5 Manifestações Culturais da Cultura Paracas

A Cultura Paracas foi uma civilização pré-colombiana que se desenvolveu na região costeira do Peru, entre os anos 800 a.C. e 200 a.C. Conhecida principalmente por suas impressionantes manifestações artísticas e culturais, os Paracas deixaram um legado rico e diversificado que até hoje fascina estudiosos e entusiastas da cultura peruana. Entre as principais manifestações culturais da Cultura Paracas, destacam-se a cerâmica decorada, os tecidos finamente bordados, as cabeças troféu, as práticas de mumificação e os geoglifos encontrados em suas terras. Cada uma dessas expressões artísticas revela a complexidade e a sofisticação dessa antiga civilização, demonstrando sua habilidade técnica, sua criatividade e seu profundo conhecimento das tradições e rituais religiosos.

Conheça a história do povo Paracas, antiga civilização do Peru, com suas tradições e costumes.

A cultura Paracas foi uma antiga civilização que se desenvolveu na região costeira do Peru, entre os séculos VI e III a.C. Conhecidos por sua habilidade em tecelagem, os Paracas produziam belas peças de tecido com desenhos complexos e cores vibrantes. Além disso, eram excelentes ourives, produzindo joias em ouro e prata de grande beleza e sofisticação.

Outra manifestação cultural importante dos Paracas era a prática da deformação craniana, uma tradição que consistia em moldar os crânios dos bebês para que adquirissem formas alongadas. Esta prática, que era realizada por motivos estéticos e simbólicos, era uma marca distintiva da cultura Paracas.

Os Paracas também se destacavam por sua cerâmica, que era ricamente decorada com motivos geométricos e zoomórficos. Suas peças cerâmicas eram utilizadas em rituais religiosos e funerários, e revelam a habilidade e criatividade deste povo.

Além disso, os Paracas eram conhecidos por sua arte têxtil, que incluía não apenas tecidos finamente decorados, mas também mantos cerimoniais usados em ocasiões especiais. Estes mantos eram muitas vezes adornados com plumas coloridas e representavam o status e a identidade dos indivíduos.

Relacionado:  Por que a história é uma ciência?

Por fim, a cultura Paracas também era marcada por sua arquitetura monumental, como os geóglifos encontrados na região de Nazca. Estas enormes figuras esculpidas no solo são um testemunho da criatividade e engenho dos Paracas, que deixaram um legado cultural duradouro no Peru.

5 Manifestações Culturais da Cultura Paracas

5 Manifestações Culturais da Cultura Paracas

As manifestações culturais mais notáveis da cultura Paracas são seus tecidos, cerâmica, artesanato, ritos funerários e deformações cranianas. Essa cultura (aproximadamente entre 900 aC e 400 dC) se desenvolveu na península de mesmo nome, localizada no sul do atual Peru, perto de Ica.

A cultura Paracas é uma das primeiras sociedades complexas conhecidas na América do Sul. Seu nome vem da palavra quíchua para-ako, que significa “areia caindo como chuva”.

Nos anos 20 do século passado, alguns arqueólogos descobriram a grande necrópole de Paracas, na costa do Pacífico do sul dos Andes centrais.

As principais manifestações culturais da cultura Paracas

1- Têxteis

Uma das manifestações culturais mais significativas da cultura Paracas são seus têxteis. Isso surpreendeu os estudiosos da arte têxtil.

Estima-se que dezenas de metros de tecido e até dezenas de milhares de horas de trabalho poderiam ter sido utilizados em sua elaboração. Os têxteis foram valorizados como um meio de compartilhar sabedoria e crenças religiosas. Quase todos os tecidos de Paracas exibem dois estilos de bordado: linear e colorido.

No estilo linear, apenas quatro cores foram usadas. Estes foram decorados em cima de um tecido básico, tecido por linhas retas bordadas e por faixas bordadas que cercam as bordas do tecido. Seus motivos típicos eram gatos, pássaros, cobras e uma figura com olhos grandes.

Relacionado:  História de Guerrero: Principais Características

O segundo estilo envolvia uma composição controlada de motivos pictóricos bem curvados, delineados por bordas características.

2- Cerâmica

Além dos têxteis, a cerâmica é outra das grandes manifestações culturais da cultura de Paracas. Na cerâmica dos primeiros estágios, pode-se detectar uma poderosa influência da cultura Chavín.

Após um período de tempo relativamente curto, temas relacionados à natureza marítima circundante foram impostos como motivos ornamentais.

Em relação ao design, a cerâmica de Paracas era preta. Os vasos eram de forma ovóide, com dois picos tubulares curtos unidos por um cabo de ponte.

Esses vasos foram decorados após o disparo, usando cores à base de resina. Outros tipos de cerâmica foram encontrados nas tumbas de Paracas, mas presume-se que foram importados.

3- Artesanato

Além da cerâmica, os Paracas tinham um artesanato excepcional.

Entre os itens produzidos estão palitos de pedra requintadamente trabalhados, facas de obsidiana usadas como bisturi, garrafas feitas de cascas de abóbora, chocalhos, colares de conchas e ossos, enfeites de cabelo martelados a ouro, ventiladores de penas e cestaria.

4- Ritos fúnebres

A descoberta da grande necrópole de Paracas forneceu dados significativos sobre os ritos fúnebres dessa cultura.

É um grande cemitério comunal com 420 corpos, datando de cerca de 300 ou 200 anos aC.

Nesses cemitérios antigos, os mortos mumificados eram envoltos em camadas de pano e roupas.

Os maiores e mais ricos continham centenas de tecidos bordados brilhantes, roupas de plumas e jóias finas, intercaladas com ofertas de alimentos, como feijão.

5- Deformações cranianas

Os paracas usavam métodos para alterar a forma do crânio, alongando-o enquanto a pessoa estava viva. O objetivo disso era conotar status social.

Relacionado:  As 13 frases dos destaques da Brochero Cura

Eles também praticaram uma forma bruta de cirurgia cerebral chamada trepanação. Os médicos dessa cultura acreditavam que o sangue da cabeça tinha propriedades curativas.

Eles fizeram cirurgicamente buracos no crânio para tratar traumas físicos e, aparentemente, distúrbios psicológicos.

Nesse sentido, a formação de tecido cicatricial indica que muitos dos pacientes realmente sobreviveram às operações. No entanto, não é possível saber como eles foram afetados por problemas físicos ou comportamentais.

Referências

  1. Paracas. (29 de março de 2016). Encyclopædia Britannica. Recuperado em 25 de setembro de 2017, de britannica.com
  2. Paracas, uma introdução. (s / f). Na Khan Academy. Recuperado em 25 de setembro de 2017, de khanacademy.org
  3. A cultura de Paracas. (s / f). Em Tampere. Recuperado em 25 de setembro de 2017, de tampere.fi
  4. Cultura Paracas: Cerâmica. (s / f). Em Povos Originais. Arte pré-colombiana. Recuperado em 25 de setembro de 2017, deoplesoriginario.com
  5. Cultura Paracas. (s / f). No Go2peru. Recuperado em 26 de setembro de 2017, de go2peru.com
  6. Têxteis de Paracas (S / f). Em Ir geometria. Recuperado em 25 de setembro de 2017, de gogeometry.com
  7. O têxtil de Paracas. (s / f). Na Khan Academy. Recuperado em 26 de setembro de 2017, de khanacademy.org

Deixe um comentário