As 7 lendas mais populares de Jalisco

Algumas das lendas mais conhecidas de Jalisco giram em torno das criaturas da noite. Muitas histórias sobre vampiros e aparições são atribuídas ao cemitério no centro de Guadalajara, chamado Panteão de Belém.

O estado mexicano de Jalisco tem um imaginário popular muito colorido e intrigante que enriquece sua identidade já fascinante, onde derivam muitas das características culturais típicas do México, como tequila, mariachis, canções de ranchera e o famoso charro hat.

As 7 lendas mais populares de Jalisco 1

A pilha de cobras, cena de uma lenda de Jalisco.

Sua capital é Guadalajara, uma das cidades mais importantes do México e a segunda maior do país. Sua metrópole contém muitos prédios antigos e casas de arquitetura colonial cheias de mistério e charme.

Cemitérios, hospitais, becos e hospícios em Jalisco são destinos comuns para turistas curiosos que querem experimentar uma pitada dessas histórias fantásticas.

As 7 lendas mais importantes de Jalisco

1- A pilha de cobras

Em Talapa, há uma fonte ou bateria com quatro cobras esculpidas em pedra, da qual saem os jatos de água.

Diz a lenda que as cobras eram quatro comadres da aldeia que costumavam fofocar as barbáries das pessoas no século XIX.

Eles eram conhecidos como Maria Languages ​​e costumavam se encontrar na fonte. Um dia, o indiano Macario os advertiu para não continuar com o hábito de falar mal das pessoas; eles riram alto e o insultaram.

Macario bebeu água da fonte, molhou as quatro Maria e as amaldiçoou na língua otomi. As quatro Maria Languages ​​começaram a se torcer em cobras de pedra, sendo coladas a cada lado do bucaro da fonte.

2- O charro preto

Nas ruas de Tuxpan de Jalisco, há uma lenda antiga sobre um homem vestido de charro preto andando a cavalo. Você podia ouvir à distância os passos dos capacetes. Quem chegou a sentir os capacetes muito perto, viu a figura sombria.

Isso aconteceu nas primeiras horas da manhã e acreditava-se ser o próprio diabo. O charro aproximou-se das pessoas para acompanhá-las nas ruas, principalmente mulheres jovens.

Relacionado:  Os 7 produtos da região andina mais relevante

Ele se ofereceu para levá-los para casa a cavalo. Se eles aceitaram ingenuamente, o charro revelou sua forma real quando já estava nas costas do animal.

Dizem que o homem cresceu duas vezes e foi aceso no fogo, queimando sua vítima nas chamas do inferno. A partir desse momento, a alma da garota passou a pertencer ao diabo.

Os mais espertos recusaram-se a cavalgar, mas permitiram que ele os acompanhasse até sua casa, para não provocar sua transformação. Eles se despediram com um gesto cordial e o charro preto saiu como se nada.

3- O relógio da morte

Essa lenda urbana fala do famoso relógio do Hospicio de Cabañas, admirado pelos habitantes da cidade quando foi construído. Após meses de sua instalação, o relógio começou a mostrar falhas, parando sem explicação.

E quando parou, depois de um tempo começou a funcionar novamente. Isso aconteceu por um tempo sem que ninguém pudesse responder ao mistério. Ele podia parar a qualquer hora do dia ou da noite, sem nenhum padrão.

Junto com esses eventos, os filhos do hospício começaram a morrer. As freiras perceberam que isso aconteceu exatamente quando o relógio parou. Em 1952, o relógio da morte foi ordenado a destruir.

As 7 lendas mais populares de Jalisco 2

4- A árvore assombrada do cemitério

Essa lenda fala sobre um jovem paciente do antigo hospital que ficava próximo ao Panteão de Belém. O garoto estava morrendo de câncer e nada que os médicos pudessem fazer poderia acabar com seu sofrimento.

Uma tarde, sua mãe colocou na mão um carimbo de seu santo favorito enquanto ele dormia. Ao acordar, Santiago expulsou sua mãe da sala, xingando e gritando furiosamente por não acreditar nos santos, nem nela, nem em Deus.

No dia seguinte, Santiago foi encontrado pendurado em uma árvore no cemitério com lençóis de hospital. Algum tempo depois, a árvore foi cortada, daí havia apenas um pequeno toco.

Dizem que à noite você ainda pode ver a sombra completa da árvore com uma sombra humana pendurada.

Relacionado:  10 Alfândegas da Costa do Peru

5- Nachito, o garoto que temia o escuro

Ignacio era uma criança que, desde o nascimento, tinha muito medo dos espaços escuros e fechados. Seus pais tiveram que mantê-los durante a noite para que Nachito pudesse dormir; se não, ele chorou e gritou desesperadamente.

Nachito morreu aos 5 anos, e a lenda diz que a babá esqueceu de acender as quatro luzes nos cantos do quarto. O corpo foi enterrado no Panteão de Belém. Por dez dias seguidos, o caixão apareceu pela manhã do lado de fora do túmulo.

Algumas histórias dizem que também viram o fantasma da criança procurando a luz da rua. Seus pais modificaram o túmulo, mantendo o caixão na superfície com quatro tochas em cada canto.

As pessoas que visitam o cemitério geralmente deixam brinquedos e doces no túmulo de Nachito.

6- O tesouro do pirata

Esta lenda conta a história de um pirata que dedicou sua vida a roubar a riqueza de outros piratas, escondendo tudo em um lugar secreto. O homem decidiu um dia parar a pirataria e desfrutar de uma vida plena na cidade.

O pirata levou seu segredo para o túmulo. Ele não contou a ninguém a localização de seu grande tesouro, nem mesmo seu próprio filho. Seu túmulo pode ser encontrado no Panteão de Belém.

Dizem que se uma vela for acesa no túmulo e o rosário for rezado, o fantasma do pirata aparecerá e dirá onde seu tesouro estava escondido.

7- A árvore dos vampiros

Dizem que durante o século 19 um vampiro atingiu a cidade de Guadalajara. Primeiros cadáveres de animais urbanos foram encontrados nas ruas, depois gado e bebês pequenos. As características eram sempre as mesmas: o sangue era drenado dos cadáveres.

A população permaneceu alerta para caçar a criatura. O plano era matar o vampiro de fome. Por várias noites ninguém saiu de casa, deixando as ruas desertas.

Quando eles viram a figura sombria de um homem andando pelas sombras da noite, as pessoas encurralaram o vampiro e o mataram através de uma estaca de madeira em seu coração. Algumas versões dizem que também cortaram sua cabeça e queimaram seu corpo.

Relacionado:  As 5 Danças e Danças de Chihuahua Mais Populares

Os restos mortais da criatura foram enterrados no Panteão de Belém. Segundo a lenda, a estaca ainda estava no centro do peito quando ele foi enterrado. Da estaca cheia de sangue nasceu uma árvore que rompeu as placas de cimento.

As 7 lendas mais populares de Jalisco 3

Acredita-se que esta árvore contenha a alma do vampiro que procura empurrar o caixão em direção à superfície com as raízes para chicotear a cidade novamente.

Dizem também que, se a árvore morrer, o vampiro retornará. No cemitério, você pode visitar a árvore cercada pelos quatro lados.

Algumas histórias dizem que a seiva da árvore contém o sangue de suas vítimas. Por esse motivo, cada raiz ou galho que aparece entre a pedra é cortada e queimada.

Outras histórias contam que viram aparições das vítimas perto da árvore. Alguns até afirmam ter visto rostos no porta-malas.

Assuntos de interesse

As ruas das cidades coloniais e suas lendas .

Lendas da Guatemala .

Legends do México .

lendas maias .

lendas argentinas .

lendas colombianos .

Lendas de Guanajuato .

Lendas do Durango .

Lendas do Chihuahua .

Lendas do Campeche .

Lendas de Chiapas .

Lendas da Baja California Sur .

Lendas da Baja California .

Lendas de Aguascalientes .

Lendas de Veracruz .

Referências

  1. Conheça Guadalajara Panteão das lendas do cemitério assombrado de Belen. O Explorador de Guadalajara Recuperado de explore-guadalajara.com
  2. Cherry Rouge (2017). O vampiro em Guadalajara. A mim não. Recuperado de aminoapps.com
  3. Fana López (2016). 8 lendas de terror em Guadalajara que vão tirar o seu sono. BuzzFeed. Recuperado de buzzfeed.com
  4. Equipe Mexconnect (2009). Página de recursos de Guadalajara: capital da cultura e festivais de Jalisco. Mexconnect Recuperado de mexconnect.com
  5. Pastor Swope (2008). O fantasma do vampiro de Guadalajara. O pastor paranormal. Recuperado de theparanormalpastor.blogspot.com
  6. Histórias, lendas e contos do México. El Charro Negro, Guadalajara. Recuperado de storiesleyendasycuentodemexico.es.tl
  7. Lendas do Terror. O Charro Negro. Recuperado de leyendadeterror.com
  8. Lendas indígenas do México e do mundo. Lendas de Jalisco. Recuperado de leyendasindigenas.com.mx
  9. Para todo o México Mitos e lendas de Jalisco. Recuperado de paratodomexico.com

Deixe um comentário