Antecedentes do Problema em um Trabalho de Pesquisa

Os antecedentes do problema em um trabalho de pesquisa são fundamentais para contextualizar a questão de estudo, fornecendo ao leitor uma compreensão mais ampla sobre o tema em questão. Nessa seção, o pesquisador apresenta informações relevantes, teorias e estudos prévios que contribuem para a compreensão do problema de pesquisa e justificam a relevância do estudo. Os antecedentes do problema ajudam a mostrar a lacuna existente na literatura e a necessidade de realizar a pesquisa para preencher essa lacuna e contribuir para o avanço do conhecimento na área. É importante que essa seção seja bem fundamentada e apresente dados confiáveis para embasar a importância do problema de pesquisa.

Sugestões para elaborar o problema de pesquisa acadêmica de forma eficiente.

Para elaborar o problema de pesquisa de forma eficiente, é fundamental começar pelos antecedentes do problema. A identificação clara e precisa do contexto em que o problema está inserido ajudará a delimitar melhor a questão a ser investigada. Além disso, é importante revisar a literatura existente sobre o tema, para compreender o que já foi estudado e identificar lacunas que possam ser exploradas.

Uma dica importante é formular o problema de pesquisa de forma clara e objetiva, evitando ambiguidades e garantindo que o foco da investigação seja bem definido. Utilizar palavras-chave que ajudem a delimitar o problema e orientar a busca por informações relevantes também é essencial.

Outra sugestão é elaborar o problema de pesquisa de maneira que ele seja relevante e significativo, ou seja, que contribua para o avanço do conhecimento na área de estudo. Para isso, é importante considerar o impacto que a resolução do problema pode ter e a quem se destina a pesquisa.

Por fim, é fundamental que o problema de pesquisa seja viável e factível, ou seja, que seja possível de ser respondido com os recursos disponíveis e dentro do prazo estabelecido. Assim, garantimos que a pesquisa seja realizada de forma eficiente e produtiva.

Elementos essenciais de um problema de pesquisa: o que não pode faltar.

Antecedentes do Problema são elementos essenciais em um trabalho de pesquisa, pois fornecem o contexto necessário para compreender a relevância e a importância do problema em questão. Para que um problema de pesquisa seja devidamente estruturado, é fundamental apresentar os antecedentes que levaram à sua identificação. A falta de antecedentes claros pode comprometer a compreensão do leitor e a validade da pesquisa.

Como identificar e explicar a questão de forma clara e precisa?

Quando estamos elaborando um trabalho de pesquisa, é fundamental identificar e explicar a questão de forma clara e precisa. Para isso, é importante analisar os antecedentes do problema. Antecedentes do problema referem-se ao contexto histórico, teórico e prático que envolve a questão que será abordada no trabalho.

Relacionado:  9 Festas da Região Andina da Colômbia

Identificar os antecedentes do problema envolve investigar quais foram os eventos, teorias e práticas que contribuíram para a emergência da questão de pesquisa. Isso permite ao pesquisador compreender melhor a complexidade do problema e sua relevância no contexto em que está inserido.

Explorar os antecedentes do problema também ajuda a fundamentar a pesquisa, fornecendo uma base sólida para a argumentação e construção do conhecimento. Além disso, permite ao pesquisador situar sua investigação em um contexto mais amplo, mostrando a importância e a necessidade de abordar aquela questão específica.

Portanto, ao escrever sobre os antecedentes do problema em um trabalho de pesquisa, é essencial apresentar de forma clara e precisa os eventos, teorias e práticas que contribuíram para a emergência da questão. Isso ajuda a contextualizar o problema e a justificar a relevância da pesquisa, fornecendo ao leitor uma compreensão mais profunda sobre o tema abordado.

Estratégias para situar o problema de pesquisa de forma adequada e relevante.

Para situar o problema de pesquisa de forma adequada e relevante, é essencial realizar uma revisão extensa da literatura relacionada ao tema em questão. Isso ajudará a identificar lacunas no conhecimento existente e a justificar a importância do estudo. Além disso, é importante contextualizar o problema dentro do cenário atual, destacando sua relevância e impacto na área de estudo.

Outra estratégia eficaz é definir claramente as questões de pesquisa e os objetivos do estudo. Isso ajudará a delimitar o problema e a orientar a pesquisa de forma mais direcionada. Além disso, é importante apresentar evidências que demonstrem a necessidade de abordar o problema, seja por meio de dados estatísticos, exemplos práticos ou relatos de casos.

Por fim, é fundamental justificar a importância do problema de pesquisa, destacando como sua resolução pode contribuir para o avanço do conhecimento na área e para a solução de questões práticas. Ao situar o problema de forma adequada e relevante, o pesquisador aumenta a credibilidade e a validade de seu estudo, além de facilitar a identificação de potenciais benefícios e aplicações práticas dos resultados obtidos.

Antecedentes do Problema em um Trabalho de Pesquisa

O pano de fundo do problema em um trabalho de pesquisa tem a ver com o trabalho realizado anteriormente em relação ao objeto de estudo. Em segundo plano, são descobertas as abordagens que outros autores tiveram com o objeto de estudo.

Tamayo e Tamayo em seu livro The Scientific Research Process (2004), o definem como “uma síntese conceitual da pesquisa ou trabalho realizado sobre o problema formulado”.

Antecedentes do Problema em um Trabalho de Pesquisa 1

O pano de fundo economiza muito tempo ao pesquisador porque eles garantem que ele investirá seus esforços na abordagem do problema de uma perspectiva original e usando métodos comprovados.

E para o leitor do trabalho, é um contexto necessário para entender que tipo de pesquisa ele está enfrentando e o que ele pode esperar de sua revisão.

Além disso, o plano de fundo descreve as razões pelas quais o objeto sob investigação merece atenção. Ele explica isso a partir de suas raízes.

É em segundo plano onde a metodologia a ser usada e as razões para sua escolha são antecipadas.

É aconselhável que os antecedentes sejam escritos em ordem cronológica, para que a evolução da investigação seja claramente exposta.

O que os antecedentes do problema de uma investigação contêm?

– Título, autor e autores da investigação anterior.

– local e data da investigação.

– Como o problema foi levantado na época com seus objetivos e hipóteses.

– Definição do objeto de estudo.

– Metodologia usada no trabalho.

– Resultados obtidos e conclusões alcançadas.

Com tudo isso, espera-se que o autor relacione sua pesquisa aos trabalhos selecionados para aparecer em segundo plano.

A quantidade de antecedentes que um trabalho de pesquisa deve conter depende apenas do requisito da entidade que está patrocinando, promovendo ou exigindo o estudo.

Normalmente, fala-se de cinco antecedentes a serem incluídos. Para obter esses dados, geralmente se usa notas, relatórios de imprensa, monografias, ensaios, vídeos e reportagens.

Classificação de Antecedentes

Não há consenso sobre como classificar os antecedentes de uma investigação. No entanto, três maneiras possíveis de fazer isso estão listadas abaixo:

1- De acordo com a abordagem das fontes

Enquadramento teórico

Eles apresentam o nome do trabalho e seu autor, seguidos de um resumo das informações relevantes e das conclusões.

Fundo do campo

Nesse caso, ele investiga a metodologia usada para coletar e analisar os dados, bem como um confronto entre seus objetivos e conclusões.

2- De acordo com o escopo geográfico das fontes

– Nacionais

– Internacional

– Regional

3- De acordo com os objetivos estabelecidos

– Generais

– Específico

Como pesquisar os antecedentes de uma investigação?

A resposta a esta pergunta está na própria natureza do problema estudado. Idealmente, as fontes consultadas, ao vivo ou bibliográficas, estão intimamente ligadas ao problema a ser estudado.

Da mesma forma, é conveniente listar as fontes mais autorizadas para falar em relação a esse objeto específico de estudo.

Bibliotecas e / ou repositórios digitais de universidades ou institutos de pesquisa, revistas científicas e documentos oficiais (de governos ou instituições multilaterais) devem ser incluídos nessa lista.

Da mesma forma, é apropriado definir o escopo geográfico e temporal da pesquisa. Sabendo se fontes nacionais ou estrangeiras serão consultadas e sabendo o intervalo de datas a serem localizadas, será realizado um trabalho mais rápido e organizado.

Relacionado:  Bandeira da Maurícia: história e significado

Obviamente, isso implica um conhecimento aprofundado do objeto de estudo, pois indicará qual área geográfica e qual data seria relevante para a investigação.

Como apresentar os antecedentes de uma investigação?

Isso depende da necessidade e interesse do pesquisador. A seguir, é apresentada uma estrutura de apresentação que pode ser útil:

1- parágrafo introdutório

Estas são as linhas com as quais o fundo começa. Isso mostra a importância e a originalidade da própria pesquisa, avançando o escopo da verificação de antecedentes que a justifica.

2- Detalhes sobre investigações anteriores

Nesta seção, todas as informações possíveis sobre os diferentes trabalhos de pesquisa anteriores são esvaziadas.

3- Comparação entre o que foi feito e o que foi proposto

Depois de mostrar o que foi feito até agora, é hora de confrontá-lo diretamente com o objetivo da investigação que está sendo realizada.

Dessa forma, ficará claro qual é a real contribuição de cada investigação (a anterior e a nova) para o campo de estudo selecionado.

Quais são os erros de plano de fundo mais comuns?

Alguns dos erros mais comuns ao localizar os antecedentes de uma investigação são:

– Pesquise pesquisas com um nome semelhante ao próprio estudo.

– Limite a leitura ao resumo da pesquisa.

– Descartar pesquisa do mesmo objeto, mas da perspectiva de outras disciplinas científicas.

– Dispensar trabalhos apenas porque seus autores estão abaixo ou acima do nível acadêmico do pesquisador.

Por que o histórico de uma investigação é importante?

Conforme indicado nas linhas anteriores, a importância de revisar os antecedentes de uma investigação é que ela garante uma nova abordagem para o problema em questão.

Eles também permitem gerar uma análise crítica de pesquisas anteriores para especificar sua relevância e indicar suas diferenças fundamentais com o trabalho proposto.

Ele também oferece bases argumentativas sólidas para o trabalho que está sendo iniciado.

Referências

  1. Córdoba, Jesus (2007). Antecedentes da investigação. Recuperado de: mailxmail.com
  2. Passo, Thais. Antecedentes da investigação. Recuperado de: learnlyx.com
  3. Hernández, R. e outros (1999). Metodologia da Investigação. México Mc Graw-Hill
  4. Normas da APA (s / f) Antecedentes de uma investigação. Recuperado de: normasapa.net
  5. Moreno, Eliseo (2017). O pano de fundo de uma investigação científica. Recuperado de: tese-investigacion-cientifica.blogspot.com
  6. Bibliotecas da Universidade do Sul da Califórnia. Organizando seu trabalho de pesquisa em ciências sociais: informações básicas. Recuperado de: libguides.usc.edu

Deixe um comentário