As 5 características do cardinalismo mais acentuado

Entre as características mais notáveis do cardinalismo estão a política de massa sobre o campesinato, a neutralização das forças militares e o controle político do estado.

Além disso, a expropriação de empresas estrangeiras e a inserção de ideologias socialistas no sistema educacional foram padrões do governo liderado pelo general Lázaro Cárdenas del Río, de 15 de dezembro de 1934 a 30 de novembro de 1940.

As 5 características do cardinalismo mais acentuado 1

O governo de Cárdenas também gerou polêmica em nível internacional, não apenas por suas políticas de nacionalização de grandes empresas ferroviárias e exploradoras de petróleo, mas também por sua posição diante dos eventos políticos levantados na Europa durante seu mandato presidencial.

As principais características do cardinalismo

1- Distribuição agrícola

Uma das primeiras ações de Cárdenas quando ele chegou ao poder foi desapropriar grandes propriedades agrícolas de posse estrangeira.

A partir daí, a diretriz de sua política agrária baseava-se na distribuição de terras aos camponeses para exploração local.

Cárdenas levou à reestruturação das áreas rurais e à fiscalização da economia camponesa, concedendo facilidades para a administração de empréstimos nos bancos.

Dessa forma, ele lutou fortemente contra o senhorio e promoveu o desenvolvimento agrícola do México.

Por meio do programa de distribuição de terras, Cárdenas redistribuiu o equivalente a 10,2% do território nacional mexicano durante sua administração, a uma taxa de cerca de 280 hectares por mês.

2- Expropriação de empresas estrangeiras

Com base na Lei de Desapropriação de 1936, o general Cárdenas nacionalizou as Ferrovias Nacionais do México, com capital e administração estrangeira, em 23 de junho de 1937.

Da mesma forma, em 18 de março de 1938, o Presidente Cárdenas declarou a expropriação de empresas de petróleo e fundou a Petróleos Mexicanos (Pemex).

Relacionado:  José María Pino Suárez: Biografia e Trabalho

Com essa medida, o Estado mexicano seria o proprietário e o senhor de seus recursos petrolíferos e gozaria de total liberdade para a exploração e comercialização de petróleo e seus derivados em todo o mundo.

3- Controvérsia na gestão das relações internacionais

O regime de Cárdenas manteve uma forte posição contra o fascismo. Por exemplo, ele não participou como aliado da guerra civil espanhola que ocorreu entre 1937 e 1942, mas expressou abertamente sua insatisfação com as tropas de Franco e recebeu refugiados espanhóis no território mexicano.

Cárdenas também se opôs às invasões nazistas promovidas por Adolf Hitler e condenou o colonialismo japonês na China.

4- Reestruturação do partido governante

Em 1938, Cárdenas redefiniu o partido no poder e o re-batizou como Partido da Revolução Mexicana (PRM).

Uma nova estrutura foi estabelecida dentro do partido político, dando origem à incursão de quatro setores: camponeses, trabalhadores, populares e militares.

Essa mudança promoveu o sindicato do ejido com os trabalhadores. Ambos os setores foram fortalecidos e viram na figura do outro um aliado.

5- Promoção cultural e educacional

Por meio da reforma constitucional, Cárdenas determinou que a educação pública seria socialista e que excluiria o ensino de doutrinas religiosas.

Também favoreceu as correntes culturais e educacionais, criando as seguintes instituições:

  • Instituto Politécnico Nacional
  • Instituto Nacional de Antropologia e História
  • Escola Nacional de Educação Física
  • Departamento de Assuntos Indígenas e Conselho Técnico de Educação Agrícola.

Referências

  1. Alexander, R. (2017). Lázaro Cárdenas. Encyclopædia Britannica, Inc. Londres, Reino Unido. Recuperado de: britannica.com.
  2. Domínguez, H. e Carrillo, R. (2009). Cardinalismo: consolidação do corporativismo (1934-1940). Azcapotzalco, México Recuperado de: portalacademico.cch.unam.mx.
  3. Governo do general Lázaro Cárdenas (2013). PrepaTec. Cidade do México, México. Recuperado de: webpages.cegs.itesm.mx.
  4. Rubio, J., Sánchez, C. e Tomás, W. (2011). O cardinalismo Cidade do México, México. Recuperado de: cardenismo425mexicanismo.blogspot.com.
  5. Santii, J. (2011). Aspectos sociais, econômicos e políticos do cardinalismo. Califórnia, EUA Recuperado de: academia.edu.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies