Somniloquia: sintomas e causas desta parassonia

A somniloquia, também conhecida como fala durante o sono, é uma parassonia que ocorre durante o sono profundo, onde a pessoa fala de forma incoerente, muitas vezes sem ter consciência disso. Este fenômeno pode ser causado por diversos fatores, como estresse, ansiedade, distúrbios do sono, uso de certos medicamentos, entre outros. Neste texto, iremos explorar os sintomas e possíveis causas da somniloquia, assim como formas de tratamento e prevenção.

Quais são as causas da Parassonia?

A Somniloquia, também conhecida como fala durante o sono, é uma forma de parassonia que ocorre durante o sono. Ela é caracterizada por falar enquanto se está dormindo, muitas vezes de forma ininteligível e sem que a pessoa que está dormindo tenha consciência disso. Mas afinal, quais são as causas dessa condição?

As causas exatas da Somniloquia não são completamente compreendidas, mas acredita-se que fatores genéticos e ambientais possam desempenhar um papel importante. Algumas pesquisas sugerem que a fala durante o sono pode estar relacionada a distúrbios do sono, como o sonambulismo e o terror noturno. Além disso, o estresse, a ansiedade e o cansaço excessivo também podem contribuir para o desenvolvimento dessa parassonia.

Outros possíveis fatores que podem desencadear a Somniloquia incluem o consumo de álcool, certos medicamentos, distúrbios respiratórios, como a apneia do sono, e até mesmo o uso de dispositivos eletrônicos antes de dormir. É importante ressaltar que cada pessoa pode ter uma combinação única de fatores que contribuem para a ocorrência da fala durante o sono.

Para um diagnóstico preciso e um tratamento adequado, é essencial consultar um médico especializado em distúrbios do sono. Com a orientação correta, é possível gerenciar e até mesmo reduzir a incidência dessa parassonia.

Entenda o significado e os tipos de parasomnias que afetam o sono humano.

As parasomnias são distúrbios do sono que afetam milhões de pessoas em todo o mundo. Essas condições podem ocorrer em qualquer fase do sono e podem causar diversos sintomas, como sonambulismo, terrores noturnos, pesadelos, bruxismo e somniloquia.

A somniloquia, também conhecida como “falar durante o sono”, é uma parassonia que se caracteriza pela emissão de sons, palavras ou frases durante o sono. Esses discursos podem variar de simples murmúrios a falas completas e articuladas. Geralmente, a pessoa que sofre de somniloquia não tem consciência do que está dizendo e pode não se lembrar do episódio ao acordar.

As causas da somniloquia ainda não são totalmente compreendidas, mas alguns fatores podem estar associados a essa condição, como estresse, ansiedade, privação de sono, consumo de álcool ou drogas, distúrbios do sono, problemas respiratórios, entre outros.

É importante ressaltar que a somniloquia geralmente não é prejudicial e não requer tratamento específico. No entanto, em casos em que os episódios de fala durante o sono causam desconforto ou interferem na qualidade do sono, é recomendável procurar a orientação de um médico especialista em distúrbios do sono.

Relacionado:  Auto-lesão não suicida: quem afeta e por que ocorre?

Se você ou alguém que você conhece apresenta sintomas de fala durante o sono, é essencial buscar ajuda médica para avaliar a condição e receber orientações adequadas para melhorar a qualidade do sono.

Entenda o que é a Parassonia nos bebês e como lidar com esse distúrbio do sono.

A somniloquia é um distúrbio do sono caracterizado por falar durante o sono. Também conhecida como “sonambulismo verbal”, essa parassonia pode ocorrer em pessoas de todas as idades, inclusive em bebês. É importante entender os sintomas e causas dessa condição para saber como lidar com ela adequadamente.

Os bebês podem apresentar somniloquia devido ao desenvolvimento do sistema nervoso central, que ainda está em formação. Além disso, mudanças no ambiente, como barulhos externos ou luzes fortes, podem desencadear episódios de fala durante o sono. É importante observar o comportamento do bebê durante a noite e identificar padrões de sono afetados pela somniloquia.

Para lidar com a somniloquia nos bebês, é fundamental criar um ambiente propício para o sono, com poucos estímulos externos e uma rotina relaxante antes de dormir. Garantir que o bebê esteja confortável e seguro no berço também pode ajudar a reduzir os episódios de fala durante o sono. Além disso, é importante manter a calma e não tentar acordar o bebê durante esses episódios, pois isso pode causar confusão e aumentar a agitação.

Observar o comportamento do bebê durante a noite e criar um ambiente propício para o sono são medidas essenciais para lidar com essa parassonia de forma adequada.

Quais são os fatores que causam problemas de sono?

Os problemas de sono podem ser causados por diversos fatores, incluindo o estresse, ansiedade, maus hábitos de sono, distúrbios do sono, condições médicas, uso de certos medicamentos e parassonias, como a somniloquia.

A somniloquia é um distúrbio do sono caracterizado por falar durante o sono. As pessoas que sofrem de somniloquia podem falar palavras desconexas, frases completas ou até mesmo conversar de forma coerente enquanto estão dormindo. Este distúrbio pode ser desencadeado por estresse, ansiedade, fadiga ou até mesmo consumo de álcool antes de dormir.

Além disso, a somniloquia pode estar associada a outras condições médicas, como apneia do sono, transtorno de estresse pós-traumático ou transtorno de ansiedade. O uso de certos medicamentos, como antidepressivos ou medicamentos para dormir, também pode desencadear episódios de somniloquia.

É importante buscar a ajuda de um médico especialista em distúrbios do sono se você suspeitar que está sofrendo de somniloquia ou de qualquer outro problema relacionado ao sono. O diagnóstico correto e o tratamento adequado podem ajudar a melhorar a qualidade do seu sono e, consequentemente, a sua qualidade de vida.

Somniloquia: sintomas e causas desta parassonia

Somniloquia: sintomas e causas desta parassonia 1

A maioria das pessoas conhece alguém que fala enquanto dorme. Seja uma simples emissão de sons sem sentido, palavras únicas ou até conversas inteiras nas quais o sujeito é capaz de responder perguntas.

Pode parecer um fenômeno estranho, mas, embora seja entendido como um distúrbio do sono, o somniloquismo ou o somniloquy é altamente frequente e geralmente não está associado a problemas graves. Neste artigo, exploramos brevemente o conceito e o que ele implica.

O que é sononquismo?

O somniloquia ou somniloquio (ambas as formas estão corretas) é uma parassonia, um distúrbio ou alteração na qual comportamentos anormais aparecem durante o período de sono. Especificamente, na somniloquia, o sujeito emite palavras durante o sono com total ausência de voluntariedade da parte dele.

A intensidade com que se fala pode variar bastante, variando de sussurros a gritos reais. Eles também podem ter emoções, como rir ou chorar. Esses episódios em que o sujeito fala geralmente não duram mais que alguns segundos ou minutos; não há lembrança subsequente de ter falado.

O conteúdo da fala geralmente não é inteligível, embora às vezes palavras e até frases significativas possam ser emitidas . Às vezes, pequenos monólogos são estabelecidos ou pode até parecer que eles estão conversando com alguém em sonhos. E, embora em alguns casos as pessoas que percebem essa fala possam tentar perguntar algo ao sujeito adormecido e pareça responder, é improvável que responda diretamente à estimulação.

O sononquismo é um fenômeno muito comum em crianças, sendo normal, embora possa parecer preocupante. Isso também acontece em adultos de uma maneira igualmente inócua, embora em alguns casos por trás dela possa haver algum tipo de problema ou distúrbio (por exemplo, ansiedade).

  • Você pode estar interessado: ” As 5 fases do sono: das ondas lentas ao REM “

O que a produz?

Embora o processo que leva as pessoas a falar durante o sono não tenha terminado e possa aparecer em qualquer fase, pode-se especular que o mecanismo pelo qual a somniloquia aparece é semelhante ao causado por outras parassonias : uma incompatibilidade na ativação / inibição das áreas cerebrais que ocorrem durante as diferentes fases do sono, especialmente nas fases 3 e 4 do sono REM e na fase REM (momentos em que geralmente aparecem sonolentos).

Relacionado:  Alodinia: tipos, causas e distúrbios relacionados

Por exemplo, durante o sono REM, o tônus ​​muscular diminui bastante à medida que a atividade fisiológica aumenta, mas em pessoas com sonolência, as áreas do cérebro que controlam a atividade muscular bucofacial permanecem ativas e permitem que o sujeito fale em sonhos. Algo semelhante ocorre durante o sono profundo: o tônus ​​muscular aumenta e a atividade simpática é reduzida.

Em que situações geralmente aparece?

Somniloquia é muito frequente ao longo do desenvolvimento, em crianças e adolescentes. À medida que crescemos, no entanto, é cada vez menos frequente.

É comum a somniloquia aparecer associada a outros distúrbios do sono , como terror noturno e sonambulismo. Também pode aparecer antes do envenenamento por substâncias, em estados febris e em períodos de alto estresse, bem como em transtornos mentais, como humor, ansiedade e alguns estados dissociativos.

Efeitos do somniloquium

Por si só, o sonilóquio não é prejudicial, mas pode gerar alterações em nível social nas pessoas que dormem acompanhadas. Por exemplo, pode fazer com que o casal ou acompanhante não durma adequadamente ou palavras, nomes ou comentários que possam ser mal interpretados podem aparecer. Ou pode gerar medo ou preocupação no ambiente (principalmente quando chora, ri ou grita).

Tanto isso quanto a idéia de que algo impróprio pode ser dito pode fazer com que algumas pessoas que o experimentam evitem o contato com o casal durante a noite ou durmam no mesmo quarto , o que pode levar a problemas no relacionamento.

O tratamento é necessário?

Embora seja considerado uma parassonia ou distúrbio do sono, o somniloquium não é considerado uma patologia e geralmente não é um problema real no sujeito (embora possa ser um incômodo se a pessoa dorme acompanhada). Em geral, então, não é necessário aplicar nenhum tipo de tratamento.

Apesar disso, nos casos em que ocorre persistentemente ou é irritante , recomenda-se o uso de relaxamento e higiene do sono , além de criar hábitos que permitam um descanso eficiente. Uma boa preparação do ambiente antes de dormir é geralmente útil, além de evitar o consumo de estimulantes durante as horas anteriores ao período de sono.

Também deve ser levado em consideração que, às vezes, o somniloquium é derivado da existência de problemas emocionais ou ansiosos; nesse caso, os problemas que os originam devem ser trabalhados especificamente. Também é possível que o paciente tenha medo de dormir acompanhado devido à possibilidade de ser um incômodo ou dizer algo que cria problemas com o parceiro, o que pode exigir tratamento.

  • Você pode estar interessado: ” Tipos de terapias psicológicas “

Deixe um comentário