Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo

A indecisão é a incapacidade de escolher decisivamente entre várias alternativas. Isso causa um sentimento de desconforto que dura ao longo do tempo até que uma decisão seja tomada.

Hoje você terá centenas de opções, muitas que podem levar você a se sentir mal, triste ou preocupado. Essa indecisão é uma das causas da infelicidade. De fato, há psicólogos que declararam que não somos felizes por causa de todas as opções que temos e sobre as quais temos que decidir.

Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo 1

Talvez se você tivesse menos opções, poderia ser mais feliz. No entanto, na minha opinião, é bom ter opções e quanto mais, melhor. O principal é não se confundir e saber colocar a variedade a seu favor.

Aqui estão alguns exemplos de situações que podem levar à indecisão:

  • Ter que escolher entre um diploma universitário ou outro.
  • Ter que escolher se aceita ou não um emprego.
  • Aceite uma proposta de casamento ou não.
  • Decida se aceita um contrato comercial.
  • Decida se deve ou não ter um filho.

No entanto, para algumas pessoas, o estado de indecisão é frequente e mesmo em situações cotidianas:

  • Ter que escolher o que vestir para sair.
  • Escolha o que comer.
  • Escolha qual produto comprar de todas as opções.
  • Escolha o filme para ver se você vai ao cinema.
  • Escolha se aceita ou não um convite para uma festa.

É nesses últimos casos de indecisão crônica quando há um problema real.

Não existe ser humano mais infeliz do que aquele em que nada é habitual, exceto a indecisão. William James.

Indecisão é muitas vezes pior do que um mau desempenho. – Henry Ford.

Por que algumas pessoas estão indecisas?

É geralmente devido ao medo de tomar uma decisão incorreta.

Pensamentos como: E se eu cometer um erro? E se piorar depois? E se eu não puder voltar mais tarde e escolher a outra opção?

O perfeccionismo é outra causa, pois tende a pensar qual opção levará ao resultado perfeito, o que evitará erros.

Outras razões são:

  • Falta de auto-estima
  • Estresse
  • Procure a aprovação de outros.
  • Falta de aprendizado: em algumas crianças, os pais tomam todas as decisões e, quando a maturidade chega, o adulto aprendeu que é melhor permanecer indeciso, sem desenvolver habilidades de tomada de decisão.

O que torna uma pessoa determinada?

Em geral, na sociedade você admira pessoas determinadas, que tomam decisões sem dançar.

Eu diria que uma pessoa está determinada se:

  • Tome decisões importantes depois de pensar bem nas conseqüências ou mesmo tendo crescido pessoalmente e se conhecido melhor. Por exemplo: escolhendo uma carreira ou outra, políticas estaduais, políticas da empresa …
  • Tome decisões sem importância rapidamente e sabendo que elas não terão consequências negativas. Por exemplo: escolha um produto ou outro, escolha que roupa usar, assista a um filme ou outro …

No primeiro caso, é necessário refletir e pensar sobre as conseqüências, prós e contras, porque a escolha terá consequências para você ou outras pessoas.

No segundo caso, sua decisão terá consequências mínimas e sem importância.

Portanto, não se trata de escolher o que fazer impulsivamente e sem pensar. Às vezes você precisa refletir e, quando chegar a hora, a decisão será tomada.

Relacionado:  Sugestão automática positiva: 9 truques para usar

É sempre ruim sentir indecisão?

Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo 2

Na realidade, a indecisão nem sempre é negativa.

Duvidar pode ser um sinal de que você deve tomar seu tempo para tomar decisões, que se preocupa com o resultado e isso faz você pensar em consequências, prós e contras.

Você pode duvidar de se sentir bem. Seria um estado em que você pensaria: “escolher entre o meu emprego atual ou o que me é oferecido é complicado, tenho que pensar sobre isso, embora, de qualquer forma, seja bom poder escolher”.

Além disso, e como afirma o cientista social Daniel Newark, a indecisão pode se tornar um espaço para esclarecer nossas crenças e valores e facilitar o desenvolvimento da identidade pessoal.

Por outro lado, algo importante não é manter o estado de indecisão para sempre, mas estabelecer um limite no qual uma opção ou outra é escolhida.

Quando a indecisão é negativa é quando é crônica e quando causam sentimentos de desconforto.

Por que é importante ser decidido?

Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo 3

A indecisão pode ter consequências negativas para várias áreas da vida:

  • Liderança: Se você é o líder de uma equipe de trabalho, terá que estar constantemente tomando decisões e indo bem e ser determinado reforçará sua liderança.
  • Bem-estar e saúde: pesquisas como essa indicaram que a indecisão pode levar a sintomas depressivos.
  • Oportunidades passam: se você não tomar decisões com rapidez suficiente, é possível que alguma boa oportunidade passe e você não a tome. A sorte é a preparação, além de aproveitar as oportunidades.
  • Produtividade: aprender a decidir o que fazer durante o dia permitirá que você seja mais produtivo e obtenha o máximo de benefícios pelo tempo gasto. Decidir o que gastar seu tempo é realmente importante.
  • Estresse: o sintoma mais desconfortável e mais comum é provável em pessoas indecisas. Você toma uma decisão após longos momentos de indecisão podem ser terrivelmente libertadores.
  • Não ter controle de sua vida: se você decidir não, outras pessoas tomarão as decisões por você, não com as quais você é feliz.
  • Pode levar a sentimentos de baixa auto-estima.

Como superar a indecisão?

Indecisão: 11 dicas importantes para superá-lo 4

Seu estado de indecisão pode ser resolvido mudando sua maneira de pensar e com seu comportamento.

Obviamente, e como em tudo, quanto maior a sua dificuldade em tomar decisões, mais você terá que fazer um esforço.

1-Qual a importância do resultado?

-Quando seus valores são claros para você, tomar decisões se torna mais fácil.-Roy E. Disney.

Quando você começa a duvidar, sem saber o que fazer, pergunte-se: qual a importância do resultado?

Se for de pouca importância, como escolher o que a comida pode levar de um supermercado, você deve tomar uma decisão sem demorar muito tempo.

Segundo a pesquisa científica, as pessoas são preditores fracos do que nos faz felizes.

Você pode pensar que certos eventos arruinarão sua vida – uma doença, ficar sem trabalho, não ter um parceiro – no entanto, raramente obtemos sucesso. Por outro lado, o que você acha que o fará feliz – dinheiro, tenha um parceiro, tenha uma casa enorme – provavelmente não o fará feliz.

O que quero dizer é que você não pode prever o futuro. Você sempre corre o risco de estar errado. Portanto, a coisa mais inteligente é escolher o que se alinha com seus valores e você acha que isso o aproxima mais da pessoa que você deseja ser.

Relacionado:  Método SCAMPER: como é aplicado, verbos e exemplos

Sua felicidade futura será decidida pelo seu “futuro eu” e não pelo seu “eu agora”. É claro que as decisões que você toma agora influenciam seu futuro, portanto você terá que tomar o que acha que terá um resultado melhor no futuro e mais adequado aos seus valores.

Que decisão está alinhada com a pessoa que você deseja se tornar e com seus valores?

2-Aceitar responsabilidade

Há pessoas que estão indecisas em evitar assumir a responsabilidade por seus erros.

É muito mais comum do que você pensa.

Nenhuma decisão é perpétua, quase tudo pode ser revertido e assumir a responsabilidade fará com que você cresça como pessoa.

3-Livre-se da perfeição e aceite erros

-Nenhuma decisão que possamos tomar que não venha com algum tipo de equilíbrio ou sacrifício.-Simon Sinek.

O medo do fracasso, de cometer erros, cometer erros ou parecer tolo para os outros pode ser imobilizador.

Por outro lado, erros ou falhas não são definitivos, são simplesmente resultados com os quais você aprende.

O verdadeiro erro é que você não aprende e a única falha é não tentar mais.

Além disso, geralmente acreditamos que, ao escolher algo, temos muito a perder. No entanto, em muitos casos, não é assim. Além disso, provavelmente há mais a ganhar.

Em muito poucas ocasiões vitais, você terá que escolher algo que não pode corrigir.

Se você escolher um emprego ruim, poderá sair; se você compra um carro ruim, pode devolvê-lo; se você não gosta de um vestido, pode devolvê-lo; Se você não conseguir, terá mais chances de acertar.

Uma vida de erros é muito melhor do que uma de procasting.

4-Confie na sua intuição

-Uma boa decisão é baseada no conhecimento e não nos números.-Platão.

3 – A tomada de decisão realmente bem-sucedida está no equilíbrio entre o pensamento deliberado e o intuitivo. – Malcolm Gladwell.

O especialista Malcolm Gladwell afirma em seu livro Blink que não confiar na intuição pode resultar em consequências negativas.

De fato, a intuição é baseada cientificamente e é uma fonte de conhecimento proveniente da experiência.

Em Pense rápido, pense devagar , Kahnem afirma que a intuição pode ser confiável quando nos encontramos em situações que experimentamos em outros tempos e que são semelhantes.

Por exemplo, alguns bombeiros sabem quando o chão vai desmoronar porque sofreram a situação de um deslizamento de terra muitas vezes. Eles aprenderam inconsistentemente quais sinais indicam que o solo cairá e sua intuição captura esses sinais em situações semelhantes.

5-Não decidir nunca salvará você das eleições

-Não decidir é decidir-Harvey Cox.

Se você não decidir, outros o farão por você ou sua vida será guiada pelo medo.

Em qualquer caso, você seguirá o caminho de uma eleição, tomada por você ou por outra pessoa. Você sempre terá que fazer escolhas.

Não poder escolher seria não ter liberdade.

Portanto, escolha as opções desejadas, mais ponderadas, mais importantes elas são e sem medo de cometer erros.

Não se esqueça: as indecisões se tornam decisões ao longo do tempo.

Relacionado:  Como vencer o medo do fracasso em 9 etapas

6-Pense em si mesmo e não se preocupe com o que os outros vão pensar

5 – Um homem sábio toma suas próprias decisões, um homem ignorante segue a opinião do público. – Grantland Rice.

Você frequentemente terá uma decisão clara, mas estará pensando em como os outros reagirão.

Se a decisão não machuca ninguém e é a que você deseja tomar, não precisa se preocupar com a opinião dos outros.

7-Adote a filosofia do aprendizado constante

As boas decisões provêm da experiência e a experiência advém de más decisões.

Se você pensar bem, cometer erros é uma maneira de aprender.

Portanto, a tomada de decisões, mesmo que você cometa erros, o levará a aprender quais decisões estão corretas.

8-Priorizar

Você realmente sabe o que quer? Se você tiver prioridades, custará muito menos para você escolher.

Se, por exemplo, você tem a família como prioridade, você escolhe estar com ela em 5 segundos, em vez de ir a uma festa de trabalho.

As prioridades dependerão dos seus valores. Para estar ciente deles, reflita sobre o que o faz feliz e o que o fará feliz no futuro.

9-Construa sua auto-estima

Você pode estar pensando em se inscrever para aulas de tênis e custa para você tomar a decisão.

Talvez você pense que não tem a capacidade de praticar esse esporte, mesmo que pratique.

Ter alta auto-estima o ajudará muito na tomada de decisões.

10-Há mais arrependimento por inação do que por ação

O risco de uma decisão incorreta é preferível ao terror da indecisão. Maimonides.

Muitas vezes, as pessoas sentem mais pena do que não fizeram (ações que poderiam levar a resultados positivos) do que pelo que fizeram.

Parece uma tendência natural a se arrepender por não ter tomado ações que poderiam nos beneficiar de uma maneira ou de outra.

11-Não seja impulsivo

-Nunca corte uma árvore no inverno. Nunca tome uma decisão negativa nos momentos mais baixos. Nunca tome suas decisões mais importantes quando estiver de mau humor. Espera Seja paciente. A tempestade vai passar. A primavera chegará. – Robert H. Schuller.

Uma decisão antiética pode fazer com que alguém se machuque e levar você a se arrepender ou se arrepender.

Como eu disse antes, em situações cotidianas que não têm conseqüências importantes, você pode escolher rapidamente, mas em situações importantes é melhor refletir sobre consequências, prós e contras.

12-Lute por sua decisão de ser a certa

-Às vezes você toma a decisão certa, às vezes você toma a decisão correta.-Phil McGraw.

Por exemplo, na questão do empreendedorismo e da abertura de novos negócios, a idéia não importa tanto, mas implementá-la bem, trabalhar e desenvolver bem um projeto.

Portanto, não dependeria muito da escolha ou não de uma ideia de negócio, mas de que funcionou bem no processo de implementação.

É o mesmo com as decisões da vida cotidiana. Às vezes, você pode tomar uma decisão, mas se não tiver a atitude necessária, isso levará você a erro ou a não atingir seus objetivos.

Se precisar de inspiração, você pode usar qualquer uma dessas frases sobre decisões.

E o que você acha? Por que você acha que custa às pessoas serem mais determinadas? Você está determinado?

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies