Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas

O cuidado do sistema respiratório é tão importante para o ser humano quanto todos os que podem ser dados a outros órgãos do corpo.A saúde respiratória é de vital importância, pois, através desse processo, o corpo recebe o oxigênio necessário para sobreviver.

Cada um dos tecidos que compõem os órgãos requer a quantidade adequada de oxigênio para funcionar adequadamente, e a falta parcial ou total disso pode ser fatal.

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 1

O sistema respiratório humano consiste no nariz, faringe, laringe, traquéia, brônquios e pulmões. Quando um desses órgãos falha ou apresenta algum tipo de alteração, estamos na presença de uma doença respiratória.

Essas doenças podem ser temporárias, causadas por alergias a um elemento específico ou crônico, ou seja, permanente.Doenças como asma, tosse, inflamação das vias aéreas, pneumonia, entre outras, são bastante comuns hoje em dia.

Certos fatores como poluição ambiental, substâncias irritantes, doenças infecciosas e condições hereditárias influenciam o desenvolvimento de problemas respiratórios, afetando mais frequentemente os pulmões.

Para ter uma boa saúde respiratória, é necessário seguir uma série de regras e conselhos que permitirão, entre outras coisas, filtrar as toxinas presentes no ambiente.

10 dicas para cuidar da saúde do sistema respiratório

1- Exercite-se regularmente

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 2

Atividade física constante é benéfica para a saúde geral do corpo. Em particular, os exercícios aeróbicos deixam excelentes vantagens em termos de capacidade pulmonar, tanto em pessoas saudáveis ​​quanto naquelas com algum tipo de condição respiratória.

No entanto, este último deve tomar certas precauções antes de realizar exercícios físicos:

  • Se o exercício for realizado ao ar livre, deve-se procurar uma área com pouca ou nenhuma contaminação, ou seja, locais onde não haja fumaça ou fumaça.
  • Pessoas alérgicas devem evitar se exercitar em locais ou estações do ano em que esses elementos causadores da alergia estão presentes.

Simplesmente andar mais rápido que o normal pode trazer grandes melhorias. Até estudos médicos indicam que pessoas que andam cada vez mais rápido vivem mais.

Esta é uma boa notícia para pessoas que não conseguem se exercitar de maneira mais intensa, porque, com uma simples mudança na rotina diária, elas conseguem melhorar a respiração e a saúde geral.

Relacionado:  Placenta posterior: possíveis consequências e prevenção

Outro exercício importante são os abdominais. Fazer 10 a 20 por dia será suficiente para fortalecer os músculos da área média, o que permite inspirar e expirar o ar.

2- Inclua alimentos ricos em ômega-3 na dieta

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 3

Os peixes gordurosos, em particular, fornecem quantidades suficientes de ácido graxo ômega-3. Esta substância oferece inúmeros benefícios à saúde; Uma delas é que ajuda na dificuldade em respirar, bem como em outros sintomas da asma, pois o ômega-3 reduz a inflamação.

Mas o peixe não apenas contém esse ácido graxo essencial, mas também o encontramos em nozes, alguns vegetais e frutas.

Entre os alimentos recomendados estão os seguintes:

  • Ostras, caviar.
  • Peixes como: atum, salmão, sardinha, arenque, etc.
  • Sementes de Chia, mostarda.
  • Manteiga de amendoim.
  • Germe de trigo.
  • Azeite de oliva.
  • Pipoca

3- Evite o cigarro

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 4

Fumar cigarros causa danos aos pulmões e trato respiratório, pois causa inflamação, além de acelerar a oxidação das células respiratórias e até aniquilá-las permanentemente.

Doenças graves como enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica, bronquite crônica e câncer de pulmão são possíveis danos ao cigarro, que contêm mais de 4.000 substâncias tóxicas que diminuem a capacidade pulmonar.

Também é importante evitar inalar a fumaça de outros fumantes, pois foi demonstrado que a exposição à fumaça de fumantes passivos está relacionada a doenças respiratórias crônicas, como bronquite.

Embora as pessoas que fumam já tenham danos respiratórios significativos, é possível, ao parar, recuperar a saúde de seus pulmões.

4- Mantenha-se hidratado

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 5

A ingestão suficiente de água confere ao muco das vias aéreas e pulmões uma consistência mais fina. Se forem muito grossos, tornam-se pegajosos, dificultam a respiração e aumentam as chances de adquirir doenças.

Por outro lado, ao não receber hidratação suficiente, os pulmões se dilatam para compensar a deficiência de água, por isso trabalham mais e ficam mais fracos.

A quantidade recomendada é de 6 a 8 copos de água diariamente, uma quantidade que permite que as toxinas sejam expelidas do sistema respiratório, além de impedir a formação de muco.

5- Manter uma boa limpeza do equipamento de ar condicionado

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 6

A manutenção correta do equipamento de ar condicionado é uma questão de peso em termos de saúde do trato respiratório.

Relacionado:  10 remédios caseiros para cistite (natural)

Se os dutos, filtros e outros componentes pelos quais o ar passa estão sujos, a exposição a bactérias, umidade e alérgenos é maior e pode causar condições como a doença do legionário, caracterizada por dificuldades respiratórias e febre.

Portanto, é necessário seguir uma rotina de manutenção periódica para evitar a proliferação de bactérias, fungos e germes que se espalham pelo ar.

6- Identifique e evite alérgenos

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 7

Muitas vezes, pólen, mofo, ácaros e poeira são a causa de alergias nas pessoas, especialmente aquelas relacionadas ao sistema respiratório.

Saber qual desses fatores desencadeia a reação é o primeiro passo para evitá-la. Uma visita ao médico e os testes indicados serão suficientes para identificar a causa da alergia.

No entanto, mesmo quando a causa exata é desconhecida, algumas recomendações gerais como essas podem ser seguidas:

  • Aspire ou varra o chão diariamente para evitar acúmulo de poeira.
  • Remova o pó de todas as superfícies (mesas, bibliotecas, mesas, etc.) com freqüência.
  • Evite, tanto quanto possível, o uso de tapetes. Se não for possível, aspire o pó periodicamente e use produtos especiais de limpeza de carpetes.
  • Use uma máscara que cubra o nariz e a boca durante a limpeza.
  • É aconselhável comprar capas antialérgicas para as camas e fronhas. Também é importante mudar a roupa de cama semanalmente.
  • Use um umidificador de ar. Este dispositivo adiciona um pouco de umidade ao ar da casa e é útil quando está normalmente seco, causando desconforto na tosse e na garganta.

7- Tenha excelente higiene pessoal

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 8

Doenças como frio e pneumonia são transmitidas devido à falta de higiene ou a uma maneira inadequada de lavar as mãos, uma vez que bactérias e vírus estão presentes em diferentes superfícies.

Uma boa higiene pode reduzir o risco de transmissão de uma doença respiratória causada por vírus, principalmente antes de comer, depois de usar o banheiro, espirrar, tossir ou usar o transporte público, entre outras situações.

Hoje existem produtos no mercado para produtos para higiene das mãos que contêm antibacterianos que ajudam a mantê-los livres de germes e outros fatores infecciosos.

A limpeza de certos equipamentos, como telefones, teclados e outros dispositivos para uso diário, também é uma necessidade, tanto em casa quanto no local de trabalho.

Relacionado:  Quantas garrafas de água para beber por dia?

8- Coma mais frutas e vegetais

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 9

Este é um conselho que traz benefícios à saúde em geral, uma vez que o consumo de frutas e vegetais ricos em antioxidantes ajuda a melhorar a capacidade do sistema imunológico de proteger o corpo de doenças e infecções.

Pessoas que sofrem de doenças crônicas como asma obtêm melhorias significativas ao consumir mais frutas, especialmente aquelas que contêm vitamina C, como frutas cítricas, vegetais verdes, pimentas, entre outras.

Isso ocorre porque os antioxidantes presentes neles ajudam a aliviar a inflamação das vias aéreas.

Além disso, um estudo mostrou que a vitamina E, selênio e beta-caroteno, elementos presentes nas frutas e nos legumes, melhoraram a função pulmonar, mesmo em fumantes.

9- Manter um peso corporal adequado

Cuidados com o sistema respiratório: 10 regras e dicas 10

O excesso de peso faz com que os pulmões sejam mais pressionados, de modo que todos os músculos da respiração são comprimidos e, consequentemente, trabalham de maneira cada vez menos eficiente.

Seguir uma dieta baixa em gorduras, rica em nutrientes e exercícios regulares ajuda a manter o peso corporal adequado.

Se for necessário perder esses quilos extras, uma dieta mais específica e um plano de exercícios serão a solução para alcançar um peso saudável.

Respirar um canudo pode ajudar a melhorar a capacidade pulmonar. Tomar ar profundo e prolongado envia oxigênio para o fundo dos pulmões, o que melhora a função pulmonar, além de ser uma excelente fonte de relaxamento.

As técnicas de respiração usadas no yoga também são muito benéficas.Controlar a respiração corretamente durante o exercício é útil para aumentar a capacidade respiratória e fortalecer os pulmões.

Seguindo essas dicas, não é apenas possível melhorar a saúde respiratória, reduzindo os sintomas de certas condições e prevenindo danos, mas também a saúde de todo o corpo.

Referências

  1. 8 maneiras de melhorar a saúde do sistema respiratório. Recuperado de: drmikediet.com.
  2. 9 dicas para melhorar a saúde respiratória. Recuperado de: yeallowpages.ca.
  3. Cooper, K. (2013). Livestrong: Como manter o sistema respiratório saudável. Recuperado de: livestrong.com.
  4. Como manter o sistema respiratório saudável – 23 dicas comprovadas. Recuperado de: vkool.com.
  5. Sistema respiratório Recuperado de: betterhealth.vic.gov.au.
  6. Sistema respiratório Recuperado de: healthdirect.gov.au.
  7. Zimmermann, A. (2016). Ciência Viva: Sistema Respiratório: Fatos, Função e Doenças. Recuperado de: livescience.com.

Deixe um comentário