Capitulação de Ayacucho: Principais Características

A Capitulação de Ayacucho é o tratado pelo qual o Peru se torna independente da coroa espanhola após sua guerra de independência. Foi assinado após a batalha de Ayacucho, na qual os espanhóis foram derrotados por tropas leais a Antonio José de Sucre.

Esse tratado não apenas significou a independência do Peru, mas também o fim do domínio espanhol na América do Sul.Nesse mesmo dia, o território de Chiloé também proclamou sua independência, juntando-se ao Chile. Assim, depois de quase três séculos e meio, a coroa espanhola deixou de ter algum tipo de possessão no sul do continente americano.

Capitulação de Ayacucho: Principais Características 1

Características principais

Após a batalha de Ayacucho, em 9 de dezembro de 1824, Antonio José de Sucre – por parte dos independentistas – e José Canterac – chefe do Estado Maior – assinam o tratado que acabará sendo conhecido como Capitulação de Ayacucho.

Através deste tratado, a Espanha perde o Peru, que permanece nas mãos dos republicanos. O reino espanhol não reconhecerá oficialmente essa independência até 1879, quando assinar outro tratado em Paris.

A batalha de Ayacucho, e antes a de Junín, deixou o exército hispânico muito enfraquecido, agravado pelas divisões internas causadas pelas lutas entre absolutistas e liberais.

Além disso, o vice-rei La Serna havia sido ferido e feito prisioneiro. Essa é a razão pela qual a capitulação foi assinada por Canterac, o que resultou em vários oficiais espanhóis não reconhecendo rendição e independência.

A última fortaleza em suas mãos foi o castelo do Real Felipe, que caiu em 8 de janeiro de 1826.

Cláusulas dos tratados mais importantes

Sem dúvida, a cláusula mais importante entre as que foram assinadas naquele dia é a primeira, que estabeleceu a passagem do território pelas mãos dos libertadores. Foi refletido da seguinte forma:

“O território que as tropas espanholas guarnecem no Peru será entregue aos braços do exército libertador no Desaguadero, com os parques, professores e todos os armazéns militares existentes”.

Ele também proclamou que todas as guarnições, bem como os pertences que o exército derrotado mantinha, também se tornaram parte do novo país.

Outros pontos do acordo

Outros aspectos importantes que estavam entre os pontos do tratado foram os relacionados à economia e o status que os espanhóis manteriam no Peru após a independência.

Nesse segundo aspecto, a Capitulação prometeu que o Peru pagaria o repatriamento a todos os militares espanhóis após a guerra.

Por outro lado, aqueles que desejassem ingressar no novo exército poderiam fazê-lo, mantendo sua posição; os civis que assim desejarem seriam considerados cidadãos peruanos.

Sobre a questão econômica, os historiadores afirmam que a Capitulação foi muito generosa com os derrotados por várias razões.

Um deles é o pagamento da viagem aos militares que gostariam de retornar à Europa. Além disso, uma dívida econômica com a Espanha foi reconhecida por suas despesas durante a guerra.

Note-se que nem tudo assinado neste acordo foi totalmente cumprido.

Referências

  1. História peruana Capitulação de Ayacucho. Obtido em historiaperuana.pe
  2. Jornal Inca. A Capitulação de Ayacucho. Obtido de es.diarioinca.com
  3. Os editores da Encyclopædia Britannica. Batalha de Ayacucho. Obtido em britannica.com
  4. Dunnel, Tony. As guerras antes da independência peruana. Obtido em tripsavvy.com
  5. MIKE DRECKSCHMIDT. Guerra de independência do Peru: a batalha de Junin e Ayacucho. Obtido em livinginperu.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies