Instituições políticas: objetivos, características e funções

Instituições políticas são as organizações que projetam, regulam e monitoram as normas de coexistência política de um país ou região.O serviço público que deriva dessas instituições visa garantir comportamentos e costumes elementares para uma sociedade.

Uma instituição é uma entidade que regula aspectos fundamentais da vida coletiva. A instituição sobrevive aos homens que a habitam a qualquer momento. É uma entidade autônoma, através da qual o agregado humano é transformado em uma comunidade de atuação.

Instituições políticas: objetivos, características e funções 1

Entre as principais funções das instituições políticas está a criação de estruturas e mecanismos que regulam a ordem social. Eles se alimentam de abordagens e teorias das ciências sociais, como antropologia, sociologia, filosofia, psicologia, ciência política e economia.

As instituições políticas caracterizam-se por serem transcendentes, duradouras, estáveis ​​e proporcionam continuidade legal em uma sociedade. Eles são uma individualidade da expressão coletiva de uma população que se sobrepõe aos interesses do território e dos cidadãos acima de tudo.

É um assunto elementar de estudo para as ciências jurídicas, uma vez que a lei intervém na elaboração de regras de uma sociedade.

Para Jaime Eyzaguirre, uma das realizações mais importantes do “homo sapiens” é a construção de um sistema político que administra a coexistência de seres humanos através de instituições de ordem.

Objetivo das instituições políticas

A ordem social e a justiça são um dos objetivos perseguidos por essas instituições em todas as sociedades. Todo regime político, seja democrático ou ditatorial, procura preservar a ordem por meio de suas instituições políticas, coercitivas e legais. No entanto, seu mecanismo operacional é modificado em cada empresa.

Segundo a Unesco em 1948, “as instituições políticas estão relacionadas aos aspectos de orientação e busca da estabilidade social da sociedade, a fim de preservar sua evolução”.

O novo constitucionalismo define instituições políticas como o andaime jurídico-político no qual a vida de um país é sustentada. Estes, por sua vez, são constituídos por um conjunto de normas e valores que são leis do sistema político.

Relacionado:  O que são custos históricos e padrão?

Características das instituições políticas

Participação efetiva

Uma das funções das instituições políticas contemporâneas é garantir que os cidadãos a quem eles protegem participem efetivamente das decisões, independentemente de sua forma. Esse aspecto confere legitimidade a toda instituição.

Liberdade de expressão

As instituições garantem que os cidadãos possam expressar sua opinião livremente por qualquer meio. No entanto, essa liberdade é penalizada em alguns países quando a liberdade de expressão é usada para instigar o ódio, a guerra, o racismo ou a xenofobia.

Informação alternativa

A liberdade de informação é o direito da mídia de transmitir notícias gratuitamente, sem restrições ou ameaças. O fato da pesquisa jornalística procura ter cidadãos informados, uma opinião pública fundamentada e alcançar uma sociedade mais transparente.

Autonomia para associar

A livre associação com objetivos políticos, sociais, profissionais ou qualquer outro objetivo é uma das condições essenciais que as instituições políticas devem garantir.

Desde que cumpram as leis e não procurem promover mudanças profundas por meio de ações violentas.

Inclusão cidadã

Todos os atores da sociedade são iguais para as leis, ninguém pode ser excluído de seus direitos por pensar de maneira diferente. As instituições políticas garantem o estabelecimento de um regime que garanta igualdade e justiça a todos os habitantes.

As características das instituições políticas modernas estão intimamente ligadas às noções de democracia, uma vez que a ordem democrática é aquela que fornece à sociedade níveis mais altos de tolerância e regulação da vida política.

Funções

Condicionar e regular a vida política

Partindo dos preceitos de igualdade, justiça e justiça, as instituições políticas têm a principal função de condicionar a vida política de um país, a fim de alcançar uma ordem cada vez mais estável, plural e democrática.

Relacionado:  O que são protótipos de texto?

Cumprir os objetivos propostos

Traçar os planos diretores no desenvolvimento da coexistência, economia, política, social e garantir sua efetiva conformidade ao longo do tempo.

Satisfazer as necessidades sociais

Em todas as sociedades existem setores vulneráveis, é função das instituições públicas procurar um mecanismo para que todos os habitantes de um país ou região possam atender às necessidades básicas e, assim, ter uma vida decente.

Exercer controle social

O controle social é entendido como o sistema de normas que regulam a vida de uma nação e as instituições com poderes para restaurar a ordem em qualquer circunstância.

O filósofo francês Michel Foucault, em seu trabalho de cúpula “vigie e castigue “, diz que a pessoa encarregada de exercer controle social é o Estado e compara o trabalho do Estado com um ” panóptico” que garante a punição efetiva daqueles que violam as regras da coexistência.

Exemplos de instituições

  • Chefe de Estado : pode ser o presidente da república ou o rei, dependendo da forma de governo.
  • Chefe de governo : O presidente. Isso é conhecido como ramo executivo.
  • Tribunais Gerais : É composto pelos deputados e senadores do congresso. É conhecido como poder legislativo.
  • Tribunais de justiça : cujos principais representantes são juízes e magistrados. Este é o judiciário.

Saldo das instituições públicas

Na Espanha, essas quatro instituições são os principais reguladores da vida nacional. No entanto, de país para país a conformação das instituições públicas varia, embora o objetivo seja o mesmo: preservar a ordem social e a convivência democrática.

Para Thomas Hobbes, o Estado é um ” leviatã ” que o homem criou para preservar a paz e voluntariamente submeter-se ao controle de sua natureza autodestrutiva. As instituições públicas evitaram guerras civis, confrontos e grandes problemas em todas as sociedades.

Relacionado:  Links temporais: definição e exemplos

De qualquer forma, as instituições políticas são o órgão que reduz o risco social e busca manter a ordem para um desenvolvimento harmonioso dos diferentes componentes da sociedade.

Referências

  1. Araujo, j. (2016) Instituições políticas . Recuperado de: monografias.com.
  2. Colaboradores da Wikipedia (2017) Instituições políticas . Recuperado em: wikipedia.org.
  3. Enciclopédia Virtual (2015) Glossário de conceitos políticos comuns : Instituição política . Recuperado de: eumed.net.
  4. Eyzaguirre, J. (2004) História das instituições políticas e sociais . Publicação Universitária. Santiago do Chile.
  5. Foucault, M. (1975) Assista e castigue . Editorial do século XXI. México
  6. Hobbes, T. (1651) The Leviathan . Aliança Aliança. Espanha
  7. Sánchez, C. (1962) Instituições políticas em História Universal : evolução dos sistemas de governo até a República Democrática do nosso tempo. Editorial bibliográfico. Argentina
  8. Valderrama, D; Lasso, P. (1645 ) Instituições políticas . Editorial Tecnos. Madrid

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies