Documento de quitação: o que é e como fazê-lo

O documento do concurso é um documento preparado pelo motorista para reivindicar uma multa de trânsito recebida, dependendo do tipo de infração cobrada. Após receber a multa, a pessoa tem a possibilidade de cancelar ou recorrer; isto é, faça a devida reivindicação.

Esta reivindicação pode terminar na isenção de pagamento ou no reembolso do dinheiro. Embora seja possível encontrar guias para escrever esse documento de concurso, alguns especialistas recomendam consultar a experiência de advogados e especialistas na área para obter uma resposta positiva.

Documento de quitação: o que é e como fazê-lo 1

Algumas das alegações feitas são a negação dos fatos e a proposta de outros eventos, como a falha das equipes em registrar infrações ou o erro da autoridade.

Para que a reivindicação seja válida, é importante fazê-la dentro de um determinado período; caso contrário, o recurso será desativado.

O que é um documento de liberação?

O documento do concurso é um documento que permite a reclamação ou alegação de uma multa considerada injusta ou aplicada indevidamente. Nesse formato, a pessoa tem a possibilidade de apresentar as alegações e evidências com as quais se espera que a reivindicação seja eficaz.

A reclamação é apresentada à autoridade correspondente, portanto, ela deve cumprir uma série de formalidades necessárias que devem ser apresentadas de maneira clara e concisa.

Por isso, tornou-se comum atender a uma variedade de empresas e instituições privadas que prestam serviços de defesa e consultoria sobre o assunto.

Informação importante

Tendo em conta as informações acima, é possível implantar elementos importantes nas dobras de descarga:

– A multa e a multa econômica são comunicadas de duas maneiras: por correio ou diretamente ao motorista. Nos dois casos, o prazo para cancelar a infração começará a partir do momento em que a notificação foi recebida. Em caso de excesso de velocidade, a sanção será enviada por correio com a imagem correspondente capturada pelo radar.

-As notificações que não foram enviadas por correio serão publicadas no Edictal Traffic Sananctions Board (TESTRA). Este é um sistema que nem todos os motoristas conhecem, portanto o período de reclamação é praticamente reduzido ao mínimo.

-Por causa do acima exposto, é recomendável usar o sistema de alerta de mensagens de texto, que informa o usuário se ele recebeu uma multa e quanto tempo se passou desde a aplicação da mesma.

-O prazo para recorrer da multa é de 20 dias corridos, incluindo feriados e fins de semana. Se a reclamação foi rejeitada, é possível apresentar um novo recurso, onde o motorista pode solicitar informações mais específicas sobre a falha.

-Como uma série de alegações e argumentos deve ser apresentada, recomenda-se que a pessoa contrate os serviços de agências especializadas para alcançar o sucesso do procedimento.

Violações comuns

Abaixo estão as infrações mais comuns que justificam multas e outras penalidades:

-Lave o carro na rua e longe de um centro especializado para esse fim; Nesse caso, um centro de lavagem.

-A ilegibilidade do registro também é motivo de violação. Portanto, ele deve ser mantido limpo, para que seja facilmente reconhecível.

-Circular pela cidade ou por seções interurbanas com os braços para fora do carro também pode ser um motivo para gerar uma infração.

-Não faça a notificação correspondente de mudança de endereço. Por esse motivo, os canais foram ativados para que as pessoas possam atualizar esse tipo de informação com rapidez e facilidade.

-Faça um aviso de “vendido” no carro e deixe-o lá, mesmo quando estiver dirigindo na rua, porque é considerado uso indevido de vias públicas. Nesse caso, recomenda-se realizar o procedimento de compra e venda em locais especializados na Internet.

-Tudo o que representa perturbar a tranquilidade das ruas: colocar música em alto volume, usar a corneta de maneira insistente ou acelerar de repente.

Como fazer o documento do concurso?

Uma das primeiras recomendações feitas nesses casos é colocar claramente as seguintes informações:

Nomes completos e sobrenomes.

-Número do documento de identificação nacional (DNI).

-O endereço completo onde a notificação foi recebida.

-Modelo, registro e descrição detalhada do carro.

-O número ou código do boletim com o qual a multa foi feita.

-A data e a hora da multa.

-Apresentação das alegações e evidências de maneira ordenada e consistente.

Também é sugerido colocar uma fotografia do carro, que deve ser clara e nítida, sem o uso de flash. Caso contrário, este será um motivo para a rejeição do documento do concurso.

Argumentos úteis para apelar com sucesso

É proposta uma série de cenários que permitirão o sucesso dos argumentos que serão usados ​​para apelar:

-A margem de erro que pode ocorrer no radar veicular. Por esse motivo, tornou-se importante capturar a imagem da infração por meio de uma fotografia.

-A velocidade da notificação não é exposta.

-A fotografia apresentada como amostra não é panorâmica. Dessa forma, não está descartado que foi outro carro que gerou a medição do radar (isso em termos de multas por velocidade).

– Algum tipo de informação incorreta é apresentada na notificação: desde o posicionamento incorreto do nome e de outros dados até o erro no endereço para o qual a multa foi enviada.

-A multa já prescreveu. Para usar esse argumento, o tipo de infração que existe e suas características devem ser claramente conhecidas.

Como mencionado acima, recomenda-se o aconselhamento dos profissionais, que exibirão as alegações corretamente no momento da apresentação do documento do concurso perante uma determinada autoridade.

Referências

  1. Dúvidas: quanto tempo leva para obter uma multa de trânsito? Como apelar? (2018). Em Autopista.es. Recuperado: 20 de maio de 2018. Em Autopista.es de autopro.es.
  2. As alegações ou “documento de liberação” e o pagamento com redução. (sf). No Abogator. Recuperado: 20 de maio de 2018. No Abogator de abogator.com.
  3. Folha de especificações para uma multa por radar. (2001) Em Supermotor.com. Recuperado: 20 de maio de 2018. No Supermotor.com de supermotor.com.
  4. Multas de trânsito: para onde vão quem não chega em casa? (2017). Em Autopista.es. Recuperado: 20 de maio de 2018. Em Autopista.es de autopro.es.
  5. Multas que talvez você não soubesse: lave o carro na rua, tire a placa do carro suja … (2018). Em Autopista.es. Recuperado: 20 de maio de 2018. Em Autopista.es de autopro.es.
  6. Multas recursos: 10 chaves para recorrer com sucesso. (2018). Em Autopista.es. Recuperado: 20 de maio de 2018. Em Autopista.es de autopro.es.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies