Transporte Intermodal: Características, Vantagens e Desvantagens

O transporte intermodal é o uso de dois ou mais modos ou portadores de transporte de mercadorias (frete) do remetente ao destinatário. Contêineres padronizados especiais são usados ​​para o transporte intermodal de carga em caminhões, trens de carga e navios.

Esses contêineres são grandes caixas retangulares, capazes de serem presas a reboques especiais. Esses contêineres de aço duráveis ​​são construídos para que possam ser facilmente transferidos entre diferentes modos de transporte.

Transporte Intermodal: Características, Vantagens e Desvantagens 1

O transporte intermodal não é novo. A prática foi usada pela primeira vez no século 18 na Inglaterra. Na década de 1950, o contêiner intermodal de aço se tornou o padrão; Foi baseado nas especificações de projeto desenvolvidas para o Departamento de Defesa dos EUA. UU.

Exemplos típicos de transporte intermodal são a ferrovia, o caminhão, o navio e o avião. O transporte de caminhões usado entre terminais ferroviários e portos oceânicos é uma forma especializada de transporte, denominada transporte.

Caracteristicas

A característica mais importante do transporte intermodal é a prestação de um serviço com um único conhecimento de carga para carga.

Com um conhecimento de embarque, o cliente pode obter uma tarifa única, apesar da transferência da mercadoria de uma maneira para outra.

No coração do transporte intermodal moderno estão os sistemas de gerenciamento, processamento e distribuição de dados, essenciais para garantir o controle seguro, confiável e econômico da movimentação de mercadorias transportadas de várias maneiras.

Condições

Natureza e quantidade de carga transportada

O transporte intermodal é geralmente adequado para produtos intermediários e finalizado em unidades de carga de menos de 25 toneladas.

Sequência de modos de transporte utilizados

O transporte intermodal é organizado como uma sequência de modos, conhecida como cadeia de transporte intermodal. Os modos dominantes são transporte rodoviário, ferroviário, barcaça e marítimo.

Relacionado:  Traje típico de Durango: características mais destacadas

O transporte aéreo geralmente requer apenas transporte rodoviário para suas “primeiras e últimas milhas”. Esse transporte raramente é usado em combinação com outros modos.

Origens e Destinos

Como a distância é maior, maior que 500 km, é mais provável que uma cadeia de transporte intermodal seja usada.

Valor da carga

É adequado para valores de carga intermediários. Remessas de alto valor tenderão a usar opções mais diretas, como carga aérea. Remessas de baixo valor geralmente são ponto a ponto e dependem de apenas uma maneira.

Tipos

Composição:

Esse é o processo de montagem e consolidação do frete em um terminal, que oferece uma interface intermodal entre um sistema de distribuição local / regional e um sistema de distribuição nacional / internacional.

As cargas de diferentes fornecedores são montadas nos centros de distribuição, para que possam ser transportadas para modos de alta capacidade, como transporte ferroviário e marítimo.

Conexão (transferência)

Implica um fluxo modal consolidado, como um trem de carga ou um navio de contêineres (ou até frotas de caminhões), entre pelo menos dois terminais, que ocorre por meio de sistemas nacionais ou internacionais de distribuição de carga.

Troca

A principal função intermodal é realizada em terminais cujo objetivo é fornecer continuidade eficiente dentro de uma cadeia de transporte.

Esses terminais estão predominantemente dentro do escopo de sistemas de distribuição de mercadorias nacionais ou internacionais.

Decomposição

Quando uma carga chega a um terminal próximo ao seu destino, ela deve ser fragmentada e transferida para o sistema de distribuição de carga local / regional.

Vantagens

Custos mais baixos

As empresas podem reduzir os custos de transporte movendo cargas em contêineres intermodais. O uso de caminhões e trens proporciona grande economia de combustível.

Relacionado:  Bandeira da Libéria: história e significado

Os trens usam muito menos diesel que os caminhões. O combustível pode se tornar uma despesa enorme para o transporte rodoviário de longa distância; No entanto, os trens ajudam a aliviar o impacto.

Outra característica de economizar dinheiro é a capacidade de enviar em contêineres. Isso reduz o custo do transporte, porque é necessário muito pouco esforço para mover uma remessa de um caminhão para um trem, navio ou qualquer outra combinação.

Capacidade constante

O transporte intermodal, especialmente caminhões e trens, fornece capacidade confiável. Há menos concorrência para garantir o transporte intermodal de mercadorias, o que reduz ainda mais os custos e oferece capacidade quando e onde necessário.

Em vez de pagar taxas altas para garantir a capacidade, as empresas podem fazer remessas intermodais a qualquer momento e a um preço razoável.

Serviço de qualidade

O transporte intermodal é mais rápido do que apenas o transporte rodoviário, pois os fornecedores intermodais estão aumentando a velocidade dos trens e reduzindo o tempo de espera dos caminhões no pátio.

O transporte intermodal também pode ser mais confiável e seguro para a carga. Os trens seguem uma rota fixa e são menos propensos a sofrer um acidente ao transportar mercadorias perigosas ou altamente combustíveis.

Os avanços tecnológicos da indústria tornaram o transporte intermodal tão eficiente e confiável quanto o transporte rodoviário. Agora você tem a capacidade de rastrear e rastrear contêineres.

Desvantagens

Velocidade

Embora o transporte intermodal ofereça custos relativamente baixos em comparação com outros métodos, é obtido sacrificando a velocidade.

Cada vez que a carga é transferida para um meio de viagem comparativamente menos rápido – como trens, que operam em trilhos fixos que podem não fornecer uma rota tão direta quanto as ruas usadas por um caminhão – ela diminui a velocidade.

Relacionado:  40 exemplos de normas morais e sociais

O transporte intermodal também deve reduzir o tempo de espera nos depósitos para que uma nova transportadora chegue ou para que a carga seja descarregada.

Falta de confiabilidade

Devido à dependência de mais de um modo de transporte, o transporte intermodal está sujeito a confiabilidade reduzida. À medida que a cadeia cresce de maneiras diferentes, também aumenta a chance de que qualquer elo da cadeia se quebre.

Danos

Cada vez que a carga deve ser manuseada, os carregadores correm o risco de danos, uma vez que a carga é transferida de um modo de transporte para outro.

Esse perigo pode ser diminuído, mas geralmente envolve excesso de embalagem adicionando mais material de reforço protetor do que normalmente seria considerado suficiente.

Altos custos de infraestrutura

O transporte intermodal de mercadorias tem custos de infraestrutura comparativamente altos.

O manuseio dos contêineres exige que as carregadeiras tenham guindastes e equipamentos de alta resistência necessários para lidar com eles. Essa infraestrutura pode não existir em todos os lugares, especialmente nos países em desenvolvimento.

Referências

  1. Grupo Americano (2017). O que é transporte intermodal e quando é a melhor escolha? Retirado de: shipag.com.
  2. Wikipedia, a enciclopédia livre (2018). Transporte intermodal de mercadorias. Retirado de: wikipedia.org.
  3. PLS Logistics (2015). As 3 principais razões para usar o transporte intermodal. Retirado de: info.plslogistics.com.
  4. Brian Slack (2018). Transporte Intermodal e Containerização. A Geografia dos Sistemas de Transporte. Retirado de: transportgeography.org.
  5. Robert Allen (2018). As desvantagens do transporte intermodal. Bizfluent Retirado de: bizfluent.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies