As 5 Danças Tumbes Mais Populares

As danças Tumbes são uma manifestação cultural tradicional da região de Tumbes, no Peru, que mistura elementos da cultura africana, indígena e espanhola. São danças cheias de ritmo, cor e energia, que representam a identidade e a história do povo tumbesino. Neste artigo, vamos apresentar as 5 danças tumbes mais populares, que encantam e emocionam quem tem a oportunidade de presenciá-las.

Conheça as principais danças tradicionais e populares de diferentes países ao redor do globo.

As danças tradicionais e populares de diferentes países ao redor do globo refletem a cultura, história e tradições de cada região. Uma das formas mais autênticas de conhecer e vivenciar a cultura de um povo é através de suas danças. Neste artigo, vamos conhecer as 5 danças tumbes mais populares do mundo.

A dança é uma forma de expressão artística e cultural que pode variar muito de país para país. Cada região tem suas próprias danças tradicionais que são passadas de geração em geração, mantendo viva a identidade cultural de um povo.

Na região de Tumbes, no Peru, encontramos uma rica diversidade de danças tradicionais que são celebradas em festas e eventos culturais. Entre as danças tumbes mais populares estão a Marinera, a Festejo, o Tondero, a Diablada e a Caporales.

A Marinera é uma dança elegante e romântica que simboliza o amor e a paixão. Os dançarinos realizam movimentos graciosos e sensuais ao som de música tradicional peruana. Já o Festejo é uma dança festiva e animada, com ritmo contagiante e movimentos vigorosos.

O Tondero é uma dança alegre e descontraída, com passos rápidos e enérgicos. A Diablada é uma dança folclórica que representa a luta entre o bem e o mal, com dançarinos vestidos com trajes elaborados de diabos e anjos.

Por fim, o Caporales é uma dança vigorosa e atlética, com movimentos acrobáticos e coreografias complexas. Esta dança é uma homenagem aos capatazes que lideravam os escravos nas plantações de cana de açúcar.

As danças tumbes são uma parte importante da cultura peruana e refletem a diversidade e riqueza cultural da região de Tumbes. Ao conhecer e apreciar estas danças tradicionais, podemos entender melhor a história e as tradições do povo peruano.

Relacionado:  Liberalismo social: origem, características, representantes

Conheça as principais danças tradicionais de diferentes países ao redor do mundo.

As danças tradicionais de cada país são uma forma única de expressão cultural, transmitindo a história e tradições de um povo. No Peru, por exemplo, a região de Tumbes é conhecida por suas danças folclóricas vibrantes e cheias de energia. Conheça as 5 danças tumbes mais populares:

Marinera: A marinera é uma dança elegante e romântica que simboliza o amor entre um homem e uma mulher. Os dançarinos realizam movimentos graciosos ao som de músicas tradicionais peruanas, como a guitarra e a cajón.

Festejo: O festejo é uma dança animada e festiva, com raízes africanas. Os dançarinos batem palmas e dançam ao ritmo de tambores, em uma celebração da cultura afro-peruana.

Tondero: O tondero é uma dança alegre e contagiante, com influências espanholas e africanas. Os dançarinos se movem rapidamente ao som de violões e castanholas, em uma exibição de habilidade e sincronia.

Alcatraz: O alcatraz é uma dança tradicional de Tumbes que simboliza a liberdade e a alegria. Os dançarinos realizam movimentos livres e fluidos, representando a beleza da natureza e a harmonia entre os seres vivos.

Zamacueca: A zamacueca é uma dança folclórica peruana que mistura influências indígenas, africanas e espanholas. Os dançarinos realizam movimentos complexos e enérgicos ao som de guitarras e cajón, em uma homenagem à diversidade cultural do Peru.

Essas são apenas algumas das danças tradicionais de Tumbes, que refletem a rica herança cultural e a diversidade do Peru. Ao conhecer e apreciar essas danças, podemos mergulhar na história e na tradição de um povo, enriquecendo nossa compreensão do mundo ao nosso redor.

Qual é a definição de uma dança folclórica tradicional em diferentes culturas ao redor do mundo?

Uma dança folclórica tradicional é uma forma de expressão cultural que reflete a história, valores e tradições de um povo em particular. Essas danças são passadas de geração em geração e costumam ser executadas em eventos comunitários, festivais e celebrações importantes. Cada cultura tem suas próprias danças folclóricas únicas, com movimentos distintos, trajes tradicionais e música característica.

As danças folclóricas são uma maneira de preservar a identidade cultural de um grupo e proporcionam uma conexão profunda com as raízes históricas e ancestrais. Elas são uma forma de celebrar a história e a diversidade de um povo, enquanto também promovem a coesão social e o senso de pertencimento.

Relacionado:  200 exemplos de abreviações e seu significado

Em diferentes partes do mundo, as danças folclóricas podem variar amplamente em termos de estilo, ritmo e significado. No entanto, todas elas compartilham a característica de serem uma expressão autêntica da cultura e tradição de um determinado grupo étnico ou região.

As 5 Danças Típicas Mais Populares de Tumbes

As 5 Danças Tumbes Mais Populares

Entre as principais danças de Tumbes, enfatizam a dança do peru, o marinheiro, a dança dos negróides, o huayno e a dança da colheita da banana. Em todo o Peru e no departamento de Tumbes existem muitas festas nas quais a dança é protagonista.

As danças de Tumbes surgem do intercâmbio cultural entre tradições indígenas, negras e espanholas.

As 5 Danças Tumbes Mais Populares 1

Tumbes está localizado a nordeste do Peru, a 30 quilômetros da fronteira com o Equador. Tem uma população perto de 150 000 habitantes.

Você também pode estar interessado na história de Tumbes .

As 5 danças mais representativas de Tumbes

1- Dança do peru

É uma das danças mais populares de Tumbes, e suas origens vêm das cidades de San Juan de la Virgen, Garbanzal e Cerro Blanco.

É dançado em pares e tende a recriar o namoro do homem em direção à mulher. O “peru” tende a fugir das insinuações do homem com seus movimentos de dança amigáveis.

O vestido da dama para esta dança inclui uma saia longa e larga com flores com franjas e uma camisa branca. Os homens usam calças escuras, camisa branca e lenço no pescoço.

2- O marinheiro

Suas origens remontam ao século XIX como uma derivação da dança da zamacueca. É dançado como um casal, mas solto, e sua principal atração reside no uso de lenços que são acenados em cada movimento.

As damas costumam dançar descalças e usando vestidos largos de saias brancas largas. Os senhores costumam usar calça e camisa preta, e ficam com chapéu.

Relacionado:  Para que servem os adjetivos?

Essa dança foi declarada Patrimônio Cultural da Nação, pois combina características das três culturas presentes na região: a africana, a ameríndia e a espanhola.

3- Dança dos negróides

Suas origens remontam ao século XVII e era uma dança executada por escravos negros. Embora seu ritmo seja alegre e comovente, as letras de suas músicas tendem a lidar com o sofrimento e as dificuldades da escravidão.

A melodia para esta dança é tocada por violões e pela caixa peruana. A roupa consiste em duas peças confortáveis ​​e folgadas, para homens e mulheres.

4- O huayno

É uma dança de origem pré-hispânica, era amplamente conhecida em todo o Império Inca e vem das raízes aimará e quíchua.

É dançado aos pares, de maneira solta, ao ritmo de quenas, charangos, bandolins, requintos, violinos, bandurrias e violões. Isso mostra a integração de instrumentos ameríndios e espanhóis.

Esta dança também está ligada ao namoro de casais. Ele tem três vezes: um lento como uma saudação, um clímax no qual um zapateo forte está incluído e uma parte final na qual a escolha do casal é simulada.

5- Dança da colheita da banana

Esta dança refere-se a uma das principais atividades econômicas dos agricultores tumbesianos.

É dançada após a conclusão da colheita da bananeira emoldurada em festas ou festas.

Nestas celebrações, cumanas ou improvisações costumam ser cantadas, com temas tão variados quanto amor ou disputas. Os instrumentos que acompanham essa dança são violões ou canto de capela.

Referências

  1. Queija, B. (1984). As danças dos índios: um caminho para a evangelização do vice-reinado do Peru. Madri: Revista das Índias. Retirado em 22 de novembro de 2017 de: search.proquest.com
  2. Murua, M; Gaibrois, M. (1987). História geral do Peru. Retirado em 22 de novembro de 2017 de: espeleokandil.org
  3. Valladolid, C. (2004). Notas para um dicionário de danças tradicionais do Peru. Recuperado em 22 de novembro de 2017 de: repositorio.cultura.gob.pe
  4. Danças típicas de Tumbes. Recuperado em 22 de novembro de 2017 de: danzastipicasdetumbes.blogspot.com
  5. Departamento de Tumbes. Recuperado em 22 de novembro de 2017 de: es.wikipedia.org

Deixe um comentário