Drogas inteligentes: tipos e efeitos colaterais

As drogas inteligentes, também conhecidas como nootrópicos, são substâncias que prometem melhorar a função cognitiva, a concentração, a memória e o desempenho mental. Existem diferentes tipos de drogas inteligentes, desde compostos naturais como a cafeína e o ginseng até medicamentos sintéticos como o modafinil e o Ritalina. No entanto, é importante ressaltar que essas substâncias podem ter efeitos colaterais, como insônia, ansiedade, dependência e até mesmo danos ao cérebro a longo prazo. Neste artigo, exploraremos os diferentes tipos de drogas inteligentes e os possíveis efeitos colaterais associados ao seu uso.

Definição e funcionalidade das drogas inteligentes, também conhecidas como nootrópicos e smart drugs.

Drogas inteligentes, também conhecidas como nootrópicos e smart drugs, são substâncias que prometem melhorar funções cognitivas, como memória, concentração, criatividade e motivação. Essas drogas são utilizadas por estudantes, profissionais e até mesmo atletas em busca de um desempenho intelectual superior.

Os nootrópicos funcionam de diferentes maneiras no cérebro, estimulando neurotransmissores, aumentando o fluxo sanguíneo ou protegendo as células cerebrais. Alguns dos nootrópicos mais comuns incluem a cafeína, o modafinil, a creatina e o ômega-3.

É importante ressaltar que nem todas as drogas inteligentes são seguras e eficazes. Alguns nootrópicos podem causar efeitos colaterais indesejados, como insônia, ansiedade, dores de cabeça e dependência. Além disso, o uso indiscriminado dessas substâncias pode ter consequências negativas para a saúde a longo prazo.

Portanto, antes de utilizar qualquer droga inteligente, é fundamental buscar orientação médica e realizar uma avaliação dos potenciais riscos e benefícios. O uso responsável e consciente dessas substâncias é essencial para garantir uma melhora no desempenho cognitivo sem comprometer a saúde.

Qual é a substância conhecida como a droga inteligente no mercado atualmente?

A substância conhecida como a droga inteligente no mercado atualmente é o Modafinil. Essa substância é utilizada para aumentar a concentração, melhorar a memória e aumentar a capacidade cognitiva. O Modafinil é amplamente utilizado por estudantes, profissionais e empreendedores que buscam melhorar seu desempenho intelectual.

O Modafinil atua no cérebro, aumentando a atividade de neurotransmissores como a dopamina e a noradrenalina, o que melhora a atenção e a capacidade de concentração. Além disso, essa droga inteligente também é capaz de reduzir a sensação de fadiga e aumentar a energia, o que a torna muito popular entre pessoas que precisam de um impulso extra para cumprir suas tarefas diárias.

Apesar dos benefícios do Modafinil, é importante ressaltar que essa substância pode causar alguns efeitos colaterais, como dor de cabeça, insônia, ansiedade e irritabilidade. Além disso, o uso excessivo ou prolongado do Modafinil pode levar a dependência e problemas de saúde a longo prazo.

Portanto, antes de usar qualquer droga inteligente, é importante consultar um médico para avaliar os riscos e benefícios do seu uso. É fundamental lembrar que não existe uma solução mágica para aumentar a inteligência ou melhorar o desempenho cognitivo, e que é importante buscar um estilo de vida saudável e equilibrado para alcançar resultados duradouros e sustentáveis.

Qual é o suplemento nootrópico mais potente disponível no mercado atualmente?

O suplemento nootrópico mais potente disponível no mercado atualmente é o Modafinil. Este medicamento é amplamente utilizado para aumentar a cognição, melhorar a memória e aumentar a concentração. O Modafinil é conhecido por sua capacidade de melhorar significativamente a capacidade de foco e produtividade, sendo muito popular entre estudantes e profissionais que precisam de um impulso extra para desempenhar suas tarefas diárias.

Embora o Modafinil seja considerado um dos nootrópicos mais potentes disponíveis, é importante estar ciente dos possíveis efeitos colaterais associados ao seu uso. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem dores de cabeça, insônia, ansiedade e irritabilidade. Além disso, o Modafinil pode causar dependência e tolerância se usado de forma inadequada ou em doses elevadas.

Relacionado:  As 5 causas e consequências da principal toxicodependência

Portanto, é essencial consultar um profissional de saúde antes de iniciar o uso de qualquer nootrópico, incluindo o Modafinil. É importante respeitar as doses recomendadas e estar ciente dos potenciais riscos e benefícios associados a esses tipos de drogas inteligentes.

Qual pílula inteligente é mais eficaz para melhorar o desempenho cognitivo?

Existem diversas opções de pílulas inteligentes no mercado que prometem melhorar o desempenho cognitivo, mas a mais eficaz costuma ser o Modafinil. Esta droga é conhecida por aumentar a atenção, a concentração e a capacidade de raciocínio, sendo amplamente utilizada por estudantes e profissionais que precisam de um impulso extra em sua produtividade.

O Modafinil atua no sistema nervoso central, estimulando a liberação de neurotransmissores como a dopamina, que estão relacionados com a vigília e a atenção. Isso faz com que a pessoa se sinta mais alerta e focada, melhorando sua capacidade de aprendizado e memória.

Apesar dos benefícios do Modafinil, é importante ressaltar que todas as drogas inteligentes têm potenciais efeitos colaterais, como insônia, ansiedade e dores de cabeça. Por isso, é essencial consultar um médico antes de iniciar o uso de qualquer substância para melhorar o desempenho cognitivo.

Drogas inteligentes: tipos e efeitos colaterais

As drogas inteligentes ou nootropics alguns potenciadores cognitivos para melhorar a memória, capacidade de aprendizagem, concentração ou melhorar habilidades de escrita. A palavra nootrópico deriva do grego “noos” (mente) e “trope” (endereço); termo cunhado pelo cientista Corneliu E. Giurgea (1923-1995) em 1972.

Giurgea disse que as drogas inteligentes são aquelas que atendem às seguintes características: melhoram o aprendizado e a memória, têm poucos efeitos colaterais, protegem contra danos físicos ou químicos no cérebro, melhoram os mecanismos de disparo de neurônios, entre outros.

Drogas inteligentes: tipos e efeitos colaterais 1

Atualmente, os nootrópicos são definidos como medicamentos, drogas, medicamentos, suplementos ou alimentos funcionais que têm a capacidade de ajudar a melhorar certas habilidades, como cognição, inteligência, criatividade, memória, motivação, atenção ou concentração.Em resumo, são pílulas que o manterão alerta e aumentarão sua produtividade no trabalho, social ou esportiva.

Cuidando da Nootroo, um fornecedor nootrópico em todo o mundo, suas cápsulas têm um efeito imediato em torno de 30 minutos e seu efeito dura entre 6 e 8 horas. Recomenda-se não tomar mais de 3 comprimidos em menos de 24 horas.

Quando a mídia repetiu que no Vale do Silício seu uso era frequente entre seus membros, os remédios inteligentes começaram a ganhar muita relevância. Atualmente, especialmente nos Estados Unidos, podemos encontrar bares inteligentes, locais onde os alunos consomem bebidas energéticas combinadas com comprimidos nootrópicos em pó.

Embora seu uso esteja se espalhando, dentro da comunidade científica, ainda não há consenso em que a capacidade real dos nootrópicos na mente e no corpo é quantificada.

Tipos de nootrópicos

Os nootrópicos são obtidos a partir de composições químicas, portanto sua evolução é constante e, portanto, sua classificação é ampla e crescente. Hoje, os tipos mais comuns de drogas sintéticas são:

Nós corremos

Não está claro se eles são nootrópicos devido às suas propriedades farmacológicas. Eles foram os primeiros a serem liberados e estão entre os mais consumidos porque não precisam de receita médica.

Existem mais de vinte companheiros de corrida diferentes, e todos são caracterizados por ter uma estrutura química muito semelhante. Podemos mencionar o seguinte:

  • Piracetam
  • Etiracetam
  • Nefiracetam
  • Oxiracetam
  • Pramiracetam
  • Coluracetam
  • Fenilpiracetam
  • Brivaracetam
  • Fasoracetam
  • Dimiracetam
  • Imuracetam
  • Levetiracetam
  • Nicoractam
  • Selectracem

Os companheiros de corrida liberam acetilcolina, um dos neurotransmissores mais potentes do cérebro. Serve para transmitir impulsos nervosos e outros sinais através da sinapse (rede de neurônios).

Relacionado:  15 consequências do tabagismo para a saúde física e mental

Eles também servem como protetores neuronais, acelerando o crescimento de células cerebrais e retardando sua deterioração e morte, o que causa uma melhora em várias áreas diferentes do cérebro.

Hill

A colina é a molécula da qual a acetilcolina é obtida, o neurotransmissor envolvido nas funções cerebrais, como controle da memória ou do músculo. Sua importância é tal que é o segundo neurotransmissor mais importante em nosso cérebro.

Existem vários tipos de suplementos de colina, sendo o alfa-GPC, citicolina ou centrofeonina os mais comuns. Seus consumidores afirmam melhorar suas faculdades de memória e maior fluência quando se trata de concentração.

No mercado, você também pode encontrar bitartarato de colina, mais barato, mas com resultados menos eficazes. Também está associado a efeitos colaterais, como dor de cabeça.

Ampakinas

Dos mais recentes a entrar no mercado. Eles são fortes nootrópicos, conhecidos por aumentar os níveis de glutamato no sangue. O glutamato é um dos neurotransmissores mais importantes para a plasticidade sináptica, ou seja, encarregado da aprendizagem e da memória.

Seus efeitos são muito semelhantes aos que produzem cafeína, mas com a diferença de não causar efeitos colaterais, como insônia, agitação ou ansiedade. De qualquer forma, sendo um produto tão novo, ainda não foi possível tirar conclusões sobre seus possíveis efeitos colaterais.

Derivados da vitamina B

Muitos dos nootrópicos sintéticos foram desenvolvidos a partir da vitamina B. Isso também pode ser encontrado na forma de um medicamento inteligente, sendo a sulbutiamina (ou Arcalion), a mais conhecida.

Seu tratamento é eficaz para combater a fadiga, aumentar o estado de alerta e aumentar os níveis de energia. Além disso, também é composto de vitamina B1 (ou tiamina), conhecida como vitamina do bom humor.

Os cientistas, com base em estudos com ratos, sugerem que a sulbutiamina poderia melhorar o desempenho cognitivo em pacientes com Alzheimer, esquizofrenia ou hiperatividade, embora nenhum estudo tenha sido realizado com seres humanos.

Peptídeos

Mais conhecido como noopept. Foi desenvolvido por pesquisadores russos quando procuravam um suplemento alternativo ao pramiracetam. Embora alguns o considerem um tipo de racemato, os peptídeos agem de maneira diferente.

Este poderoso suplemento pode ser tomado por via oral e é eficaz na penetração da barreira hematoencefálica. Uma dose de 10 a 30 mg pode proporcionar uma melhora na função do pensamento, memória de curto e longo prazo e um aumento na capacidade de aprendizado, sendo entre 500 e 1000 vezes mais forte que o piracetam (racetamo).

Os peptídeos são classificados de acordo com o número de aminoácidos em três grupos:

  • Oligopeptídeo: de 2 a 10 aminoácidos.
  • Polipeptídeo: de 10 a 100 aminoácidos.
  • Proteína: mais de 100 aminoácidos.

Alimentos com componentes substitutos nootrópicos

Dentro da natureza, podemos encontrar alimentos que ajudam a promover a concentração e a motivação das pessoas.

  • Nozes: conhecidas em muitos países da Europa Central como comida de estudante, são ricas em ácido alfa-linolênico (ALA) e ácidos graxos ômega-3, que favorecem o desempenho intelectual.
  • Óleo de peixe: rico em ácidos graxos ômega-3, é altamente recomendado para pessoas com problemas de aprendizado ou como defesa preventiva de doenças mentais, como depressão, esquizofrenia ou hiperatividade. Óleo de salmão ou atum fresco são alguns exemplos de óleo de peixe recomendado.
  • Levedura de cerveja: possui um alto teor de vitaminas B, minerais como fósforo ou magnésio e proteínas de alta qualidade, todas muito benéficas para o desempenho e a saúde do cérebro.

Nootrópicos naturais

Também chamados de ‘ervas naturais’, são suplementos desenvolvidos a partir de plantas. Sua função é a mesma das drogas sintéticas, pois são melhorias na capacidade de concentração e na saúde do cérebro, mas são menos eficazes.

Relacionado:  Especiaria (maconha sintética): composição e efeitos

A vantagem sobre as cápsulas nootrópicas é que elas não criam dependência e são muito mais baratas. Eles podem ser obtidos em herbalistas ou lojas de nutrição.

Alguns dos nootrópicos à base de plantas mais consumidos são:

  • Bacopi Monneri
  • Vinpocetina
  • Ginkgo Biloba
  • Huperzine-A
  • Onnit Alpha Brain

Efeitos colaterais nootrópicos

Os bastiões das drogas inteligentes sempre garantiram que não há perigo de sofrer nenhum tipo de efeito colateral. No entanto, existem poucos estudos conclusivos de que essa afirmação é verdadeira, tendo desenvolvido uma contracorrente que tenta provar que pode causar efeitos adversos. Listamos aqueles que geralmente coincidem neste tipo de estudo:

Dores de cabeça

Acredita-se que seja o mais frequente, especialmente nos nootrópicos da classe racetam e piracetam. O motivo é a superexcitação à qual o sistema nervoso central está sujeito, que produz um tipo de “queimadura” que resulta em dor e enxaqueca.

É um efeito colateral que pode ser curiosamente combatido pelo aumento das doses de colina, um dos tipos de nootrópicos mencionados acima. A colina atende às suas necessidades químicas e alivia dores de cabeça.

Problemas intestinais

O uso excessivo de nootrópicos pode se tornar uma séria ameaça ao sistema intestinal. Irritação, náusea, diarréia, inchaço ou desconforto devido à dor são alguns dos sintomas mais comuns.

A solução é reduzir a dose aos níveis recomendados para o organismo e, se isso não funcionar, tomar outro tipo de nootrópico, como o noopept, que requer doses mais baixas e, portanto, é melhor processado no sistema gastrointestinal.

Fadiga

Como nos problemas intestinais, o consumo excessivo leva à fadiga. A sensação de queimação no interior pode durar várias horas, eliminando completamente a concentração do indivíduo.

Reduza a dose ou consulte um especialista para recomendar outra solução nootrópica são as soluções mais comuns.

Insônia

A principal função dos nootrópicos é aumentar os níveis de energia, fazendo com que os níveis de alerta disparem e se desviem do isolamento acústico. É um efeito muito semelhante ao produzido por bebidas energéticas ou refrigerantes com muito açúcar.

A diferença é que, mesmo que ele adormeça, o indivíduo sente que o sonho não produziu o efeito restaurador e acorda com o sentimento de exaustão.

A solução é evitar tomar nootrópicos fortes à tarde e à noite, para que, na hora de dormir, os níveis de energia diminuam. Outra opção é complementar os nootrópicos de grande carga com outros, como inositol ou melatonina, suplementos que ajudam a promover um sono REM mais eficaz.

Outros

Embora esses efeitos sejam menos comuns, cada suplemento nootrópico tem um mecanismo de ação diferente e, portanto, pode resultar em um efeito colateral original. Normalmente eles estão associados a ingestão excessivamente alta ou reações adversas ao corpo. Alguns desses efeitos são:

  • Ansiedade
  • Nervosismo
  • Transtornos do humor
  • Inquietação
  • Aumento da pressão arterial
  • Impressionante
  • Irritação da pele
  • Erupções cutâneas

As conclusões devem ser demonstradas, pois a comunidade científica pode verificar como eles realmente beneficiam ou afetam as drogas inteligentes. Enquanto isso, parece que usá-los com segurança não deve ser a causa de nenhum tipo de problema físico ou mental.

De qualquer forma, é sempre aconselhável consultar especialistas sobre as possíveis causas e dosagens, para não sofrer nenhum risco à nossa saúde.

Deixe um comentário