Inteligência cinestésica: características e exemplos

A inteligência cinestésica é uma das múltiplas inteligências propostas por Howard Gardner em sua teoria das inteligências múltiplas. Caracterizada pela capacidade de se movimentar com habilidade e coordenação, essa inteligência envolve a capacidade de controlar os movimentos do corpo e de manipular objetos com destreza. Neste contexto, a pessoa com inteligência cinestésica geralmente aprende melhor por meio da prática e da experimentação física. Alguns exemplos de indivíduos com essa inteligência são atletas, bailarinos, cirurgiões e artesãos.

Características de uma pessoa corporal-cinestésica: o que define esse tipo de indivíduo?

Uma pessoa corporal-cinestésica é aquela que possui uma inteligência cinestésica bem desenvolvida. Esse tipo de indivíduo se destaca pela sua capacidade de se movimentar e se expressar através do corpo, sendo extremamente hábil em atividades físicas e práticas.

Uma das principais características de uma pessoa corporal-cinestésica é a sua habilidade em aprender de forma prática e hands-on. Elas aprendem melhor quando estão em movimento, experimentando e fazendo, em vez de apenas ouvir ou ler. Além disso, essas pessoas costumam ter uma ótima coordenação motora e uma sensibilidade aguçada em relação ao próprio corpo.

Outra característica marcante é a facilidade em se expressar através de gestos, posturas e movimentos corporais. Essas pessoas tendem a ser mais expressivas e comunicativas através do corpo do que da fala. Além disso, costumam ter uma forte ligação com a natureza e uma grande conexão com o ambiente ao seu redor.

Alguns exemplos de atividades em que uma pessoa corporal-cinestésica se destaca são dança, esportes, artes marciais, teatro, yoga e qualquer outra atividade que envolva movimento e coordenação. Essas pessoas costumam se destacar nessas áreas devido à sua habilidade natural em se movimentar e se expressar através do corpo.

Essas características fazem com que esses indivíduos se destaquem em atividades físicas e práticas, sendo verdadeiros mestres do movimento e da expressão corporal.

Identificando sinais de inteligência corporal-cinestésica em si mesmo: veja se você se encaixa!

A inteligência corporal-cinestésica é um dos tipos de inteligência propostos por Howard Gardner, que se refere à habilidade de usar o corpo de forma habilidosa para resolver problemas ou criar produtos. Se você quer descobrir se possui sinais dessa inteligência, observe alguns indicadores em si mesmo.

Um dos principais sinais de inteligência corporal-cinestésica é a coordenação motora desenvolvida. Se você é bom em atividades que envolvem movimentos corporais, como dança, esportes ou artes marciais, pode ser um indício dessa inteligência. Além disso, se você tem facilidade em aprender novas habilidades práticas, como tocar um instrumento musical ou consertar objetos, isso também pode ser um sinal.

Outro aspecto a se observar é a capacidade de expressar emoções através do corpo. Pessoas com inteligência corporal-cinestésica tendem a ser mais expressivas, utilizando gestos e movimentos para comunicar sentimentos. Se você se identifica com essa característica, pode ser um indicativo dessa inteligência.

Além disso, a sensibilidade ao espaço e ao ambiente ao seu redor também é um sinal de inteligência cinestésica. Se você tem facilidade em se orientar em novos lugares, percebe detalhes do ambiente que passam despercebidos pelos outros ou tem um bom senso de equilíbrio e coordenação, essas são características desse tipo de inteligência.

Por fim, a capacidade de aprender fazendo e a necessidade de movimento constante também são indicativos de inteligência corporal-cinestésica. Se você prefere aprender realizando atividades práticas em vez de apenas ouvir ou ler, e se sente inquieto quando precisa ficar parado por muito tempo, esses são sinais de que essa inteligência pode estar presente em você.

Relacionado:  Coexistência saudável: características, objetivo, valores, normas

Características da inteligência musical: o que define esse tipo de inteligência?

A inteligência musical é um dos tipos de inteligência propostos pela teoria das inteligências múltiplas de Howard Gardner. Ela é definida pela capacidade de perceber, discriminar, transformar e expressar formas musicais. As características desse tipo de inteligência incluem sensibilidade ao ritmo, melodia e harmonia, habilidade para reconhecer padrões musicais, facilidade para tocar instrumentos musicais e criatividade na composição de músicas.

Indivíduos com inteligência musical costumam ter um forte senso de harmonia e uma capacidade natural para se envolver e se expressar através da música. Eles geralmente têm facilidade para aprender a tocar instrumentos musicais e para compor suas próprias músicas. Além disso, possuem uma sensibilidade aguçada para nuances musicais, como variações de ritmo e tonalidade.

Essas pessoas tendem a se destacar em áreas relacionadas à música, como composição, performance, produção musical e ensino de música. Elas podem encontrar satisfação e realização pessoal ao se envolver em atividades musicais e ao compartilhar sua paixão pela música com os outros.

Indivíduos com esse tipo de inteligência são capazes de se destacar em áreas relacionadas à música e encontrar realização pessoal através de sua paixão pela música.

Entenda o conceito de atividade cinestésica e sua importância no desenvolvimento motor.

A inteligência cinestésica refere-se à capacidade de usar o corpo de forma eficaz e expressar-se através do movimento. Essa habilidade envolve a coordenação motora, a consciência do corpo e a capacidade de controlar os movimentos de forma precisa. A atividade cinestésica é fundamental para o desenvolvimento motor, pois contribui para a melhoria da coordenação, equilíbrio, agilidade e força física.

Quando uma pessoa possui uma boa inteligência cinestésica, ela é capaz de aprender melhor através da prática, da experimentação e da manipulação de objetos. Essas pessoas costumam ser habilidosas em atividades físicas, dança, esportes e outras áreas que envolvem o movimento corporal. Além disso, a inteligência cinestésica está relacionada à capacidade de expressar emoções e sentimentos através do corpo, como na dança, no teatro e em outras formas de arte que envolvem o movimento.

É importante ressaltar que a inteligência cinestésica não se limita apenas ao aspecto físico, mas também está ligada ao desenvolvimento cognitivo. Estudos mostram que o movimento e a atividade física ajudam a estimular o desenvolvimento do cérebro, melhorando a concentração, a memória e a capacidade de aprendizado. Portanto, a prática de atividades que envolvem a atividade cinestésica pode contribuir significativamente para o desenvolvimento global da pessoa.

Ao valorizar e promover a inteligência cinestésica, é possível ampliar as possibilidades de aprendizado e crescimento pessoal, tornando as experiências de vida mais ricas e significativas.

Inteligência cinestésica: características e exemplos

A inteligência cinestésica é a capacidade de usar o corpo para expressar sentimentos e idéias, e a capacidade de produzir ou transformar as coisas com minhas mãos.É o tipo de inteligência que tanto os atletas quanto os dançarinos têm, além de artistas, mecânicos e cirurgiões.

Este conceito é baseado na teoria das inteligências múltiplas. Foi proposto em 1983 pelo psicólogo e professor da Universidade de Harvard Howard Gardner.Este autor argumenta que a competência cognitiva do homem é melhor descrita com o termo “inteligências”. Este conceito abrange o conjunto de habilidades mentais, talentos ou habilidades.

Inteligência cinestésica: características e exemplos 1

A inteligência cinestésica ou cinestésica do corpo pertence a um dos oito tipos de inteligência propostos por Gardner. Envolve habilidades no controle do corpo, bem como no manuseio e manipulação de objetos.Isso também inclui a capacidade de alcançar objetivos relacionados às ações físicas, além de treinar e refinar as respostas aos estímulos físicos.

Relacionado:  Estimulação precoce: objetivos, exercícios e benefícios

Às vezes, nossos movimentos ou posturas corporais tendem a ser automáticos, escapando à nossa consciência. Ao melhorar a inteligência cinestésica do corpo, a mente está mais consciente dos movimentos do corpo. Portanto, eles são controlados com mais segurança e precisão.

Dessa maneira, trabalhamos para que a mente regule nosso corpo e, ao mesmo tempo, treine o corpo a responder ao que a mente exige.

A teoria das inteligências múltiplas

Inteligência cinestésica: características e exemplos 2

Em 1983, Gardner publica seu livro “Quadros da mente: a teoria das múltiplas inteligências” . Este é o resultado de várias investigações no Centro de Pesquisa em Afasia da Universidade de Boston com pessoas que sofreram derrame e afasia.

Crianças do Projeto Zero de Harvard , um laboratório especializado em analisar o desenvolvimento cognitivo das crianças e implicações educacionais associadas, também foram estudadas .A questão central de sua pesquisa foi: a inteligência é uma coisa ou várias atividades intelectuais independentes?

Gardner definiu inteligência como “a capacidade de resolver problemas ou produzir produtos importantes em um contexto cultural ou em uma determinada comunidade”.

Sob essa perspectiva, a mente humana é melhor entendida como uma série de faculdades relativamente independentes que mantêm relações frouxas e imprevisíveis entre si.Assim, o conceito de mente é criticado como uma máquina com um único objetivo, que opera constantemente e com um único poder , independentemente do conteúdo e do contexto.

A inteligência não é, portanto, uma única capacidade da mente. Pelo contrário, é um espectro de diferentes modalidades, cada uma com sua área de especialização.Portanto, a inteligência é muito mais que um QI alto. Isso, na falta de produtividade, não pode ser considerado inteligência.

Definição mais ampla de inteligência

Gardner disse que a inteligência não poderia ser uma entidade única descrita psicometricamente com uma pontuação de QI. Devemos definir inteligência de uma maneira mais ampla.

Para fazer isso, ele estabeleceu vários critérios para definir a inteligência. Esses critérios foram extraídos de ciências biológicas, análise lógica, psicologia do desenvolvimento, psicologia experimental e psicometria.

Este autor afirma que todos os seres humanos conhecem o mundo através de 8 tipos de inteligência: linguística, análise lógico-matemática, representação espacial, pensamento musical, uso do corpo ou corpo cinético, entendimento dos outros ou interpessoal, entendimento de nós. mesmo ou intrapessoal e naturalista.

Assim, os sujeitos diferem na intensidade de tais inteligências. Além da maneira como eles os utilizam para agir, resolver problemas e progredir.

Características da inteligência cinestésica (exemplos)

Podemos distinguir a inteligência cinestésica pelas seguintes características:

– Habilidades no controle do movimento corporal (força, flexibilidade, velocidade, coordenação). Por exemplo, tenha força e coordenação para construir móveis pequenos.

– Conforto e conexão com seu próprio corpo.

– Segurança e intuição em seus movimentos. Por exemplo, esteja seguro ao manusear uma ferramenta, como um martelo ou chave inglesa.

– Habilidades na manipulação de objetos. Por exemplo, use suas mãos para criar coisas ou fazer reparos.

– Capacidade de atingir metas relacionadas a ações físicas.

– Capacidade de melhorar as respostas aos estímulos físicos. Trata-se de mudar as respostas, dependendo dos estímulos físicos capturados.

Perfil de pessoas com inteligência cinestésica

Inteligência cinestésica: características e exemplos 3

Há certas pessoas que têm maior predisposição para a inteligência cinestésica. Eles são caracterizados por alta destreza e coordenação, além de maior força, flexibilidade e velocidade.

Pessoas com esse tipo de inteligência aprendem melhor “fazendo”, em vez de ouvir, assistir ou ler. Eles preferem descobrir por si mesmos como as coisas funcionam, manipulando-as com as mãos.

Relacionado:  O que é apego emocional?

Ou seja, eles capturam melhor os conceitos quando conseguem manipular objetos fisicamente. Por exemplo, esses conceitos matemáticos baseados em objetos representados tridimensionalmente.

Esses indivíduos gostam de permanecer ativos e estar ao ar livre. Eles gostam de realizar atividades esportivas e expressões artísticas, como teatro ou dança. Destacam-se por suas habilidades em manipular objetos, construção e trabalhos manuais.

Geralmente escolhem perfis profissionais como artistas, dançarinos, atletas, fisioterapeutas, mecânicos, artesãos, cirurgiões, atores, etc.

Como desenvolver a inteligência cinestésica?

É possível desenvolver inteligência cinestésica através de formas muito diferentes e longe do ambiente escolar tradicional.

Pessoas que têm níveis mais altos desse tipo de inteligência preferem aprender agindo, tendo mais contato físico e corporal com as áreas do conhecimento.

– Ciência: através da realização de experimentos, conserte brinquedos ou dispositivos quebrados e tenha contato com animais, substâncias e objetos diferentes.

– Matemática: a inteligência cinestésica se desenvolve nessa área, criando objetos geométricos como pirâmides, cubos, etc. É como trabalhar com problemas cotidianos que envolvem matemática através de jogos e usando elementos manipuláveis.

– História e geografia: desenvolvimento de mapas, modelos e relevos sobre episódios ou lugares históricos.

– Linguagem e comunicação: realização de peças, debates, shows, histórias e histórias.

– Idiomas: através de músicas, interpretações e performances em diferentes idiomas.

Recomendações para escolas

Inteligência cinestésica: características e exemplos 4

É muito importante que sejam realizadas visitas a shows, zoológicos, museus, lugares históricos … Para que o aluno possa ver, tocar e sentir as coisas diretamente, envolvendo seu corpo.

Para desenvolver essa inteligência, recomenda-se que as escolas organizem mais excursões e escapadas ao ar livre relacionadas ao assunto em estudo. Como jogos, performances teatrais, danças … Até aprende a tocar instrumentos musicais.

Este método de aprendizado ativo desenvolvido através da experiência está sendo usado como método educacional em escolas alternativas. Para isso, trabalhamos com pequenos grupos de crianças e a criança está diretamente envolvida no assunto.

Assunto ativo

O aluno não é um sujeito passivo que apenas ouve ou lê informações, mas as experimenta através de seu corpo e as sente. Parece que esse método de aprendizagem é mais benéfico que o tradicional, pois se adapta às características individuais de cada criança.

Como resultado, as frustrações são evitadas e a motivação de cada aluno é aumentada à medida que seu ritmo de desenvolvimento é respeitado.

Dessa forma, atividades motoras grosseiras (movimentos mais amplos com todo o corpo) e finas (movimentos precisos, como aqueles feitos para desenhar ou escrever) são integradas no dia a dia.

Como a criança deve se mover entre diferentes grupos de crianças, coletar seus próprios materiais, discutir seu trabalho com outra pessoa, sair para encontrar algo de que precisa para seu projeto, etc. Assim, os alunos melhoram o manuseio de seus movimentos enquanto aprendem.

Referências

  1. Ávila, AM (1999). Inteligências múltiplas: uma abordagem à teoria de Howard Gardner. Horizontes pedagógicos, 1 (1).
  2. Inteligência cinestésica corporal. (sf). Recuperado em 27 de fevereiro de 2017, de International Montessori: http://www.international-montessori.org.
  3. Inteligência cinestésica corporal. (6 de maio de 2014). Obtido no Blog da Udemy: blog.udemy.com.
  4. Inteligência corporal / cinestésica. (sf). Recuperado em 27 de fevereiro de 2017, de My Personality: mypersonality.info.
  5. Davis, K., Christodoulou, J., Seider, S., & Gardner, H. (2011). A teoria das múltiplas inteligências. O manual da inteligência de Cambridge, 485-503.
  6. Gardner, H. (1998). Inteligências múltiplas: teoria na prática. Barcelona: Paidós.
  7. Gardner, H. (2014). Estruturas da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Cidade do México: Fundo de Cultura Econômica.

Deixe um comentário