Comunicação visual: características, elementos, técnicas, exemplos

Comunicação visual: características, elementos, técnicas, exemplos

comunicação visual é um processo pelo qual as informações representadas graficamente para transmitir significado da maneira mais eficiente e simples possível. É um processo de comunicação de grande relevância, pois nosso senso predominante é o da visão, sendo essa a principal maneira pela qual nos relacionamos com o meio ambiente.

A comunicação visual é uma das ferramentas predominantes em áreas como design gráfico, publicidade, publicações em mídias sociais e comunicação audiovisual. Em todos esses campos, ele deve conter uma série de elementos básicos para transmitir adequadamente a mensagem.

Para transmitir as informações da melhor maneira através de um meio visual, especialistas nesta área desenvolveram uma infinidade de estratégias e teorias sobre esse tipo de comunicação. Em geral, todos incluem a importância do uso de elementos como interatividade na mensagem, iconografia, textos de suporte ou animação.

Hoje, a comunicação visual está mais presente do que nunca em nossas vidas. Podemos encontrar exemplos de suas mensagens em sites, redes sociais, apresentações de empregos e muitos outros contextos semelhantes. Portanto, saber como funciona e quais são as técnicas mais apropriadas é mais importante do que nunca.

Características da comunicação visual

– Tem um caráter universal

Ao contrário de outros tipos de comunicação, a baseada em informações visuais é muito mais fácil para quase todo mundo entender. De fato, acredita-se que alguns de seus elementos (como cores ou formas) provocam respostas inatas em nós, independentemente de nossa cultura ou etnia.

Isso é algo totalmente diferente do que acontece com outros tipos de comunicação. Por exemplo, a linguagem falada é totalmente dependente de onde nascemos e qual é a nossa cultura de origem. Algo semelhante ocorre com gestos e linguagem corporal, que apesar de ter componentes inatos são muito mediados por nossa educação.

No entanto, cores, formas, desenhos e outros elementos visuais provaram causar reações muito semelhantes em todas as pessoas, independentemente de suas origens.

– Pode ser consciente ou inconsciente

Como em outros tipos de comunicação, as mensagens que enviamos pela rota visual podem ou não ser deliberadas. Os especialistas acreditam que é impossível pararmos de nos comunicar, portanto, se não pensarmos cuidadosamente no que estamos fazendo, transmitiremos informações sem perceber.

Por exemplo, um designer de publicidade geralmente está perfeitamente ciente de todos os elementos que ele está introduzindo em uma de suas publicações. Assim, a mensagem que ele deseja transmitir é perfeitamente clara e ele usará ferramentas como cores, infográficos, textos e estrutura de suporte para fazer o espectador entender o que ele quer.

Relacionado:  Comunicação indireta: características, tipos, exemplos

No entanto, em muitos outros contextos, não percebemos o que estamos transmitindo através da rota visual. Algo aparentemente insignificante como as cores de nossas roupas pode enviar mensagens às pessoas ao nosso redor sobre nosso estado de espírito ou nosso modo de ser.

– Pode cumprir várias funções

Os elementos visuais da comunicação podem ser usados ​​para atingir objetivos diferentes. Embora existam mais funções que a comunicação visual possa cumprir, algumas das mais importantes são as seguintes:

– Função persuasiva. A comunicação visual é muito útil para convencer os receptores e mudar suas opiniões ou modos de pensar. Esta é a principal função da publicidade.

– Função expressiva. Imagens, cores e outros elementos semelhantes são especialmente bons para transmitir emoções e sensações.

– Função de informação. Algumas formas de comunicação visual destinam-se principalmente a informar seus espectadores.

– função estética. Certos tipos de comunicação visual são simplesmente projetados para transmitir beleza. Este seria o caso, por exemplo, de alguns tipos de pintura e fotografia.

– função fática. São imagens cuja principal missão é enfatizar uma mensagem transmitida por outros meios. Por exemplo, em uma publicidade, cores e desenhos especiais são frequentemente usados ​​para dar mais poder às palavras usadas nele.

Elementos

Na sua forma mais básica, a comunicação visual é baseada em uma série de elementos mínimos que juntos compõem todas as mensagens que podem ser enviadas dessa maneira.

Todas as trocas produzidas pela comunicação visual são formadas por eles em suas diferentes formas. Nesta seção, veremos quais são as mais importantes.

– Ponto

Dot é o elemento mais básico da comunicação visual. É a unidade mínima que o olho humano pode reconhecer e é caracterizada por não ter direção. Absolutamente todas as imagens são feitas de pontos. Por outro lado, quando a encontramos sozinha, tem uma grande capacidade de atração.

– Linha

As linhas são elementos um pouco mais complexos, formados por uma sucessão de pontos que seguem uma direção. Podemos encontrar vários tipos de linhas, sendo a mais comum a reta e a curva.

Relacionado:  Os 17 problemas sociais mais graves do México

– Esboço

O próximo nível após a linha é o contorno, que é um conjunto deles que delimita um espaço específico. Embora possamos encontrar todos os tipos de contornos diferentes, na comunicação visual os mais utilizados são o triângulo, o quadrado e o círculo.

– Direção

As direções visuais são elementos que determinam o plano em que nossa atenção se move principalmente. Eles são amplamente determinados pelos contornos usados ​​em uma mensagem, o quadrado trabalhando nas direções horizontal e vertical, o círculo na curva e o triângulo na direção diagonal.

– Tom

Matiz refere-se à variabilidade das condições de luz em uma mensagem visual. Os objetos podem se mover em uma faixa muito ampla de claro e escuro, e cada variante transmite informações diferentes para os receptores.

– Cor

No nível técnico, as cores são variações no campo eletromagnético que podemos detectar através dos nossos olhos. As cores são consideradas capazes de transmitir emoções de uma maneira praticamente universal. Todos são derivados de três primárias: vermelho, amarelo e azul.

– Dimensão

Dimensão é um elemento da comunicação visual que se refere ao volume de objetos. Dependendo do meio que está sendo usado, ele pode ser representado diretamente (como na escultura) ou será necessário usar técnicas para imitá-lo, como é o caso da pintura ou da fotografia.

– Movimento

O último elemento fundamental da comunicação visual é o movimento. Em mídias fixas, como pintura ou fotografia, é necessário recorrer a diferentes ferramentas para transmitir uma sensação de movimento aos espectadores.

Técnicas de comunicação visual

A comunicação visual é de grande importância em muitos campos de nossas vidas, e é por isso que muitas técnicas foram desenvolvidas que nos permitem aproveitar ao máximo seu poder. Abaixo, veremos quais são os mais utilizados em áreas como design gráfico ou publicidade.

– Saldo

O equilíbrio é baseado na composição das imagens para que haja um equilíbrio entre todos os seus elementos. Essa técnica proporciona calma e estabilidade, enquanto sua ausência pode ser usada para gerar  padrões de choque e quebra.

– Simetria

A simetria está relacionada ao equilíbrio, embora as duas técnicas não sejam exatamente as mesmas. Neste, os elementos são colocados em torno de um eixo central, de modo que os dois lados contenham os mesmos componentes.

Relacionado:  Conhecimento vulgar: características e exemplos

Geralmente, equilíbrio e simetria andam de mãos dadas, mas às vezes é possível obter um design equilibrado no qual esse segundo elemento não está presente.

– Simplicidade

No mundo da comunicação visual, as mensagens simples são consideradas capazes de transmitir informações muito melhores do que aquelas que estão sobrecarregadas ou com muito “ruído”. É por isso que o design tende cada vez mais ao minimalismo e às mensagens o mais básico possível.

– Previsibilidade

A previsibilidade é uma técnica que busca apresentar ao espectador uma mensagem convencional e o mais semelhante possível a outros que ele já havia observado anteriormente, com o objetivo de criar familiaridade em sua mente. A alternativa é a espontaneidade, na qual o criativo rompe com os moldes tradicionais para criar uma mensagem inovadora que choca e atrai a atenção.

Importância

O domínio da comunicação visual é essencial em muitos setores diferentes, já que muitas das informações que recebemos chegam até nós através deste meio.

Se não soubermos o que estamos transmitindo através de imagens, cores, texturas e outros elementos, acabaremos enviando mensagens que não controlamos e que podem ser prejudiciais aos nossos objetivos.

Pelo contrário, se podemos dominar a comunicação visual, podemos tirar proveito de um sistema universal que é facilmente compreendido por todos e que também é capaz de afetar diretamente as emoções de nossos interlocutores.

Exemplos

A comunicação visual está presente em vários ambientes diferentes. Alguns exemplos muito comuns são os seguintes:

– Um criativo que cria um anúncio para uma página da web.

– Um homem que decide que roupa usar antes de sair para a festa para ser o mais atraente possível.

– Um designer que cria a capa de um livro para aumentar as vendas.

Referências

  1. “Comunicação visual” em: Wikipedia. Retirado em: 12 de março de 2020 da Wikipedia: en.wikipedia.org.
  2. “Thalalmus” em: The. Retirado em: 12 de março de 2020 no site: brainmadesimple.com.
  3. “O que é comunicação visual? – Definição, História, Teoria e Exemplos ”em: Estudo. Retirado em: 12 de março de 2020 de Study: study.com.
  4. “Benefícios da comunicação visual” em: eDraw. Recuperado em: 12 de março de 2020 no eDraw: edrawsoft.com.
  5. “Comunicação visual” em: Wikipedia. Retirado em: 12 de março de 2020 da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies