Cuidado do sistema digestivo: 10 dicas importantes

Algumas das cidades mais importantes do sistema digestivo são a hidratação constante, seguindo uma dieta equilibrada, evitando açúcares, gorduras saturadas e álcool e evitando o estresse.

O sistema digestivo é um conjunto de órgãos do corpo humano cuja principal função é processar os alimentos que você come e, assim, ser capaz de absorver os nutrientes necessários para viver e ser saudável.

Cuidado do sistema digestivo: 10 dicas importantes 1

Para cumprir plenamente essa importante função, é necessário cuidar dela e mantê-la em boas condições.

O ser humano precisa quebrar ou fragmentar os alimentos para obter suas propriedades nutricionais. Para isso, sofrem um complexo processo de degradação que começa na boca e termina no ânus, quando a matéria residual é expelida pelas fezes.

O sistema digestivo é, portanto, um aparelho complexo que mede um total de cerca de sete metros de comprimento e envolve vários órgãos do corpo humano, como boca, faringe, esôfago, estômago e intestinos, com a ajuda do fígado, pâncreas e vesícula biliar.

Como cuidar do sistema digestivo?

Existem várias práticas e rotinas recomendadas para que todo o sistema digestivo esteja em sintonia, que também são os mesmos que favorecem o bom funcionamento do corpo.

Aqui está uma lista das principais dicas a seguir:

1- Beba água suficiente

Nosso corpo é composto de água em mais de dois terços; É necessário para todos os processos internos, e o da digestão não é exceção.

A água é necessária para ajudar a decompor os alimentos, facilitar a passagem de nutrientes do intestino para a corrente sanguínea e também para fornecer a umidade e consistência fecais necessárias para que elas possam ser facilmente expelidas.

Se não for ingerida água suficiente, as fezes endurecem e ocorre a constipação indesejada.

Idealmente, beba pelo menos um litro e meio de água (seis copos) por dia, mas isso variará dependendo de outros parâmetros, como a quantidade de outros líquidos ingeridos, o nível de transpiração e a qualidade e o tipo de alimento ingerido. .

Relacionado:  Quais são os princípios da assepsia?

Por exemplo, uma alta ingestão de fibras exigirá um maior consumo de água para processá-la corretamente, enquanto uma dieta rica em frutas e vegetais precisa de menos água para processar.

2- Tenha uma dieta equilibrada

Três em cada cinco pessoas sofrem de distúrbios digestivos de vários tipos. Isto é devido em grande parte à má alimentação.

E quando se trata de comida ruim, não se refere apenas à ingestão de junk food, mas não a comer alimentos de todos os grupos de alimentos de maneira equilibrada.

Cada tipo de alimento fornece nutrientes diferentes que servem funções específicas. É por isso que é essencial comer uma dieta equilibrada, ingerindo proteínas, carboidratos e gorduras, além de vitaminas, minerais e água.

3- Respeite os horários para comer

Além de comer de forma equilibrada, é importante respeitar os horários para fazê-lo, para que o longo processo de digestão não seja interrompido.

É importante sempre tentar comer nos mesmos horários e é preferível fazê-lo várias vezes ao dia em poucas quantidades, do que comer algumas vezes ao dia.

Deixar o estômago inativo por um longo tempo e depois comer muita comida de uma só vez, retarda a digestão e dificulta o processo de absorção.

4- Coma devagar e mastigue bastante

É outra prática que deve ser incorporada como parte da rotina alimentar. Mastigar a comida várias vezes facilita o trabalho do resto do sistema digestivo, porque, ao receber pequenos pedaços de comida, sua decomposição será mais fácil.

Por outro lado, comer lentamente faz com que o cérebro processe e defina o ato de comer; Ao estar ciente de que você está comendo, obtém mais saciedade, a fome é adiada e os níveis de ansiedade alimentar diminuem.

Relacionado:  Visceromegalia: crescimento excessivo, diagnóstico, causas

5- Adicione o consumo de fibra à dieta. A fibra é o melhor aliado do sistema digestivo porque alimenta as bactérias que digerem os alimentos e resolve em grande parte os problemas de constipação.

Também produz uma sensação de plenitude sem engordar. Pode ser ingerido através de frutas e vegetais frescos, mas principalmente em grãos integrais.

Cascas de trigo, arroz, milho e outros cereais são muito ricos em fibras naturais. Se você incorporar uma dieta rica em fibras, não se esqueça de aumentar o consumo de água para que seu corpo possa processá-las corretamente.

6- Evite excesso de açúcar e gordura saturada

Tudo em excesso é prejudicial à saúde. O açúcar refinado é difícil de processar e não fornece nutrientes para o corpo.

O mesmo vale para as gorduras saturadas presentes nos alimentos fritos. É aconselhável, então, não abusar deles.

7- Realize atividade física regularmente

O exercício físico é bom para tudo e, embora seja difícil de acreditar, é essencial para o bom funcionamento do sistema digestivo.

Caminhar, correr ou praticar qualquer tipo de atividade física de certa intensidade e mantém regularmente os intestinos em constante movimento e atividade, ajudando-os a quebrar os alimentos, absorver nutrientes e fibras e facilitar a defecação.

Além disso, o exercício reduz o estresse, o que é muito prejudicial ao sistema digestivo e à saúde em geral.

8- Evite estresse e ansiedade

Estresse e ansiedade crônica são os principais inimigos do homem e uma das principais causas de doenças graves.

O estresse desgasta todos os órgãos e sistemas do corpo, pois o cérebro envia um sinal de alerta permanente que nunca para. Lentamente, o corpo se ressente da atitude perene do caos e acelera sua deterioração.

No caso específico do sistema digestivo, o estresse compromete a função peristáltica que permite a digestão adequada dos alimentos, produzindo malformações como hérnias, pólipos e cistos, além de acidez, refluxo e constipação.

Relacionado:  Manobras de Leopold: Técnicas, Vantagens, Limitações

9- Limitar a ingestão de álcool, alimentos condimentados e irritantes

O suco gástrico do estômago é composto principalmente de ácido clorídrico e pepsina, que são enzimas ativadas com esse suco ácido e que ajudam a quebrar o bolo. Nesse ambiente ácido, o que é chamado corretamente digestão se desenvolve.

Se alimentos muito irritantes são introduzidos, o resultado é literalmente uma explosão ácida que geralmente é sentida no nível da garganta e é comumente chamada de azia.

É importante incorporar todas essas dicas como práticas habituais e diárias. O sistema digestivo é um dos mais importantes no corpo humano e, ao cuidar dele, indiretamente, também cuidamos de todos os outros órgãos e sistemas, como os sistemas circulatório, respiratório e neurológico.

10- Manter bons hábitos de higiene

A higiene alimentar evita doenças causadas por bactérias ou vírus que afetarão o funcionamento de todo o corpo.

Também é importante cuidar da saúde bucal, pois a boca, incluindo dentes e língua, é a porta de entrada para o sistema digestivo.

Deixe um comentário