Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo

O genograma da família é uma representação gráfica das relações familiares, que permite visualizar de forma mais clara a estrutura familiar, os laços de parentesco, as relações interpessoais e possíveis padrões genéticos. Neste diagrama, são utilizados símbolos específicos para representar diferentes membros da família e suas características.

Para fazer um genograma, é necessário coletar informações sobre os membros da família, como nomes, datas de nascimento, casamentos, divórcios, filhos, doenças genéticas, entre outros dados relevantes. Com essas informações, é possível construir o genograma de maneira organizada e precisa, utilizando os símbolos adequados para cada situação.

Um exemplo de genograma da família pode ser visto da seguinte forma:

– O símbolo de um quadrado representa um homem
– O símbolo de um círculo representa uma mulher
– Uma linha horizontal conectando um homem e uma mulher representa um casamento
– Uma linha vertical conectando pais e filhos representa a descendência
– Cores diferentes podem ser usadas para representar diferentes gerações ou ramos da família

Dessa forma, o genograma da família é uma ferramenta útil para compreender a dinâmica familiar, identificar padrões de comportamento e auxiliar no processo terapêutico de indivíduos e famílias.

Passo a passo para criar um genograma detalhado da árvore genealógica da família.

Para criar um genograma detalhado da árvore genealógica da família, siga os seguintes passos:

Passo 1: Coleta de informações – Comece coletando todas as informações relevantes sobre sua família, como nomes completos, datas de nascimento, casamento, divórcio, morte, doenças genéticas, entre outros.

Passo 2: Escolha dos símbolos – Familiarize-se com os símbolos utilizados em genogramas. Por exemplo, um quadrado representa um homem, um círculo representa uma mulher, uma linha horizontal une um casal e uma linha vertical indica filhos.

Passo 3: Organização das informações – Utilize um papel ou um software específico para genogramas para começar a organizar as informações de forma visual, conectando os membros da família de acordo com os relacionamentos.

Passo 4: Adição de detalhes – Além das informações básicas, adicione detalhes importantes, como relações conflituosas, adoções, heranças genéticas, traumas familiares, entre outros.

Passo 5: Revisão e correção – Revise o genograma para garantir que todas as informações estejam corretas e atualizadas. Faça as correções necessárias e adicione novos detalhes conforme necessário.

Seguindo esses passos, você será capaz de criar um genograma detalhado da árvore genealógica da sua família, que poderá ajudar a compreender melhor as dinâmicas familiares e identificar padrões ao longo das gerações.

Quais símbolos são utilizados no genograma para representar relações familiares?

No genograma, são utilizados diversos símbolos para representar as relações familiares de forma clara e organizada. Cada símbolo tem um significado específico, facilitando a compreensão da estrutura familiar. Alguns dos principais símbolos utilizados são:

Um círculo representa uma mulher, enquanto um quadrado representa um homem. Uma linha horizontal ligando um homem e uma mulher indica um casamento. Uma linha vertical ligando os pais aos filhos representa a descendência. Uma linha pontilhada pode indicar um relacionamento instável, como um divórcio.

Além disso, um triângulo pode representar uma gravidez, um losango pode indicar um aborto ou natimorto e um X pode representar a morte de um membro da família. Esses símbolos são essenciais para identificar as relações familiares de forma visual e organizada.

Como é feito um genograma?

Para fazer um genograma, é necessário coletar informações sobre a estrutura familiar, incluindo nomes, idades, relações familiares, eventos significativos (como casamentos, divórcios, nascimentos e mortes) e qualquer informação relevante para a compreensão da dinâmica familiar. Em seguida, essas informações são organizadas em um diagrama que representa graficamente a árvore genealógica da família.

É importante lembrar que um genograma não se limita apenas à representação gráfica da estrutura familiar, mas também pode incluir informações sobre padrões de comportamento, problemas de saúde, vícios, entre outros aspectos que influenciam as relações familiares.

Exemplo de genograma da família

Para ilustrar melhor, vamos considerar um exemplo de genograma da família Silva. No diagrama, teremos os pais, João e Maria, representados por um círculo e um quadrado, respectivamente. Eles têm três filhos: Pedro, Ana e Carlos, ligados a eles por linhas verticais.

Além disso, João e Maria estão ligados por uma linha horizontal, indicando o casamento deles. Suponhamos que João tenha falecido, então ele será marcado com um X. Essas informações são representadas graficamente no genograma da família Silva, facilitando a visualização e compreensão das relações familiares.

Relacionado:  Quanto pesa o cérebro de um adulto?

Elaboração correta do genograma: passo a passo para representar a história familiar.

Para representar a história familiar de forma clara e organizada, é importante seguir um passo a passo na elaboração do genograma. O genograma é uma ferramenta utilizada na psicologia e na genealogia para visualizar as relações familiares e identificar padrões de comportamento e saúde.

Primeiramente, é necessário reunir todas as informações relevantes sobre a família, como nomes, datas de nascimento e morte, casamentos, divórcios, adoções e qualquer outra informação importante. Em seguida, é preciso definir os símbolos que serão utilizados no genograma para representar cada membro da família e o tipo de relação entre eles.

Alguns dos símbolos mais comuns são: um círculo para representar as mulheres, um quadrado para representar os homens, uma linha horizontal ligando um casal, uma linha vertical ligando pais e filhos, uma linha tracejada para representar divórcio, entre outros. É importante manter uma legenda clara e objetiva para facilitar a compreensão do genograma.

Após definir os símbolos, é hora de começar a desenhar o genograma, colocando os membros da família em suas respectivas posições e ligando-os de acordo com as relações familiares. É importante manter a ordem cronológica e incluir todas as informações relevantes para uma representação fiel da história familiar.

Por fim, é importante revisar o genograma e verificar se todas as informações estão corretas e se a representação visual está clara e organizada. O genograma é uma ferramenta poderosa para identificar padrões familiares e auxiliar no processo terapêutico, por isso a sua elaboração correta é fundamental.

Entenda o funcionamento do genograma familiar e sua importância na análise genealógica.

O genograma familiar é uma ferramenta utilizada na análise genealógica que representa de forma visual a estrutura e as relações familiares ao longo das gerações. Através de símbolos e linhas, é possível mapear informações importantes sobre a história familiar, como doenças hereditárias, padrões de comportamento, eventos traumáticos, entre outros.

Para criar um genograma, é necessário utilizar símbolos específicos que representam cada membro da família, incluindo informações como sexo, idade, estado civil, descendência, entre outros. Além disso, as relações entre os membros da família são representadas por linhas que conectam os símbolos, indicando laços de parentesco, proximidade, distanciamento, entre outros aspectos.

A importância do genograma na análise genealógica está justamente na possibilidade de identificar padrões e tendências familiares que podem influenciar a saúde e o bem-estar dos indivíduos. Através da visualização das relações e das informações coletadas, é possível compreender melhor as dinâmicas familiares e os fatores que podem impactar a saúde física e mental dos membros da família.

Um exemplo de genograma familiar pode ser visualizado da seguinte forma:

Avô (71) – Avó (68)
|
Pai (45) – Mãe (43)
|
Filho (20) – Filha (18)

Neste exemplo, é possível observar a representação dos membros da família, suas idades e as relações de parentesco entre eles. Essa visualização facilita a identificação de padrões familiares e a análise dos fatores que podem influenciar a saúde e o bem-estar de cada indivíduo.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo

Um genograma familiar é uma ferramenta semelhante a uma árvore genealógica que serve para estudar os vínculos de uma pessoa e de seus parentes mais próximos. Embora possam ser feitas de várias maneiras, geralmente incluem informações sobre elementos como a demografia de membros de pelo menos três gerações.

Geralmente, os genogramas da família são usados ​​em contextos como psicologia ou pedagogia. Nessas áreas, eles servem para entender o ambiente de uma pessoa e como isso a afeta. Além disso, eles também detectam certos padrões que podem estar causando problemas ou que explicam situações específicas.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 1

Exemplo de genograma

Assim, os genogramas da família são muito úteis para ajudar um profissional a detectar a origem de certos conflitos e padrões de comportamento que têm sua origem na família de uma pessoa. Eles também podem ser usados ​​para encontrar as causas de problemas emocionais, traços de personalidade ou maneiras de pensar.

Embora essa ferramenta seja geralmente usada principalmente em contextos relacionados à saúde mental, fazer um genograma familiar não é muito complicado se você tiver as ferramentas certas.

O que é um genograma?

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 2

Fonte: pixabay.com
Relacionado:  200 filmes recomendados para ver na sua vida (por gênero)

Um bom genograma familiar difere de outras ferramentas semelhantes, como uma árvore genealógica, no tipo de dados que ele contém. Assim, não inclui apenas um esquema no qual a estrutura da família do indivíduo é coletada; Dados relevantes também são incorporados em seus membros e nos relacionamentos que existem entre eles.

Dessa maneira, existem três componentes que formam um genograma familiar: estrutura, dados individuais e relacionamentos entre as pessoas. A seguir, estudaremos cada um deles em profundidade.

Estrutura familiar

O primeiro componente de um genograma familiar é um esquema que mostra os relacionamentos entre os membros da família do indivíduo, incluindo pelo menos três gerações. Embora esse elemento não seja o mais importante para o estudo clínico ou pedagógico, é essencial desenvolver os demais corretamente.

Em um nível visual, esse esquema é muito semelhante ao que podemos esperar de uma árvore genealógica, embora já neste primeiro elemento encontremos algumas diferenças. Por exemplo, há uma série de símbolos predefinidos que permitem apontar diferentes tipos de links, como o relacionamento entre pais e filhos ou o casamento.

Informações relevantes sobre membros da família

O segundo componente de um genograma consiste em uma série de dados que fornecem informações importantes sobre os membros da família indicados no primeiro. Esses dados podem ter relação com os dados objetivos (como a data de nascimento e morte dos indivíduos) e outros mais subjetivos.

Assim, elementos como o nível educacional das pessoas representadas no genograma, indicações sobre sua personalidade, momentos importantes que viveram ou dados sobre suas carreiras e profissões se refletiriam nesse segundo elemento.

Fatos sobre relacionamentos familiares

Finalmente, o terceiro componente de um genograma tem a ver com os vínculos existentes entre diferentes membros da família. No entanto, neste caso, não falamos sobre sangue ou relacionamentos legais, mas sobre o tipo de vínculo emocional, afetivo e psicológico entre eles.

Assim, todos os conflitos, afetos, semelhanças no nível emocional ou de pensamento e outros elementos semelhantes que possam existir dentro de uma família se refletiriam nesse elemento, que seria o mais útil em geral na realização de uma terapia ou intervenção Pedagógico

Símbolos básicos do genograma

Os símbolos básicos de um genograma podem se referir às características e circunstâncias de cada membro ou a seus relacionamentos.

Algumas das linhas que nos fornecem informações sobre os relacionamentos interpessoais existentes entre os membros da família são:

Características do relacionamento

O tipo de relacionamento que existe entre dois membros da família em particular pode ser representado no genograma. A codificação para leitura é baseada em linhas de desenho que indicam aspectos do relacionamento entre duas pessoas. A codificação seria a seguinte:

  • Se houver um relacionamento próximo e muito bom entre os dois membros, duas linhas paralelas serão traçadas entre eles.
  • Os membros com um relacionamento muito próximo do tipo mesclado seriam unidos por três linhas paralelas. Um relacionamento mesclado é determinado por uma simbiose. Nesse caso, seria uma simbiose de interdependência.
  • Uma linha tracejada entre duas pessoas indicaria um relacionamento distante.
  • Uma linha irregular seria traçada entre duas pessoas que têm um relacionamento hostil.
  • Uma linha irregular com três linhas paralelas mostra uma relação muito próxima e hostil. Isso é estreito e conflitante.

Coalizões

Quando falamos de triangulação no sistema familiar, entendemos a coalizão entre dois membros da família contra outro membro. Esse tipo de padrão familiar é geralmente formado pelos pais e filhos contra outro pai. No familiograma, ele seria representado pela união dos três membros através da figura geométrica de um triângulo.

Parte da família

O genograma inclui a parte da família com a qual a pessoa que realiza o genograma coexiste no momento da consulta. Seria determinado por uma linha tracejada fechada que reúne os membros que moram com a pessoa.

Sexo

No genograma de acordo com o sexo do membro da família, ele se distingue por 2 figuras geométricas:

  • O círculo para representar uma mulher
  • A praça para representar um homem.

Mortes

Dentro da figura geométrica, uma cruz é desenhada para indicar visualmente.

Abortos

Dependendo se foi espontâneo ou induzido, é representado por um círculo de cor preta ou simplesmente por uma lâmina.

Gravidez

Eles são representados por um triângulo.

Dados

  • Idade atual ou da morte: escrita em um símbolo de círculo ou quadrado.
  • Nome: ao lado do símbolo.
  • Doenças: se for relevante para o sistema.
Relacionado:  Como o tempo é distribuído em um programa de rádio?

Como é feito um genograma: estudo de caso

Eu recomendo antes de começar a fazê-lo a lápis, caso deseje apagar alguma coisa, já que na primeira vez em que essa tarefa é concluída, é comum cometer erros nos símbolos e linhas ou confundir membros.

Comece desenhando a si mesmo

Como você é quem executa o genograma, deve desenhar-se com uma linha dupla que forma o quadrado se você é homem ou o círculo se é mulher.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 3

Desenhe irmãos

Se você tem irmãos e / ou irmãs, desenhe-os em ordem cronológica ao seu lado e na mesma linha horizontal que você. A ordem cronológica vai da esquerda para a direita, do irmão mais velho ao irmão mais pequeno.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 4

Se houver gêmeos, isso é representado pela formação de um triângulo onde os membros estão localizados nos vértices dele.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 5

Se houver gêmeos, a mesma figura é desenhada, mas sem unir os dois membros.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 6

Desenhe uma linha vertical para cima que saia dos símbolos de cada um de seus irmãos, sem esquecer de desenhar os seus também. Se um desses irmãos não nasceu, sua linhagem é representada descontinuamente.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 4

Pais

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 8

Agora, desenhe uma linha contínua entre eles e também se conecte com todos os seus filhos.

Se eles são casados, a data do casamento indica na linha.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 9

Casais não casados ​​são unidos por uma linha pontilhada; nesse caso, a data em que eles se conheceram ou começaram a viver juntos é indicada.

Se houver mais de um casamento, eles serão colocados em ordem cronológica, colocando o mais antigo à esquerda e o mais recente à direita.

Avós

Mais uma vez, execute o mesmo processo com seus avós. Você pode realizar o genograma até a geração desejada, geralmente isso é feito até a terceira ou quarta geração.

Dados

Agora adicione a cada membro seus dados: idade, nome, doenças …

Programas para fazer genogramas

O genograma pode ser feito manualmente ou por computador, já que atualmente existem programas de computador que podem ajudá-lo a fazê-lo virtualmente.

São os seguintes:

O programa GenoPro, você pode baixá-lo no seguinte link: genopro.com/free

Outro programa que tem um bom resultado ao fazer genogramas e que você pode baixar é o Smartdraw: smartdraw.com

Exemplo de genograma

No exemplo abaixo, o genograma é realizado até a terceira geração. Nesse caso, aspectos relacionais, como triangulação e linhas de características de relacionamento, não são incluídos.

Genograma da família: símbolos, como é feito e exemplo 1

Pedro, um garoto de 20 anos que estuda psicologia, precisa fazer um genograma. Ele mora em casa com seus pais e irmãos. O nome do irmão dele é Juan e ele tem 16 anos. Ela também tem uma irmã chamada Maria, ela tem 28 anos. Ela não é casada, mas mora com seu parceiro, cujo nome é Jose, 29 anos. Maria sofreu recentemente um aborto espontâneo.

Os pais de Pedro se chamam Rosa e Ramón, ambos têm 40 anos. Eles se casaram em novembro de 1988.

Pedro tem 3 tios. Um pela mãe, cujo nome é Antonio e tem 33 anos. Por parte do pai, ele tem um tio e uma tia, Manuel, 35 anos, e Lola, 34.

Os avós paternos de Pedro se chamam Cristina, que tem 60 anos, e Paco, que morreu aos 65 anos no ano passado. Eles se casaram em novembro de 1975

Os avós maternos de Pedro morreram em um acidente de carro anos atrás. Eles foram chamados Juana e Pepe. Quando o acidente aconteceu, eles tinham 69 e 71, respectivamente. Eles se casaram em maio de 1976.

Referências

  1. “Como desenvolver um genograma passo a passo” em: A mente é maravilhosa. Retirado em: 23 de setembro de 2019 de La Mente Es Maravillosa: lamenteesmaravillosa.com.
  2. “Introdução ao genograma” em: GenoPro. Retirado em: 23 de setembro de 2019 de GenoPro: genopro.com.
  3. “Regras para construir genogramas” em: GenoPro. Retirado em: 23 de setembro de 2019 de GenoPro: genopro.com.
  4. “Como criar um genograma rapidamente – tudo o que você precisa saber sobre genogramas” em: EDraw. Retirado em: 23 de setembro de 2019 de EDraw: edrawsoft.com.
  5. “Genograma” em: Wikipedia. Retirado em: 23 de setembro de 2019 da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário