As 6 regiões culturais mais importantes da Mesoamérica

As regiões culturais da Mesoamérica são os maias, o Oaxaca, a costa do Golfo, o planalto central, o oeste do México e o norte.

A Mesoamérica compreende a metade sul do México e países como Guatemala, El Salvador, Belize, Honduras, Nicarágua e Costa Rica.

As 6 regiões culturais mais importantes da Mesoamérica 1

As regiões culturais mesoamericanas se desenvolveram ao longo dos séculos. Eles mantiveram características diversas em termos de idioma e etnia, mas eram muito semelhantes em termos de economia, arte e religião, arquitetura, entre outros fatores.

As 6 principais regiões culturais da Mesoamérica

1- região maia

Representa a maior área da Mesoamérica. O início de seu desenvolvimento cultural está localizado no sul, em Belize, com o uso de cerâmica.

Por volta do ano 1000 a. C. é registrada a primeira solução do tribunal monumental naquela região, característica fundamental de suas cidades.

Essa região também foi destacada pelo uso da escrita glifica e seu desenvolvimento econômico vinculado ao cultivo de milho.

Outra característica das cidades localizadas na região maia é o uso de sistemas de calendário, sacrifícios humanos e estudos astronômicos.

2- Região de Oaxaca

Nessa região, a civilização zapoteca se desenvolveu, famosa pela elaboração do calendário de 260 dias que seria disseminado a todos os povos das regiões mesoamericanas.

Monte Albán se tornou seu centro mais importante, onde a importante civilização olmeca foi estabelecida até o pôr do sol, quando a área foi ocupada pelos mixtecas.

3- Região da Costa do Golfo

Corresponde aos territórios hoje conhecidos como Veracruz e Tabasco. Lá também a cultura olmeca se desenvolveu; mais tarde a área foi habitada pelos Huastecas e pelos Totonacos.

Considera-se que naquela região a construção de resina das bolas foi planejada para o ritual do jogo de bola.

Relacionado:  Como era a Sociedade Teotihuacan?

4- Região do Planalto Central

Ele entendeu a área conhecida como as terras altas do México e o vale do México. Os locais culturais e arqueológicos mais importantes foram Tlatilco, Zacatenco e El Arbolillo.

O assentamento de Tlatilco é reconhecido por ser o local onde começaram a ser elaboradas figuras de pedra com representações antropomórficas.

Começa a adoração de divindades com traços felinos e o antecedente da representação do que seria a serpente emplumada foi dado.

5- Região do oeste do México

É composto do que atualmente é conhecido como Jalisco, Michoacán, Colima, Sinaloa, Nayarit, Guanajuato, Aguas Calientes e Querétaro.

Uma das características culturais relevantes dessa área é que havia uma diversidade de línguas diferentes faladas na época da conquista do espanhol.

Ali residiam os tarascos e os caxcanes. Um exemplo de seus avanços na arquitetura é visto nas pirâmides de Guachimontones, em Jalisco.

6- Região Norte

Nesta área, uma das maiores cidades pré-hispânicas floresceu: Teotihuacán.

Existem diferentes posições em relação à identidade cultural dos fundadores daquela cidade, uma vez que a cidade foi abandonada séculos antes da chegada dos espanhóis.

Aldeias como os mexicanos falaram de Teotihuacán para se referir a uma antiga cidade abandonada.

A cidade de Teotihuacán tinha uma população estimada em um milhão de habitantes, foi construída com base em um plano urbano e contém edifícios monumentais e esculturas de grande valor cultural e artístico.

Referências

  1. Manzanilla, L. (2001). História antiga do México Aspectos fundamentais da tradição cultural mesoamericana. México: UNAM. Recuperado em 24 de outubro de 2017 de: books.google.es
  2. Romero, T. (1999). Mesoamérica: História e reconsideração do conceito. México: Universidade Autônoma do México. Recuperado em 24 de outubro de 2017 de: redalyc.org
  3. Duverger, C. (2007). A primeira miscigenação: a chave para entender o passado mesoamericano. México: Touro.
  4. Wolf, E. (1967). Povos e culturas da Mesoamérica. México: edições Era. Recuperado em 24 de outubro de 2017 de: books.google.es
  5. Florescano, E. (2010). As origens do poder na Mesoamérica. Guadalajara: Presidente da América Latina Julio Cortázar. Recuperado em 24 de outubro de 2017 de: jcortazar.udg.mx

Deixe um comentário