Chá de Abango: Para que serve e efeitos colaterais

O chá Abango é feita uma infusão com um conjunto de ervas medicinais, em proporções definidas para o tratamento de várias doenças do tracto respiratório. É consumido em diferentes países como tratamento para acalmar a tosse, diminuir a febre, descongestionar as vias aéreas, eliminar o excesso de muco e aliviar os sintomas da bronquite.

Também é usado para prevenir ataques de asma e aliviar a dor de garganta. As ervas que o compõem são pau de mulato ( Bursera simaruba ), guaje cirial ( Crescentia alata ), folhas de cânfora ( Cinnamomum Camphora ), eucalipto ( Eucalyptus Globulus ), tejocote ( Crataegus Pubescens ), flor de buganvília ( Boungainvillea ) e fatolobo ( Vapor) Thapsus )

Chá de Abango: Para que serve e efeitos colaterais 1

Seu sabor é macio e refrescante, e o aroma é ligeiramente mentol. Proporciona uma agradável sensação de calor e favorece a inflamação das vias aéreas. Atua contra infecções na garganta, contra tosse seca e fleuma, laringite, faringite e sinusite. Deve ser bebido quente e, no máximo, duas xícaras por dia.

Para que serve?

As propriedades de cada uma das ervas serão levadas em consideração separadamente para entender como o chá age.

Cirial Guaje

A polpa do fruto da guaje cirica ( Crescentia alata ) é usada na infusão na proporção de 28% ou uma colher de chá. Seu conteúdo flavonóide, kaempferol e kaempferol 3-O-rutinosídeo, fornece atividade anti-inflamatória.

O xarope produzido com a polpa é usado para aliviar as condições respiratórias e é preparado como uma pomada tópica aplicada a feridas e inchaços, se houver hematomas e dor.

A presença de alcalóides, taninos e flavonóides como componentes antimicrobianos foi identificada no fruto.

Além de sua composição básica em carboidratos, proteínas, água, gordura e fibra, contém beta-carotenos, cálcio, ferro, niacina, riboflavina e compostos fenólicos. É estimulante do sistema imunológico.

Pau de mulato

Os galhos e cascas do palito de mulato ( Bursera simaruba ) são usados ​​no chá das nádegas em uma proporção de 28% ou em uma colher de chá. Em testes em animais, foi demonstrado que os extratos de folhas têm propriedades anti-inflamatórias. A resina é usada como tratamento para a gota.

Na medicina tradicional, os galhos e cascas do pau de mulato têm propriedades antipiréticas; isto é, eles combatem a febre.

A casca possui compostos que servem como antídoto para erupções cutâneas causadas por Metopium toxiferum. Esta árvore produz uma substância irritante chamada urushiol que causa dermatite de contato.

Relacionado:  15 magníficos benefícios do repolho para a saúde

Tejocote

O tejocote ( Crataegus pubescens ) é uma fruta pequena cujo nome vem de Nahuatl, que significa “fruta dura com sabor azedo”. Também é conhecido como manzanita e maçã das índias.

A infusão preparada com os frutos é um remédio tradicionalmente usado para prevenir doenças respiratórias.

As flores, a raiz, os frutos e as folhas possuem carboidratos, flavofenos, pectinas, ácidos orgânicos, taninos e resinas. A receita do chá abango indica que deve ser usada em 20% ou meia colher de chá.

Eucalipto

O eucalipto ( Eucalyptus globulus ) é usado em uma proporção de 13% ou 2 folhas. É conhecido como um descongestionante popular para infecções respiratórias e inflamatórias superiores, como bronquite.

O produto que tem uma gama mais ampla de usos terapêuticos do Eucalyptus globulus é o seu óleo essencial. A substância ativa é o eucaliptol (1,8-cineol).

Gordolobo

O verbasco ( Vervascum thapsus ) também é popularmente chamado verbasco. Corresponde a 7% dos ingredientes da infusão, é adicionada 1 folha. É utilizado desde os tempos antigos como remédio para doenças da pele, garganta e doenças respiratórias.

Eles lhe conferem propriedades terapêuticas como adstringente e emoliente, devido ao seu conteúdo de mucilagem, flavonóides, várias saponinas, cumarina e glicosídeos.

Bugambilia

É adicionada uma flor de bugambilia ( Boungainvillea ) ou numa proporção equivalente a 2% dos ingredientes da infusão.

Quase todas as partes da buganvília podem ser usadas medicinalmente: de caules, folhas e brácteas a flores. As folhas são usadas na medicina tradicional por suas propriedades anti-inflamatórias.

Flores e brácteas podem ser imersas em água fervente e consumidas como chá, que oferece propriedades antipiréticas, anti-sépticas, antitússicas e respiratórias.

Além disso, demonstrou ter propriedades anti-câncer, anti-diabético, anti-hepatotóxico, anti-inflamatório, anti-hiperlipidêmico, antimicrobiano, antioxidante e anti-úlcera.

A base de suas propriedades terapêuticas são fitoconstituintes, como alcalóides, óleos essenciais, flavonóides, glicosídeos, oxalatos, compostos fenólicos, flobotaninas, quinonas, saponinas, taninos e terpenóides.

Os outros componentes importantes que contribuem para as propriedades de reparo são buganvinonas, pinitol, quercetatina, quercetina e terpinoleno.

Cânfora

Finalmente, são incorporadas 2 folhas de cânfora ( Cinnamomum camphora ) ou o equivalente a 2%. A cânfora contém compostos químicos voláteis em todas as partes da planta.

Relacionado:  21 Alimentos naturais para o fígado natural (dieta hepatoprotetora)

É um terpenóide com a fórmula química C 10 H 16 O. Tem sido utilizado na medicina tradicional por seu efeito descongestionante.

Foi utilizado especialmente para tratar entorses, inchaços e inflamações. Possui ação rubefaciente, antiprurítica, anti-séptica e levemente analgésica.

Quando administrado sistemicamente, possui propriedades irritantes e carminativas, sendo utilizado como expectorante leve.

Efeitos secundários

– Deve ser usado com cautela em mulheres grávidas e amamentando, bem como em crianças pequenas.

– Foi sugerido que a folha de eucalipto poderia reduzir o açúcar no sangue. Portanto, o chá deve ser tomado com cautela em pessoas que estão sendo medicadas para diabetes, pois isso pode reduzir bastante o nível de açúcar no sangue.

– Também pode afetar o controle da glicose no sangue durante e após a cirurgia. Em caso de intervenção cirúrgica, seu uso deve ser suspenso pelo menos duas semanas antes.

– Podem ocorrer reações alérgicas em pessoas sensíveis ao pólen ao ingerir gordolobo. O pólen pode estar presente na pelagem densa que caracteriza a planta.

– A cânfora por via oral tem sido associada a possíveis danos no fígado. Deve ser usado com cautela em pessoas com doenças hepáticas, pois sua condição pode piorar.

– O mulato em bastão não deve ser consumido durante a gravidez, pois pode causar um aborto.

– A polpa do fruto de Crescentia alata não deve ser ingerida de forma prolongada ou em grandes doses, pois em animais foi demonstrado que possui alguma toxicidade.

Como se prepara?

O chá das nádegas pode ser obtido já preparado, dispensado da maneira usual de qualquer infusão. Se não for esse o caso, pode ser elaborado da seguinte maneira:

Depois de ferver meio litro de água, o calor é reduzido e os ingredientes são incorporados na água na proporção indicada.

O recipiente é coberto e deixe ferver por 5 minutos. Retire do fogo, coe e deixe esfriar. Deve ser tomado muito quente.

Referências

  1. Abad MJ, Bermejo P., Carretero E., Martínez-Acitores C., B. Noguera B., Villar A., ​​Atividade anti-inflamatória de alguns extratos de plantas medicinais da Venezuela. Jornal de Etnofarmacologia. Agosto de 1996; 55: 63-68
  2. Buganvílias (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.
  3. Cânfora (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.
  4. Carretero ME, López-Pérez JL, Abad MJ, Bermejo P., Tillet S., Israel A., Noguera-P B. Estudo preliminar da atividade anti-inflamatória do extrato de hexano e frações de Bursera simaruba (Linneo) Sarg. (Burseraceae) folhas. Jornal de Etnofarmacologia. 2008; Out; 116: 11–15.
  5. Cinnamomum cânfora (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.
  6. Corrales, CV., Fliedel, G., Perez, AM., Servent, A., Prades, A., Dornier, M., Lomonte, B., Vaillant, F., Caracterização físico-química de sementes de jicaro (Crescentia alata HBK) : Uma nova proteína e semente oleaginosa. Revista de Composição e Análise de Alimentos. 2016.
  7. Crataegus mexicano (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.
  8. O tejocote: fruta com grande valor nutricional (sf). Recuperado em 19 de maio de 2018 em gob.mx.
  9. Eucalyptus globulus (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.
  10. Eucalyptus Globulus. Benefícios para a saúde e efeitos colaterais (sf). Recuperado em 17 de maio de 2018, em herbal-supplement-resource.com.
  11. Cinco benefícios surpreendentes para a saúde da bounainvillea e como fazer um chá com as pétalas (sf). Recuperado em 20 de maio de 2018, em pinoyhealthandremedies.com.
  12. Ghogar A., ​​Jiraungkoorskul W. Efeito antifertilidade de Bougainvillea spectabilis ou flor de papel. Pharmacogn Rev. 2017 Jan-Jun; 11 (21): 19–22.
  13. Gordolobo: propriedades, benefícios para a saúde, efeitos colaterais e dose recomendada (sf). Recuperado em 19 de maio de 2018, em nutrioptima.com.
  14. Hawthorn mexicano: Benefícios e propriedades – Enciclopédia Ilustrada (sf). Recuperado em 19 de maio de 2018 em tejocotes.com.
  15. Mills J (2017). Surpreendentes benefícios para a saúde da buganvília. Recuperado em 20 de maio de 2018, em healthybuilderz.com.
  16. Olivares-Pérez, J.; S. Rojas-Hernández, F. Quiroz-Cardozo, LM Camacho-Díaz, M. Cipriano-Salazar, MA Damián-Valdez, B. Ávila-Morales e A. Villa-Mancera. Diagnóstico do uso, distribuição e características dasométricas da árvore ciriana (Crescentia alata Kunth) no município de Pungabarato, Guerrero, México. Polibotânica 2018 jan; 45: 191-204.
  17. Tejocote (2017). Recuperado em 20 de maio de 2018, em ecured.cu.
  18. Verbascum thapsus (2018). Recuperado em 20 de maio de 2018, na Wikipedia.

Deixe um comentário