As 12 ciências auxiliares da Geografia

As 12 ciências auxiliares da Geografia são disciplinas interligadas que contribuem para o estudo e compreensão do espaço geográfico. Cada uma dessas ciências oferece diferentes perspectivas e metodologias que auxiliam os geógrafos na análise e interpretação dos fenômenos naturais e humanos que ocorrem na Terra. Por meio da colaboração entre essas ciências, é possível obter uma visão mais abrangente e complexa da dinâmica e interações que moldam o nosso planeta.

Ciências que colaboram com a Geografia: quais são e como contribuem para o estudo.

A Geografia é uma ciência que se dedica ao estudo da Terra, suas características físicas, humanas e a relação entre o homem e o meio ambiente. Para aprofundar e enriquecer esse estudo, a Geografia conta com diversas ciências auxiliares que contribuem de forma significativa para a compreensão do espaço geográfico. Entre as principais ciências que colaboram com a Geografia, destacam-se:

  • Geologia: estuda a composição, estrutura e formação da crosta terrestre, fornecendo informações importantes sobre relevo, solos e recursos naturais.
  • Biologia: analisa a relação entre os seres vivos e o meio ambiente, ajudando a compreender a distribuição da fauna e flora em diferentes regiões.
  • Meteorologia: investiga os fenômenos atmosféricos e climáticos, auxiliando na compreensão dos climas e das variações climáticas ao longo do tempo.
  • Antropologia: estuda as sociedades humanas, sua cultura, costumes e modos de vida, contribuindo para a análise das transformações culturais e das relações sociedade-natureza.
  • Sociologia: analisa as relações sociais, estruturas sociais e dinâmicas populacionais, fornecendo subsídios para a compreensão da distribuição da população e dos movimentos migratórios.
  • Economia: estuda a produção, distribuição e consumo de bens e serviços, auxiliando na análise das atividades econômicas e da organização do espaço geográfico.
  • História: investiga os processos históricos, as transformações territoriais e as relações de poder ao longo do tempo, fornecendo informações importantes para a compreensão da formação dos espaços geográficos.

Além dessas ciências, a Geografia também se beneficia do conhecimento de disciplinas como a Cartografia, a Ecologia, a Física, a Química, a Estatística e a Geopolítica, que contribuem com metodologias, ferramentas e conceitos essenciais para o estudo do espaço geográfico.

Em suma, as ciências auxiliares da Geografia desempenham um papel fundamental na ampliação do conhecimento geográfico, fornecendo subsídios teóricos e práticos que enriquecem a análise e a compreensão do espaço terrestre e das interações entre os elementos naturais e humanos que o constituem.

Disciplinas que contribuem para a história: conhecendo suas influências e contribuições.

As 12 ciências auxiliares da Geografia são disciplinas que contribuem de forma significativa para o estudo e compreensão do espaço geográfico. Essas áreas do conhecimento são fundamentais para a construção do saber geográfico e para a análise dos fenômenos que ocorrem na superfície terrestre.

Entre as principais ciências auxiliares da Geografia, destacam-se a Geologia, a Climatologia, a Biogeografia, a Cartografia, a Demografia, a Economia, a Sociologia, a História, a Arqueologia, a Antropologia, a Estatística e a Ecologia.

A Geologia, por exemplo, contribui para o estudo da formação e transformação da crosta terrestre, fornecendo informações importantes sobre a estrutura geológica de determinadas regiões. Já a Climatologia auxilia na análise dos padrões climáticos e na compreensão dos fenômenos atmosféricos que influenciam as paisagens naturais e as atividades humanas.

A História, por sua vez, permite contextualizar os processos de ocupação e transformação do espaço ao longo do tempo, fornecendo dados que auxiliam na interpretação das dinâmicas sociais, econômicas e culturais de determinadas regiões. Além disso, a Demografia e a Sociologia contribuem para o estudo da distribuição da população e das relações sociais que se estabelecem no espaço geográfico.

Ao integrar diferentes áreas do conhecimento, a Geografia se torna uma disciplina interdisciplinar e capaz de oferecer uma visão ampla e integrada do mundo em que vivemos.

Principais áreas de estudo da Geografia: conheça os principais ramos e suas características.

A Geografia é uma ciência que estuda a relação entre o homem e o espaço, analisando os fenômenos naturais e sociais que ocorrem na superfície terrestre. Para isso, a Geografia se divide em diversas áreas de estudo, conhecidas como ramos da Geografia. Vamos conhecer as principais áreas e suas características.

1. Geografia Física: estuda os elementos naturais do planeta, como relevo, clima, solos, hidrografia, vegetação, entre outros. É responsável por analisar os processos naturais que ocorrem na Terra.

Relacionado:  Os 6 tipos de ecossistemas: os diferentes habitats que encontramos na Terra

2. Geografia Humana: dedica-se ao estudo das atividades humanas e suas relações com o espaço geográfico. Analisa temas como urbanização, migrações, globalização, desenvolvimento econômico, entre outros.

3. Geografia Econômica: foca no estudo das atividades econômicas e sua distribuição geográfica. Analisa os recursos naturais, a produção agrícola, industrial e comercial, além das relações de trabalho e mercado.

4. Geografia Política: analisa as relações de poder e os conflitos territoriais entre os diferentes países e regiões. Estuda as fronteiras, os tratados internacionais, as guerras, a geopolítica, entre outros.

5. Geografia Urbana: dedica-se ao estudo das cidades, analisando sua estrutura, funcionamento, problemas sociais, ambientais e urbanísticos. Estuda temas como o crescimento urbano, a segregação espacial, a mobilidade urbana, entre outros.

Além dessas áreas principais, a Geografia conta com diversas ciências auxiliares que contribuem para o estudo do espaço geográfico. São elas:

1. Cartografia: ciência que estuda a produção, análise e interpretação de mapas, cartas e outras representações gráficas da superfície terrestre.

2. Climatologia: estuda o clima e os fenômenos atmosféricos, analisando as variações climáticas e seus impactos na natureza e na sociedade.

3. Geomorfologia: estuda as formas de relevo e os processos de transformação do relevo terrestre, como erosão, sedimentação, tectonismo, entre outros.

4. Hidrologia: estuda as águas da Terra, analisando os rios, lagos, oceanos, aquíferos e os processos relacionados à água, como chuvas, evaporação, transpiração, entre outros.

5. Pedologia: estuda os solos, analisando sua formação, classificação, propriedades físicas, químicas e biológicas, além de sua utilização para a agricultura e outros fins.

6. Biogeografia: estuda a distribuição dos seres vivos na superfície terrestre, analisando as relações entre a fauna, a flora e o ambiente natural.

7. Geografia Agrária: estuda a agricultura e a organização do espaço rural, analisando as práticas agrícolas, a estrutura fundiária, a reforma agrária, entre outros temas relacionados.

8. Geografia Cultural: estuda as manifestações culturais dos diferentes grupos humanos, analisando suas práticas, crenças, valores, costumes, tradições e sua relação com o espaço geográfico.

9. Geografia Ambiental: dedica-se ao estudo dos impactos ambientais das atividades humanas, analisando a degradação ambiental, a preservação dos ecossistemas, a gestão dos recursos naturais, entre outros.

10. Geografia Social: estuda as relações sociais entre os indivíduos e grupos humanos, analisando as desigualdades sociais, a exclusão, a segregação, a identidade cultural, entre outros aspectos.

11. Geografia da Saúde: estuda as relações entre a saúde e o espaço geográfico, analisando os determinantes sociais da saúde, a distribuição de doenças, os serviços de saúde, entre outros.

12. Geografia do Turismo: estuda o turismo e sua relação com o espaço geográfico, analisando os destinos turísticos, o impacto do turismo no meio ambiente, na economia local e na cultura, entre outros aspectos.

Essas são algumas das principais áreas de estudo da Geografia e suas ciências auxiliares, que contribuem para a compreensão do espaço geográfico e das relações entre o homem e o meio ambiente.

Divisões da Geografia: conheça os principais campos de estudo desta ciência fundamental.

A Geografia é uma ciência que se dedica ao estudo da Terra e de todos os fenômenos que nela ocorrem. Para facilitar a compreensão e a organização dos estudos geográficos, a disciplina é dividida em diversas áreas de conhecimento, conhecidas como divisões da Geografia.

Entre as principais divisões da Geografia, podemos destacar a Geografia Física e a Geografia Humana. A Geografia Física estuda os elementos naturais do planeta, como relevo, clima, vegetação e recursos hídricos. Já a Geografia Humana se dedica ao estudo das interações entre o ser humano e o ambiente, abordando temas como população, urbanização, migrações e organização do espaço urbano.

Além dessas divisões, a Geografia também se relaciona com outras ciências e áreas do conhecimento, conhecidas como ciências auxiliares da Geografia. São elas:

1. Cartografia: estuda a representação da superfície terrestre em mapas e cartas;

2. Geologia: analisa a estrutura e a composição da crosta terrestre;

3. Meteorologia: investiga os fenômenos atmosféricos, como o clima e as condições meteorológicas;

4. Ecologia: estuda as relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem;

Relacionado:  Como citar um livro com os regulamentos da APA, em 9 etapas

5. Demografia: analisa a distribuição e as características da população;

6. Economia: estuda a produção, distribuição e consumo de bens e serviços;

7. Sociologia: investiga as relações sociais e os fenômenos sociais;

8. História: analisa os processos históricos e a formação do espaço geográfico;

9. Geopolítica: estuda as relações de poder entre os países e as questões territoriais;

10. Geografia Urbana: dedica-se ao estudo das cidades e da organização do espaço urbano;

11. Geografia Agrária: analisa a relação entre agricultura, espaço e sociedade;

12. Geografia Ambiental: estuda as interações entre o ser humano e o meio ambiente, focando nas questões ambientais e na sustentabilidade.

Essas são apenas algumas das ciências auxiliares da Geografia, que contribuem para ampliar o conhecimento e a compreensão do espaço geográfico e dos fenômenos que nele ocorrem.

As 12 ciências auxiliares da Geografia

As 12 ciências auxiliares da Geografia 1

Nosso planeta possui uma série de condições que o tornam capaz de abrigar a vida como a conhecemos e, de fato, no momento não foi identificado nenhum outro em que exista (embora seja improvável que seja o único).

Mas mesmo que seja nosso lar, a verdade é que há muito que não sabemos sobre o nosso planeta . É por isso que existe geografia, uma disciplina que tenta investigar e explorar a superfície do nosso planeta.

Entretanto, freqüentemente o conhecimento e as técnicas de uma única disciplina não são suficientes para explicar e adquirir um conhecimento crítico do que está sendo estudado, mas requer a contribuição de ciências relacionadas ou especializada em elementos específicos vinculados ao objeto de estudo com o para obter um conhecimento mais completo. Isso também acontece com a geografia, e é por isso que, para visualizar como outras ciências contribuem para seu entendimento, descreveremos algumas das ciências auxiliares mais relevantes da geografia .

O que é geografia?

Geografia é a disciplina ou ramo da ciência cujo principal objeto de estudo é a superfície do nosso planeta , descrevendo e analisando as peculiaridades da terra e os diferentes territórios e paisagens, bem como as sociedades que as habitam, bem como a interação entre elas. ambos. Este estudo refere-se aos territórios naturais e à sociedade gerados.

É uma disciplina histórica e uma vez considerada universal, embora com o tempo tenha sido substituída por outras ciências, como física ou química. Em resumo, a geografia analisa os fenômenos naturais e geográficos atualmente existentes, bem como os diferentes fatores que influenciam sua mudança. E, ao fazê-lo, ele freqüentemente alimenta seu conhecimento com as contribuições de várias ciências auxiliares.

O que são ciências auxiliares?

Eles são chamados de ciências auxiliares o conjunto de disciplinas que, embora não atribuam completamente a uma disciplina específica e possuam seus próprios objetos de estudo, complementam-na e fornecem apoio para melhorar o entendimento e o desenvolvimento da disciplina. questão.

Um dos casos mais fáceis de entender e em que a ajuda das ciências auxiliares é mais comumente usada é a história. É possível analisar eventos que ocorreram no passado apenas com base nos próprios fatos.

No entanto, esse conhecimento é parcial se não levarmos em conta que nossa maneira de ver as coisas pode diferir muito do que elas tiveram nos períodos estudados. Assim, podemos entender melhor o que aconteceu se levarmos em conta, por exemplo, as condições econômicas, o modo de pensar, as crenças, os valores e as expectativas culturais, o nível de desenvolvimento da agricultura e pecuária ou o clima do momento (o que implica a participação de ciências como economia, sociologia, psicologia, agricultura ou meteorologia).

O caso da geografia é semelhante: compreender o estado atual e as mudanças pelas quais a superfície do planeta sofre e vem sofrendo requer conhecer aspectos como o clima, a formação ou desaparecimento de aqüíferos ou geleiras, o comportamento das placas tectônicas ou mesmo a o efeito que os seres vivos têm nela (incluindo nós). É por isso que a ajuda das ciências auxiliares é tão necessária.

Principais ciências auxiliares da geografia

A geografia pode ser cultivada e melhorar sua compreensão de seu objeto de estudo com base nas contribuições de várias disciplinas, dentre as quais podemos encontrar o seguinte.

Relacionado:  Que estudar? Dicas para decidir sobre um diploma universitário (ou não)

1. Geologia

A geologia estuda a composição e a estrutura de rochas e solos , algo fundamental para entender as propriedades e ajudar a explicar por que e como a superfície do planeta pode mudar. A tectônica faz parte disso, estudando, por exemplo, o movimento de massas terrestres.

2. Meteorologia

Outra das ciências auxiliares mais relevantes para a geografia é a meteorologia, uma vez que o estudo do comportamento de nossa atmosfera, clima e clima pode ser usado para explicar processos como desertificação ou inundação.

3. Hidrologia

Três quartos da superfície da Terra são água; portanto, a geografia deve pesar muito com o estudo da composição e comportamento do elemento líquido em todos os tipos de água: rios, aquíferos, mares ou oceanos . E seu estudo é responsável pelo ramo da ciência chamado hidrologia.

Dentro disso, podemos encontrar ramos como oceanografia ou potamologia. As marés ou o nível do mar ou a presença de aquíferos são aspectos que estão relacionados, por exemplo, com a quantidade de terra emergida.

  • Você pode estar interessado: ” Os 8 tipos de biomas existentes no mundo “

4. Criologia

Essa disciplina é responsável pelo estudo da água em estado sólido, incluindo a formação de geleiras ou granizo . Tecnicamente, isso pode ser considerado dentro da hidrologia, e sua participação na geografia pode ser muito útil.

5. Cartografia

A cartografia está profundamente ligada à geografia, sendo a ciência que estuda a topografia da terra e toma medidas para preparar documentos gráficos, como mapas .

6. Astronomia

Embora a geografia esteja centrada em nosso planeta, a astronomia também é uma disciplina que pode ser usada para melhorar a compreensão de seu objeto de estudo. O comportamento das estrelas e como elas influenciam nosso planeta , bem como a hortelã na qual nosso planeta se move através do cosmos, podem ajudar a explicar o estado da superfície.

7. Ecologia

Nosso planeta é habitado por uma imensidão de criaturas, que sobrevivem em um equilíbrio sutil com o ecossistema de que dependem. A presença ou ausência de certos seres vivos pode alterar bastante a superfície da Terra .

8. Biologia

Sem dúvida, a biologia é uma ciência especialmente ligada à geografia, uma vez que diferentes seres vivos têm um papel no estado da superfície do planeta. Plantas, animais e até microorganismos fazem parte do mundo e o modificam (por exemplo, as plantas contribuem para a formação de oxigênio e dificultam a erosão do solo).

9. Sociologia

O estudo das sociedades e formas de organização humana é um elemento da sociologia, que pode contribuir para analisar o conceito de território e como o ser humano opera nele. De fato, a chamada geografia social emerge da união de ambas as disciplinas .

10. Política

Embora aparentemente pouco tenha a ver com a geografia, a política pode ser considerada uma ciência auxiliar disso, porque o entendimento dos sistemas de organização e gestão humanos, bem como as múltiplas leis e políticas aplicadas em relação ao território Pode influenciar e até explicar o estado da superfície do planeta .

Além disso, a política também explica a divisão de territórios realizada pelos diferentes países. De fato, a relação entre política e geografia é tão relevante que existe uma subdisciplina chamada geografia política.

11. Física

Uma das ciências mais puras que existem, a física é responsável pelo estudo da matéria, energia e suas propriedades. A física pode ser usada para entender as propriedades da superfície da Terra e as forças às quais está sujeita .

12. História

Nossa passagem pelo mundo é relativamente curta, mas não há dúvida de que contribuiu para modificar a superfície da Terra. Por exemplo, a industrialização ou a criação de cidades são fatores que mudaram bastante a área terrestre.

Referências bibliográficas:

  • Bartsch, J., Colvard, MP (2009). O ambiente de vida Nova York: Prentice Hall.
  • Cosgrove DE (ed.) (1999). Mapeamentos London: Reaktion Books.

Deixe um comentário