administração de Empresas Recuperado de omicsonline.org
  5. Riquelme Matías (s / f). Origem da administração. Recuperado de: webyempresas.com
  6. wikipedia.org

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies