O que significa a cor azul em Psicologia?

O que significa a cor azul em Psicologia? 1

Se olharmos para a Terra do espaço, é muito fácil adivinhar por que também é chamado de planeta azul.

Obviamente, é a alta presença de mares e oceanos em nossa cidade, ocupando esses três quartos do mundo. Mas se a vemos azul, não é por causa da água em si, mas por causa de como nossos olhos percebem a refração e a absorção de luz.

A cor tem grandes implicações no nível simbólico desde os tempos antigos, e hoje é sabido, mesmo no nível científico, que a percepção de uma determinada cor pode ter efeitos no nível psíquico, tanto em nós quanto em outros seres. O que significa a cor azul em Psicologia? Vamos descobrir isso ao longo deste artigo.

Qual é essa cor?

A cor azul é uma das cores primárias que o ser humano é capaz de perceber, e uma das quais um dos três tipos de cones que temos em nossos olhos é capaz de detectar diretamente. É importante ter em mente que a cor não é uma entidade ou propriedade per se da luz, mas um efeito da percepção de sua refração sobre os objetos . Assim, as coisas não são azuis, mas nós as percebemos azuis.

Especificamente, poderíamos considerar que a cor azul é a percepção através da visão do reflexo da luz com um comprimento de onda entre 460 e 482 nm , incluindo, na verdade, uma ampla gama de tons, dependendo do quanto ele se mistura com os outros cores básicas

O que significa a cor azul em Psicologia?

A cor azul teve e sempre teve um grande efeito na psique humana, em grande parte devido ao simbolismo e à associação da cor com elementos que percebemos dessa cor e que geram experiências emocionais concretas. Especificamente, a cor azul é geralmente ligada à água em quase todas as suas formas, especialmente mares e oceanos, além de chuva. Também destaca sua associação com a cor do céu.

Relacionado:  7 maneiras práticas para combater o mau humor

Essas associações são, de fato, aquelas que geralmente dão significado tanto positivo quanto negativamente. Geralmente, o azul claro (céu azul, como a manhã ou a água calma) geralmente apresenta uma simbologia mais inocente e pura, enquanto o azul escuro está mais relacionado à maturidade e dureza (mais típicas de tempestades, ondas e pôr do sol).

Esses efeitos e sua possível aplicação prática são estudados no que é conhecido como psicologia da cor. Dentro disso, observou-se que o azul geralmente está ligado à introspecção, timidez e tolerância, mas provavelmente o seu elo mais conhecido é com a idéia de serenidade e calma . É uma das cores mais relacionadas à tranquilidade e controle da situação, bem como à paz, compreensão e proteção. Também está ligado ao cuidado dos outros e à confiança e credibilidade. Os tons mais claros são frequentemente associados à inocência e à generosidade, enquanto os mais sombrios estão relacionados à inteligência, poder e saber ser.

Além disso, o azul está frequentemente ligado à estabilidade mental e emocional, bem como à razão (também à inteligência) e a uma maneira de lidar com a realidade racional. Observou-se que a contemplação do azul favorece o controle e o aprofundamento da respiração, além de auxiliar nos processos de meditação. Também parece favorecer a criatividade e a cordialidade, bem como a compreensão entre as pessoas.

  • Você pode estar interessado: ” Diferenças entre psicologia e antropologia “

Outros significados

Outros conceitos que uma grande parte do mundo simboliza com essa cor são liberdade, lealdade, harmonia, fidelidade, seriedade e verdade . A cor azul também está associada à força e autoridade, energia física, inteligência e esporte. Da mesma forma, tem sido tradicionalmente associado à masculinidade, modernidade e desenvolvimento tecnológico.

Por outro lado, e como o restante das cores, o azul também pode ter conotações negativas ou dificultar a vida cotidiana. Por exemplo, como mencionado acima, está associado à capacidade de introspecção e controle. Mas isso também o vincula ao excesso de cores: especialmente as cores escuras estão associadas ao comportamento hipercontrolado e à falta de espontaneidade. Também está associado ao egocentrismo e ao distanciamento, bem como à ocultação que não revela mais a própria identidade ou fraqueza.

Relacionado:  A teoria política de Mary Wollstonecraft

Não é incomum a cor azul identificar pessoas rígidas e conservadoras, melancólicas e emocionais . No campo do humor, é comum porque existe um elo entre azul e tristeza ou depressão, além de passividade.

Utilitários práticos

O conhecimento desses efeitos na psique humana pode ser muito útil, pois pode ser usado para favorecer estados emocionais específicos e contribuir para melhorar o humor e a saúde mental.

Por exemplo, juntamente com o objetivo, é geralmente usado em hospitais (especialmente nas áreas dedicadas às crianças), escolas e centros de meditação, yoga e na prática de atividades de relaxamento. É comum que ele também apareça nas áreas comuns e de descanso de escritórios e escritórios de diferentes tipos de profissionais. Nos esportes, é bastante comum. Também é usado em quartos, onde está associado a uma maior percepção de tranquilidade e facilita o sono. Também na cozinha, onde fica mais fácil comer menos.

De uma maneira menos inocente e mais interessada, também é frequentemente usado no mundo da publicidade e marketing pelas mesmas razões. Muitas marcas o usam devido ao seu vínculo com credibilidade, verdade e poder , além de sua associação com a liderança. Da mesma forma e devido ao exposto, também é comum usá-lo em diferentes tons em diferentes eventos políticos e campanhas eleitorais.

O azul em outras culturas

Até agora, comentamos o papel e o valor da cor azul do ponto de vista da psicologia ocidental. No entanto, devemos ter em mente que o azul pode adquirir diferentes nuances, dependendo da cultura em que estamos.

Essa cor recebe uma consideração importante em muitas religiões . Exemplos disso são o Egito ou a Índia, nos quais é considerado sagrado que, na religião hindu, o deus Krishna (uma das principais e mais importantes divindades de seu panteão, símbolo de amor e carinho, mas também de severidade) tenha a pele dessa cor. O judaísmo tende a ligá-lo à santidade, bem como ao cristianismo (por exemplo, as roupas da Virgem são frequentemente representadas em azul).

Relacionado:  A relação entre Big Data e psicologia

Nos países muçulmanos, o azul é considerado uma cor ligada à proteção, pois é a cor do céu , além de poder econômico. Os povos indígenas da América do Sul freqüentemente o vinculam ao espiritual e ao sagrado, fazendo parte da roupa de alguns de seus deuses mais importantes.

Na China, está ligada à cura e à harmonia, podendo simbolizar a madeira e ser considerada uma cor de boa sorte. No entanto, às vezes o azul é desaprovado e está associado à pornografia e até ao mal. De fato, antigamente pessoas de olhos azuis eram desaprovadas naquele país, sendo consideradas não naturais. Na Coréia, seu significado está relacionado à morte, sendo de fato a cor do luto. Na Europa Oriental, geralmente está ligada à imortalidade. Na Bélgica, ao contrário da maioria do mundo em que está ligado ao masculino, está associado às meninas.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies