Cecilia Grierson: Biografia e Conquistas

Cecilia Grierson foi a primeira médica na Argentina e na América Latina. Ele praticou atividades como educação, filantropia, literatura literária, artes plásticas e ginástica. Ela era uma defensora da natureza e uma lutadora social. Nesta última área, ele se destacou especialmente por sua luta pelos direitos civis das mulheres.

Como parte de sua luta, Cecilia Grierson colaborou na elaboração do Código Civil Argentino, que ainda está em vigor. Sua participação foi relevante, principalmente no que se refere aos direitos conjugais das mulheres casadas, uma vez que não eram legalmente consideradas sujeitos de direito em relação ao cônjuge.

Cecilia Grierson: Biografia e Conquistas 1

Ele fundou a primeira escola de enfermeiros em seu país, também a primeira na América Latina. Em 1891, foi co-fundadora da Associação Médica Argentina e em 1892 fundou a Sociedade Argentina de Primeiros Socorros, que mais tarde se fundiu com a Cruz Vermelha.

Biografia

Cecilia Grierson nasceu em 2 de novembro de 1859 em Buenos Aires, Argentina. Nos primeiros anos de vida, morou na República do Uruguai com o pai. Mais tarde, ele viveu na cidade de Gena, província de Entre Ríos, na Argentina, uma área camponesa por excelência.

Dada sua ascendência escocesa e irlandesa, seus traços eram típicos daqueles lugares nórdicos. Ele tinha uma pele muito branca, olhos azul-celeste e cabelos cacheados castanhos claros.

Seus primeiros estudos foram em importantes escolas de inglês em Buenos Aires, mas devido à morte repentina de seu pai, Parish Robertson Grierson, ele teve que deixar seus estudos e voltar para casa. Lá, ele ajudou sua mãe Jane Duffy, aos cuidados de seus cinco irmãos mais novos.

Entre seu trabalho como adolescente para trazer meios de subsistência para sua casa, ele destaca seu trabalho como governanta de crianças. Esse trabalho deixou uma experiência muito boa, motivada pelo fato de ensinar ser sua grande paixão.

Estudos

Com apenas 15 anos de idade, Cecilia estudou na Escola Normal de Moças de Buenos Aires. Em 1878, ela se formou como professora da escola primária. De acordo com os manuscritos deixados por esse grande profissional, desde a infância eu sonhava em ensinar.

A diretora das escolas, Domingo F. Sarmiento, nomeou sua diretora na Escola Mista de San Cristóbal quando Cecilia tinha apenas 18 anos.

No entanto, foi a morte de Amelia Kenig – uma de suas melhores amigas – que marcou seu destino profissional. Desde sua morte, ele estabeleceu o objetivo de curar e evitar a dor para os outros.

Houve tempos muito difíceis para a jovem e inquieta Cecília, motivada por que, no mundo universitário do século XIX, a mulher não era bem aceita como estudante. Apesar disso, ele conseguiu se matricular na Faculdade de Medicina.

Durante seu período na Faculdade de Medicina, Cecilia Grierson participou da criação e implementação das aulas práticas de medicina, uma vez que o pennsium incluía apenas a parte teórica.

Além disso, como estudante de medicina, criou a Escola de Enfermeiros da América Latina, que esteve no cargo até 1913. Ele também estabeleceu o uso de um uniforme para enfermeiros, com grande aceitação na maioria dos países latino-americanos.

Trabalhos e agradecimentos

Em 1885, a Grierson, na época do ensino médio, solicitou uma vaga como instrutora de Histologia de Patologia, cargo que ocupou até 1888. Apesar de milhares de esforços, ela sempre foi discriminada por colegas e professores por ser mulher.

Em 1888, foi nomeada praticante menor do Hospital Rivadavia e, em 2 de julho de 1889, aos 23 anos, Grierson se formou como médico na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Buenos Aires. Acabou sendo a primeira mulher a obter esse título, tanto em seu país quanto na América Latina.

Realizações profissionais

Já intitulada como médica, Cecilia Grierson trabalhou no Hospital San Roque. Ele se dedicou à ginecologia e obstetrícia; por causa de seu status de mulher, ele nunca poderia praticar na área de cirurgia.

Ele ensinou intensivamente na universidade e no campo técnico. Dedicou-se à assistência à infância e aumentou a ajuda a pessoas com condições especiais, como surdos e mudos, e outras pessoas com diferentes deficiências.

Em 1891, ele fazia parte da Associação Médica Argentina e, no ano seguinte, em 1892, fundou a Sociedade Argentina de Primeiros Socorros.

Entre as muitas realizações desse médico e professor, destaca-se a inauguração de clínicas de primeiros socorros para atender pacientes em vários locais da Argentina. Ele também criou salas de aula para dar palestras e aulas no campo da saúde.

Além de todas as conquistas já realizadas, a Dra. Cecilia Grierson esteve presente e participou da primeira cesariana na Argentina.

Discriminação de gênero

Uma das situações mais tristes vivenciadas por essa médica argentina foi a ocorrida em 1894, quando ela se candidatou à posição de professora de obstetrícia em obstetrícia. O concurso foi declarado nulo, com a intenção de não dar participação ou atribuir essa posição a uma médica.

No entanto, anos depois, ele conseguiu lecionar no nível universitário: ministrou cursos de ginástica médica e cinesioterapia na Faculdade de Medicina. Ele também atuou como professor na cadeira de Física Médica e Obstetrícia, entre 1904 e 1905.

Fundação das instituições

Em 1902, fundou a Escola de Economia Doméstica e a Sociedade de Economia Doméstica, sendo essas instituições as que originaram a Escola Técnica do Lar, única em seu tipo na Argentina.

Posteriormente, ele concluiu uma série de cursos de aperfeiçoamento profissional em ginecologia e obstetrícia em Paris, Viena, Berlim e Leipzig. Ele teve a oportunidade de visitar clínicas de renome para levar esses modelos para a Argentina.

Outro sucesso de Grierson foi a presidência do Congresso Argentino de Mulheres Universitárias e a organização do Primeiro Congresso Internacional Feminista da República Argentina.

Participação no Código Civil

Uma conquista importante desse lutador foi que ela se envolveu na reforma do atual Código Civil, no qual os direitos econômicos e civis da Argentina estavam nivelados aos de seus maridos.

Em 1913, renunciou à Escola de Enfermeiras e Massagem e, em 1916, abandonou o ensino. Em 1927, o governo argentino o instruiu a viajar para a Europa para estudar os avanços nesses países.

Morte

Em 10 de abril de 1934, a Dra. Cecilia Grierson morreu em sua cidade natal, Buenos Aires. Seus restos mortais estão no cemitério britânico da Argentina.

Em homenagem a ela, a Escola de Enfermagem de Buenos Aires adotou seu nome em 1935, como uma homenagem às suas grandes obras.

Referências

  1. Dicionário biográfico, histórico e geográfico argentino, El Ateneo, Buenos Aires, Argentina, pp. 175
  2. Dicionário Enciclopédico Quillet, Glorier, 1976.
  3. Grande Enciclopédia Rialp GER, (1971) Edições RIALP, SA
  4. Mulheres com consciência. (2015) Cecilia Grierson. Recuperado em: mujeresconciencia.com
  5. (S / D) Cecilia Grierson, a primeira médica argentina – (2010) Cecilia Grierson. Recuperado em: scielo.org.ar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies