Copalquín: Para que serve, Contra-indicações e Efeitos

O copalquim ( Rhamnus purshiana ) é um dos nomes comuns dados a uma árvore nativa do oeste da América do Norte. A árvore tem entre 4,5 e 10 metros de altura e seu tronco tem entre 20 e 50 centímetros de diâmetro. A espécie é provavelmente mais conhecida como concha sagrada, devido às propriedades de sua casca seca.

A casca deve ter envelhecido por um ano antes de ser usada corretamente. Nisto existem substâncias químicas que exercem ação laxante, estimulando o peristaltismo no cólon. Recém cortada, a casca apresenta níveis mais altos de ingredientes ativos, o que pode causar diarréia grave com sangue, vômitos e cólicas abdominais.

Copalquín: Para que serve, Contra-indicações e Efeitos 1

Esses ingredientes ativos são os glicosídeos do hidroxiantraceno. Essas substâncias não são facilmente absorvidas no intestino delgado, mas a flora intestinal as hidrolisa. Inibem a absorção de água e eletrólitos no intestino grosso e permitem o aumento do volume do conteúdo de seu conteúdo.

Quando excretados pelos rins, alguns dos componentes químicos presentes no córtex causam uma alteração na cor da urina. A fruta também é comestível crua ou cozida e também tem um efeito laxante.

Para que serve?

A casca seca e envelhecida de R. purshiana tem sido usada como medicamento laxante natural há muitos anos pelos habitantes do Noroeste do Pacífico e da América do Norte.

Os glicosídeos naturais derivados da antraquinona que explicam essa propriedade também são encontrados nas folhas e frutos de plantas como senna, raiz de ruibarbo e látex de aloe.

Constipação de combate

É utilizado como laxante em pacientes idosos e pediátricos. Uma vez ingerida, a concha começa a ter seus efeitos no cólon dentro de seis a dez horas.

Os ingredientes ativos do copalquin estimulam o revestimento da mucosa do cólon, produzindo uma secreção ativa de eletrólitos e água.

Relacionado:  Yumbina: Para que serve e efeitos

Portanto, o conteúdo intestinal é aumentado, exercendo pressão de dilatação no cólon; por sua vez, a pressão estimula o movimento das fezes.

Prepare o intestino para testes de diagnóstico

Pode ser usado como uma forma natural de preparação intestinal para colonoscopias ou outros procedimentos, como exames intestinais, substituindo outros laxantes.

Hemorróidas

As propriedades laxantes do copalquin amolecem as fezes, facilitando sua passagem pelo cólon. Como resultado, é eficaz na redução da necessidade de forçar o intestino e, portanto, diminui a manifestação de hemorróidas.

Cuidados com a pele e cabelos

Um dos usos mais utilizados do copalquin é o cuidado com a pele e o cabelo. Suas propriedades anti-envelhecimento, hidratantes e de tratamento da acne foram reconhecidas. No cabelo evita a queda e fortalece-a.

Outros usos

– A árvore é ornamental.

– Fornece alimento e habitat para a vida selvagem e evita a erosão do solo.

– Devido ao seu sabor amargo, a concha pode ser aplicada nas unhas para evitar o mau hábito da picada.

– Às vezes, o extrato de casca é usado como um agente aromatizante em alimentos e bebidas.

– Também tem sido utilizado no desenvolvimento de protetores solares.

– Existem doenças para as quais seu uso foi relatado, embora não haja evidências suficientes desses efeitos. Entre eles estão a fragmentação dos cálculos biliares e a prevenção de sua formação; problemas no fígado, como hepatomegalia ou aumento do fígado; e também como um potenciador de quimioterapia.

Como tomá-lo?

A dose deve ser baixa no início e aumentada gradualmente, conforme necessário. A casca deve envelhecer por pelo menos um ano; caso contrário, ele deve ser seco em um forno a cerca de 250 (F (cerca de 121 ° C)).

Para combater a constipação ou cálculos biliares, a decocção do córtex pode ser feita. Para isso, quatro colheres de chá de massa seca são misturadas com um litro de água fervente. A solução pode ficar em repouso por uma hora para garantir que a solução esteja completa.

Relacionado:  O que é Gatoterapia e como ela pode melhorar sua vida?

Você bebe de ½ xícara a 1 xícara, 2 a 3 vezes por dia, sem exceder duas xícaras por dia. Esta preparação é mais eficaz quando tomada com o estômago vazio, o que permite que a erva atue rapidamente.

Tinturas podem ser usadas em vez de decocção. A dose recomendada é de 15 a 30 gotas para substituir cada copo de solução. Sempre tome cuidado para usar a menor dose efetiva.

Por ser uma erva muito amarga, pode-se adicionar mel ou açúcar à decocção para torná-la mais saborosa. Sabores como anis podem ser adicionados para neutralizar ainda mais o sabor desagradável.

É necessário beber grandes quantidades de água com cada dose de copalquin. Se apresentado em forma de cápsula, as instruções do fabricante devem ser seguidas. Se for o extrato líquido, é necessário tomar aproximadamente uma colher de chá em cada dose, 2 a 3 vezes ao dia, se necessário.

Contra-indicações

– Seu uso não é recomendado se você estiver tomando medicamentos para tratar insuficiência cardíaca congestiva (ICC) e distúrbios do ritmo cardíaco (arritmias atriais).

– Seu consumo não é desejável se os diuréticos forem ingeridos. O copalquin pode potencializar os efeitos desses medicamentos e possivelmente levar à deficiência de potássio. Nestes casos, você deve consultar o médico assistente antes de tomá-lo.

– É contra-indicado quando em tratamento de distúrbios que causam inflamação com medicamentos como dexametasona, hidrocortisona, metilprednisolona, ​​prednisona e outros. Esses medicamentos podem diminuir os níveis de potássio no corpo.

– Devido às suas propriedades laxantes, não deve ser usado por pessoas que sofrem da doença de Crohn, nem por indivíduos com obstruções ou lesões intestinais, síndrome do intestino irritável, colite, hemorróidas, apendicite ou problemas renais.

Relacionado:  Chilcuara: características, propriedades, ingestão

– Os efeitos da varfarina podem ser aumentados se o copalquin estiver sendo ingerido simultaneamente, causando aumento do risco de sangramento.

Efeitos secundários

– Os compostos ativos podem ser transferidos para o bebê através do leite materno. Portanto, as mulheres que amamentam não devem ingeri-lo.

– A indução do parto é outro efeito que pode ter se for tomado durante a gravidez.

– A diarréia, um dos possíveis efeitos colaterais do copalquin, é uma causa comum de desequilíbrio eletrolítico. O uso excessivo deste produto pode levar a uma perda de sais e minerais, como potássio e sódio.

– A diarréia pode causar desidratação que causa fraqueza, visão turva, confusão e, em casos graves, desmaio, insuficiência renal e até morte.

Referências

  1. Cascara (sf). Recuperado em 6 de junho de 2018 em webmd.com
  2. Erva de Cascara sagrada (sf). Retirado em 6 de junho de 2018 em herbal-supplement-resource.com
  3. Obstipação e cascara sagrada (sf) Retirado em 6 de junho de 2018 em healthline.com
  4. 10 benefícios surpreendentes de Cascara Sagrada para a pele, cabelo e saúde (2017). Recuperado em 6 de junho de 2018 em stylecraze.com
  5. Terry S. (2017) Para que serve Cascara Sagrada? Recuperado em 6 de junho de 2018 em Livestrong.com
  6. Poderes D. (2017). Os perigos de Cascara Sagrada Bark. Recuperado em 6 de junho de 2018 em Livestrong.com
  7. Princeton C. (2017). Benefícios de saúde da Cascara Sagrada Bark. Recuperado em 6 de junho de 2018 em Livestrong.com
  8. Rhamnus purshiana (2018). Recuperado em 6 de junho de 2018 em wikipedia.org

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies