Fontes de Direito: Principais Características

As fontes da lei são os elementos que concedem poder à autoridade para tomar decisões judiciais e legislativas. Uma constituição ou estatuto são considerados fontes de direito.

Essas fontes são as origens das quais derivam a autoridade e a força da coerção; Eles incluem quaisquer registros, documentos ou decretos, entre outros, que possam ser usados ​​para conhecer os direitos envolvidos em uma situação específica.

Fontes de Direito: Principais Características 1

Por exemplo, uma Constituição é um ato da população, realizado pelos representantes eleitos para esse fim.

Esta é a lei suprema e é vinculativa para todos os futuros órgãos legislativos, até que seja alterada novamente pela autoridade do povo.

Geralmente, as leis dos estados ou municípios são constitucionalmente elaboradas pelas legislaturas dos estados e têm autoridade plena e completa em seus respectivos estados.

As leis são muitas vezes feitas por órgãos legislativos inferiores autorizados pela legislatura. O cumprimento dessas leis é obrigatório para as pessoas.

Tipos de fontes de direito

Alfândega

O costume tem sido uma das mais antigas fontes de direito. Nos tempos antigos, as relações sociais originavam diferentes tradições e costumes que eram usados ​​para resolver disputas entre pessoas.

Os costumes eram praticados rotineiramente e suas violações eram reprovadas e punidas pela sociedade. Inicialmente, as instituições sociais começaram a trabalhar com base nos diferentes costumes aceitos.

Gradualmente, o Estado emergiu como a instituição política aceita pelo povo. Ele tinha a responsabilidade de manter a paz, a lei e a ordem.

O Estado também começou a atuar desenvolvendo e garantindo o cumprimento das regras baseadas em costumes e tradições.

A maioria das leis nasceu quando o Estado começou a transformar esses costumes e tradições em leis reconhecidas e vinculativas.

Religião e moral

A religião e os códigos religiosos apareceram naturalmente em todas as sociedades quando os seres humanos começaram a observar, apreciar e temer as forças naturais.

Relacionado:  5 eventos importantes na história de Veracruz

Essas forças naturais foram aceitas como manifestações espirituais superiores (deuses e deusas) que eram adoradas.

A religião começou a regular o comportamento e invocou sanções espirituais, medo do inferno e recompensas, para cumprir os códigos religiosos. A partir disso, as pessoas aceitaram e obedeceram a esses códigos.

Várias religiões começaram a formular e prescrever códigos de conduta definitivos. As regras da moralidade também apareceram na sociedade para definir o que era bom, o que era ruim, o que era certo e o que não era certo.

Os códigos morais e religiosos de uma sociedade fizeram com que o Estado tivesse o material necessário para regular as ações das pessoas. Posteriormente, o Estado converteu essas diferentes regras morais e religiosas em suas leis.

Por esse motivo, a religião e a moralidade também têm sido importantes fontes de direito.

Legislação

Desde que as legislaturas começaram a surgir no século XIII, a legislação floresceu como a principal fonte de direito.

Tradicionalmente, o Estado dependia dos costumes, decretos ou ordens dos reis para regular o comportamento do povo.

Mais tarde, porém, a legislatura nasceu como um órgão do governo. Ele começou a transformar as regras tradicionais de comportamento em regras definitivas entre a população.

O rei, sendo o soberano, começou a conceder sua aprovação. Logo, o legislador emergiu como a principal fonte da lei e o legislativo obteve reconhecimento como Lei Soberana, ou seja, o órgão que executa as leis do Estado.

Nos tempos contemporâneos, o legislador se tornou a fonte mais poderosa, prolífica e direta da lei. Tanto que é reconhecido como o principal método para a formulação da vontade do Estado em leis vinculativas.

Decisões judiciais

É responsabilidade dos tribunais interpretar e aplicar as leis em casos específicos. É por isso que é função dos tribunais resolver disputas entre as pessoas envolvidas em um caso.

Relacionado:  Quais são as partes e seções de um jornal?

Sendo uma fonte de lei, é obrigatório que todos cumpram as decisões judiciais.

Igualdade

Igualdade significa imparcialidade e senso de justiça, e também é uma fonte de direito.

Para casos necessários, os juízes interpretam e aplicam as leis a casos específicos. No entanto, às vezes não há leis específicas que ajudem em um caso específico.

Quando um caso sem precedentes deve ser resolvido, os juízes dependem da igualdade, jogo limpo e justiça para resolver o problema.

A igualdade é usada para fornecer alívio às partes opostas e essas decisões criam a base para a resolução de casos futuros. Dessa maneira, a igualdade atua como fonte de direito.

As 5 principais fontes de direito

1- Constituição

É o sistema de princípios fundamentais que governa uma nação, um estado, uma corporação, entre outras entidades.

O documento que representa esses princípios é considerado uma fonte de direito. Normalmente, este documento é curto, de natureza geral e representa os valores de seus autores e assuntos.

2- Direitos humanos

Cada pessoa pode usufruir de certos direitos fundamentais, simplesmente pelo fato de ser humano.

Os direitos humanos são diferentes dos privilégios, que podem ser retirados a qualquer momento.

Os direitos humanos existem para a proteção de pessoas que querem prejudicar outras pessoas. Eles também ajudam os humanos a se entenderem e viverem em paz.

3- Leis

Eles são costumes ou práticas vinculantes em uma comunidade.

Podem ser regras de conduta ou ação, prescritas ou reconhecidas formalmente como vinculativas e impostas pela autoridade.

4- Tratados

É um acordo formal entre dois ou mais Estados em referência à paz, aliança, comércio ou qualquer outro relacionamento internacional.

Este acordo internacional é representado por um documento formal que é considerado uma fonte de direito.

Relacionado:  Comidas Típicas do Norte de Santander: 5 Pratos Tradicionais

5- Concessão

É um documento originado por um Estado ou soberano que resume as condições em que uma corporação, colônia, cidade ou qualquer outro órgão corporativo está organizado. Seus direitos e privilégios também são definidos.

Referências

  1. Direito: significado, características, fontes e tipos de direito. Recuperado de yourarticlelibrary.com
  2. Fontes da lei. Recuperado de letclaw.com
  3. Constituição. Recuperado do dictionary.com
  4. Direito Recuperado de merriam-webster.com
  5. O que são fontes de direito? Recuperado de thelawdictionary.com
  6. Fonte da lei Recuperado de merriam-webster.com
  7. Carta Recuperado do dictionary.com
  8. Constituição. Recuperado do businessdictionary.com
  9. O que são direitos humanos? Recuperado de youthforhumanrights.org

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies