Bem-estar coletivo: características, tipos e ações promissoras

O bem-estar coletivo é um conceito que surge dentro do tecido social, segundo o qual o indivíduo não é mais uma entidade isolada, mas faz parte de um ambiente no qual é essencial a troca e a convivência entre pessoas com diferentes percepções da vida.

Essas percepções são determinadas por suas experiências particulares. Além disso, eles têm comportamentos definidos tanto pelo sistema de valores acordado quanto pelas leis estabelecidas globalmente.

Bem-estar coletivo: características, tipos e ações promissoras 1

O bem-estar coletivo é necessário para uma sociedade saudável e construtiva. Fonte: pixabay.com

O bem-estar está associado à idéia de qualidade de vida, que integra elementos como estado físico e mental, comunidade e sociedade. Alguns aspectos específicos relacionados a esses elementos são segurança, bens materiais, saúde, relacionamentos interpessoais, inteligência emocional, auto-estima e sistemas de crenças.

Quanto ao conceito de coletivo, refere-se a grupos sociais que compartilham características semelhantes, que podem ter motivações diferentes e que convergem e / ou coexistem em um espaço comum. Geralmente, eles trabalham para atingir um objetivo específico.

De tal maneira que a conjunção dessas idéias no termo ou expressão “bem-estar coletivo” é, por definição, a busca pela eqüidade nas oportunidades de desenvolvimento do indivíduo e sua auto-realização nas sociedades, em favor de benefícios pessoais e comum.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é um indicador usado pela ONU para medir o nível de desenvolvimento dos países de acordo com suas características sociais, políticas, econômicas, de saúde e naturais. Eles descrevem as condições de vida das comunidades em cada sociedade, medindo a qualidade de sua educação, seu PIB per capita e expectativa de vida.

Caracteristicas

Entre as características mais destacadas do bem-estar coletivo, que o incluem no sistema de valores de uma sociedade desenvolvida, podemos citar o seguinte:

– É inclusivo.

– Ignore a desigualdade.

– É inclusivo.

– Cuidado com o bem de todos.

– Promove a convivência em harmonia.

– É sinérgico.

– Promove igualdade de oportunidades.

– Está a serviço das sociedades.

– é cooperativo.

Sensibilizar as pessoas para o seu ambiente.

– Promove justiça social e coexistência de valores.

Essas características são, em essência, as mais comuns a todas as sociedades que se preocupam com o bem-estar coletivo; estes são ajustados de acordo com as particularidades de suas comunidades e com as idéias de desenvolvimento que cada governo considera apropriadas para sua nação.

Tipos

Os tipos de bem-estar coletivo podem ser considerados limitados às seguintes áreas: social, saúde, econômica, política e natural.

Social

Todos os indivíduos têm o direito de desfrutar de condições de trabalho saudáveis ​​que afetam seu equilíbrio psicológico e emocional.

Da mesma forma, devem ter espaços culturais e recreativos que lhes permitam enriquecer seus relacionamentos pessoais, promovendo harmonia na troca e construção do tecido social de maneira saudável e eficiente.

Saude

Essa área garante que todos os indivíduos tenham acesso à saúde, cuidando para que cada ser humano tente ter uma mente e um corpo saudáveis.

É promovida a criação de centros de saúde para os quais eles podem ir em caso de emergência ou realizar verificações periódicas. Esses centros também facilitam a aquisição de medicamentos a preços acessíveis.

Econômico

Nesta área, o benefício coletivo visa tornar a distribuição da riqueza eqüitativa e ajustar-se aos contextos em que o indivíduo e a comunidade se combinam.

O objetivo é garantir que não haja disparidades e que não seja apenas quem acumule os ativos, pois isso causaria diferenças de classes marcadas e geraria injustiças sociais.

Político

Todos os cidadãos devem ter acesso, conhecimento e um certo grau de participação no desenvolvimento de políticas sociais e econômicas que impactem significativamente suas vidas e seus ambientes.

A idéia é que os cidadãos possam ter muita consciência de que os governantes foram eleitos para estar a serviço de suas comunidades e da sociedade em geral.

Natural

Todos os seres humanos devem estar ativamente integrados à natureza, uma vez que o ambiente não pode ser um fator isolado ou estranho à sua dinâmica diária.

Deve ser criado um senso de responsabilidade comum que promova o equilíbrio biopsicossocial. O objetivo é cuidar da biosfera por meio de projetos ecológicos que promovam a cooperação e a integração social.

Ações que promovem o bem-estar coletivo

– Entenda o efeito da desigualdade.

– Promover e incorporar a equidade dentro dos regulamentos, de acordo com as características de cada comunidade.

– Estabelecer metas para medir a eficácia na redução das disparidades socioeconômicas.

– Investir em programas de inclusão e proteção social.

– Estimular a participação de setores menos favorecidos e incentivá-los a se tornarem fatores de mudança.

– Priorizar políticas que promovam a redução da pobreza.

– Exercer controle social e punir a corrupção.

– Estabelecer como prioridade a educação, segurança e saúde à disposição de todos.

– Promover a responsabilidade social nos setores mais favorecidos e estabelecer alianças estratégicas que permitam a inclusão de maiorias em programas de desenvolvimento voltados à auto-sustentabilidade e auto-realização de setores desfavorecidos.

– Conectar o indivíduo às necessidades de seus pares e promover a cooperação para os benefícios comuns.

– Higienizar e cuidar do meio ambiente.

O ideal de bem-estar coletivo

Não é uma tarefa fácil construir a idéia de bem-estar coletivo com base na geração de um serviço ou exercício social eqüitativo que compense todos igualmente, uma vez que as variáveis ​​a serem consideradas – como instrumentação, distribuição e regulamentação – devem exigir e incentivar a cooperação Como um elemento de valor moral.

Deve-se considerar que não se trata apenas da busca pelo bem-estar das sociedades humanas, mas que isso implica bem-estar natural; Nesta categoria, o ambiente é incluído como fator determinante e não isolado, a fim de alcançar o equilíbrio biopsicossocial.

Portanto, é importante que aqueles que governam os destinos das nações não pensem e decidam individualmente, não privilegiem o interesse particular e os pequenos grupos deixando de lado valores e princípios. Isso seria contrário à que deveria ser sua principal missão, que é alcançar o bem-estar coletivo sustentável.

Referências

  1. Barragan Julia. “A função do bem-estar coletivo como uma decisão racional” na Biblioteca. Retirado em 2 de junho de 2019 de Biblioteca: biblioteca.org.ar
  2. Rojas Luis. “O bem-estar coletivo” no Hoy digital. Recuperado em 2 de junho de 2019 de Hoy digital: hoy.com.do
  3. “Bem-estar coletivo” na imprensa gráfica. Recuperado em 2 de maio de 2019 de The Graphic Press: laprensagrafica.com
  4. Garcia G. Eduardo. “Bem-estar pessoal e coletivo” no ContraPeso. Recuperado em 2 de junho de 2019 de ContraPeso: contrapeso.info
  5. “Os 10 pontos mais relevantes para construir uma sociedade justa” no BID. Recuperado em 2 de junho de 2019 do BID: blogs.iadb.org

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies