Como está o vestido da Amazônia equatoriana?

O vestido da Amazônia equatoriana é composto por uma diversidade de cores e texturas, refletindo a riqueza e exuberância da flora e fauna da região. Esta vestimenta única é um reflexo da cultura e tradições dos povos indígenas que habitam essa área, transmitindo a conexão profunda entre o ser humano e a natureza. Neste cenário de biodiversidade e sustentabilidade, o vestido da Amazônia equatoriana se destaca como uma expressão artística e cultural que merece ser preservada e valorizada.

Localização da Amazônia equatoriana: descubra onde fica essa região de rica biodiversidade.

A Amazônia equatoriana está localizada no norte do Equador, fazendo fronteira com a Colômbia e o Peru. Essa região é conhecida por sua rica biodiversidade, abrigando uma grande variedade de espécies de plantas e animais.

No entanto, nos últimos anos, o vestido da Amazônia equatoriana tem sido ameaçado pela exploração desenfreada de recursos naturais, como a mineração e a exploração madeireira. Isso tem causado danos irreparáveis ao ecossistema local, colocando em risco a sobrevivência de muitas espécies.

É importante que medidas sejam tomadas para proteger a Amazônia equatoriana e garantir que sua biodiversidade única seja preservada para as futuras gerações. A conscientização e o engajamento da população são essenciais para garantir a sustentabilidade dessa região tão importante para o planeta.

Qual a proporção da Amazônia no território equatoriano?

A Amazônia equatoriana representa cerca de 50% do território do Equador, sendo uma região de extrema importância para a biodiversidade e para a preservação ambiental. Com uma vasta área de floresta tropical, a Amazônia equatoriana abriga inúmeras espécies de fauna e flora, contribuindo para a regulação do clima e para a sustentabilidade do ecossistema.

No entanto, o vestido da Amazônia equatoriana tem passado por alguns desafios nos últimos anos. O desmatamento, a exploração ilegal de recursos naturais e as mudanças climáticas têm colocado em risco a integridade desta região tão importante para o Equador e para o mundo. Medidas de proteção e conservação são necessárias para garantir a preservação da Amazônia equatoriana e para assegurar a sua sustentabilidade a longo prazo.

Relacionado:  4 Consequências do caudilismo na Venezuela

Como está o vestido da Amazônia equatoriana?

As roupas da Amazônia equatoriana geralmente consistem em shorts na altura dos joelhos e blusas longas de várias cores, que elas mesmas tingem. Esta roupa é usada por homens e mulheres.

Eles usam uma fita para a cabeça feita de penas de pássaros que eles mesmos caçam e não usam sapatos. Eles sempre carregam um arco e flechas para caçar. Essas ferramentas / armas também são feitas por eles.

Como está o vestido da Amazônia equatoriana? 1

Eles decoram o arco de chontas e as flechas com cascas de árvores e penas de várias cores. Como ornamento, eles usam colares, pulseiras, carrinhos e cordões, entre outros ornamentos.

O vestido da Amazônia equatoriana segundo a tribo

Várias tribos da floresta tropical da Amazônia equatoriana ainda usam cocares de penas tradicionais e outros acessórios com significados étnicos ou tribais.

Essas tribos mantêm suas tradições, modos de vida, organização e também suas roupas.

Kichwa Amazon

Os Kichwa estão assentados na área superior da província de Napo, Sucumbíos. O vestido original foi feito por eles mesmos.

Consistia na mulher em uma saia feita com lanchama, pita. Nos homens em um par de veados, calças de couro até os tornozelos, e não usavam calçados.

Atualmente e devido à influência de jovens que estudam em cidades próximas, apenas 10% da tribo usa essas roupas.

Cofan

Eles também habitam Sucumbíos, ocupando quatro cantões. Seu vestido tem variado devido a influências externas.

Eles usavam um cushma ou camisola colorida. Homens e mulheres usam um grande número de colares coloridos.

Em algumas ocasiões especiais, eles usam um colar de dente de onça-pintada. Usavam coroas de penas, perfuravam o nariz e as orelhas e pintavam o rosto com achiote.

Relacionado:  O que é o Rational Coexistence?

Redwood

Eles também vivem em Sucumbíos. Seu vestido é feito com materiais de seu entorno.

A matéria-prima é a fibra de uma árvore chamada lanchama, eles usam uma coroa de penas, os maiores pássaros da selva, e pintam o rosto na forma de uma cruz.

Siona

Eles também habitam Sucumbíos. As mulheres usam uma saia na altura do joelho, colares, argolas no nariz, brincos e coroas feitas com sementes.

Os homens usavam o cushma ou camisola longa, que foi perdida como resultado da zombaria dos colonos.

Huaorani

Também chamado de Sabela, Ahuishiri, Auca ou Huao. Esta cidade mantém seu isolamento e vive nua.

Todas as suas roupas consistem no homem com um cordão na cintura que mantém seu membro viril amarrado. E na mulher uma roupa amarrada na cintura feita com casca de árvore.

Shuar

Eles estão distribuídos pelas províncias de Morona Santiago, Pastaza e Zamora Chinchipe, com assentamentos em Sucumbíos, Orellana, Guayas e Esmeraldas.

A roupa da mulher Shuar é o “karachi”, amarrado em um ombro e apertado na cintura. Isso é complementado com pintura corporal e ornamentos típicos, como o “tukunap” ou bastão de junco, que é colocado em um piercing no lábio inferior.

Os brincos “akiamu” são feitos com penas de tucano, mullas, brincos de nupi e asas de besouro. Eles também usam cintos “shakap”, que são realmente instrumentos musicais, com os quais as mulheres carregam o ritmo da dança.

O homem usava uma saia chamada “itip”, tecida em algodão e tingida com cores verticais roxas, vermelhas, preto e brancas.

Esta saia é enrolada da cintura aos tornozelos e é sustentada por um cinto. Antigamente usavam o “kamush”, feito com casca de árvore esmagada.

Relacionado:  Bandeira do Kuwait: história e significado

Eles usam uma variedade de coroas de penas de tucano e pintam seus rostos com desenhos de animais que, de acordo com sua tradição, transmitem seus poderes a eles.

Atualmente, eles se vestem no estilo ocidental, exceto nas celebrações que usam o vestido tradicional.

Referências

  1. «Trajes típicos do Equador» em Actualidad Viajes. Recuperado em setembro de 2017 das viagens da Actualidad em: actualviajes.com
  2. «Cerimonial e protocolo» em Fido Palermo. Recuperado em setembro de 2017 de Fido Palermo em: fido.palermo.edu
  3. «Região Amazônica» em grupos étnicos do Equador (novembro de 2012). Recuperado em setembro de 2017 de Grupos Étnicos do Equador em: utegabriela.blogspot.com.ar
  4. «Maravilhas naturais do Equador» em My Ecuador. Recuperado em setembro de 2017 do My Ecuador em: miecuadorllrrss.blogspot.com.ar.

Deixe um comentário