O que é cambaceo? Características, vantagens e desvantagens

O que é cambaceo? Características, vantagens e desvantagens

O cambaceo é o nome dado a uma das estratégias de vendas mais antigas, na qual uma pessoa está envolvida em oferecer um produto ou serviço diretamente a cada um de seus potenciais compradores ou clientes. É, em outras palavras, o sistema de vendas “cara a cara” ou “porta a porta”.

O vendedor geralmente é o produtor ou fabricante de algum bem ou serviço, embora também possa ser um vendedor profissional contratado para esse fim. Por exemplo, um representante de uma companhia de seguros visita clientes em potencial em seus escritórios para tentar vender seus serviços a eles.

O sistema cambaceo, tal como foi concebido em seus primórdios, vem caindo em desuso, desde que surgiu como uma maneira de aproximar produtos de consumidores geograficamente distantes das áreas urbanas e dos mercados formalmente estabelecidos.

No entanto, o cambaceo continua sendo uma forma atual de venda e, em alguns casos, muito bem-sucedida. É o caso das vendas por catálogo de produtos de beleza ou utensílios domésticos, as chamadas “vendas em vários níveis”, que empregam vendedores que estão subindo na escala à medida que recrutam mais pessoas para multiplicar as vendas.

Além disso, os tradicionais fornecedores “porta a porta” que continuam a existir, especialmente em áreas rurais sem acesso à Internet e sem uma oferta variada de bens e serviços disponíveis.

Principais características do cambaceo

– Sobre produtos e serviços para pessoas geograficamente distantes de shopping centers ou para aquelas que, por algum motivo, não podem se mudar para esses centros.

– Oferece uma quantidade e variedade relativamente pequenas de produtos ou serviços.

-Os produtos são oferecidos diretamente ou são mostrados através de catálogos com fotografias; Nesse caso, o cliente seleciona os produtos ao seu gosto e o vendedor os entrega na próxima visita.

-Permite a transação comercial de bens e serviços para pessoas que não estão incluídas no sistema financeiro formal, ou seja, para quem não possui cartão de crédito, conta bancária, etc.

– Geralmente não tem publicidade nos meios de comunicação de massa e usa marketing doméstico rudimentar.

– Por não estar imerso no sistema comercial formal, o cambaceo permite oferecer melhores preços, pois não possui custos adicionais como publicidade, distribuição e pagamento de tributos que tornam os produtos mais caros.

Graças ao tratamento direto com o consumidor, o cambaceo permite facilidades de pagamento adaptadas às possibilidades de cada cliente.

Vantagens do cambaceo

-O vendedor tem a possibilidade de encontrar seu cliente diretamente, sem intermediários, e interagir com ele quantas vezes e conforme necessário em seu local de residência ou trabalho.

-Este contato pessoal fornece ao comerciante conhecimento em primeira mão de seu consumidor, que é uma ferramenta muito valiosa para o desenvolvimento de seus produtos.

-Para o cliente, esse contato direto e pessoal também garante informações suficientes e adequadas antes da compra do produto, garantindo-lhes que será exatamente o que eles esperam e desejam dele.

– Permite fazer uma avaliação exaustiva e particular das vantagens e desvantagens do produto ou serviço que oferece.

-Fácil fazer as alterações ou ajustes necessários para melhor atender às necessidades do consumidor.

Estabelecer uma relação de confiança e conhecimento que não é possível por meio de outras formas de vendas mais massivas.

-Permite transações comerciais para pessoas que não estão incluídas no sistema bancário.

-Este contato direto e conhecimento íntimo do cliente, permite ao vendedor conceder créditos domésticos, parcelamentos por conveniência e geralmente sem juros, além de outros benefícios, para pessoas que nem sempre o conseguiam no mercado formal.

Tudo isso é alcançado com base em uma relação de confiança e compromisso moral.

-Omitindo muitas etapas da cadeia comercial, o produto chega às mãos do consumidor com menos custos, mais econômico.

-Este último também significa menos despesas para o produtor.

Desvantagens do cambaceo

-O produtor ou vendedor tem uma gama limitada de ações, definida pelo escopo geográfico.

-O cliente tem poucas opções ou opções limitadas, em comparação com as oferecidas pelos grandes mercados.

-Eles não têm acesso à publicidade nos meios de comunicação de massa, portanto, têm pouca ou nenhuma capacidade de competir com grandes marcas ou estabelecimentos formais.

-O relacionamento comercial depende de muito poucas pessoas, com as quais a manutenção desse relacionamento se torna frágil nos dois extremos, ou seja, se o comprador desaparecer ou se o vendedor desaparecer.

-Em um mundo cada vez mais inseguro, também é cada vez mais difícil conseguir que um cliente abra as portas de sua casa a um vendedor desconhecido.

O cambaceo hoje em dia

Dissemos anteriormente que o Cambrian é uma prática comercial antiga e que, como foi originalmente concebida, caiu em desuso devido ao surgimento da tecnologia.

Mas, em vez de enfraquecer, o Camboja sofreu uma mutação, fortalecendo-se graças a essas novas ferramentas oferecidas pelo mundo moderno.

É fato que a venda porta a porta desse ex-vendedor de leite, vassouras e utensílios é cada vez mais impensável nas grandes cidades.

Mas basta olhar para a atitude dos políticos em tempos próximos às eleições para descobrir uma nova maneira de cambaceo.

A “estampa” ou a visita de casa em casa dos candidatos é claramente uma venda direta, na qual promessas são oferecidas e votos são solicitados como forma de pagamento.

Por outro lado, é cada vez mais comum ver como empresas de todos os tipos e tamanhos oferecem seus produtos ou serviços por meio da plataforma online. E isso é feito tanto por grandes empresas estabelecidas, como o pequeno produtor ou o artesão independente.

É uma nova forma de cambaceo em que o vendedor – não mais carne e osso, mas finalmente vendedor – continua batendo na porta de cada casa para oferecer virtualmente suas mercadorias. A campainha agora é publicidade online.

Graças à constante otimização dos recursos tecnológicos, a oferta ao consumidor foi ampliada, enriquecida em termos de suas características, especificações e informações, bem como o alcance geográfico que o produtor pode alcançar foi estendido quase de forma ilimitada.

O conhecido comércio eletrônico nada mais é do que uma “troca digital” que se tornou uma ferramenta muito útil para:

  • Lançar novos produtos e realizar promoções
  • Solicite “testes” ou testes de produtos aos principais clientes
  • Criar lealdade à marca: o consumidor se identifica com um produto que ele considera adaptado a ele e com uma marca que fala diretamente com ele
  • Minimize os custos ao alcançar exatamente o público-alvo
  • Gere maior lucratividade.

Visto por esse ângulo, o cambriano, longe de morrer, conseguiu, como poucos outros, adaptar-se às mudanças e novas realidades. Ele está mais vivo do que nunca e está aqui para ficar.

Referências

  1. Cambaceo. Recuperado de es.wikipedia.org
  2. O que é o Cambaceo? Recuperado de cambaceo.jimdo.com
  3. Abraham Geifman (2012) O cambaceo como arma comercial. Recuperado de merca20.com
  4. Abraham Geifman (2016). Marketing Digital com Salsa. Lagares Editorial Innovation. México.
  5. Estratégias de vendas de marketing. Recuperado de gestiopolis.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies