Músculo Omohoide: Origem e Inserção e Funções

O músculo omo-hióideo é um músculo fino, plano e longo do pescoço. Morfologicamente, caracteriza-se por ser um dos poucos músculos digástricos do corpo humano, suas barrigas são consecutivas e unidas por um tendão intermediário.

Esse músculo bilateral também é chamado de omoplato-hióideo ou escapulo-hióideo, por suas inserções ósseas na escápula ou omoplata e no osso hióide. O caminho desse músculo é para cima e em direção ao centro. Pertence ao grupo anterior dos músculos do pescoço, dentro da subclassificação infra-hióideo.

Músculo Omohoide: Origem e Inserção e Funções 1

Isso significa que sua origem e inserção estão sob o osso hióide. Os músculos infra-hióideos são classificados em superficial e profundo; O músculo omo-hióideo está localizado dentro dos músculos superficiais, sendo o mais superficial desse grupo e, ao mesmo tempo, o mais lateral. Faz parte dos responsáveis ​​pela deglutição e fonação.

Origem e inserção

Para descrever a origem e a inserção do músculo omo-hióideo, a anatomia da escápula deve ser amplamente lembrada. A escápula ou omoplata é um osso uniforme, médio e triangular localizado na região posterolateral do tórax. Isso descreve duas faces, três arestas e quatro ângulos.

O músculo omo-hióideo se origina na borda superior da escápula. A principal característica da borda superior é o entalhe escapular ou coracóide.

Esse entalhe é convertido em um forame pela presença de um ligamento: o ligamento escapular transversal ou ligamento coracóide. Atravessa-o transversalmente na extremidade superior; O nervo supraescapular passa por esse forame.

O músculo omo-hióideo se origina no ligamento escapular transversal dentro do entalhe escapular ou coracóide e algumas fibras são inseridas na borda superior da própria escápula, medialmente ao entalhe.

A partir daí, ele viaja para frente, para cima e para o centro, passa sobre o eixo vascular do pescoço e depois do músculo esternocleidomastóideo.

No caminho, forma na parte central um tendão chamado tendão intermediário do músculo omo-hióideo, que lhe confere a característica do músculo digástrico. Possui barriga inferior e superior, ou posterior e anterior devido ao seu trajeto, que se torna ventral à medida que sobe.

Continue com a barriga superior ou anterior, que tem uma direção quase completamente para cima, é fixada na borda inferior e no corno maior do osso hióide, lateralmente ao músculo esterno-hióideo.

Relações músculo-hióideos

Face frontal

No caminho da parte inferior do ventre, por sua face anterior, está relacionado ao músculo trapézio, à clavícula e ao músculo subclávia.

À medida que se eleva, torna-se mais superficial e está relacionado apenas à fáscia cervical profunda e à pele. Essa fáscia cervical profunda envolve-a no nível do tendão intermediário e fixa-a.

A parte superior da barriga, também pela face anterior, está relacionada ao músculo esternocleidomastóideo e, quando inserida no hióide, deixa a sombra do esternocleidomastóideo e torna-se superficial novamente.

Face traseira

A parte inferior do abdome do omo-hióideo está relacionada por sua face posterior com o músculo serrátil maior, ascende e está relacionada ao plexo braquial, aos músculos escalenos e ao pacote neurovascular do pescoço.

O tendão intermediário está localizado na veia jugular; É por isso que o tendão às vezes é usado para identificar a veia jugular interna nas dissecções do pescoço.

A barriga superior, quase vertical, está relacionada aos músculos esternotireóideo e tireóide, que separam o músculo omo-hióideo da glândula tireóide.

Triângulo carotídeo

O músculo omo-hióideo faz parte das estruturas que delimitam o triângulo carotídeo, um dos triângulos mais importantes da anatomia devido ao seu conteúdo e porque representa uma parte do triângulo cervical anterior.

O triângulo carotídeo é constituído pela borda anterior do músculo esternocleidomastóideo nas costas, pela barriga posterior do músculo digástrico anteriormente e pela barriga superior do músculo omo-hióideo no ântero-inferior.

Neste triângulo está localizada a bifurcação carotídea (daí seu nome), a veia jugular interna, o nervo hipoglosso, a alça cervical do plexo cervical e o nervo vago, bem como o ramo interno do nervo laríngeo superior.

Funções do grupo omohioide

A principal função do músculo omo-hióideo é deprimir e fixar o osso hióide, bem como a laringe; Isso é feito para facilitar a deglutição e a fonação.

Também é responsável por tensionar a fáscia cervical para garantir a permeabilidade da veia jugular interna.

Síndrome do músculo omo-hióideo

É chamada de síndrome do músculo omo-hióideo uma patologia de aparência rara, cuja principal característica é o aparecimento de uma massa lateral no pescoço ao engolir devido a uma disfunção do músculo omo-hióideo.

Estudos indicam que essa disfunção se deve principalmente ao fato de a união da fáscia cervical com o tendão intermediário ceder ou se distender.

Os problemas causados ​​nessa patologia são principalmente estéticos, assim como a ansiedade do paciente ao visualizar a massa lateral, pois ele teme que ela possa ser causada por alguma patologia tumoral.

Irrigação

O músculo omo-hióideo recebe o suprimento sanguíneo através dos ramos da artéria tireoidiana inferior, que nasce da artéria subclávia.

A partir daí, o esôfago, a laringe, a traquéia, a glândula tireóide e alguns músculos cervicais, como o omo-hióideo, são distribuídos e irrigados.

Inervação

O músculo omo-hióideo, como os músculos esterno-hióideo e esternotireóideo, recebe sua inervação da raiz superior da alça cervical.

Isso se comunica com a raiz inferior da alça cervical, na região carotídea, formando a alça cervical, também chamada alça hipoglossa. A partir daí nascem ramos nervosos, geralmente um por músculo, responsável pela inervação dos músculos infra-hióideos.

Referências

  1. Kim L, Kwon H, Pyun SB. Pseudodisfagia devido à síndrome do músculo omo-hióideo. September 2009; 24 (3): 357-361.
  2. Latarjet Ruiz Liard. Anatomia Humana 4ª Edição. Editora Panamericana. Volume 1. Músculos do pescoço. P. 131.
  3. Franks H. Netter, MD Atlas de Anatomia Humana. 3ª Edição. Elsevier editorial. Placas 24-25, 27-29, 410.
  4. Chamath Ariyasinghe et al. Radiopaedia Músculo omo-hióideo Recuperado de: radiopaedia.org
  5. Equipe Médica Healthline. Healthline Omohyoid 20 de abril de 2015. Recuperado de: healthline.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies