As 8 regiões naturais do mundo e suas características

As 8 regiões naturais do mundo são áreas geográficas distintas que possuem características únicas e específicas em termos de clima, vegetação, fauna e relevo. Essas regiões foram definidas com base em critérios como latitude, altitude, temperatura e umidade, e são fundamentais para o estudo da geografia e da ecologia. Cada uma dessas regiões possui suas próprias características e particularidades, influenciando diretamente a vida e a paisagem dos locais que compreendem. Vamos explorar cada uma dessas regiões e suas características específicas.

Principais regiões naturais do mundo: conheça as diversas paisagens que compõem nosso planeta.

Existem oito principais regiões naturais do mundo, cada uma com características únicas que as tornam incrivelmente belas e fascinantes. Conhecer essas paisagens é fundamental para entender a diversidade de nosso planeta e apreciar toda a sua complexidade.

Uma das regiões naturais mais conhecidas é a Tundra, caracterizada por seu clima frio e vegetação rasteira. Localizada principalmente nos extremos norte e sul do planeta, a Tundra é lar de uma grande variedade de animais adaptados ao frio, como ursos polares e renas.

Outra região natural importante é a Floresta Tropical, encontrada em regiões equatoriais com clima quente e úmido. Essa região é conhecida por sua biodiversidade impressionante, com uma grande variedade de plantas e animais, como jaguares e araras.

O Deserto é uma região natural que se caracteriza pela escassez de água e vegetação. Apesar das condições extremas, os desertos são habitats de animais adaptados à falta de água, como camelos e escorpiões.

As Regiões de Savana são áreas de transição entre florestas e desertos, com vegetação rasteira e árvores espaçadas. Essa região é lar de animais como leões e elefantes, que se adaptaram às condições específicas desse ambiente.

A Taiga é uma região natural dominada por florestas de coníferas, localizada em regiões de clima frio. Com invernos rigorosos e verões curtos, a Taiga abriga animais como ursos pardos e alces.

Os Campos são regiões naturais caracterizadas por vegetação rasteira e poucas árvores. Essas áreas são habitats de animais como bisões e antílopes, que se alimentam da vegetação abundante dessas regiões.

As Regiões Montanhosas são áreas de relevo acidentado e altitudes elevadas. Com uma grande variedade de ecossistemas, as montanhas são lar de animais adaptados às condições extremas, como cabras montesas e águias.

Por fim, as Regiões Costeiras são áreas próximas ao mar, com uma grande diversidade de ambientes, como praias, recifes de coral e manguezais. Essas regiões são habitats de animais marinhos e aves costeiras, que dependem dos recursos fornecidos pelo mar.

Ao conhecer e apreciar as diferentes regiões naturais do mundo, podemos entender melhor a importância da conservação da natureza e da preservação da biodiversidade. Cada uma dessas paisagens únicas contribui para a beleza e equilíbrio de nosso planeta, tornando-o um lugar incrível e diversificado.

Entendendo as diferentes regiões naturais e suas características únicas no mundo.

As regiões naturais do mundo são áreas geográficas com características distintas que são determinadas por fatores como clima, relevo, vegetação e fauna. Existem 8 regiões naturais principais no mundo, cada uma com suas próprias características únicas.

A região Ártica é conhecida por suas temperaturas extremamente baixas e pela presença de gelo perene. A região Subártica tem invernos longos e rigorosos, com vegetação de tundra. A região Temperada é caracterizada por estações bem definidas e florestas caducifólias. A região Tropical possui clima quente e úmido, com uma grande diversidade de espécies vegetais e animais.

A região Desértica é marcada por baixos índices de chuva e temperaturas elevadas durante o dia. A região Mediterrânea tem invernos suaves e verões quentes, com vegetação de bosques e matagais. A região Montanhosa é caracterizada por altitudes elevadas e uma variedade de climas e vegetações. E finalmente, a região Insular consiste em ilhas com ecossistemas únicos e isolados.

Cada uma dessas regiões naturais possui características distintas que influenciam a vida das plantas, animais e seres humanos que habitam nesses locais. É importante compreender as diferenças entre essas regiões para melhor conservar e proteger a biodiversidade e os recursos naturais do nosso planeta.

Bioma predominante nos Estados Unidos: descubra qual é o habitat natural do país.

O território dos Estados Unidos é caracterizado por uma grande diversidade de biomas, que vão desde florestas tropicais até desertos áridos. No entanto, o bioma predominante no país é a floresta temperada, que abrange uma grande parte da região leste e nordeste dos Estados Unidos.

Relacionado:  Os 7 rios de Cali em destaque

A floresta temperada é caracterizada por árvores de folhas largas que perdem suas folhas no outono e se regeneram na primavera. Este bioma é o habitat natural de uma grande variedade de espécies de animais, como ursos, veados, esquilos e uma infinidade de aves.

Além da floresta temperada, os Estados Unidos também apresentam outros biomas interessantes, como o deserto no sudoeste, as pradarias no centro do país e as florestas tropicais no Havaí e na Flórida.

Essa diversidade de biomas torna os Estados Unidos um país único em termos de biodiversidade e oferece aos visitantes uma variedade de paisagens e ecossistemas para explorar.

A variedade de climas no mundo: quais os principais fatores que influenciam essa diversidade?

A variedade de climas no mundo é influenciada por diversos fatores, como a latitude, altitude, relevo, proximidade do oceano e correntes marítimas. Esses elementos contribuem para a formação de diferentes tipos de climas em todo o planeta, resultando em uma grande diversidade de condições meteorológicas e ambientais.

As 8 regiões naturais do mundo apresentam características únicas, refletindo a influência desses fatores em sua formação. Desde as regiões polares, com temperaturas extremamente baixas e presença de gelo permanente, até as regiões equatoriais, com altas temperaturas e grande umidade, cada área possui um clima específico que determina a vida vegetal e animal que ali habita.

Outro fator importante a ser considerado é a sazonalidade, que provoca variações climáticas ao longo do ano em diversas regiões. Isso pode resultar em mudanças drásticas nas condições de temperatura, precipitação e umidade, afetando diretamente a flora, fauna e atividades humanas em cada lugar.

Portanto, a diversidade de climas no mundo é resultado da interação complexa entre diferentes elementos naturais, que moldam as condições atmosféricas e ambientais em cada região. Essa variedade é essencial para a manutenção da biodiversidade e para a adaptação das espécies às condições adversas, garantindo a sobrevivência e a evolução dos ecossistemas em todo o planeta.

As 8 regiões naturais do mundo e suas características

Cada região natural do mundo tem suas características, de acordo com as principais peculiaridades da vegetação natural. Oito regiões naturais podem ser distinguidas: savana, floresta, deserto, tundra, pastagem, selva, região equatorial e região mediterrânea.

Regiões naturais são áreas geográficas que possuem qualidades ou atributos semelhantes, como relevo, clima, vegetação, solo, hidrografia e outros. A seguir, explicaremos suas características, clima, flora e fauna.

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 1

Lista das 8 regiões naturais do mundo

1- Folha

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 2

A savana, também conhecida como prado tropical, está localizada ao norte e ao sul dos biomas da floresta tropical. As maiores extensões de savana estão localizadas na África, onde grande parte da parte central do continente é composta de pastagens tropicais. Por exemplo, Tanzânia e Quênia. Eles também podem ser encontrados no Brasil (América do Sul).

As regiões da savana têm duas estações distintas, uma úmida e outra seca. Na estação seca, há muito pouca chuva. Na estação chuvosa, a vegetação cresce, com pastos verdejantes e áreas de floresta. À medida que se afasta do equador, a pastagem se torna cada vez mais seca.

Sua vegetação inclui matagais, ervas e árvores, que crescem perto de poços de água, rios ou aqüíferos sazonais. Os solos tendem a ser vermelhos devido ao seu alto teor de ferro.

Nesta região, plantas e animais devem se adaptar a longos períodos de seca. Muitas plantas são xerófitas e também podem armazenar água ou ter raízes longas que atingem o lençol freático. Os animais podem migrar por grandes distâncias em busca de comida e água.

Os solos da savana não são muito férteis. As raízes das plantas não podem penetrar e isso restringe o crescimento da vegetação.

Os nutrientes do solo estão próximos da superfície, pois provêm da matéria orgânica em decomposição da estação anterior. Essa matéria orgânica se decompõe rapidamente devido a altas temperaturas.

Relacionado:  Clima seco: características, tipos, localização

O Serengeti da Tanzânia é provavelmente a savana africana mais conhecida. No sudeste, as gramíneas cobrem as vastas planícies, enquanto na região central as plantas de acácia são mais comuns. O local é rico em vida selvagem, habita zebras, girafas, leões, elefantes e milhões de gnus.

2- Floresta

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 3

As florestas são áreas com árvores agrupadas para que suas folhas ou folhagem sombream o chão. Diferentes tipos podem ser encontrados, desde florestas tropicais perto do Equador até florestas boreais em climas frios, perto do Círculo Polar Ártico.

Uma maneira de classificá-los é pelo tipo de árvore. As florestas decíduas têm árvores com folhas verdes que mudam de cor no outono e caem completamente no inverno, sendo as mais comuns o carvalho e o bordo.

O nordeste dos Estados Unidos é coberto por florestas decíduas, e os turistas se reúnem na área todo outono para conhecer as folhas alaranjadas, amarelas e vermelhas que cobrem a região.

As florestas perenes têm árvores com folhas que permanecem verdes durante todo o ano. Uma das florestas sempre verdes que se encontram é a da província canadense da Colúmbia Britânica. O noroeste do Pacífico está cheio de sempre-vivas (abeto).

As florestas de coníferas têm árvores com cones e agulhas em vez de folhas, e têm as árvores mais altas (sequóia do litoral), árvores maiores (sequóia gigante) e árvores mais antigas (pinheiro bristlecone).

As florestas tropicais são um tipo de floresta de folhas largas. Muitas florestas são misturadas, o que significa que possuem árvores de folhas largas e coníferas.

As florestas de eucalipto da Austrália são florestas mistas, por exemplo. As árvores sempre verdes de eucalipto se misturam com árvores de folha caduca, como a faia.

Você também pode ver 25 animais incríveis que vivem na floresta.

3- deserto

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 4

Um deserto é um lugar com muito pouca água ou chuva. A maioria dos desertos são lugares quentes, mas alguns são frios.

Poucas plantas ou animais vivem nos desertos, e aqueles que vivem lá têm formas especiais que os ajudam a sobreviver. Por exemplo, o cacto armazena água em seu caule, portanto, quando chove suas muitas raízes que se estendem para coletar água.

No caso dos animais, o meerkat pode obter a água de que precisa dos alimentos que encontra e água extra comendo as raízes das plantas.

O camelo armazena gordura em sua corcunda e, quando encontra água, pode beber o suficiente para encher um banho. Há também avestruz, lagartos, cobras, entre outros.

Entre os desertos frios está o deserto da Antártica, considerado o maior do mundo porque ocupa a maior parte do continente da Antártica. As camadas de gelo cobrem as rochas estéreis e os poucos animais que podem viver lá são frequentemente microscópicos, como piolhos.

4- Tundra

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 5

A tundra é uma área com temperaturas frias e estações curtas. A vegetação na tundra é limitada a alguns arbustos, gramíneas e musgos.

Aproximadamente 1.700 espécies diferentes vivem na tundra, mas isso não é muito comparado às florestas e pastagens. O solo é frequentemente muito frio para as plantas e poucas espécies animais podem sobreviver.

Existem dois tipos de tundra: a tundra alpina e a tundra ártica. A tundra alpina é separada de uma região de vegetação florestal pela linha das árvores. O clima nas tundras alpinas é frio, nevado e ventoso. A maior parte está localizada no Tibete, China e Índia. Animais como cabras da montanha vivem nesta região.

A tundra do Ártico é encontrada no extremo hemisfério norte da Terra. Tem uma paisagem nua e congela por boa parte do ano. Aqui, a terra pode ser permanentemente congelada.

A Rússia e o Canadá têm grandes áreas da tundra do Ártico. Durante o verão, a terra derrete um pouco, permitindo que algumas plantas cresçam no solo úmido e pantanoso.

Poucos mamíferos vivem nesta tundra (apenas o caribu, o urso polar e alguns outros), mas milhares de insetos e pássaros aparecem todos os anos para apreciar os pântanos antes que congelem.

Relacionado:  Alpes Dinaricos: topologia, geografia e relevo

5- Prados ou pastagens

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 6

Pradarias são áreas planas e abertas, onde as ervas são o tipo dominante de vegetação. Eles podem ser encontrados em todos os continentes, exceto na Antártica.

O clima desempenha um papel no tipo de prado. Em climas frios e amenos, como no noroeste da Europa, as pastagens são dominadas por uma vegetação dura que floresce o ano todo.

Nos climas mais quentes, existem prados temperados, onde existem variações sazonais de temperatura ao longo do ano (verões quentes e invernos frios).

Prados temperados são importantes para a produção de leite e produtos lácteos, pois nesses climas as vacas leiteiras são mais produtivas. Isso ocorre porque são áreas onde eles podem mastigar a erva o dia inteiro. Prados tropicais são chamados savanas.

6- Selva

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 7

Uma selva é uma floresta em um país tropical, onde um grande número de árvores e plantas altas cresce muito próximo. É um dos habitats mais ricos do planeta. É um mundo misterioso, o lugar mais competitivo do mundo, onde os animais tentam sobreviver todos os dias.

Eles são normalmente encontrados no Equador. Eles abrigam onças, jacarés e sapos ninjas que lutam contra dragões e vespas voadoras. Além disso, a noite da selva esconde criaturas nunca vistas antes e fungos estranhos.

As florestas têm altos níveis anuais de precipitação e temperaturas altas o suficiente para criar condições úmidas. O clima constante permite que organismos da selva cresçam ao longo do ano, sem um período de hibernação.

7- Região Equatorial

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 8

Estende-se ao longo do equador na forma de um cinturão entre a latitude de 10 ° N e 10 ° S. Inclui as planícies da Amazônia e a costa da Guiana na América do Sul; a bacia do Congo e a costa da Guiné na África e Malásia, Indonésia, Nova Guiné e Filipinas do sul do continente asiático.

É um clima quente e úmido, com temperatura em torno de 27 ° C ao longo do ano. A umidade é muito alta, há chuvas ao longo do ano, embora sejam mais pesadas após os equinócios.

As florestas são a vegetação natural e são consideradas as mais densas do mundo, também conhecidas como selvas.

O hipopótamo e o rinoceronte estão em abundância. Outros animais que habitam esta região são gorilas, macacos, preguiças, chimpanzés, onças e lagartos. A mosca tsé-tsé é perigosa devido à sua picada venenosa.

8- Região do Mediterrâneo

As 8 regiões naturais do mundo e suas características 9

Esta região está localizada nas margens ocidentais dos continentes, entre latitudes 30 ° e 40 ° nos dois hemisférios. Esta região também é chamada de chuva de inverno.

A costa do Mediterrâneo é a maior área e inclui: Na Europa: as regiões costeiras da Espanha, Portugal, França, Itália e Grécia. Na Ásia: as regiões costeiras da Turquia, Israel, Síria e Líbano.

Na África: as regiões costeiras da Argélia, Tunísia e Marrocos no extremo norte e no extremo sul da província do Cabo. As costas da Austrália também pertencem a esta região. e a margem ocidental da Califórnia (América do Norte). Assim como o Chile central (América do Sul).

A temperatura média do verão está entre 20 ° C e 26 ° C e a umidade relativa do ar é baixa. A chuva é recebida durante o inverno com ciclones temperados. A precipitação normal é entre 35 e 75 cm. O sol é sempre abundante e o inverno é ameno.

Os tipos de vegetação são florestas de folhas largas: eucalipto na Austrália, sequóia na Califórnia. Além disso, de acordo com a área, eles criam arbustos e arbustos, além de pinheiros, abetos e cedros.

Referências

  1. Dicionário Oxford (2017). Região Natural Dicionários ingleses da vida de Oxford. Recuperado de: en.oxforddictionaries.com.
  2. BBC Staff (2014). Planeta Terra BBC Recuperado de: bbc.co.uk.
  3. Funcionários da National Geographic (2017). Região Vegetação National Geographic Society Recuperado em: nationalgeographic.org.
  4. Equipe de referência (2016). Jungle Referência. Recuperado de: reference.com.
  5. Os editores da Encyclopædia Britannica (2017). Deserto Encyclopædia Britannica, Inc. Recuperado de: global.britannica.com.

Deixe um comentário