15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente

Os benefícios da levedura de cerveja como suplemento dietético devem-se aos nutrientes que ela contém, como vitaminas do complexo B, fósforo, zinco, magnésio, selênio, entre outros que contribuem para a nossa dieta. Além de suas características prebióticas e probióticas recentemente estudadas.

O fermento de cerveja é um ingrediente usado na produção de cerveja e pão. É feito de Saccharomyces cerevisiae, um fungo unicelular, com sabor amargo e contém pequenos organismos (microflora) que ajudam a manter o bom funcionamento do trato digestivo.

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 1

Certamente, quando você ouve sobre suplementos alimentares, acha que a oferta no mercado já é muito ampla. E como o fermento para cerveja é geralmente comercializado em apresentações em comprimidos, cápsulas, comprimidos ou em pó, você pode ter medo de consumi-lo sem supervisão médica.

No entanto, algo que você deve saber é que o fermento de cerveja tem propriedades que foram usadas e recomendadas desde a época de Hipócrates, na Grécia antiga, e que, embora a forma mais comercial em nossos dias seja a de comprimidos, elas também são Você pode encontrá-lo na forma de flocos, pó ou mesmo na forma líquida.

Neste artigo, mostraremos quais benefícios você pode obter com seu consumo. Quais são as recomendações gerais e algumas considerações que você deve ter em mente, para saber se é realmente o que você precisa adicionar à sua dieta. Lembre-se de que não é um medicamento e que o valor que ele oferece é o de um alimento.

Como tudo em nossa dieta, as quantidades consumidas devem estar na medida certa. E dependendo da contribuição que a levedura de cerveja fornece à nossa dieta, recomenda-se entre 8 e 15 gr.

Isso se traduz em: 1 a 2 colheres de chá ou 3 a 6 comprimidos (dependendo do conteúdo e peso deles). Sempre recomendamos verificar as etiquetas para programar seu consumo.

Propriedades sanitárias da levedura de cerveja

1- É um aliado no controle da ansiedade

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 2

Graças ao potássio e ao magnésio, encontrados na levedura de cerveja, é considerado um aliado no controle da ansiedade.

Essas propriedades são devidas ao fato de que o potássio e o magnésio estimulam nosso organismo a reagir favoravelmente aos hormônios secretados em resposta ao estresse. Eles também têm propriedades relaxantes e reguladoras do ritmo cardíaco.

Dessa forma, temos uma nova ferramenta para combater o estresse e a ansiedade que vivemos diariamente na cidade.

2- Ajuda com a redução do açúcar no sangue

O fermento de cerveja fornece vitamina b1, b2 e b3; Estes estão particularmente relacionados ao uso de carboidratos pelo nosso corpo. Isso significa que eles podem ter o efeito de diminuir o açúcar no sangue.

Além disso, seu conteúdo de cromo também o lista como um aliado na prevenção do diabetes. Esse elemento participa do metabolismo da insulina, cuja deficiência causa metabolismo prejudicado da glicose.

Para pessoas com diabetes, é recomendável consultar seu nutricionista antes de consumir levedura de cerveja.

3- Ajude a reduzir o risco de doenças cardiovasculares

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 3

Existem muitas maneiras pelas quais o fermento de cerveja ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares. A seguir, alguns de seus componentes aos quais essas propriedades são atribuídas.

O ácido fólico, a vitamina b6 e a vitamina b12 presentes na levedura de cerveja, ajudam a regular os níveis de homocisteína no sangue. A homocisteína é um aminoácido que, quando elevado no sangue, é um fator de risco contra doenças cardiovasculares.

O fermento de cerveja também fornece antioxidantes naturais que participam na proteção do nosso corpo contra danos ao nosso sistema cardiovascular.

Isso pode reduzir o risco de infarto do miocárdio, derrame e angina de peito.

4- Proporciona benefícios para a flora intestinal como agente prebiótico

A levedura de cerveja possui propriedades prebióticas, ou seja, contém substâncias que permitem mudanças favoráveis ​​ao nível da flora intestinal, garantindo saúde e bem-estar.

A flora intestinal é composta por bactérias benéficas, e foi estudado que o fermento de cerveja favorece o crescimento dessas colônias de bactérias benéficas, que impedem o crescimento de bactérias patogênicas como a Salmonella.

5- Se usado como probiótico, é um microorganismo benéfico no trato intestinal

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 4

Os principais probióticos são bactérias lácticas, no entanto, existe um interesse em adicionar a esse grupo microorganismos como leveduras, especificamente S. cerevisiae var. Boulardii, que resiste à ação do ácido gástrico e atinge o intestino para cumprir as funções benéficas dos probióticos.

Alguns dos benefícios da incorporação de probióticos em nossa dieta incluem: a redução da duração da diarréia, a estimulação do sistema imunológico, a redução dos níveis de colesterol e o aumento da absorção de nutrientes.

6- Proporcionar benefícios em dietas vegetarianas

Hoje há mais pessoas que escolhem o vegetarianismo com um estilo de vida. Se você está prestes a segui-lo, essas informações provavelmente serão úteis.

Nas dietas em que a carne e muitos produtos de origem animal são suprimidos, geralmente a contribuição de proteínas e outros nutrientes como o zinco, algumas vitaminas do complexo b, selênio, entre outros, não cobre os requisitos nutricionais diários.

O fermento de cerveja é um aliado para os vegetarianos, possui todas as vitaminas B. Contém proteínas de alto valor biológico, ou seja, contribui com os 20 aminoácidos de que nosso corpo precisa. Consumindo 15 gramas de levedura de cerveja, obtemos a mesma quantidade de proteína que em um copo de leite.

7- Proporcionar benefícios aos atletas

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 5

Para os atletas, é importante poder aproveitar adequadamente os carboidratos para obter a energia que eles nos fornecem.

Nesse sentido, o fermento de cerveja contribui com o fornecimento de vitaminas B, essenciais para a liberação de energia dos alimentos. Dietas pobres em vitamina B1 têm sido associadas à fadiga e dor nas pernas durante o exercício.

8- Fornece nutrientes para manter a pele saudável

Quando o corpo sofre de falta de vitamina B3, apresenta uma doença chamada pelagra, caracterizada por dermatite, entre outros sintomas (diarréia e demência).

Uma dieta pobre em vitamina B3, pessoas com problemas graves de alcoolismo ou com problemas de absorção de nutrientes são causas que podem gerar uma maior predisposição para apresentá-la.

O fermento de cerveja é uma boa alternativa para fornecer vitamina B3 em nossa dieta.

9- Em mulheres em idade fértil contribui para a preparação para uma gravidez saudável

15 benefícios do fermento de cerveja para o corpo e a mente 6

É importante que as mulheres planejem a gravidez para garantir a saúde do bebê. Existem nutrientes que devem ser consumidos antes da concepção; Falamos por exemplo de ácido fólico.

O ácido fólico, presente na levedura de cerveja, é um nutriente que evita defeitos no tubo neural do bebê, ou seja, na estrutura que se tornará seu cérebro e medula espinhal.

Esses defeitos ocorrem no primeiro mês de gravidez, por isso é muito importante que uma mulher se preocupe muito com sua nutrição.

10- Nos ajuda a preservar nossa memória

A vitamina B12 e o ácido fólico, ambas vitaminas presentes no fermento, foram investigadas por sua relação com o envelhecimento saudável e a boa saúde mental. Seu efeito foi estudado em adultos mais velhos, que têm melhor função cognitiva e melhor memória de curto prazo.

Os pesquisadores afirmam que essas vitaminas protegem os neurônios da deterioração da mielina. A mielina é uma estrutura muito importante para a comunicação entre os neurônios e, portanto, para preservar a memória em boas condições.

11- Contribui para que o fígado cumpra adequadamente suas funções

Para que nosso corpo aproveite ou descarte o que é ingerido, ele deve primeiro ser metabolizado, ou seja, quimicamente processado por nosso corpo. O fígado é o órgão responsável pelo metabolismo dos ingeridos (carboidratos, lipídios, aminoácidos).

Para cada uma dessas funções, o fígado realiza uma série de reações químicas, e as vitaminas B do fermento da cerveja têm o papel de facilitadoras de muitas ações que o fígado realiza nesse processo.

12- Contribui para a prevenção de doenças como o câncer

A levedura de cerveja contém selênio, dos quais há cada vez mais estudos que afirmam que ela desempenha um papel importante na prevenção de vários tipos de câncer, além de doenças cardíacas e problemas de esterilidade da catarata.

A função do selênio é proteger o material genético de nossas células das moléculas como radicais livres, como resultado da exposição à luz solar excessiva, poluição, fumaça de tabaco e outros agentes cancerígenos.

13- Estimula o apetite

Um dos mecanismos pelos quais a levedura de cerveja estimula o apetite é o ácido fólico, que também participa do aumento da produção de ácidos gástricos.

Problemas de apetite, temporários e de longo prazo, são muito comuns em adultos mais velhos. Para eles, devido à depressão ou doença, é fácil cair em desnutrição. Para evitar isso, o fermento de cerveja pode ser muito útil,

14- Contribui para o desempenho acadêmico

O fermento de cerveja, se tiver algum grupo de nutrientes que se destaca em sua composição, são as vitaminas B e o fósforo.

As vitaminas do complexo B cumprem efeitos favoráveis ​​no desenvolvimento de processos cognitivos e de aprendizagem.

E o fósforo, embora seja um elemento amplamente presente na dieta, ainda é importante, pois está envolvido em muitos processos neuronais relacionados à aprendizagem.

15- Ajude a combater problemas de depressão

O fermento de cerveja fornece um suprimento de vitaminas B, que são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso. Quando há uma deficiência de vitamina B6 na dieta, mudanças sutis de humor podem ocorrer, mesmo antes da falta dela no organismo.

Essa vitamina do complexo B participa da produção de serotonina no cérebro, um componente que nos faz desfrutar de prazer e bem-estar.

Não apenas a vitamina B6 está envolvida, mas também o ácido fólico e a vitamina B12, cujo déficit também é expresso com alterações de personalidade.

Outras vitaminas do complexo B também participam da saúde mental. A perda de ácido fólico pode causar alterações de personalidade e depressão. A vitamina B12, em níveis marginalmente baixos, pode contribuir para problemas de depressão e memória. À medida que envelhecemos, a vitamina B12 não é absorvida com tanta facilidade, mesmo que a necessidade diária seja ingerida na dieta.

Contra-indicações e efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da levedura de cerveja são geralmente leves. Os mais comuns são excesso de gases, inchaço e enxaqueca.

Pare de beber levedura de cerveja e entre em contato com seu médico imediatamente se sentir dor no peito, dor de garganta ou dificuldade em respirar. Esses efeitos colaterais podem indicar uma reação alérgica ao fermento de cerveja.

O fermento de cerveja é uma fonte de vitaminas B, mas não contém B-12. Quantidades inadequadas de B-12 podem causar anemia, por isso é importante garantir que você tenha fontes de B-12 em sua dieta.

O fermento de cerveja pode interagir com vários tipos diferentes de medicamentos. Converse com seu médico antes de beber o fermento de cerveja, se você usar:

  • Inibidores da monoamina oxidase (MAOIs) : incluem tranilcipromina, selegilina e isocarboxazida. Esses tipos de medicamentos são usados ​​para tratar a depressão. A grande quantidade de tiramina na levedura de cerveja pode causar uma crise hipertensiva quando misturada com os MAOIs. Essa reação causa um aumento imediato e perigoso da pressão arterial. Pode causar um ataque cardíaco ou derrame.
  • Meperidina : Este é um medicamento para dor narcótica. Crises hipertensivas podem ocorrer quando o fermento de cerveja interage com esse narcótico.
  • Medicamentos para diabetes : levedura de cerveja pode diminuir os níveis de açúcar no sangue. Tomar esse medicamento em combinação com medicamentos para diabetes pode causar um risco maior de ter um nível mais baixo de açúcar no sangue (hipoglicemia).

Verifique com seu médico antes de beber o fermento de cerveja, se estiver grávida ou amamentando. Você também deve ter cuidado se tiver um cateter venoso central ou qualquer uma das seguintes condições:

  • Diabetes
  • Doença de Crohn
  • Infecções frequentes por leveduras
  • Alergias a leveduras
  • Sistema imunológico enfraquecido

Em algumas circunstâncias, o fermento de cerveja deve ser omitido da dieta. Por exemplo, em pessoas com sistema imunológico fraco, casos de AIDS, tratamentos de quimioterapia ou pacientes imunossuprimidos, o consumo de levedura de cerveja pode gerar um tipo de infecção por fungos.

No caso de pessoas diabéticas, também é recomendável consultar o médico e / ou nutricionista antes do consumo.

Referências

  1. Arturo J Martí-Carvajal, Ivan Solà, Dimitrios Lathyris, Georgia Salanti. Intervenções para reduzir os níveis de homocisteína para a prevenção de eventos cardiovasculares (Cochrane Review). In: Cochrane Plus Library 2009 Number 4. Oxford: Atualizar Software Ltd.
  2. EFEITOS DO TRATAMENTO MULTIVITAMINA NO ESTRESSE, ANSIEDADE E DEPRESSÃO * Solórzano P., María de Lourdes; ** Brandt Toro, César; *** Velázquez de Campos Omaira. FA MILIA DOCTOR Vol 12-No.2 Julho-Dezembro 2004.
  3. Alvarado-Gámez Ana, Blanco-Sáenz Rigoberto, Mora-Morales Erick. Crómio como elemento essencial nos seres humanos. Rev. Costarric. ciência méd [Internet]. 2002 junho [cited 2016 Nov 24]; 23 (1-2): 55-68.
  4. Van de Veerdonk FL, Kullberg BJ, van der Meer JW, Gow NA, Netea MG. 2008. Interações hospedeiro-micróbio: reconhecimento de padrões inatos de patógenos fúngicos. Curr Opin Microbiol 11: 305-312.
  5. Orlean P. 2012. Arquitetura e biossíntese da parede celular de Saccharomyces cerevisiae. Genetics 192: 775-818.
  6. Pardo M, Monteoliva L, Pla J, Sánchez M, Gil C, Nombela C. 1999. Análise bidimensional de proteínas secretadas por protoplastos regeneradores de Saccharomyces cerevisiae: uma nova abordagem para estudar a parede celular. Levedura 15: 459-472.
  7. Nombela C, Gil C, Chaffin WL. 2006. Secreção protéica não convencional em leveduras. Trends Microbiol 14: 15-21.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies