Qual foi o Tucuyricuy?

O Tucuyricuy foi um festival religioso e cerimonial organizado pelo Império Inca, que ocorria a cada sete anos na cidade de Cusco, no Peru. Este evento era uma importante celebração que reunia diversos povos do império para homenagear os deuses incas, realizar rituais de purificação e renovar alianças políticas. O Tucuyricuy também era uma oportunidade para exibir a riqueza e poder do império, através de desfiles, danças, competições esportivas e oferendas aos deuses. Este festival desempenhava um papel fundamental na coesão e organização do império inca.

Guardião da memória e mensageiro do Império Inca: o papel do Quipucamayoc na sociedade andina.

Guardião da memória e mensageiro do Império Inca: o papel do Quipucamayoc na sociedade andina.

O Quipucamayoc era um importante personagem na sociedade andina, responsável por guardar a memória do Império Inca e transmitir mensagens importantes através dos quipus. Os quipus eram cordões feitos de linhas coloridas e nós de diferentes tamanhos, que eram usados para registrar informações como contagem de população, produção agrícola e até mesmo eventos históricos.

O Quipucamayoc tinha o papel de interpretar e decifrar os quipus, sendo considerado um verdadeiro guardião da memória do Império Inca. Além disso, ele também atuava como mensageiro, transmitindo ordens e comunicações entre as diferentes regiões do império.

Um dos momentos mais importantes em que os Quipucamayocs desempenharam seu papel foi durante o Tucuyricuy, que era uma espécie de censo realizado pelo Império Inca a cada certo período de tempo. Nesse evento, os Quipucamayocs eram responsáveis por contabilizar a população, os recursos e as produções de cada região, garantindo assim um controle eficiente do império.

Portanto, o Quipucamayoc desempenhava um papel vital na sociedade andina, sendo não apenas um guardião da memória do império, mas também um mensageiro e contador essencial para a organização e governança do Império Inca.

Relacionado:  Quem eram os bárbaros? Importância e fatos em Roma

Mulher indígena Hatun Runa: cultura, resistência e tradição em destaque.

O Tucuyricuy foi um evento de extrema importância para as mulheres indígenas Hatun Runa no Peru. Durante esse festival, as mulheres se reuniam para celebrar sua cultura, resistência e tradição. Era um momento de grande significado, onde podiam mostrar ao mundo a sua força e valor.

A participação das mulheres no Tucuyricuy era fundamental para manter viva a cultura e a identidade do povo Hatun Runa. Elas desempenhavam um papel central na organização do evento, preparando as comidas tradicionais, tecendo os tecidos coloridos e realizando as cerimônias sagradas.

Além disso, as mulheres indígenas Hatun Runa usavam o Tucuyricuy como uma forma de resistência contra a opressão e a discriminação que enfrentavam. Era um momento de união e fortalecimento, onde podiam se expressar livremente e reafirmar sua identidade cultural.

Em resumo, o Tucuyricuy era mais do que um simples festival. Era um espaço sagrado onde as mulheres indígenas Hatun Runa podiam celebrar sua cultura, resistir contra as adversidades e manter viva a tradição de seus ancestrais.

Qual foi o Tucuyricuy?

O tucuyricuy era uma figura-chave na cultura inca, por ser tão extenso e sofisticado, ele precisava de supervisores com vista a todas as províncias, exatamente com a contribuição deste funcionário do império.

A cultura inca se originou na região andina no início do século XIII, especificamente na região de Cuzco , estendendo-se ao longo da costa do Oceano Pacífico e dos Andes para formar um império único por sua grandeza.

Qual foi o Tucuyricuy? 1

O poder dos incas foi devido a diferentes causas, mas algumas das mais importantes foram:

-Unificação da linguagem. Eles até coexistiram até 700 idiomas no Império Inca até o quíchua ser estabelecido como o idioma oficial.

Relacionado:  Qual era o local temporário dos olmecas?

– Os princípios criativos e modernos aplicados ao desenvolvimento social e à atividade constante do supervisor imperial ou tucuyricuy (também chamado tucuirícuc, tocreicoc ou tucuy ricoc) que permitiam ao soberano saber tudo o que acontecia no império.

Sem as ferramentas de comunicação ou os meios de transporte existentes hoje, a autoridade suprema dos incas (Sapa Inca ou Inca) precisava de olhos e ouvidos em todas as províncias, de modo que a função do tucuyricuy era vital e indispensável

Responsabilidades e atividades dos tucuyricuy no império inca

O tucuyricuy desempenhou um papel importante dentro do império e, embora sua posição não fosse hereditária ou perpétua, ele era bem respeitado na sociedade inca porque era o representante do Inca Sapa e era o único responsável.

Funções Tucuyricuy

Não havia apenas um tucuyricuy. O Inca nomeou vários desses oficiais para controlar todos os cantos do seu império.

Seu nome significa “quem vê tudo, quem ouve tudo”, de acordo com sua função principal. No entanto, ele realizou outras tarefas a pedido de seu rei.

Principais tarefas

Durante as viagens incógnitas por diferentes regiões do império, o tucuyricuy observou se as leis do Inca eram aplicadas corretamente.

Embora ele nunca se identifique como um funcionário no início de uma visita, muitas vezes revelou sua identidade, se necessário.

Na hora certa, mostrava alguns fios que pertenciam à mascaipacha ou mascaypacha del Inca, símbolo do poder imperial.

Outra de suas principais funções foi a coleção do tributo, que ele coletou por toda a região às suas custas e depois enviou ao imperador.

O tucuyricuy era temido e respeitado por todos os habitantes do império, uma vez que viam nele o poder dos incas.

Relacionado:  Quem descobriu as Linhas de Nazca?

Outras tarefas

Além das funções mencionadas acima, o tucuyricuy cumpriu outras tarefas muito importantes para a vida cotidiana do império em geral e das pessoas em particular.

Por exemplo, ele estava encarregado de se casar com os novos casais (na cerimônia de casamento, ele era chamado Huarmicoco).

Esta cerimônia foi realizada em um espaço comum para todos os casais cujos membros tinham geralmente entre 18 e 25 anos de idade.

Da mesma forma, ele poderia oficiar como juiz e condenar à morte se considerasse que o acusado era culpado de um crime, de acordo com as leis do Inca.

O sucesso do tucuyricuy

Dizem que o sucesso desse oficial se deve à independência que ele tinha, graças ao poder que o Inca lhe dera, uma vez que ele só deveria relatar suas ações ao imperador.

Referências

  1. “História universal. Cultura Inca ». Retirado em: 15 de agosto de 2017 de historiacultural.com.
  2. «Criatividade e inovação dos incas como modelo de empreendedorismo» (2015). Universidade de Lima Retirado em: 15 de agosto de 2017 de ulima.edu.pe.
  3. “Controle do governo” (1998). Sistema de biblioteca Retirado em: 15 de agosto de 2017 de sisbib.unmsm.edu.pe.
  4. «O Tucuy Ricoc». Pasta pedagógica. Retirado em: 15 de agosto de 2017 de incasdeltahuantinsuyo.carpetapedagogica.com.

Deixe um comentário