As 8 tradições e costumes mais importantes de Yucatan

As 8 tradições e costumes mais importantes de Yucatan

Algumas das tradições e costumes mais conhecidos de Yucatan são a jarana, o rodeio de Yucatecan, celebrações religiosas e festividades indígenas. Yucatan é uma região mexicana distinta e icônica devido à mistura da cultura maia com a herança européia.

A população de Yucatecan desfruta de um grande número de tradições seculares que foram passadas de geração em geração e costumes relacionados à vida cotidiana.

Entre danças, festas locais, festas indígenas, música e roupas típicas, Yucatan é um dos destinos turísticos mais culturalmente ricos da região.

As histórias de viajantes que chegaram a uma terra distante com uma civilização avançada e exótica se tornam realidade em atividades diárias e eventos especiais de uma intensa agenda cultural em Mérida e nas demais cidades.

Principais tradições e costumes de Yucatan

La Jarana, a dança típica de Yucatán

La Jarana é um estilo musical cheio de diversão, emoção e bravura, combinando ritmos europeus com sons indígenas.

Aqueles que protagonizam esta dança se vestem para a ocasião em trajes tradicionais para tornar cada apresentação ainda mais atraente.

Embora o Jarana seja um dos eventos essenciais de todas as celebrações culturais, ele também faz parte da vida cotidiana e é uma fonte de orgulho para os habitantes de Yucatán.

Vaquería, o rodeio de Yucatecan

Os festivais de rancheiro são muito populares no México e Yucatán não é exceção, com longos dias que incluem demonstrações, concursos, apresentações artísticas e celebrações de roupas tradicionais, comida e dança.

Outros elementos importantes dessas festividades são as touradas e as “bombas”, poemas ou sobre beleza feminina e costumes regionais.

Festas indígenas

Yucatan é um destino turístico popular por sua herança maia, com dezenas de locais históricos com significados diferentes e relevância cultural. Cada local tem sua própria agenda de eventos com abordagens e particularidades.

Relacionado:  Isento: significado, sinônimos, antônimos, uso

O festival Equinócio da Primavera é realizado de 19 a 21 de março de cada ano na pirâmide de Kukulcán e o festival Equinócio de Outono é realizado de 20 a 22 de setembro, ambos em Chichén Itzá . Izamal e Uzmal são outros sites que hospedam eventos culturais regularmente.

Feriados religiosos

A celebração de “Mama Linda”, santa padroeira de Yucatán e Senhora da Imaculada Conceição, acontece no dia 8 de dezembro, mas os preparativos começam no final de novembro.

Tudo termina com uma serenata e apresentações típicas. Outra data importante no calendário religioso-cultural é o dia de San Antonio de Pádova em junho, que inclui a “descida do santo” e as “guildas” ou procissões que partem e retornam às diferentes igrejas.

Outros festivais religiosos com muita participação são os que acontecem na Páscoa, como “Domingo de Ramos”, “Quinta-feira Santa”, “Sexta-feira Santa”, “Sábado Santo” e “Domingo da Glória ou Ressurreição”.

Além disso, o Carnaval de Mérida e outros eventos similares que ocorrem em diferentes cidades ao longo do ano são celebrações em homenagem aos santos padroeiros de cada localidade e têm uma duração habitual de sete dias.

A roupa típica

Os yucatecas têm muito orgulho de sua herança cultural e uma das exposições mais fiéis e coloridas é através de trajes regionais.

A roupa passou por modificações e acréscimos ao longo do tempo, mas mantém uma base antiga como uma herança da cultura maia em conjunto com detalhes espanhóis e caribenhos.

O “terno” é o traje tradicional, usado em festas e casamentos de cowboys, com o “hipil”, o “fustán” e o “jubón” como elementos principais.

É normal que o quadril também seja usado diariamente como acessório decorativo. Entre os homens, a “guayabera” é a peça distintiva junto com um chapéu de palha.

Relacionado:  Quais são os blocos econômicos da África?

A gastronomia

As origens da culinária yucateca remontam aos maias, uma cidade que já preparava pratos picantes com muito sabor. E é que em qualquer receita yucateca você não pode perder condimentos como coentro, orégano, pimentão ou laranja azeda. 

Cochinita pibil, papadzules, panuchos ou ovos Motuleño são alguns dos pratos mais reconhecidos nesta parte do país.

O carrinho

O buggy foi introduzido em Yucatán nos tempos da colônia espanhola, sendo usado para transportar passageiros de uma cidade para outra. Com o tempo, também começou a ser usado como um meio de transporte em cidades como Mérida. 

Embora a princípio eles fossem para uso privado, com o tempo muitos empresários o usaram como táxi, mantendo seu uso até hoje.

A trova de Yucatán

Este gênero musical é composto por duas requintas de violão, dois sextos violões espanhóis e um guitarrón. É de origem crioula e tem suas origens no final do século XIX. Pouco a pouco foi gerando uma identidade e, em meados dos anos 20 do século XX, já tinha reconhecimento nacional.

Seu estilo tem características semelhantes ao cravo e ao bolero cubano, além do bambuco colombiano. Suas composições são sobre amor e tudo considerado romântico.

Referências

  1. Eric N. Blakanoff e Edward Moseley. Iucatão em uma era da globalização. Imprensa da Universidade do Alabama. 2008. 164-165. Extraído de books.google.co.cr
  2. Segredos de Yucatan – O Guia de Viagens. Retirado de yucatansecrets.com
  3. Yucatan Today – Traditions. Retirado de yucatantoday.com
  4. Como aproveitar o carnaval de Mérida. 2011-2014. Retirado de yucatanliving.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies