Ciclo Financeiro de uma Empresa: Recursos

O ciclo financeiro de uma empresa é o movimento constante de produtos ou serviços que são realizados para que a empresa possa continuar operando. Quando o ciclo está completo, ele começa novamente. Abrange a compra de matéria-prima, sua conversão em produtos acabados, a venda, o arquivo (se for uma conta a receber) e a aquisição de dinheiro.

Portanto, é o período de tempo que leva para uma empresa realizar sua operação normal (compra, fabricação, venda e devolução de dinheiro). O ciclo financeiro oferece uma visão da eficiência operacional de uma empresa; Esse ciclo deve ser o mais curto possível para tornar os negócios mais eficientes e bem-sucedidos.

Ciclo Financeiro de uma Empresa: Recursos 1

Portanto, um ciclo mais curto indica que uma empresa pode recuperar seu investimento rapidamente e que possui dinheiro suficiente para cumprir suas obrigações. Se o ciclo financeiro for longo, isso indica que é necessário mais tempo para uma empresa converter suas compras de estoque em dinheiro.

Caracteristicas

– O ciclo financeiro de uma empresa indica quantos dias leva para comprar os materiais necessários para fabricar e vender os bens ou serviços, coletar o dinheiro dessa venda, pagar os fornecedores e recuperar o dinheiro novamente. É útil estimar a quantidade de capital de giro que uma empresa precisará para manter ou aumentar sua operação.

– No ciclo financeiro, busca-se a redução máxima no investimento de estoques e contas a receber, sem que isso envolva perda de vendas por não haver estoque de materiais ou por não fornecer financiamento.

– Decisões gerenciais ou negociações com parceiros de negócios afetam o ciclo financeiro de uma empresa.

– Uma empresa com um ciclo financeiro curto requer menos dinheiro para manter suas operações; Poderia crescer até vendendo com pequenas margens.

Relacionado:  Organização administrativa: princípios e tipos

– Se uma empresa tem um longo ciclo financeiro, mesmo com margens altas, pode ser necessário um financiamento adicional para crescer.

– O ciclo financeiro é determinado desta maneira (levando um período de 12 meses): período de estoque + período de contas a receber = ciclo financeiro

Período de inventário

O período do inventário é o número de dias em que o inventário permanece armazenado.

Período de estoque = estoque / custo médio das mercadorias vendidas por dia.

O estoque médio é a soma do valor no estoque inicial do ano (ou fechamento do ano anterior) mais o estoque no final do ano, disponível no balanço patrimonial. Este resultado é dividido por 2.

O custo das mercadorias vendidas por dia é obtido pela divisão do custo anual total das mercadorias vendidas, disponível na demonstração do resultado, entre 365 (dias por ano).

Período de contas a receber

O período de contas a receber é a duração em dias para cobrar o caixa da venda de estoque.

Período da conta x contas a receber = média de contas a receber / vendas por dia

A média de contas a receber é a soma do valor das contas a receber iniciais do ano mais as contas a receber no final do ano. Este resultado é dividido por 2.

As vendas por dia são determinadas dividindo a venda total, disponível na demonstração do resultado anual, por 365.

Ciclo financeiro e financeiro líquido

O ciclo financeiro líquido ou ciclo de caixa indica quanto tempo leva para uma empresa coletar dinheiro da venda do estoque.

Ciclo financeiro líquido = ciclo financeiro – período de contas a pagar

Onde:

Período de contas a pagar = custo médio de contas a pagar / mercadoria vendido por dia.

Relacionado:  Método FIFO: características e exemplos

A média de contas a pagar é a soma do valor das contas a pagar iniciais do ano mais as contas a pagar no final do ano. Esse resultado é dividido por 2. O custo das mercadorias vendidas por dia é determinado da mesma forma que no período do estoque.

A imagem a seguir ilustra o ciclo financeiro de uma empresa:

Ciclo Financeiro de uma Empresa: Recursos 2

A curto prazo

O ciclo financeiro de curto prazo representa o fluxo de fundos ou a geração operacional de fundos (capital de giro). A duração deste ciclo está relacionada à quantidade necessária de recursos para executar a operação.

Os elementos que compõem esse ciclo (aquisição de matérias-primas, conversão em produtos acabados, venda e cobrança) constituem o ativo circulante e o passivo circulante que fazem parte do capital de giro.

O conceito atual refere-se ao tempo em que a empresa realiza suas operações normais nos termos definidos como comerciais.

Capital de giro é o investimento de uma empresa em ativos circulantes (dinheiro, títulos negociáveis, contas a receber e estoques).

O capital de giro líquido é definido como ativo circulante menos passivo circulante, sendo este último empréstimos bancários, contas a pagar e impostos acumulados.

Enquanto os ativos excederem o passivo, a empresa terá um capital de giro líquido. Isso mede a capacidade da empresa de continuar com o desenvolvimento normal de suas atividades nos próximos doze meses.

Indicadores

Os indicadores fornecidos pelo ciclo financeiro de curto prazo são liquidez e solvência. Liquidez representa a qualidade dos ativos convertidos em dinheiro imediatamente.

A solvência de uma empresa é sua capacidade financeira para cumprir as obrigações que expiram no curto prazo e os recursos que ela tem para enfrentar essas obrigações.

A longo prazo

O ciclo financeiro de longo prazo abrange os investimentos fixos e duradouros realizados para atender aos objetivos de negócios, bem como o patrimônio existente nos resultados do período e empréstimos de longo prazo.

Relacionado:  Segurança industrial: origem, para que serve, medidas e padrões

Investimentos permanentes, como imóveis, máquinas, equipamentos e outros ativos de longo prazo, participam gradualmente do ciclo financeiro de curto prazo por meio de depreciação e amortização. Assim, o ciclo financeiro de longo prazo ajuda o ciclo financeiro de curto prazo, aumentando o capital de giro.

A duração do ciclo financeiro de longo prazo é o tempo que leva para a empresa recuperar o investimento realizado.

Indicadores

Entre os indicadores fornecidos pelo ciclo financeiro de longo prazo, destacam-se o endividamento e o retorno do investimento.

Ao falar sobre o ciclo financeiro, sempre nos referiremos ao horário em que os fluxos de caixa pela empresa, como saídas e entradas de caixa.

Ou seja, é o tempo que leva para que o dinheiro volte a ser caixa, depois de passar pelas atividades operacionais da empresa (ciclo financeiro de curto prazo) e / ou passar por atividades de investimento ou financiamento (ciclo financeiro a longo prazo).

Referências

  1. Boston Commercial Services Pty Ltd. (2017). O que é um “Ciclo Financeiro” e como isso afeta seus negócios? Retirado de: bostoncommercialservices.com.au.
  2. Steven Bragg (2017). O ciclo operacional de um negócio. Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.
  3. IFC – Instituto de Finanças Corporativas (2018). Ciclo de operação Retirado de: corporatefinanceinstitute.com.
  4. Magi Marquez (2015). Importância do cálculo do ciclo financeiro nas empresas. Contador contado. Retirado de: accountacontado.com.
  5. Hector Ochoa (2011). Como determinar o ciclo financeiro do seu negócio. Consultoria e Serviço Consultoria abrangente. Retirado de: aysconsultores.com.
  6. Investopedia (2018). Índices de desempenho operacional: ciclo operacional. Retirado de: investopedia.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies