Os 13 tipos de liberdade e suas características

A liberdade é o poder eo direito de agir, pensar ou falar sobre a maneira que você quiser, sem restrições ou impedimentos. É um dos principais valores das sociedades desenvolvidas e um dos direitos humanos fundamentais. No entanto, é também uma questão complexa que gera muito debate.

Existem muitos tipos diferentes de liberdade, sendo cada um deles fundamental para o pleno desenvolvimento de qualquer pessoa. Mesmo assim, a maioria das pessoas não conhece realmente os diferentes aspectos que esse conceito inclui, de modo que muitas vezes surgem problemas em torno dele.

Os 13 tipos de liberdade e suas características 1

A liberdade é essencial para poder viver uma vida digna e buscar a felicidade , que são dois dos direitos estabelecidos na Constituição da maioria dos países desenvolvidos. Em geral, a liberdade tem a ver com as ações do governo de cada país e com a interação de cada indivíduo com o meio ambiente.

Neste artigo, veremos quais são os tipos mais importantes de liberdade, bem como suas características mais relevantes e como elas afetam nossa vida cotidiana.

Os diferentes tipos de liberdade e suas características

1- Liberdade de opinião

Os 13 tipos de liberdade e suas características 2

Fonte: pixabay.com

Um dos tipos mais básicos de liberdade é o que implica a possibilidade de ter pensamentos diferentes dos demais, sem sofrer consequências negativas. A liberdade de opinião reconhece o direito de ter posições ideológicas diferentes das de outras pessoas sem sofrer repressão.

A liberdade de opinião é geralmente muito pouco compreendida. O fato de podermos ter nosso próprio ponto de vista não implica que outros não possam nos criticar por isso; nem significa que o resto tenha que concordar conosco.

De fato, ter liberdade de opinião significa simplesmente que a expressão de idéias que não estão de acordo com as de uma maioria predominante ou de um grupo que está no poder não pode ser reprimida no nível jurídico ou por coerção. Mesmo assim, podemos sofrer consequências negativas quando manifestamos uma opinião impopular.

Por outro lado, ao expressar nossa opinião desse direito, é necessário lembrar que devemos ter cuidado com os outros tipos de liberdades de outros indivíduos.

Assim, se manifestarmos violentamente nossas idéias ou atacarmos outra pessoa, poderemos estar violando alguns de seus direitos fundamentais.

2- Liberdade de expressão

Os 13 tipos de liberdade e suas características 3

As redes sociais são uma maneira atual de expressar idéias e crenças

A liberdade de expressão é freqüentemente confundida com a de opinião, uma vez que ambos têm uma série de elementos em comum que dificultam sua distinção às vezes. No entanto, esses são conceitos diferentes e é necessário estudar separadamente.

A liberdade de expressão implica a possibilidade de não apenas ter uma opinião diferente da “oficial” ou da maioria, mas também ser capaz de expressá-la através de palavras ou ações sem ter que sofrer conseqüências negativas institucionalizadas devido a ela.

Assim, poderíamos dizer que a liberdade de expressão implica dar um passo além do da opinião. Na maioria dos estados democráticos, isso é garantido com elementos como a possibilidade de publicar obras (como livros ou filmes) defendendo qualquer tipo de idéia ou expressar publicamente seus pensamentos, como na televisão ou nas redes sociais.

Mesmo assim, como na liberdade de opinião, a expressão é limitada pelo restante das liberdades e direitos de outras pessoas. Desse modo, em alguns Estados, a expressão de idéias que fomentam o ódio ou que promovem atos violentos como o terrorismo é punível por lei.

Relacionado:  Influência social: definição, teorias, tipos

3- Liberdade de escolha

Outro dos tipos mais importantes de liberdade é o que implica a capacidade de escolher o tempo todo o que você deseja fazer e a maneira como deseja agir. Ao mesmo tempo, também está relacionado à capacidade de decidir sobre qualquer aspecto que afete a vida pública ou privada do indivíduo.

No entanto, como na liberdade de opinião ou expressão, ter a capacidade de escolher o que você quer fazer o tempo todo não implica que não haja consequências negativas ao tomar uma decisão específica. Em muitas ocasiões, a escolha implica aceitar os problemas derivados da própria escolha.

Embora a liberdade de escolha possa ser bastante reduzida, por exemplo, em estados totalitários, alguns estudiosos acreditam que é realmente impossível eliminá-la completamente.

Assim, especialistas nessa área acreditam que, em qualquer situação, sempre temos a possibilidade de escolher a maneira pela qual queremos agir.

Por isso, a falta desse tipo de liberdade implicaria, na verdade, a redução das opções disponíveis, bem como a piora dos resultados que podem ser obtidos com cada uma delas.

4- Liberdade de manifestação

Os 13 tipos de liberdade e suas características 4

A liberdade de manifestação implica a possibilidade de protestar contra qualquer ato, situação ou decisão considerada prejudicial ou negativa. Ocorre quando uma pessoa pode expressar publicamente sua aversão a qualquer elemento, mesmo que venha das esferas mais altas.

Uma das maneiras de expressar a liberdade de manifestação é através de greves. Neles, os trabalhadores protestam contra o que consideram uma situação de emprego injusta ou precária, com a intenção de informar seu empregador que eles não concordam com o modo como as coisas estão sendo realizadas.

Contudo, às vezes a liberdade de manifestação é abusada, no sentido de que os manifestantes interferem nos direitos de outras pessoas. Isso ocorre, por exemplo, em piquetes informativos, durante os quais aqueles que desejam fazê-lo não têm permissão para ir para seus trabalhos ou estudos.

Infelizmente, a liberdade de manifestação é limitada ainda hoje em muitos países do mundo, e não apenas naqueles que são considerados antidemocráticos.

5- Liberdade de associação

Os 13 tipos de liberdade e suas características 5

Outro dos tipos mais importantes de liberdade é o que inclui o direito de qualquer indivíduo de formar grupos com pessoas com quem ele compartilha certas características ou ideologias. Isso tem dois aspectos: por um lado, aquele que implica a criação de grupos com objetivos legais; e, por outro, o de grupos não regulamentados.

Quanto aos grupos com objetivos legais, podemos encontrar instituições, partidos políticos, associações ou organizações que planejam influenciar a vida pública de alguma forma.

Nesse sentido, também podemos mencionar grupos religiosos, embora eles também estejam relacionados à liberdade de culto que veremos mais adiante.

Por outro lado, grupos sem objetivos legais podem incluir grupos de pessoas, como reuniões, grupos on-line, como aqueles encontrados em fóruns ou redes sociais e, em geral, todos aqueles que reúnem pessoas com idéias e crenças semelhantes, mas que não têm intenção de gerar um impacto cultural ou social.

Relacionado:  Contratransferência (psicanálise): o papel da terapia

Além da possibilidade de criar grupos relacionados a qualquer assunto, a liberdade de associação também contempla o direito de deixar de fazer parte de um grupo no momento em que se deseja fazê-lo.

Assim, de acordo com essa liberdade fundamental, ninguém pode ser forçado a permanecer dentro de um grupo se não quiser fazer parte dele.

Novamente, nem todos os países do mundo reconhecem totalmente a liberdade de associação e há algum debate em torno dessa idéia. A criação de grupos de ódio ou incitação à violência deve ser permitida? Cada Estado deve tomar uma decisão a esse respeito e estabelecer os limites que considerar apropriados.

6- Liberdade de circulação

Os 13 tipos de liberdade e suas características 6

A liberdade de movimento é possivelmente um dos tipos mais controversos desta lista. É direito de qualquer pessoa circular livremente em qualquer território, incluindo a mudança de país, independentemente de seu local de origem e sem discriminação com base em diferenças de gênero, religião, raça ou orientação sexual.

Na maioria dos países, entende-se que a liberdade de circulação só é garantida desde que um estrangeiro cumpra um conjunto de requisitos ou regras estabelecidos para evitar problemas como imigração ilegal. No entanto, as condições específicas estabelecidas em cada território variam muito.

Assim, enquanto em alguns lugares como a União Européia qualquer membro pode mudar de país sem restrições e sem quase nenhuma dificuldade, em outras partes do mundo é necessário cumprir uma longa lista de requisitos para cruzar fronteiras.

Como se isso não bastasse, geralmente as condições necessárias para entrar em um país dependem de aspectos como o local de origem da pessoa, sendo as condições para obter um visto muito diferente dependendo da nacionalidade do indivíduo.

7- Liberdade de culto

Os 13 tipos de liberdade e suas características 7

A Bíblia, livro sagrado do cristianismo

A liberdade de culto tem sido de grande importância histórica. Implica a possibilidade de escolher a religião que você deseja professar ou mesmo a ausência de uma, sem que isso leve a consequências negativas ou discriminação por órgãos oficiais.

Ao longo da história, a liberdade de culto tem sido praticamente inexistente na maioria dos territórios do planeta. Em geral, cada país tem uma religião majoritária, que foi imposta a todos os cidadãos do mundo, independentemente de suas opiniões, desejos ou crenças verdadeiras.

As pessoas que foram observadas adorando outras religiões além da oficial geralmente sofreram consequências muito graves, que podiam variar de simples ostracismo a pena de morte. Essa situação só foi superada em alguns territórios nos últimos séculos, com a liberdade de culto sendo muito recente.

Atualmente, a maioria dos países ocidentais contempla a liberdade de culto e garante esse direito a seus cidadãos, bem como a muitos orientais. No entanto, em alguns territórios essa liberdade ainda não é garantida, especialmente naqueles em que certas religiões violentas são predominantes.

8- Liberdade educacional

Os 13 tipos de liberdade e suas características 8

Outro dos tipos mais importantes de liberdade é o que garante o direito de escolher a própria educação ou a das crianças. Implica a possibilidade de escolher que tipo de idéias e assuntos você deseja aprender ou quais você deseja que os filhos aos quais é responsável sejam expostos.

Para que exista uma liberdade verdadeiramente educacional, é necessário que seja estabelecido um sistema que permita a coexistência de diferentes métodos e opções de ensino.

Relacionado:  Jerome Bruner: Biografia e teoria da aprendizagem da descoberta

Na Espanha, por exemplo, existe uma maneira parcial de escolher os pais entre escolas públicas, concertadas e privadas, mas que seguem o mesmo currículo.

9- Liberdade acadêmica

Muitas vezes confundida com a liberdade educacional, a liberdade acadêmica não tem nada a ver com a educação recebida. Pelo contrário, está relacionado à possibilidade de realizar investigações sobre qualquer assunto desejado, mesmo que seja algo controverso ou que contrarie os interesses do poder dominante.

Assim, nas democracias e nos países que garantem os direitos de seus cidadãos, qualquer pessoa pode decidir realizar uma investigação que busque demonstrar idéias contrárias às mantidas pelo governo. Em uma ditadura, no entanto, isso não apenas seria permitido, como também é punível por lei.

Por outro lado, a liberdade acadêmica também implica a possibilidade de compartilhar o conhecimento adquirido durante uma investigação desse tipo com outras pessoas, sem nenhum tipo de censura ou conseqüência negativa por instituições oficiais.

10- Liberdade positiva

É sobre liberdade ser capaz de fazer alguma coisa. Por exemplo, viaje, pratique esportes ou assista a um filme. Cada pessoa tem um certo grau, pois nem todos podem fazer tudo.

11- Liberdade negativa

É a liberdade de interferência de outras pessoas. Por exemplo, um pai que é autoritário ou superprotetor demais é uma ameaça à liberdade negativa de um adolescente.

12- Liberdade de manipulação

É a liberdade de não ser ameaçado, manipulado ou chantageado por outra pessoa. Se uma pessoa decide pela outra, está ameaçando sua liberdade de manipulação.

13- Equanimidade

É uma liberdade que implica um equilíbrio psicológico; liberdade do medo, dúvida ou inquietação.

Conclusão

A liberdade é um dos aspectos mais importantes da vida de qualquer pessoa; e como você pode ver, é também um dos mais complexos. Muitas vezes, esse valor é confrontado com outros igualmente importantes, como segurança.

Por esse motivo, os líderes de cada país precisam tomar decisões sobre o grau de liberdade que permitem a seus cidadãos. Nos estados democráticos, a intenção é maximizar a liberdade de todos os habitantes, garantindo o bem-estar de qualquer indivíduo, prevenindo a discriminação ou agressão.

Hoje, o debate sobre a liberdade é mais importante do que nunca, pois os cidadãos podem se expressar completamente pela primeira vez na história, graças ao surgimento de ferramentas como a Internet ou as redes sociais. No entanto, a luta pela liberdade ainda não foi vencida e exige um grande esforço de todos.

Referências

  1. “Conheça os 11 tipos de liberdade” em: Recursos de auto-ajuda. Retirado em: 11 de fevereiro de 2019 de Recursos de auto-ajuda: autoadvocacy.com resources.
  2. “Tipos de liberdade” em: Exemplos. Retirado em: 11 de fevereiro de 2019 de Examples: examples.co.
  3. “Que tipos de liberdade existem?” Em: Answers.tips. Retirado em: 11 de fevereiro de 2019 de Replies.tips: replies.tips.
  4. “Tipos de liberdade” em: Classificação de. Recuperado em: 11 de fevereiro de 2019 de Classificação de: clasificacionde.org.
  5. “Liberdade” em: Wikipedia. Retirado em: 11 de fevereiro de 2019 da Wikipedia: en.wikipedia.org.
  6. Peter Levine (2013). Seis tipos de liberdade. Retirado de peterlevine.ws.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies