Verificação nominativa: características, para que serve e exemplo

O cheque nominativo representa um documento que alguém (considerado doador ou emissor) usa para efetuar um pagamento a outro (chamado portador ou beneficiário) sem precisar usar dinheiro. O beneficiário ou beneficiário desse pagamento é a pessoa coletiva ou física cujo nome consta do mesmo.

O cheque nominativo é caracterizado por estipular uma quantia que a pessoa física ou jurídica nomeada nele retirará do banco do emissor. O cheque é um meio de pagamento.

Verificação nominativa: características, para que serve e exemplo 1

O cheque é um instrumento negociável que ordena que uma instituição financeira pague uma quantia específica de uma determinada moeda de uma conta específica mantida em nome do emissor nessa instituição.

Na segunda metade do século XX, quando o processamento de cheques era automatizado, bilhões de cheques eram emitidos anualmente, atingindo o pico no início dos anos 90. Atualmente, o uso de cheques diminuiu, sendo parcialmente substituído por sistemas de pagamento eletrônico.

Caracteristicas

O cheque nominativo deve ser descontado ou depositado exclusivamente pelo beneficiário que está explicitamente nomeado no cheque.

Não pode ser depositado em uma conta de terceiros, diferente da do beneficiário. No entanto, os cheques nominativos podem ser entregues ou atribuídos a uma terceira pessoa através de um endosso.

Deve-se levar em conta que existem verificações nominativas que não permitem o endosso. Se for observado que o cheque tem um pedido, significa que pode ser endossado. Pelo contrário, não pode ser endossado se tiver a estipulação “não à ordem”.

Para descontar o cheque, sua apresentação deve ser feita no banco, seja para trocá-lo por dinheiro ou para depositá-lo em uma conta em nome do beneficiário, dentro de um certo período de tempo a partir da data de emissão indicada no cheque .

O emissor do cheque pode cancelá-lo ou revogá-lo se o período indicado for excedido e o cheque ainda não tiver sido enviado ao banco para cobrança.

Partes de um cheque

Para que a verificação seja válida, um conjunto de dados indispensáveis ​​deve fazer parte dela.

– É necessário que a ordem de pagamento do montante indicado seja explicitamente incluída.

– Deve ser assinado pelo emissor.

– O nome do banco que deve pagar o cheque deve ser claramente indicado no documento.

– Para que o cheque seja nominativo, o nome do beneficiário deve ser colocado. Caso contrário, seria um cheque de portador, que seria pago a quem o recolher no banco.

Para que serve?

Um cheque nominativo deve ser usado quando uma grande compra é feita e, portanto, não seria prático usar dinheiro. Por exemplo, muitas pessoas usam um cheque nominativo ao fazer um adiantamento em uma casa, pois o valor é muito grande para transportar dinheiro.

Se visto do ponto de vista do beneficiário, o cheque nominativo é mais seguro para ele. Quando um cheque nominativo é entregue a terceiros, o resultado imediato procurado é impedir que este documento seja sacado por qualquer pessoa que não seja a que foi mencionada na ordem de pagamento por cheque.

O cheque nominativo só pode ser depositado em uma conta poupança ou corrente, em nome de quem é o beneficiário do cheque; caso contrário, será devolvido pelo banco.

Aprovar uma verificação

Mesmo nesta era eletrônica, o cheque ainda é o método de pagamento usado por muitos empregadores. Para depositar ou descontar um cheque, você deve primeiro endossar. Existem três tipos básicos de endossos:

Endosso em branco

Um endosso em branco é feito quando o beneficiário nomeado no cheque o apóia, colocando seu nome nas costas.

A assinatura do verso do cheque conclui a negociação que permite a transferência do dinheiro solicitado pelo cheque.

Um endosso em branco é o tipo mais comum de endosso e é o menos restritivo, pois não limita a negociação. Qualquer outra pessoa pode negociar um cheque com um endosso em branco.

Endosso restritivo

Um endosso restritivo é feito escrevendo “Apenas para depositar” na primeira linha no verso do cheque e depois assine abaixo com o nome.

Um endosso restritivo limita a negociabilidade. “Somente para depósito” é a forma mais comum de endosso restritivo e é usado para impedir negociações adicionais do cheque.

Um cheque com endosso restritivo só pode ser depositado em uma conta em nome da pessoa signatária. Uma das maneiras para a pessoa que descontar a verificação para minimizar o risco de perda é colocar sua própria aprovação restritiva na verificação.

Endosso especial

Um endosso especial permite que um beneficiário faça um cheque pagável a outra pessoa ou entidade.

Um cheque é assinado com um endosso especial quando você deseja entregá-lo a outra pessoa. É diferente de um endosso em branco porque o cheque só pode ser descontado ou depositado pela pessoa a quem o cheque está sendo atribuído.

Para fazer um endosso especial, você deve escrever “Pagar na ordem de [nome da pessoa a quem o cheque será entregue]” e assinar o seu nome abaixo.

Exemplo

Quem escreve um cheque nominativo para emitir, deve escrever o nome do beneficiário que será pago no site que diz “Pagar a”.

Se o cheque nominativo tiver que ser sacado por Monica Mariani, ele deverá ser colocado no espaço que diz “Pagar para” o nome Monica Mariani. Dessa forma, a cobrança desse cheque no banco é restrita apenas a Monica Mariani.

Se fosse um cheque de portador em vez de um nominativo, esse espaço pode ser deixado em branco. Também pode ser explicitamente colocado lá: “portador”. Nesse caso, a pessoa que coleta o valor do cheque será qualquer pessoa que o apresentar ao banco.

Embora isso em um determinado momento possa facilitar as coisas para uma empresa, também pode envolver certos riscos, especialmente se ocorrer roubo ou perda.

Você pode ver abaixo um cheque nominativo, onde as palavras “encomendar” e “portador” foram riscadas.

Verificação nominativa: características, para que serve e exemplo 2

Referências

  1. Balance Track (2011). Gerenciamento de conta corrente. Retirado de: balancetrack.org.
  2. Negócios de serviços financeiros (2018). Endossos Retirado de: moneyservicesbusiness.com.
  3. Iniciar PME (2016). A verificação: características e tipos. Retirado de: emprendepyme.net.
  4. Verificações de terceiros (2016). O que são os cheques nominativos? Retirado de: chequesdeterceros.com.
  5. Cliente do Banco (2014). Tudo o que você precisa saber sobre como descontar cheques. Retirado de: clientebancario.cl.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies