“GHB”: drogas utilizadas pelos estupradores para neutralizar suas vítimas

GHB, ou ácido gama-hidroxibutírico, é uma droga sintética conhecida por seu poderoso efeito sedativo e de diminuição da inibição. Infelizmente, essa substância também tem sido utilizada por criminosos, principalmente estupradores, para neutralizar suas vítimas, facilitando assim a prática do crime. Neste contexto, é importante conscientizar a população sobre os perigos do GHB e como se proteger contra possíveis abusos.

Entenda o que é GHB e suas aplicações na prática médica e recreativa.

O GHB, ou ácido gama-hidroxibutírico, é uma substância química que pode ser encontrada naturalmente* no cérebro humano. Ele é classificado como uma droga depressora do sistema nervoso central e tem sido utilizado tanto na prática médica quanto recreativa. Na medicina, o GHB é utilizado no tratamento da narcolepsia, um distúrbio do sono, e também é usado em casos de cataplexia.

No entanto, o GHB também é conhecido por ser utilizado de forma recreativa, muitas vezes associado ao abuso de drogas. Devido aos seus efeitos sedativos e relaxantes, o GHB pode ser usado indevidamente para causar intoxicação e euforia. Infelizmente, essa substância também tem sido utilizada de forma criminosa por indivíduos inescrupulosos.

Em casos de crimes sexuais, o GHB tem sido utilizado por estupradores para neutralizar suas vítimas, tornando-as vulneráveis e incapazes de se defender. Ao ser administrado sem o conhecimento da vítima, o GHB pode levar a uma perda de consciência e memória, facilitando a prática do crime.

Portanto, é importante estar ciente dos riscos associados ao uso do GHB e denunciar qualquer situação suspeita de abuso dessa substância. A conscientização e a educação são fundamentais para prevenir o uso indevido do GHB e proteger as pessoas de possíveis ataques criminosos.

Entenda o que é GHB, uma droga sintética com efeitos sedativos e alucinógenos.

GHB, também conhecido como ácido gama-hidroxibutírico, é uma droga sintética com efeitos sedativos e alucinógenos. Muitas vezes utilizada de forma ilícita, o GHB é conhecido por ser uma substância perigosa e de alto risco para a saúde.

O GHB é uma substância que pode ser utilizada de diversas maneiras, sendo muitas vezes misturada em bebidas alcoólicas sem o conhecimento da vítima. Uma vez ingerida, a droga pode causar uma sensação de relaxamento e euforia, além de diminuição da inibição e da coordenação motora.

Infelizmente, o GHB também é utilizado por criminosos, principalmente por estupradores, para neutralizar suas vítimas. Por conta dos seus efeitos sedativos, a droga pode deixar a pessoa incapaz de se defender ou de se lembrar do que aconteceu, facilitando assim o ato criminoso.

Portanto, é importante estar ciente dos perigos do GHB e tomar medidas para se proteger contra o seu uso indevido. É fundamental estar atento aos sinais de alerta e denunciar qualquer suspeita de uso da substância para as autoridades competentes.

Relacionado:  Krokodil: os terríveis efeitos desta nova droga perigosa

Entenda o funcionamento do GHB no corpo humano e seus efeitos.

O GHB, ou ácido gama-hidroxibutírico, é uma substância que atua no sistema nervoso central, agindo como um depressor do sistema nervoso. Quando ingerido, o GHB se transforma em ácido gama-hidroxibutirato, que tem a capacidade de atravessar a barreira hematoencefálica e atuar nos receptores GABA do cérebro.

Os efeitos do GHB no corpo humano são diversos e podem variar de acordo com a dose consumida. Em pequenas quantidades, o GHB pode causar relaxamento muscular, euforia e aumento da sociabilidade. No entanto, em doses mais altas, os efeitos do GHB podem ser mais graves, como sedação profunda, confusão mental, perda de coordenação motora e até mesmo coma.

Quando utilizado de forma criminosa, o GHB é conhecido por ser uma das drogas utilizadas por estupradores para neutralizar suas vítimas. Ao ser administrado sem o consentimento da pessoa, o GHB pode causar perda de memória, incapacidade de resistir a agressões e até mesmo paralisia temporária, facilitando assim a prática do crime de estupro.

Portanto, é importante estar ciente dos efeitos do GHB no corpo humano e dos riscos associados ao seu uso indevido. Se você suspeitar que foi vítima de algum tipo de violência sexual envolvendo o GHB, procure ajuda médica e denuncie o crime às autoridades competentes.

Guia prático para utilizar GBL de forma segura e eficiente.

Para utilizar o GBL de forma segura e eficiente, é importante seguir algumas orientações. O GBL é uma substância química que pode ser perigosa se não for utilizada corretamente. Para começar, certifique-se de adquirir o GBL de fontes confiáveis e verificar a sua pureza. Sempre dilua o GBL em água ou outra substância antes de consumir, pois ele pode ser extremamente concentrado e causar danos à saúde.

Além disso, é essencial conhecer a dose adequada para o seu corpo e nunca excedê-la. Evite misturar o GBL com outras drogas ou álcool, pois isso pode aumentar os riscos à saúde. Mantenha-se hidratado e esteja ciente dos possíveis efeitos colaterais, como tonturas, náuseas e sonolência.

Lembre-se de nunca deixar o GBL ao alcance de crianças ou pessoas não autorizadas, pois sua ingestão acidental pode ser fatal. Sempre armazene o GBL em local seguro e longe do calor e da umidade.

Seguindo essas orientações, você poderá utilizar o GBL de forma segura e desfrutar dos seus benefícios de maneira eficiente. Cuide da sua saúde e bem-estar ao utilizar qualquer substância química.

Relacionado:  As 7 drogas mais consumidas no mundo e seus efeitos

“GHB”: drogas utilizadas pelos estupradores para neutralizar suas vítimas

"GHB": drogas utilizadas pelos estupradores para neutralizar suas vítimas 1

O GHB (ou ácido gammahidroxibutírico) é geralmente conhecido pelo nome de êxtase líquido , embora isto não tem nada a ver com o ecstasy (ou MDMA) ou outras substâncias semelhantes a anfetaminas.

O que é o GHB?

Este medicamento, usado por estupradores, é um depressor do sistema nervoso central (SNC) usado nos anos sessenta como anestésico. No entanto, o GHB foi retirado do mercado farmacêutico devido a seus efeitos colaterais. Atualmente é usado no tratamento de algumas doenças como a narcolepsia .

O GHB tem efeitos imprevisíveis em cada pessoa e geralmente é eufórico (em doses baixas) e sedativo (doses altas), o que torna essa substância extremamente perigosa. Por suas características, é utilizado para realizar assaltos ou agressões sexuais, como Rohypnol ou Burundanga (escopolamina), uma vez que anula a vontade do povo e faz dele uma pessoa indefesa.

Geralmente, GHB s e na forma de pó branco ou líquido incolor e inodoro, com um gosto ligeiramente salgada, e é distribuído no mercado ilícito de pequenas ampolas ou frascos que são muitas vezes misturados com alguma bebida. Misturar com álcool é muito perigoso. A principal complicação do consumo de GHB é o envenenamento agudo. Nos últimos anos, houve muitos casos de coma e também mortes por seu uso.

O uso desta droga para cometer violações

Tanto o GHB como o Rohipnol ou o Scopolamine são usados ​​para facilitar as violações feitas durante uma consulta ou para “drogar” a vítima na discoteca e depois abusar dela quando a substância entra em vigor. Como o GHB é uma substância incolor e inodora, é facilmente derramado na bebida da vítima e consumido sem que seja percebido. Quando a droga entra em vigor, incapacita a vítima e a impede de se defender de agressão sexual. Atualmente, o GHB é conhecido como ” viola fácil “.

Portanto, o objetivo do agressor sexual é sedar a pessoa que ele vai abusar sexualmente, diminuir sua resistência ou causar a perda total de consciência da vítima. Como o GHB tem uma vida curta, é difícil encontrar restos em uma amostra de urina se mais de um dia se passou. As vítimas costumam relatar após esse período, pois se sentem envergonhadas e às vezes culpadas pelo que aconteceu.

Efeitos GHB

O GHB é um depressor do sistema nervoso central e é tomado por via oral. Os efeitos começam cerca de 15 minutos após a ingestão e duram 1 a 3 horas . Tal como acontece com o álcool, dependendo da dose produz efeitos diferentes.

No estado sólido, com doses baixas e médias (1-2g), predomina o efeito empático, euforia ou desinibição . Com doses mais altas (2-4g), os efeitos são amplificados, podendo haver descoordenação, distorção visual, relaxamento profundo e tendência a dormência. Isso ocorre porque o GHB se liga a pelo menos dois tipos de receptores neuronais: em doses baixas, se liga ao receptor GHB, que é um excitador, e em altas doses, também se liga ao receptor GABA-B (inibidor), que produz Efeitos sedativos

Relacionado:  O preço da fama: sucesso, saúde mental e vícios

O GHB é especialmente perigoso misturado ao álcool, uma combinação que pode levar ao coma e ser fatal, como foi registrado várias vezes.

O cérebro fabrica GHB

Embora o GHB seja fabricado em laboratório, também é produzido no cérebro (substância endógena). Algumas das concentrações mais altas são encontradas na substância negra, no tálamo e no hipotálamo cerebral.

Muitos cientistas dizem que ele age como um neurotransmissor , e são atribuídas várias funções, como a regulação dos ciclos do sono, temperatura, metabolismo cerebral da glicose, fluxo sanguíneo, memória e controle emocional. Além disso, teria uma ação protetora neurológica contra os efeitos negativos da hipóxia e demandas metabólicas excessivas.

Uso clínico do ácido gama-hidroxibutírico

Embora o GHB tenha sido utilizado como anestésico geral e para o tratamento da insônia ou depressão clínica, atualmente é usado apenas para o tratamento da narcolepsia, uma vez que existe um potencial de abuso e efeitos colaterais graves em seus pacientes. consumo

É comercializado sob o nome de Xyrem e está disponível apenas em farmácias certificadas, sob um programa especial chamado Xyrem Success Program . O medicamento é tomado antes de dormir, pois fortalece o sono profundo e aumenta o sono noturno, enquanto reduz o número de períodos de sono durante o dia, o que melhora os sintomas da narcolepsia.

Outros usos do GHB

Além dos usos acima mencionados, o GHB ainda é usado para outros fins ilegais. Muitos jovens fazem uso recreativo e o consomem em discotecas ou raves. É comumente conhecido como “êxtase líquido” e é comum misturá-lo com álcool. Isso desencadeou vários casos de overdose.

Por outro lado, também é usado por fisiculturistas . Tornou-se muito popular nos Estados Unidos por seu efeito anabólico e “queima de gordura”, uma vez que seu consumo produz um aumento muscular e uma melhor definição, além de um efeito eufórico. GHB aumenta a secreção do hormônio do crescimento . Embora seu consumo tenha sido proibido nos anos 90, ele ainda é vendido ilegalmente. A grande preocupação das autoridades é a venda online.

Aqui está um vídeo sobre o uso do GHB para cometer violações. Dá uma olhada:

Deixe um comentário