As 10 Próceres e Precursores Mais Importantes do Peru

As 10 Próceres e Precursores Mais Importantes do Peru

Os heróis e precursores do Peru foram os personagens que lutaram para alcançar a independência daquele país. Destacam-se Simón Bolívar, José de San Martín, Tupac Amaru II, Juan Pablo Vizcardo e Guzmán, Francisco Antonio de Zela e os irmãos Angulo.

Pioneiros são entendidos como o grupo de idealistas, pensadores e conspiradores que se levantaram contra o império espanhol antes do início formal da guerra de independência.

Entre os principais heróis e precursores do Peru, destacam-se os seguintes personagens:

1- José Gabriel Condorcanqui (Tupac Amaru II) (1738-1781)

Descendente de Tupac Amaru I, ele foi chefe de Surimana, Pampamarca e Tungasuca. Ele liderou a grande rebelião nativa contra os espanhóis em 1780.

Tupac Amaru II foi derrotado pelo exército do vice-rei Agustin de Jáuregui, na batalha de Checacupe, e abatido de maneira cruel: restos de seu corpo foram deixados nas ruas como sinal de derrota contra o império espanhol.

2- Juan Pablo Vizcardo e Guzmán (1748-1798)

Ele era um renomado padre jesuíta, que promoveu o movimento de independência do Peru da Itália. Ele é o autor da famosa carta aos espanhóis americanos, publicada por Francisco de Miranda em 1799.

3- Francisco de Zela (1768-1819)

Militar peruano que liderou uma rebelião em Tacna em meados de 1811. Essa tentativa libertária foi considerada na época como o início do processo de independência no Peru.

4- Os irmãos Angulo

Os filhos de Melchora Torres e Francisco Angulo, os irmãos Mariano, José e Vicente lideraram a rebelião de independência de 1814, na cidade de Cuzco.

Essa rebelião foi apoiada por Mateo Pumacahua, um reconhecido defensor do poder espanhol, que decidiu se juntar ao movimento dos irmãos Angulo, convencido pela força e convicção de suas idéias separatistas.

Relacionado:  Império Mogol: Origem, Localização, Características, Economia

5- José de San Martín (1778-1850)

Militar argentino de renome, que desempenhou um papel fundamental na independência da Argentina, Chile e Peru. Seus começos no campo de batalha foram na Espanha, quando ele lutou contra as tropas invasoras de Napoleão Bonaparte em 1808.

Quatro anos depois, ele decidiu embarcar para a América do Sul, afirmar seus ideais de liberdade e lutar pela independência de sua terra natal.

Depois de uma árdua campanha de independência na Argentina e no Chile, San Martín chegou ao Peru em 1820 e, um ano depois, em 28 de julho de 1821, proclamou a independência desse país na Plaza Mayor de Lima.

6- Simón Bolívar (1783-1830)

Eminentes militares venezuelanos reconhecidos como libertadores de cinco países da América Latina: Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru.

Bolívar completou seu treinamento militar na Espanha e depois retornou ao seu país, onde liderou o processo de independência da Venezuela e da Colômbia.

Em 1823 ele se mudou para o Peru e de lá organizou o Exército de Libertação Unido. Com essas tropas, ele consolidou a independência do Peru, graças às vitórias nas batalhas de Junín e Ayacucho em 1824.

Este último contou com o apoio do general venezuelano Antonio José de Sucre. A vitória na batalha de Ayacucho pôs fim ao poder espanhol no Peru.

7- Micaela Bastidas Puyucahua (1745-1781)

A esposa de Túpac Amaru II foi um grande apoio para o marido. Bastidas foi a chave da independência do Peru, graças à sua coragem, bravura, determinação pelos direitos de seus compatriotas e aos conselhos que ela deu ao marido.

Foi executada pelos espanhóis, que a tornaram não apenas uma heroína, mas também uma lenda da luta hispano-americana.

Relacionado:  Peste Negra: história, causas, consequências e países afetados

8- Mateo García Pumacahua (1740-1815)

Um dos principais rebeldes da Independência do Peru. Oficial e militar, ele estava encarregado de direcionar as tropas para a Rebelião de Cuzco em 1814. Ele era um herói para o povo indígena e lutou para superar setenta anos. 

Finalmente, ele foi capturado e executado pelos espanhóis depois de lutar em várias áreas do país, como Cusco, Arequipa ou Puno.

9- Juan Santos Atahualpa (1710-1756)

Governante quíchua e líder da luta pela independência nas rebeliões de 1742 realizadas pelos povos indígenas. Um homem de grande intelecto, ele se proclamou Apu Inca, que se tornaria o governante do Império Inca.

Sua rebelião foi realizada com tropas da selva, estabelecendo-se em muitos dos territórios colonizados pelos espanhóis no planalto central. Sua morte é um mistério, pois desapareceu em circunstâncias estranhas.

10 – Maria Parado de Bellido (1777-1822)

Forte vínculo durante a Expedição Libertadora do Peru, liderada por José San Martín entre 1820 e 1824. Apesar de ter crescido em uma família rica, ele decidiu servir à causa da independência.

Sua principal tarefa era informar os patriotas dos movimentos que os espanhóis pretendiam realizar. Foi descoberto, mas nunca forneceu dados ou nomes dos patriotas, que o sentenciaram a um tiro.

Referências

  1. Bebin, S. e Almonte, J. (2012). Próceres e precursores da Independência do Peru. Recuperado de: blog.pucp.edu.pe
  2. Chunga, J. (2011). Precursores e heróis do Peru. Recuperado de: ilustrados.com
  3. Gómez, A. (2013). Precursores da Independência do Peru. Recuperado de: biografiacorta.blogspot.pe
  4. Gómez, A. (2013). Próceres da Independência do Peru. Recuperado de: biografiacorta.blogspot.pe
  5. A independência do Peru: heróis (2015). Jornal El Popular. Lima Peru. Recuperado de: elpopular.pe
  6. Peru: conquista da independência (1999). Encyclopædia Britannica, Inc. Londres, Reino Unido. Recuperado de: britannica.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies