Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos

A preparação pode ser definida como auto-limpeza para prevenir doenças e manter a boa saúde.Manter bons hábitos de higiene pessoal é uma das melhores maneiras de prevenir doenças, evitar transmiti-las e manter o corpo externo limpo e arrumado.

A higiene, de acordo com o dicionário da Real Academia Espanhola, é a “parte da medicina que visa preservar a saúde e prevenir doenças”. Seu segundo significado refere-se a “limpeza ou limpeza”.

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 1

Etimologicamente, vem do francês hygiène e este, por sua vez, do grego hygienós, adjetivo derivado da palavra hygíeia que significa “saúde”.

A limpeza e a higiene pessoal estão presentes na história da humanidade desde os tempos antigos. Os banhos eram uma das primeiras formas de higiene pessoal conhecidas, datadas entre os anos 4.000 ou 3.000 aC, e eram comuns em algumas culturas como egípcia, grega, babilônica, indiana ou turca.

No Egito, essa forma de preparação foi combinada com rituais religiosos. Os padres tomavam banho duas vezes por dia. O banho também teve um significado religioso para a cultura indiana, pois se pensava que essa cerimônia servia para atrair bons espíritos.

História

Segundo Victoria Sherrow (2001), os arqueólogos encontraram evidências de que, em culturas como a Mesopotâmia ou a Babilônia, os habitantes ricos incorporavam um quarto em suas casas destinado exclusivamente ao banho. Os pobres também tomavam banho, mas costumavam fazê-lo nos canais e rios.

Sabonetes feitos com gordura animal ou outros óleos foram usados ​​para o ritual do banho. As culturas árabe e grega estavam incorporando fragrâncias e outras substâncias que deixavam um bom cheiro no corpo.

Mais tarde, com a cultura indiana, grega e romana, os banhos públicos se tornariam populares, transformando essa atividade em uma forma de entretenimento para a alta sociedade.

Dessa cultura, pela higiene pessoal, segue-se que a higiene pessoal nem sempre foi usada para prevenir doenças, mas que a limpeza do corpo tem outros atributos culturais.

Os banheiros tinham um senso místico, serviam para se sentir bem consigo mesmo. Era um ato social e ao mesmo tempo íntimo, porque em algumas culturas era praticado em uma sala independente e em outras servia como desculpa para socializar. Por fim, buscou-se um bom odor corporal, conferindo a essa atividade um componente estético.

Notícias e importância

Esses tipos de elementos presentes na higiene pessoal ainda são válidos na cultura atual. Por exemplo, ir bem arrumado é essencial para conseguir um bom emprego e manter boas relações sociais.

Além disso, de acordo com um estudo de Paaschen et al. (2014), o uso de itens de higiene pessoal, como desodorantes ou colônias, pode melhorar a percepção da pessoa, tendo um efeito psicológico positivo.

No entanto, devemos ter cuidado com isso, pois a estética nem sempre está relacionada ao que é saudável ou bom para o nosso corpo. Às vezes, a higiene excessiva também pode levar a infecções ou doenças.

8 hábitos para manter uma boa higiene pessoal

1- Lave as mãos frequentemente

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 2

As mãos são uma das principais fontes ao contrair e espalhar infecções. É muito importante tomar algumas medidas preventivas de higiene, lavando as mãos adequadamente antes de comer ou depois de usar o banheiro. Este banheiro deve ser aumentado quando estamos doentes ou quando entramos em contato com alguém que está doente.

De acordo com a organização Globalhandwashing, mais de um milhão de crianças morrem a cada ano de doenças como pneumonia ou diarréia, doenças que podem ser evitadas com uma boa higiene das mãos.

Relacionado:  Prevenção de acidentes domésticos: 10 dicas práticas

Lavar as mãos com sabão é uma maneira fácil de prevenir infecções e um método barato e acessível para todos.

É importante lavar as mãos corretamente. Dou como exemplo o procedimento estabelecido por uma agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, a Organização dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Esta organização diz que existem vários momentos importantes nos quais você deve lavar as mãos, além dos mencionados acima. Por exemplo, ao acariciar um animal, antes, durante e depois de cozinhar ou ao tocar no lixo.

O processo adequado para lavar as mãos de acordo com o CDC é dividido em quatro etapas:

  1. Molhe as mãos com água limpa, quente ou fria, feche a torneira e aplique sabão.
  2. Esfregue as mãos com sabão, espumando, juntando palma com palma e depois nas costas da mão, bem como entre os dedos e as unhas. Esse processo deve levar pelo menos 20 segundos.
  3. Lave as mãos em água corrente.
  4. Seque as mãos com uma toalha de papel ou debaixo de um secador.

A higiene das mãos não é apenas muito importante nas atividades diárias, mas cada vez mais protocolos e políticas para estender a boa higiene dessa parte do corpo entre os profissionais de saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, milhares de pacientes morrem diariamente de infecções resultantes do tratamento de profissionais da saúde.

Além de água e sabão, há um desinfetante à base de álcool que a pele absorve sem ser enxaguada. Esses desinfetantes são muito úteis para levar para a rua ou para algum lugar onde não haja banheiro nas proximidades. No entanto, o método mais útil ainda é o método tradicional, pois essa substância não elimina todos os tipos de germes.

2- Mantenha a pele limpa e hidratada

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 3

Para ter uma boa higiene corporal, é aconselhável tomar banho uma vez por dia. Embora se acredite frequentemente que o chuveiro é o melhor remédio para manter uma boa higiene, ele deve ser tomado com cautela, pois existem alguns hábitos que podem prejudicar a saúde de nossa pele.

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, crianças de 6 a 11 anos não precisam tomar banho diariamente, embora pelo menos uma ou duas vezes por semana e quando suam ou se sujam devido à atividade física ou nadam em algum lugar público

É na adolescência quando o ritual de um banho diário é estabelecido. Embora essa atividade geralmente traga muitos benefícios psicológicos, não é muito para a nossa pele se os produtos certos não forem usados.

Muita higiene, os componentes químicos dos produtos ou uma temperatura da água muito alta podem incentivar o aparecimento de doenças da pele, como pele seca ou dermatite atópica.

Produtos de limpeza ou sabonetes neutros ajudam a manter o pH da pele melhor que o sabão. O importante, de acordo com a Academia Americana de Dermatologia, é que os sabonetes usados ​​não contenham álcool ou qualquer tipo de fragrância.

Após o banho, é muito importante secar bem com uma toalha e lavá-la com frequência para evitar o aparecimento de fungos devido à umidade acumulada.

Por fim, é muito importante manter a pele hidratada com cremes ou loções, no caso de quem sofre de pele seca até duas ou três vezes ao dia.

Outros conselhos dados pela Academia Americana de Dermatologia são os cuidados com a pele dos lábios e mãos, com o uso de vaselina e luvas, respectivamente.

3- Escove os dentes corretamente

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 4

A boca é uma das partes que causa mais sensação de boa ou má higiene nos outros. Uma boca mal mantida pode levar a cáries, perda de dentes, mau hálito ou doenças como periodontite.

Relacionado:  Como parar de beber cerveja em 5 etapas práticas

É aconselhável escovar os dentes duas ou três vezes ao dia, após cada refeição e principalmente pela manhã e antes de dormir, pois durante a noite a atividade bacteriana é mais prolongada. Esse processo deve ocorrer 20 ou 30 minutos após a ingestão de alimentos e deve durar cerca de três minutos.

Dr. Bonner, na The Oral Health Bible, entende que uma escova de dentes elétrica é mais eficaz do que uma escova de dentes manual.

Outro elemento que não deve ser esquecido é escovar a língua, as bactérias também se acumulam aqui.

4- Cuide bem dos seus pés

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 5

A limpeza e o cuidado diário dos pés são muito importantes, principalmente para diabéticos que, dessa forma, podem prevenir o aparecimento de úlceras nos pés. Embora aqueles que sofrem desta doença devam sempre consultar um médico.

Algumas etapas para a limpeza adequada dos pés são:

  • Lave os pés diariamente com água e sabão, afetando o espaço entre os dedos.
  • Seque bem os pés com uma toalha, insistindo novamente entre os dedos para evitar o aparecimento de rachaduras.
  • Hidratar adequadamente os pés, neste caso, não aplique o creme entre os dedos.
  • Use sapatos confortáveis ​​e adequados ao formato do nosso pé.

Também é aconselhável evitar andar descalço em locais públicos, como piscinas municipais ou banheiros comuns, para evitar o aparecimento de fungos.

5- Sua higiene íntima deve ser adequada

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 6

Manter uma boa higiene nas partes genitais, não apenas evita o mau cheiro, mas também infecções por fungos, especialmente no caso das mulheres.Além disso, uma boa limpeza íntima é essencial quando se trata de fazer sexo.

Homens e mulheres devem trocar de roupa com frequência e lavar a área íntima diariamente. A roupa mais aconselhável é o algodão.No caso das mulheres, a candidíase é frequente, por isso é muito importante o uso de sabonetes especiais.

A vagina não deve ser lavada mais de duas vezes ao dia e deve ser seca, sem esfregar, de frente para trás para evitar infecções por bactérias como Escherichia coli , presentes no ânus e nas fezes.

As medidas de higiene devem ser aumentadas durante a menstruação com uma troca frequente de absorventes ou tampões. Também não é aconselhável abusar do uso de absorventes higiênicos ou lamínula protegida, pois eles promovem infecções de urina e candidíase vaginal.

Por sua vez, os homens devem ter um cuidado especial com a sujeira que se acumula na glande.

6- Tenha um cabelo saudável, limpo e brilhante

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 7

O cabelo deve ser lavado duas ou três vezes por semana. Também deve ser lavado diariamente no caso de pessoas com couro cabeludo oleoso ou de praticantes de esportes ou suores excessivos.

No caso de cabelos secos, é aconselhável usar óleos e máscaras para hidratar os cabelos.É aconselhável cortar o cabelo com freqüência para garantir um crescimento forte e saudável do cabelo, impedindo que ele se torne quebradiço.

As crianças devem ser monitoradas especialmente, para evitar a propagação dos piolhos ou tratá-los a tempo.

7- Use roupas limpas

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 8

A roupa é como outra camada de pele que também acumula bactérias, tanto do nosso corpo quanto do lado de fora.Além de roupas íntimas, que devem ser trocadas diariamente, é aconselhável trocar de roupa com frequência, principalmente após o banho.

Relacionado:  Síndrome de Waardenburg: sintomas, causas, tratamento

Isso, além de fazer você se sentir melhor, evita infecções causadas por bactérias que podem acumular roupas. A mudança deve ser mais frequente no verão, pois você transpira mais. No que se refere ao suor, é bom que sejam roupas respiráveis, principalmente calçados.

8- Preste atenção aos seus cuidados pessoais

Higiene pessoal: 8 hábitos de higiene em crianças e adultos 9

Com cuidados pessoais, quero dizer unhas bem cortadas, limpeza adequada depois de usar o banheiro e limpeza da área facial.Ao cortar as unhas, lembre-se de algumas dicas:

  • Corte as unhas dos pés retas, nunca arredondadas para permitir que a nova unha cresça bem.
  • Não fique muito perto da pele, evitando cortes desnecessários.

Ao falar sobre a limpeza do rosto, novamente você deve levar em consideração o tipo de pele, sensível, seca ou com acne.Hoje existem muitos produtos diferentes para obter uma limpeza mais completa da área facial.

Cuidados especiais devem ser tomados com o nariz, que deve ser limpo com freqüência, principalmente quando há presença de muco.A melhor maneira de lavar o nariz é com a mistura de água e sal ou com soro fisiológico.

Outra parte importante são os ouvidos, a maneira mais aconselhável são as gotas ou consulte um especialista se houver muita cera, mas nunca introduza paus.

Os olhos são limpos com lágrimas, embora exista uma grande diversidade de colírios para combater a secura de maneira complementar. De qualquer forma, o sabão nunca deve ser introduzido no órgão ocular. Se isso acontecer acidentalmente, lave com água em abundância.

Por fim, o barbear e a depilação são dois elementos estéticos que afetam a sensação de higiene pessoal, embora seja necessário um cuidado especial com a depilação genital, pois pode afetar doenças como o Papilomavírus Humano.

Referências

  1. Smith, V. Limpo: Uma História de Higiene Pessoal e Pureza , Oxford University Press.
  2. Sherrow, V. (2001) For Appearance ‘Sake. A Enciclopédia Histórica de Boa Aparência, Beleza e Aparência . Estados Unidos, Oryx Press.
  3. Van Paaschen, J., Walker, SC, Phillips, N., Downing, PE, Tipper, SP (2015). O efeito da higiene pessoal na imagem corporal percebida por você. International Journal of Cosmetic Science, 37 (1): 108-115. 2017, 15 de janeiro do banco de dados Medline.
  4. Christensen, GJ. (1998) Por que limpar sua língua? O Jornal da American Dental Association. 129, 11, 1605-1607. 2017, 15 de janeiro de ScienceDirect.
  5. Uma higiene diária melhorada dos pés pode reduzir a probabilidade de úlceras em pessoas com diabetes (2011). Padrão de enfermagem 26,6, 17-17, 15 de janeiro do banco de dados Pubmed.
  6. Rose, J., Martorana, V. (2011) O livro do pé: um guia completo para pés saudáveis. Baltimore, Imprensa da Universidade John Hopkins.
  7. Surber, C., Elsner, P., Farage, MA. (2011) Aplicações tópicas e a mucosa [Resumo]. Problemas atuais Dermatologia. 40, 107-115, 15 de janeiro de 2017 do banco de dados Pubmed.
  8. Schmidtberger L, Ladizinski B, Ramirez-Fort MK (2014) Cera, cera: limpeza dos pelos pubianos e possíveis complicações. JAMA Dermatol ; 150: 122-122. , Google Scholar.
  9. Veraldi, S., Nazzaro, G., Ramoni, S. Remoção de pêlos pubianos e molusco contagioso (2016). Revista Internacional de DST e AIDS . 27, 8: 699-700, 2017, 16 de janeiro de Pubmed.
  10. Guaschino, S., Benvenuti, C., SOPHY Study Group (2008) Projeto SOPHY: um estudo observacional do pH vaginal, estilo de vida e higiene íntima correta em mulheres de diferentes idades e condições fisiopatológicas. Parte II Minerva Ginecologica , 60 (5): 353-362, 2017, 16 de janeiro de Pubmed.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies