As 5 causas e consequências da principal toxicodependência

As causas e conseqüências do vício em drogas podem ser físicas e psicológicas. A dependência de drogas é uma doença crônica do sistema nervoso central que se caracteriza por uma dependência compulsiva do uso de drogas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa dependência é uma das características distintivas do uso de drogas.

As 5 causas e consequências da principal toxicodependência 1

Isso se deve à alteração que os medicamentos produzem no funcionamento do sistema nervoso central , devido a seus efeitos estimulantes, deprimentes, narcóticos ou alucinógenos.

Dentro da definição de droga, existem substâncias psicoativas legais, como álcool e tabaco; como drogas ou ilegais, como cocaína , heroína, metanfetaminas, entre outros.

Em teoria, as drogas ilegais são as que causam os piores efeitos na saúde das pessoas.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), cerca de 250 milhões de pessoas entre 15 e 64 anos consumiram algumas dessas substâncias ilegais em 2014.

Esta figura explica por que o tráfico de drogas é uma empresa que movimenta cerca de 320 bilhões de dólares por ano, de acordo com informações da Global Financial Integrity para o ano de 2011.

As 5 principais causas de dependência de drogas

1- Baixa auto-estima

Considerada por alguns como a principal causa de qualquer tipo de dependência, a baixa auto-estima é um fator-chave na dependência de drogas.

Um indivíduo com baixa auto-estima não se importa com os efeitos prejudiciais de seu comportamento. Também tende a se isolar socialmente, por isso é difícil receber a ajuda necessária.

2- Depressão

A depressão causada por trauma ou negligência em casa pode levar a pessoa a consumir substâncias que tornam-lo esquecer, pelo menos por um curto período de tempo, a situação traumática.

O sentido da própria vida é buscado na agradável sensação produzida pelas drogas, embora essa sensação seja passageira.

3- Automedicação

Ao decidir o que tomar em casos de doenças ou doenças, também é comum decidir a dose e a frequência desse consumo.

Este fato torna mais possível a ocorrência da dependência da referida substância, o que leva ao vício.

4- Ambiente disfuncional

Um ambiente social favorável ao uso de drogas tende a estar relacionado a abusos nesse consumo: viciados em drogas geralmente são pessoas que cresceram em casas com viciados em drogas.

Também pode favorecer esse vício pertencente a um time de esportes, um grupo étnico ou uma guilda específica, onde ocorre a pressão do grupo social.

Na maioria das vezes, o uso de drogas começa na adolescência, por isso é comum descobrir que a falta de atenção e carinho nesta fase desencadeia dependência de alguma droga.

Às vezes, começa mesmo com uma experimentação adolescente sem supervisão fraterna.

5- Predisposição genética

Embora as investigações ainda não sejam conclusivas, suspeita-se que a toxicodependência implique um componente hereditário.

Há quem acredite que os genes, juntamente com as influências ambientais, constituem metade da vulnerabilidade de uma pessoa ao vício em drogas.

Existem estudos sobre gêmeos que oferecem pistas a esse respeito. No entanto, todas as sequências genéticas envolvidas neste caso não foram identificadas.

As 5 principais consequências da toxicodependência

1- Perda de saúde física

O declínio na saúde física é uma das primeiras conseqüências do vício em drogas. A diminuição do apetite resultará em perda de peso significativa.

O sistema sanguíneo também é afetado pela superexcitação. Indivíduos regularmente dependentes experimentam alucinações e compulsões paranóicas.

O abuso de drogas também deixa sequelas no cérebro, causando atraso cognitivo.

2- Propagação de doenças infecciosas

Como muitas das drogas mais viciantes entram no corpo através de uma injeção, é fácil se tornar uma atividade que provavelmente promoverá a propagação de doenças como o HIV ou qualquer outra transmitida pelo sangue.

Da mesma forma, um sujeito que está sob a influência da droga é propenso a ter encontros sexuais sem nenhuma proteção, aumentando assim o risco de contrair uma doença sexualmente transmissível.

3- Custo privado e público

Um viciado pode investir fortunas em seu vício. A necessidade de usar drogas pode levar o sujeito a vender suas propriedades mais preciosas.

Você pode até roubar enquanto tiver dinheiro para satisfazer seu vício. E a família também perde recursos nesse processo.

Da mesma forma, o Estado deve investir em estratégias que atacem as operações da indústria do narcotráfico, bem como em políticas públicas voltadas para os tratamentos preventivos e curativos da toxicodependência.

4- Perda de autonomia

Outra consequência do vício em drogas é a progressiva perda de vontade.

O indivíduo é levado por seus impulsos e, pouco a pouco, perde sua capacidade e até o desejo de cumprir suas responsabilidades.

O desejo de obter a droga se torna mais forte do que qualquer outro desejo, incluindo alimentação ou repouso.

E esse fato o leva a romper com seus próprios códigos de ética e minar sua segurança e a própria.

5- Redução do círculo social

Isolamento ou estigmatização social aparecem nesses casos, pois é vergonhoso admitir dependência da família e do próprio indivíduo (pelo menos em seus momentos de sobriedade).

A união da família está quebrada porque começam a surgir discussões sobre os possíveis culpados da situação.

As amizades também começam a mostrar rejeição devido a doenças relacionadas ao vício, além de negligenciar a própria higiene e imagem do viciado.

A idade tem a ver com a dependência de drogas?

Embora o aparecimento da toxicodependência possa ocorrer em qualquer idade, é mais provável que se torne um problema quando ocorrer nos estágios iniciais do crescimento.

Além disso, os adolescentes ainda não estão fisiologicamente preparados para a tomada de decisões ou o autocontrole, portanto, são especialmente propensos a abusar dessas substâncias.

É definitivamente uma situação que afeta a saúde física, psicológica e emocional da pessoa viciada e seu ambiente mais próximo, mas resulta em um alto custo para toda a sociedade.

Quais são as substâncias que causam mais dependência?

Embora não haja uma resposta única para essa pergunta, em 2016 o jornal El País publicou uma investigação de Eric Bowman, na qual são listadas 5 das substâncias mais viciantes que existem, de acordo com a opinião dos especialistas entrevistados.

Essas substâncias são heroína, cocaína, nicotina, barbitúricos e álcool.

Referências

  1. Bowman, Eric (2016). Estas são as cinco substâncias mais viciantes da Terra, e esses são os efeitos no cérebro. Recuperado de: elpais.com
  2. Marcelo (2016). As cinco atividades de crime organizado que arrecadam mais dinheiro do mundo. Recuperado de: bbc.com
  3. Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime – UNODC (2016). World Drug Report 2016. Retirado de: unodc.org
  4. Damin, Carlos (2010). Abuso de substâncias psicoativas, um problema de saúde pública. Recuperado de: bit.ly
  5. Escohotado, Antonio (2004): Aprendendo com drogas. Usos e abusos, preconceitos e desafios. Digitalizado para liberdade: bit.ly
  6. Organização Mundial da Saúde (2004): Neurociência do consumo e dependência de substâncias psicoativas: bit.ly
  7. Catalão, Santi (2013). Causas e consequências do uso de drogas.
  8. De la Serna, Juan (2017). Causas e consequências do vício em cocaína. Recuperado de: webconsultas.com
  9. Goldberg, Joseph (2016). Abuso e dependência de drogas. Recuperado de: webmd.com
  10. Croft, Harry (2016). Causas da toxicodependência – O que causa a toxicodependência? Recuperado de: healthyplace.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies